Anda di halaman 1dari 1

ESCALAPB 2% 5% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% 90% 95% 98%

PB
100%
ESCALACOR 2% 5% 10% 15% 20% 30% 40% 50% 60% 70%
COR
80%85% 90% 95% 98% 100%

Produto: JT - BR - 14 - 09/09/07 14A - Cyan Magenta Amarelo Preto

14A JT JORNAL DA TARDE


%HermesFileInfo:14-A:20070909:

DOMINGO, 9 I 9 I 07

>pais & mestres


Sugestãodeaula:EnsinoFundamental

Ohiphopnasaladeaula
EDUCOMUNICAÇÃO

BIBLIOGRAFIA
ANDRADE, Elaine Nunes de (org). Rap e educação, rap é educação. São
Paulo. Summus, 1999
Hip hop tem a ver com música, dança, COSTA, Cristina. Educação, imagem e mídias. São Paulo: Cortez, 2005.
moda, grafite, fanzine. Tem a ver com HERSCHMANN, Micael. O funk e o Hip-Hop invadem a cena. 2ª Edição.
a periferia, seus sonhos e a vida de sua Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2005
juventude! Nascido nos anos 90, o MORIN, Edgar. A religação dos saberes: o desafio do século XXI. 2ª edição.
Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2002
movimento já está integrado, hoje, ao
MORIN, Edgar. Os sete saberes necessários à educação do futuro. 8ª edição.
cotidiano de diferentes grupos sociais, São Paulo: Cortez. Brasília: UNESCO, 2003
chegando à mídia e vendendo milhões ROSA, João Guimarães. Sagarana. 36ª Edição. Rio de Janeiro, Nova
de CDs. Deixou, assim, de ser um Fronteira
fenômeno marginal e passou a ganhar
visibilidade como expressão estético-
política. Caracteriza-se pela força de
seus protestos

João Guimarães Rosa


Em 1947, o autor do romance Grande Sertão: Veradas,
seu livro mais importante, publicou o conto intitulado
A hora e a vez de Augusto Matraga. Augusto é filho e
herdeiro de um coronel. É reconhecido por sua violência,
arrogância, irresponsabilidade e imaturidade. Depois de
perder quase tudo - família, propriedades e poder - escapa
da morte em uma briga com um fazendeiro. Durante a
difícil recuperação da saúde, se arrepende e se junta a
um casal de benfeitores que o acolhe. Junto ao casal,
Augusto parte para um sítio distante. Conhece, então, um
bando de matadores liderados por Joãozinho Bem-Bem,
que o convida para se juntar aos pistoleiros. Ele resiste
à tentação. Mas seu destino estava marcado: abandona
a vida doméstica e parte sem destino até reencontrar e
duelar com Joãozinho Bem-Bem

PESQUISA- JT/NCE-USP

O Núcleo de Comunicação e Educação da USP quer ouvir a opinião “pais e mestres”e tem interesse em relatar a sua experiência ou
do leitor do JT sobre as sugestões de aula propostas aos domingos. até mesmo quer sugerir novos temas, entre em contato por meio
Se você já desenvolveu alguma das atividades sugeridas na coluna do site: http://www.usp.br/nce/email

MARIA REHDER de de articular formas simbólicas diante da idéia do Diabo/Mal e de DESENVOLVIMENTO gusto não foi nada: passava os dias tualizando o conteúdo e a lingua-
maria.rehder@grupoestado.com.br
de resistência e um forte discurso Deus/Bem. 1º etapa: antes de solicitar a debaixo da chuva.” gem de Guimarães Rosa.
Aliteraturaeohiphoppodemcon- de conscientização e mobilização O professor deve contribuir para 4 leituraeinterpretaçãodotex- A violência de Deus: “Mas, qual, aí 7º etapa: proponha uma mostra
tribuir para identificar, na produ- social, elaborados com identidade que os estudantes transponham a to,discutaaimportânciadaliteratu- eraqueserperdia,mesmo,queDeus em que cada grupo apresente sua
ção cultural, os diversos recursos e autonomia, apontando para difi- ficção para, na realidade, buscar ra como forma de arte, expressão e o castigava com mão mais dura...” releitura do trecho estudado do
que são utilizados para expressar culdades próprias das desigualda- pontos comuns com as informa- cultura do ser humano. A violência das tentações: “Assim, conto de Guimarães Rosa.
osconflitoshumanos,alémdecum- des sociais como a pobreza, a vio- çõesdeseusprópriosrepertórios.E 2ºetapa:registrenalousaasprinci- sim, que era bom fazer penitência,
prir – cada um a seu modo – com a lência, o desamparo e as infinitas também desenvolver uma leitura pais percepções dos estudantes com a tentação estimulando, com o SUGESTÃO
função de ampliar o repertório e o formas de preconceito. por uma perspectiva multidiscipli- comrelaçãoaocontatocomalitera- rastonoterrenoconquistado, como Comoohiphoppermitemui-
campo de expansão do imaginário Narealizaçãodesteesboçodeau- nar, utilizando conteúdos próprios tura (por meio de leituras, filmes, perigo e tudo.” 5 tas abordagens, o professor
da sociedade. la, voltada a alunos de 7ª e 8ª séries de História, Geografia, Sociologia e novelas, minisséries). A violência da beleza: “(...) e deu poderá propor desde a elaboração
Oautor–dotextoliterário,dogra- doensino fundamental, colaborou Psicologia (comportamento). 3º etapa: divida a sala em grupos e uma manhã em que Nhô Augusto de programas de rádio pelos estu-
fite, do rap, da dança, do fanzine – ElianeMiraglia,educomunicadora distribua os trechos para leitura e saiu para o terreiro e desconheceu o dantes até a produção de fanzines
registra a realidade e a compartilha emestreemCiênciasdaComunica- MATERIAL interpretação.Auxilieosgrupos,es- mundo:umsol,talqualzinhoabola ou documentários, com a inclusão
com o mundo, revelando formas ção pela ECA/USP. Oprofessorpoderáproviden- pecialmente com relação ao voca- de enxofre do fundo do pote, mari- de imagens e coreografias que ex-
próprias, criativas e, muitas vezes, 2 ciar cópias ou solicitar que os buláriodotexto,porquetrata-se de nhava céu acima, num azul de plorem toda a potencialidade do
inéditas de representá-la. OBJETIVO estudantes pesquisem na bibliote- umalinguagem regionalespecífica águassempraias,comluzjogadade diálogo (verbal e não verbal) entre
No caso do hip hop, a proposta é Fazer com que os estudantes ca o conto a ser estudado. de uma época. Aproveite a oportu- umparaooutrolado,eumdesperdí- osestudantes eo textoliterário, de-
ir além do registro, em direção à 1 conheçam o conto A hora e a nidade para ajudar os alunos a co- cio de verdes cá embaixo – a manhã monstrandoaflexibilidadeeainte-
transformaçãosocial.Oobjetivoda vezdeAugustoMatraga,deGuima- O TEXTO meçarem a fazer uma atualização mais bonita que ele já pudera ver.” gração entre essas linguagens.
aula de hoje, proposta pelo JT em rãesRosa,pormeiodaleitura,inter- A estrutura do texto pode ser dos termos, buscando paralelos Apresençadamúsicanocotidiano:
parceriacomoNúcleodeComuni- pretação e reconstrução do texto, 3 divididanasseguintespartes: nas gírias e expressões atuais. “Cantou, um longo tempo. Até que PAPEL DO PROFESSOR
cação e Educação da Universidade identificandoamaneiracomooau- Parte 1: Nhô Augusto e Sariema 4ºetapa:peçaaosgruposquedesta- todas as asas saíssem do céu.” Levarosestudantesaseapro-
de São Paulo (NCE/USP), coorde- tormodelaalinguagemparacarac- Parte 2: Dona Dionóra e Ovídio quemostrechosemqueotextotra- 5ºetapa: depois de ler e interpretar 6 priaremeafruíremotextolite-
nadopeloprofessorIsmardeOlivei- terizar o ambiente, a vida e as rela- Parte 3: A traição dos capangas te de religiosidade, prostituição, oconto,cadagrupodeveráapresen- rário. Explorar o hip hop como ca-
ra Soares, é aproximar os professo- ções interpessoais do homem ex- Parte 4: Recuperação de Nhô Au- traição,superstição,conflito,duelo tar seu trecho do livro. nalparaatualizaçãoerecontextuali-
res do hip hop e os alunos da litera- posto a um mundo sem lei, frente à gusto e exterminação. Também os ajude 6º etapa: cada grupo deverá atuali- zaçãodatemática literária einstru-
tura,estabelecendoumdiálogoen- açãoopressivaecriminosademata- Parte 5: Rumo à nova vida a identificar aspectos relevantes da zar o conteúdo do texto, utilizando mento para a expressão de si.
tre as duas modalidades. dores sem escrúpulos. Parte 6: Notícias do passado leitura, como: uma das formas de expressão do
Segundo estudiosos como a pe- Neste contexto, a única referên- Parte 7: O bando de Seu Joãozinho A violência do homem: “E Nhô Au- hiphop:o rap, o grafite, o fanzine, a Equipe de Consultoria educomu-
dagoga Elaine Nunes de Andrade – ciade ordem presente para estabe- Bem-Bem gusto cuspiu e riu, cerrando os den- dança. nicativa do NCE-USP:Izabel
que organizou o livro Rap e Educa- lecerparâmetrosdecomportamen- Parte 8: A partida de Nhô Augusto tes.” Os grupos poderão converter, re- Leão,Ana Paula Ignácio, Car-
ção-RapÉEducação–,aimportân- to é a religião. As possibilidades de Parte 9: O reencontro de Nhô Au- A violência da natureza: “Deu uma contar e recriar a estrutura e temas men Gattás, Luci Ferraz e Sale-
ciadohiphopestáemsuacapacida- temor e a redenção se manifestam gusto e Joãozinho Bem-Bem invernadabrava,masparaNhôAu- discutidospelaliteratura,recontex- te Soares.

>pó de giz Anote No dia 13 de setembro, das 19h15 às 20h30, o Colégio Global (Avenida Professor Alfonso
Bovero, 456, Zona Oeste) realiza curso com a psicanalista Elizabeth Sanada. 11-3673-3577
MONALISA LINS/AE DIVULGAÇAO

Palestrasobre Oficina:negronos Mobilizaçãopelo


educaçãoinfantil livrosdidáticos DiadaLeitura
OFórumPaulistadeEduca- Estãoabertasasinscrições Comoobjetivode
çãoInfantilrealizaránodia paraaoficina“AImagemdo mobilizaraAssembléia
29desetembro,das9hàs12h,pa- NegronosLivrosDidáticos”,volta- Legislativaparaavotaçãodo
lestracomoprofessorVitalDido- daparaeducadores,queacontece- projetodeleiquevisaincluir
net,especialistaemeducaçãoin- ránodia15desetembronasubse- Éprerrogativado oficialmentenocalendáriooDiada
fantil,legislaçãoepolíticaspúbli-
Exposição‘Ecolápis’naEstaçãoCiência dedoSindicatodosProfessoresde professoroestado Leitura,serárealizadonodia14de
casdeeducaçãoedireitosdacrian- SãoPaulo(Apeoesp),emSãoBer- deprontidãoparaensi- setembro,das9hàs12h30,o
ça.OeventoserárealizadonoAudi- EmparceriacomaFaber- caslevadasemcontanosproces- nardodoCampo,noABCpaulista. ‘SimpósioAvePalavra:Políticas
tóriodaEscoladeAplicaçãoda Castell,aEstaçãoCiência sosindustriais.Sãograndespai- Osparticipantesdoeventorecebe- nareaprendercomos PúblicasdeIncentivoàLeitura’,
USP,queficanaAvenidadaUniver- realizaaexposiçãoCiclodoEcolá- néiscomelementosinterativos, rãocertificadoeterãodireitoaal- alunos,estabelecendo naAssembléiaLegislativa
sidade,308,naCidadeUniversitá- pis,quemostraatecnologiadode- alémdeobjetostáteis,jogoseum moço.Inscriçõeseinformações (Av.PedroÁlvaresCabral,
ria,emSãoPaulo.Informações: senvolvimentoefabricaçãodopro- vídeogravadonumafábricadever- sobreaoficinapelotelefone
relaçãodetrocasimbóli- 201,Ibirapuera).Oeventoé
mdasanches@yahoo.com.br duto,alémdasquestõesecológi- dade.(www.eciencia.usp.br) 11-4125-6558. camútua”, ELIANEMIRAGLIA,USP gratuito.