Anda di halaman 1dari 28

Livro Eletrônico

Aula 00

Matemática Básica - Curso Básico p/ Concursos (com videoaulas)

Professor: Arthur Lima

00000000000 - DEMO
CURSO BÁSICO DE MATEMÁTICA
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima – Aula 00

SUMÁRIO PÁGINA
1. O que esperar deste curso básico? 01
2. Análise de editais de Matemática 02
3. Resolução de questões 05
4. Questões apresentadas na aula 21
5. Gabarito 26

1. O QUE ESPERAR DESTE CURSO BÁSICO?


Caro aluno, seja bem-vindo a este Curso Básico de Matemática para
0
concursos. Como o próprio nome diz, este curso é voltado para você que está
iniciando sua vida de concurseiro, e pretende aprender os principais pontos
cobrados em editais de concursos públicos que versam sobre o tema Matemática.
Em síntese, ao adquirir este curso você terá:
• aulas em vídeo sobre os temas mais frequentes nas provas de
Matemática;
• aulas escritas (em PDF) sobre os mesmos assuntos;
• cerca de 600 questões resolvidas e comentadas nas aulas escritas;
• fórum de dúvidas para um contato direto comigo quando precisar.

Caso você já esteja realizando um estudo mais aprofundado, e já possua


alguma experiência como concurseiro, recomendo verificar se o nosso curso
REGULAR de Matemática (link abaixo) é mais adequado para você:
https://www.estrategiaconcursos.com.br/curso/matematica-basica-curso-
basico-p-concursos-com-videoaulas-5627/

Caso você não me conheça, segue uma breve introdução. Sou Engenheiro
Aeronáutico pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), e trabalhei por 5 anos
no mercado de aviação, até ingressar no cargo de Auditor-Fiscal da Receita Federal
do Brasil – quando também fui aprovado para o cargo de Analista-Tributário. Sou
professor do Estratégia Concursos há mais de 3 anos.

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 1

00000000000 - DEMO
CURSO BÁSICO DE MATEMÁTICA
TEORIA
0 E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima – Aula 00
2. ANÁLISE DE EDITAIS DE MATEMÁTICA
Em síntese, trataremos neste curso sobre os seguintes temas:
- tópicos de matemática básica
- proporcionalidade
- álgebra
- geometria
- conjuntos
- progressões
- análise combinatória
- probabilidade

Veja na tabela abaixo como esses temas foram cobrados em concursos


recentes das principais bancas:
Tema Banca / Concurso / Ano Trecho do edital do concurso
Raciocínio matemático (conjuntos numéricos racionais e reais
- operações, propriedades, problemas envolvendo as quatro
ESAF – Receita Federal 2014 operações nas formas fracionária e decimal); raciocínio
sequencial; orientação espacial e temporal; formação de
conceitos; discriminação de elementos
Matemática FGV – TJ/SC 2015 Números naturais, inteiros, racionais, reais e suas operações.
básica FGV – TJ/BA 2015 Representação na reta. Porcentagem
CESGRANRIO – PETROBRÁS 2015 Conjuntos numéricos.
Números inteiros e racionais: operações (adição, subtração,
multiplicação, divisão, potenciação); expressões numéricas;
FCC – TRF/4ª Região 2014
múltiplos e divisores de números naturais; problemas. Frações
e operações com frações. Porcentagem e problemas.
Números e grandezas proporcionais; razão e proporção;
ESAF – Receita Federal 2014
divisão proporcional; regra de três simples e composta;
FGV – TJ/SC 2015
proporcionalidade direta e inversa, regras de três
FGV – TJ/BA 2015
Números e Grandezas Proporcionais. Regras de Três Simples
FCC – SEFAZ/PE 2015
Proporcionalidade e Composta. Razão, Proporção e Divisão Proporcional.
CESGRANRIO – PETROBRÁS 2015 Razão e Proporção.
CESGRANRIO – Banco do Brasil Números e grandezas proporcionais: razões e proporções;
2015 divisão em partes proporcionais; regra de três;
Números e grandezas proporcionais: razões e proporções;
FCC – TRF/4ª Região 2014
divisão em partes proporcionais; regra de três;
VUNESP – TCE-SP 2015 Equação do 1º e 2º graus. Sistema de equações do 1º grau.
FGV – TJ/SC 2015 Álgebra básica: equações, sistemas e problemas do primeiro
FGV – TJ/BA 2015 grau.
Álgebra
CESGRANRIO – PETROBRÁS 2015 Relações. Funções.
CESPE – Polícia Federal 2014 Raciocínio lógico envolvendo problemas aritméticos
ESAF – Receita Federal 2014 Álgebra.

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 2

00000000000 - DEMO
CURSO BÁSICO DE MATEMÁTICA
TEORIA
0 E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima – Aula 00
Geometria plana: áreas e perímetros. Geometria espacial:
CESGRANRIO – PETROBRÁS 2015
áreas e volumes.
Raciocínio lógico envolvendo
CESPE – Polícia Federal 2014
Geometria problemas geométricos
Geometria plana: Áreas e perímetros. Geometria espacial:
IDECAN – INMETRO 2015
áreas e volumes.
ESAF – Receita Federal 2014 Geometria Básica
FGV – TJ/SC 2015
Conjuntos e suas operações.
FGV – TJ/BA 2015
Conjuntos
CESPE – Polícia Federal 2014 Operações com conjuntos.
FCC – INSS 2013 Operação com conjuntos
CESGRANRIO – PETROBRÁS 2015 Progressão aritmética, progressão geométrica.
Progressões FGV – Defensoria Pública/MT 2015 Progressões aritmética e geométrica.
IDECAN – INMETRO 2015 Progressão aritmética, progressão geométrica.
FGV – TJ/SC 2015
Princípios de contagem
FGV – TJ/BA 2015
Análise
FCC – SEFAZ/PE 2015 Combinações, Arranjos e Permutação.
combinatória
CESGRANRIO – PETROBRÁS 2015 Análise Combinatória
CESPE – Polícia Federal 2014 Princípios de contagem
FCC – SEFAZ/PI 2015 Probabilidades: conceito e axiomas
FGV – TJ/SC 2015
Noção de probabilidade.
Probabilidade FGV – TJ/BA 2015
CESGRANRIO – PETROBRÁS 2015 Probabilidade
CESPE – Polícia Federal 2014 Probabilidade

Segue abaixo o cronograma do nosso curso, preparado com base na análise


dos editais acima e vários outros:
Data Aula
10/01 Aula 00 – demonstrativa
25/01 Aula 01 - Fundamentos de matemática (números inteiros, racionais e reais, principais operações, números
primos, fatoração, potências, raízes, porcentagem, frações, múltiplos, divisores, expressões numéricas etc.)
10/02 Aula 02 - Proporcionalidade (regra de três simples, proporcionalidade direta e inversa, divisão proporcional,
escalas etc.)
25/02 Aula 03 - Álgebra (equações e inequações de primeiro e segundo grau, sistemas de equações)
10/03 Aula 04 - Álgebra (funções de primeiro e segundo grau)
25/03 Aula 05 - Geometria básica (ângulos, geometria plana, geometria espacial, cálculo de áreas e volumes,
unidades de medida, triângulo retângulo, semelhança de triângulos etc.)
10/04 Aula 06 - Operações com conjuntos, progressão aritmética, progressão geométrica
25/04 Aula 07 - Bateria adicional de exercícios
10/05 Aula 08 - Princípios de contagem e Análise combinatória (princípios aditivo e multiplicativo, arranjos,
permutações e combinações)
25/05 Aula 09 - Noções de probabilidade
10/06 Aula 10 - Resumo teórico

Os vídeos abordarão todos os temas mais importantes: conjuntos


numéricos, porcentagem, proporções, equações, inequações, funções,

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 3

00000000000 - DEMO
CURSO BÁSICO DE MATEMÁTICA
TEORIA
0 E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima – Aula 00
geometria, progressões aritmética e geométrica, contagem e probabilidade,
operações com conjuntos etc.
Sem mais, vamos a uma demonstração do curso.

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 4

00000000000 - DEMO
CURSO BÁSICO DE MATEMÁTICA
TEORIA
0 E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima – Aula 00
3. RESOLUÇÃO DE QUESTÕES
Nesta primeira aula vamos resolver juntos uma bateria de questões de
Matemática. São questões das principais bancas, selecionadas para te dar uma
ideia geral do que você irá aprender no nosso curso.
É natural que você sinta alguma dificuldade em resolver as questões
neste momento, afinal ainda não passamos pelos tópicos teóricos
correspondentes. Ao longo das aulas voltaremos a essas questões nos momentos
oportunos, isto é, após estudar a respectiva teoria. Aproveite esta aula para avaliar
também a minha forma de lecionar.
Vamos começar?

1. FCC – TRF/3ª – 2014) Em uma construtora, há pelo menos um eletricista que


também é marceneiro e há pelo menos um eletricista que também é pedreiro. Nessa
construtora, qualquer eletricista é também marceneiro ou pedreiro, mas não ambos.
Ao todo são 9 eletricistas na empresa e, dentre esses, são em maior número
aqueles eletricistas que são também marceneiros. Há outros 24 funcionários que
não são eletricistas. Desses, 15 são marceneiros e 13 são pedreiros.

Nessa situação, o maior número de funcionários que podem atuar como


marceneiros é igual a

(A) 33.

(B) 19.

(C) 24.

(D) 15.

(E) 23.

RESOLUÇÃO:

Imagine os conjuntos dos eletricistas, marceneiros e pedreiros. Veja o


diagrama abaixo, onde marquei as principais regiões:

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 5

00000000000 - DEMO
CURSO BÁSICO DE MATEMÁTICA
TEORIA
0 E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima – Aula 00

Usando as informações dadas:

- qualquer eletricista é também marceneiro ou pedreiro, mas não ambos (note que a
região A não tem nenhum elemento, pois não há nenhum eletricista que é também
marceneiro e pedreiro ao mesmo tempo. E a região E também é vazia, pois
ninguém é apenas eletricista);

- há pelo menos um eletricista que também é marceneiro (região C do diagrama);

- há pelo menos um eletricista que também é pedreiro (região B do diagrama);

Até aqui temos:

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 6

00000000000 - DEMO
CURSO BÁSICO DE MATEMÁTICA
TEORIA
0 E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima – Aula 00

Continuando:

- são 9 eletricistas na empresa, portanto C + B = 9;

- dentre os eletricistas, são em maior número aqueles eletricistas que são também
marceneiros (ou seja, C é maior que B).

- há outros 24 funcionários que não são eletricistas (D + F + G = 24);

- desses, 15 são marceneiros e 13 são pedreiros (D + F = 15; e D + G = 13);

Como D + F = 15, podemos encontrar G assim:

D + F + G = 24

15 + G = 24

G=9

D + G = 13

D + 9 = 13

D=4

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 7

00000000000 - DEMO
CURSO BÁSICO DE MATEMÁTICA
TEORIA
0 E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima – Aula 00

D + F = 15

4 + F = 15

F = 11

Até aqui temos:

O total de marceneiros é dado por C + 0 + 4 + 11 = C + 15. Como C + B = 9,


e C é maior que B, podemos ter no máximo C = 8 e B = 1. Assim, o total de
marceneiros seria 8 + 15 = 23. Este é o maior número de funcionários que podem
atuar como marceneiros.

RESPOSTA: E

2. FCC – TRT/19ª – 2014) Dos 46 técnicos que estão aptos para arquivar
documentos 15 deles também estão aptos para classificar processos e os demais
estão aptos para atender ao público. Há outros 11 técnicos que estão aptos para

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 8

00000000000 - DEMO
CURSO BÁSICO DE MATEMÁTICA
TEORIA
0 E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima – Aula 00
atender ao público, mas não são capazes de arquivar documentos. Dentre esses
últimos técnicos mencionados, 4 deles também são capazes de classificar
processos. Sabe-se que aqueles que classificam processos são, ao todo, 27
técnicos. Considerando que todos os técnicos que executam essas três tarefas
foram citados anteriormente, eles somam um total de
(A) 58.
(B) 65.
(C) 76.
(D) 53.
(E) 95.
RESOLUÇÃO:
Imagine os técnicos que Arquivam, que Classificam e que Atendem o público.
Dos 46 técnicos que estão aptos para arquivar documentos 15 deles também estão
aptos para classificar processos e os demais estão aptos para atender ao público.
Ou seja:

- 15 Arquivam e Classificam
- 31 Arquivam e Atendem

Colocando essas informações em um diagrama, temos:

Há outros 11 técnicos que estão aptos para atender ao público, mas não são
capazes de arquivar documentos. Dentre esses últimos técnicos mencionados, 4
deles também são capazes de classificar processos, portanto 11 – 4 = 7 apenas
atendem. Assim:

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 9

00000000000 - DEMO
CURSO BÁSICO DE MATEMÁTICA
TEORIA
0 E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima – Aula 00

Sabe-se que aqueles que classificam processos são, ao todo, 27 técnicos.


Como 15 arquivam e classificam, e 4 atendem e classificam, os que apenas
classificam processos são 27 – 15 – 4 = 8. Com mais isso no diagrama, temos:

Como todos os técnicos que executam essas três tarefas foram citados
anteriormente, eles somam um total de 31 + 7 + 4 + 15 + 8 = 65.
RESPOSTA: B

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 10

00000000000 - DEMO
CURSO BÁSICO DE MATEMÁTICA
TEORIA
0 E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima – Aula 00
3. FCC – TRT/16ª – 2014) Dois nadadores partem ao mesmo tempo de extremos
opostos de uma piscina retilínea de 90 metros. Ambos nadadores nadam com
velocidades constantes, um deles percorrendo 2 metros por cada segundo, e o
outro percorrendo 3 metros por cada segundo. Supondo que os nadadores não
perdem nem ganham tempo ao fazerem as viradas nos extremos da piscina, o
segundo encontro dos dois nadadores na piscina ocorrerá após t segundos da
partida dos nadadores. Nas condições dadas, t é igual a
(A) 36.
(B) 54.
(C) 58.
(D) 56.
(E) 48.
RESOLUÇÃO:
Cada nadador parte de um extremo, e nada 90m até a outra extremidade. Ao
longo dessa primeira passagem, há o primeiro encontro entre eles. Então cada
nadador volta no sentido oposto, e aí ocorre o segundo encontro. Portanto, a soma
das distâncias percorridas por cada um deles, na segunda piscina, é de 90m.
Se nessa segunda passagem o nadador mais rápido nadou D metros, o mais
lento nadou 90 – D metros.
Assim, o nadador mais rápido nadou 90 + D metros, e o mais lento nadou 90
+ (90 – D) = 180 – D metros. Como eles gastaram o mesmo tempo, podemos dizer
que:
90 + D ------------------ 3 metros por segundo
180 – D ---------------- 2 metros por segundo

2 x (90 + D) = 3 x (180 – D)
180 + 2D = 540 – 3D
D = 72 metros

Assim, o nadador mais rápido nadou 90 + D = 90 + 72 = 162 metros até o


segundo encontro. O tempo gasto foi:
3 metros -------------- 1 segundo
162 metros ------------ t segundos

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 11

00000000000 - DEMO
CURSO BÁSICO DE MATEMÁTICA
TEORIA
0 E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima – Aula 00
3t = 162
t = 54 segundos
Resposta: B

4. ESAF – RECEITA FEDERAL – 2014) Considere a função bijetora f, de R em R


definida por f (x) = ( x² - 1), se x ≥ 0 e f (x) = (x - 1), se x < 0, em que R é o conjunto
de números reais. Então os valores da função inversa de f, quando x = -8 e x = 8
são, respectivamente, iguais a:
a) -7 ; 3

b) -7 ; -3

c) 1/9; 1/63

d) -1/9; -1/63

e) -63 ; 9
RESOLUÇÃO:
Sendo f-1(x) a função inversa, podemos obter suas expressões assim:
f (x) = ( x² - 1)
x = (f-1(x))² - 1
f-1(x) = (x + 1)1/2
(para x ≥ 0)

f (x) = (x - 1)
x = f-1(x) – 1
f-1(x) = x + 1
(para x < 0)

Portanto, para x = -8, temos:


f-1(-8) = -8 + 1 = -7

E para x = 8 temos:
f-1(8) = (8 + 1)1/2 = 3
Resposta: A

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 12

00000000000 - DEMO
CURSO BÁSICO DE MATEMÁTICA
TEORIA
0 E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima – Aula 00
5. CESGRANRIO – BANCO DO BRASIL – 2014) Apenas três equipes participaram
de uma olimpíada estudantil: as equipes X, Y e Z. A Tabela a seguir apresenta o
número de medalhas de ouro, de prata e de bronze obtidas por essas equipes.

De acordo com os critérios adotados nessa competição, cada medalha dá a equipe


uma pontuação diferente: 4 pontos por cada medalha de ouro, 3 pontos por cada
medalha de prata e 1 ponto por cada medalha de bronze. A classificação final das
equipes é dada pela ordem decrescente da soma dos pontos de cada equipe, e a
equipe que somar mais pontos ocupa o primeiro lugar. Qual foi a diferença entre as
pontuações obtidas pelas equipes que ficaram em segundo e em terceiro lugares?

(A) 6

(B) 5

(C) 1

(D) 2

(E) 4

RESOLUÇÃO:

A regra de pontuação é:

- 4 pontos por cada medalha de ouro,

- 3 pontos por cada medalha de prata

- 1 ponto por cada medalha de bronze

Com base na tabela, podemos calcular a pontuação de cada equipe:

Equipe X = (4 x 3) + (3 x 4) + (1 x 2) = 26

Equipe Y = (4 x 1) + (3 x 6) + (1 x 8) = 30

Equipe Z = (4 x 0) + (3 x 9) + (1 x 5) = 32

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 13

00000000000 - DEMO
CURSO BÁSICO DE MATEMÁTICA
TEORIA
0 E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima – Aula 00

Assim, a equipe Z foi a primeira, Y foi a segunda e X a terceira colocada. A


diferença entre as pontuações obtidas pelas equipes que ficaram em segundo (Y) e
em terceiro (X) é:

Diferença = 30 – 26 = 4 pontos

Resposta: E

6. CESGRANRIO – PETROBRÁS – 2014) Durante um ano, Eduardo efetuou um


depósito por mês em sua conta poupança. A cada mês, a partir do segundo,
Eduardo aumentou o valor depositado em R$ 15,00, em relação ao mês anterior.
Se o total por ele depositado nos dois últimos meses foi R$ 525,00, quantos reais
Eduardo depositou no primeiro mês?
(A) 55,00
(B) 105,00
(C) 150,00
(D) 205,00
(E) 255,00
RESOLUÇÃO:
Seja V o valor depositado neste último mês. No mês anterior a este foi
depositado 15 reais a menos, ou seja, V – 15 reais. Somando esses dois últimos
meses, foram depositados 525 reais:
525 = V + (V – 15)
525 = 2V – 15
525 + 15 = 2V
540 = 2V
V = 270 reais

Repare que este último valor é o 12º termo (afinal foram 12 depósitos
mensais no período de 1 ano) de uma progressão aritmética com razão r = 15 reais
e termo a12 = 270 reais. Podemos obter o valor depositado no primeiro mês
lembrando que:
an = a1 + (n – 1) x r

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 14

00000000000 - DEMO
CURSO BÁSICO DE MATEMÁTICA
TEORIA
0 E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima – Aula 00
a12 = a1 + (12 – 1) x r
270 = a1 + (11) x 15
270 = a1 + 165
a1 = 270 – 165 = 105 reais
Resposta: B

7. CESGRANRIO – PETROBRAS – 2014) Dentro de uma gaveta há garfos, facas e


colheres, totalizando 48 talheres. A soma das quantidades de garfos e de facas
corresponde ao dobro da quantidade de colheres. Se fossem colocadas mais 6
facas dentro dessa gaveta, e nenhuma colher fosse retirada, a quantidade de facas
se igualaria à de colheres. Quantos garfos há nessa gaveta?
(A) 10
(B) 12
(C) 16
(D) 20
(E) 22
RESOLUÇÃO:
Sejam G, F e C as quantidades de garfos, facas e colheres respectivamente.
Sabemos que o total de talheres é 48:
48 = G + F + C

Sabemos que a soma G + F corresponde a 2xC (dobro das colheres), ou


seja,
G + F = 2C

Se colocarmos mais 6 facas ficamos com F + 6 facas, e isso igualaria a


quantidade de colheres, ou seja,
F+6=C

Essa última equação nos diz que podemos substituir C por F + 6 na equação
anterior, ficando com:
G + F = 2C
G + F = 2(F + 6)
G + F = 2F + 12

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 15

00000000000 - DEMO
CURSO BÁSICO DE MATEMÁTICA
TEORIA
0 E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima – Aula 00
G – 12 = F

Na primeira equação, temos:


48 = G + F + C

Fazendo as devidas substituições:


48 = G + (G – 12) + (F + 6)
48 = G + (G – 12) + (G – 12 + 6)
48 = 3G – 18
66 = 3G
G = 22 garfos
RESPOSTA: E

8. IDECAN – AGU – 2014) Uma torneira enche um tanque de 7,68 m3 em 4 horas.


Sabendo-se que 1 m3 equivale a 1.000 litros, é correto afirmar que a vazão, em
litros por minuto, dessa torneira, é
A) 32.
B) 1,92.
C) 19,2.
D) 1920.
E) 0,032.
RESOLUÇÃO:
Inicialmente, veja que:
1 m3 ------------------ 1.000 litros
7,68 m3 ------------------ L litros

Temos acima uma regra de três simples, que pode ser resolvida efetuando a
“multiplicação cruzada”:
1 x L = 7,68 x 1.000
L = 7.680 litros

Queremos saber a vazão em litros por minuto. Sabemos que 7,68 m3 (ou
7.680 litros) vazam em 4 horas. Note que 1 hora corresponde a 60 minutos, de

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 16

00000000000 - DEMO
CURSO BÁSICO DE MATEMÁTICA
TEORIA
0 E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima – Aula 00
modo que 4 horas correspondem a 4 x 60 = 240 minutos. Assim, podemos saber
quantos litros vazam em 1 minuto:
7.680 litros -------------- 240 minutos
N litros ------------- 1 minuto

7.680 x 1 = N x 240
7.680 = N x 240
7.680 / 240 = N
32 litros = N

Portanto, em 1 minuto vazam 32 litros, de modo que a vazão é de 32 litros


por minuto.
RESPOSTA: A

9. IDECAN – AGU – 2014) Em um setor de uma determinada empresa trabalham


30 pessoas, sendo 20 mulheres. Uma comissão de 3 funcionários será formada, de
forma aleatória, por sorteio. A probabilidade de esta comissão ser formada por
pessoas do mesmo sexo é, aproximadamente,
A) 17%.
B) 20%.
C) 27%.
D) 31%.
E) 35%.
RESOLUÇÃO:
Sabemos que a probabilidade de um evento é dada pela divisão entre o
número de casos favoráveis (ou seja, que atendem a condição do enunciado) pelo
total de casos possíveis.
Veja que temos 30 pessoas disponíveis. O total de comissões de 3 pessoas
que podemos formar com base nessas 30 pessoas disponíveis é dado pelo cálculo
da Combinação de 30 elementos em grupos de 3, ou seja:
30 × 29 × 28 10 × 29 × 14
C (30,3) = = = 10 × 29 × 14 = 4060
3 × 2 ×1 1× 1 × 1

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 17

00000000000 - DEMO
CURSO BÁSICO DE MATEMÁTICA
TEORIA
0 E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima – Aula 00
Este é o total de casos possíveis. Os casos favoráveis são aqueles onde a
comissão é composta por 3 pessoas do mesmo sexo.
O número de grupos de 3 pessoas que podemos formar a partir das 20
mulheres disponíveis é dado pela combinação:
20 × 19 × 18 10 × 19 × 6
C (20,3) = = = 10 × 19 × 6 = 1140
3 × 2 ×1 1 × 1× 1

O número de grupos de 3 pessoas que podemos formar a partir dos 10


homens disponíveis é dado pela combinação:
10 × 9 × 8 5 × 3 × 8
C (10,3) = = = 5 × 3 × 8 = 120
3 × 2 × 1 1 × 1× 1

Logo, o total de casos favoráveis é de 1140 + 120 = 1260. A probabilidade de


que um desses 1260 casos favoráveis seja selecionado, dentro dos 4060 casos
possíveis, é:
casos favoráveis 1260
Probabilidade = = = 0,31 = 31%
total de casos 4060
RESPOSTA: D

10. FGV – BANCO DO NORDESTE – 2014) Pedro pergunta a Paulo se ele pode
trocar uma nota de R$ 100,00 por duas notas de R$ 50,00. Paulo responde que tem
exatamente R$ 200,00 na carteira em notas de R$ 50,00, R$ 20,00 e R$ 10,00, mas
não sabe quantas notas tem de cada valor. Sabe apenas que tem pelo menos uma
de cada valor. Considere que todas as distribuições possíveis de notas de R$50,00,
R$20,00 e R$10,00 que podem ocorrer na carteira de Paulo sejam igualmente
prováveis. A probabilidade de que Paulo possa fazer a troca pedida por Pedro é de:
2
(A)
13
4
(B)
13
5
(C)
13
6
(D)
13

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 18

00000000000 - DEMO
CURSO BÁSICO DE MATEMÁTICA
TEORIA
0 E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima – Aula 00
7
(E)
13
RESOLUÇÃO:
Veja abaixo todos os casos um desenho de um total de 200 reais formado
por notas de 50, 20 e 10 reais, sendo pelo menos uma nota de cada valor:
50 + 20 + 13x10
50 + 2x20 + 11x10
50 + 3x20 + 9x10
50 + 4x20 + 7x10
50 + 5x20 + 5x10
50 + 6x20 + 3x10
0
50 + 7x20 + 1x10
2x50 + 20 + 8x10
2x50 + 2x20 + 6x10
2x50 + 3x20 + 4x10
2x50 + 4x20 + 2x10
3x50 + 20 + 3x10
3x50 + 2x20 + 1x10

Veja que temos um total de 13 possibilidades, das quais apenas nas 6


últimas temos pelo menos duas notas de 50 reais, o que possibilitaria dar o troco
solicitado por Pedro. A probabilidade de termos um desses casos é igual a:
P = 6 / 13
RESPOSTA: D

11. FGV – BANCO DO NORDESTE – 2014) Francisco não tinha herdeiros diretos e
assim, no ano de 2003, no dia do seu aniversário, fez seu testamento. Nesse
testamento declarava que o saldo total da caderneta de poupança que possuía
deveria ser dividido entre seus três sobrinhos em partes proporcionais às idades
que tivessem no dia de sua morte. No dia em que estava redigindo o testamento,
seus sobrinhos tinham 12, 18 e 20 anos. Francisco morreu em 2013, curiosamente,
no dia do seu aniversário e, nesse dia, sua caderneta de poupança tinha

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 19

00000000000 - DEMO
CURSO BÁSICO DE MATEMÁTICA
TEORIA
0 E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima – Aula 00
exatamente R$ 300.000,00. Feita a divisão de acordo com o testamento, o sobrinho
mais jovem recebeu:
(A) R$ 72.000,00
(B) R$ 82.500,00
(C) R$ 94.000,00
(D) R$ 112.500,00
(E) R$ 120.000,00
RESOLUÇÃO:
A idade de cada sobrinho em 2013 era: 22, 28, 30. A quantia herdada pelo
mais jovem pode ser obtida assim:

Total distribuído ---------- Soma das idades


Valor do mais jovem---- idade do mais jovem

300.000 ------------- 22 + 28 + 30
Valor ------------ 22

300.000 x 22 = Valor x 80
Valor = 82.500 reais
RESPOSTA: B
***************************

Pessoal, por hoje, é só. Após avaliar as questões dessa aula, creio que você tenha
a exata noção de onde precisamos chegar! Portanto, mãos à obra. Espero vocês na
aula 01.

Saudações,

Prof. Arthur Lima

arthurlima@estrategiaconcursos.com.br

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 20

00000000000 - DEMO
CURSO BÁSICO DE MATEMÁTICA
TEORIA
0 E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima – Aula 00
4. QUESTÕES APRESENTADAS NA AULA
1. FCC – TRF/3ª – 2014) Em uma construtora, há pelo menos um eletricista que
também é marceneiro e há pelo menos um eletricista que também é pedreiro. Nessa
construtora, qualquer eletricista é também marceneiro ou pedreiro, mas não ambos.
Ao todo são 9 eletricistas na empresa e, dentre esses, são em maior número
aqueles eletricistas que são também marceneiros. Há outros 24 funcionários que
não são eletricistas. Desses, 15 são marceneiros e 13 são pedreiros.

Nessa situação, o maior número de funcionários que podem atuar como


marceneiros é igual a

(A) 33.

(B) 19.

(C) 24.

(D) 15.

(E) 23.

2. FCC – TRT/19ª – 2014) Dos 46 técnicos que estão aptos para arquivar
documentos 15 deles também estão aptos para classificar processos e os demais
estão aptos para atender ao público. Há outros 11 técnicos que estão aptos para
atender ao público, mas não são capazes de arquivar documentos. Dentre esses
últimos técnicos mencionados, 4 deles também são capazes de classificar
processos. Sabe-se que aqueles que classificam processos são, ao todo, 27
técnicos. Considerando que todos os técnicos que executam essas três tarefas
foram citados anteriormente, eles somam um total de
(A) 58.
(B) 65.
(C) 76.
(D) 53.
(E) 95.

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 21

00000000000 - DEMO
CURSO BÁSICO DE MATEMÁTICA
TEORIA
0 E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima – Aula 00
3. FCC – TRT/16ª – 2014) Dois nadadores partem ao mesmo tempo de extremos
opostos de uma piscina retilínea de 90 metros. Ambos nadadores nadam com
velocidades constantes, um deles percorrendo 2 metros por cada segundo, e o
outro percorrendo 3 metros por cada segundo. Supondo que os nadadores não
perdem nem ganham tempo ao fazerem as viradas nos extremos da piscina, o
segundo encontro dos dois nadadores na piscina ocorrerá após t segundos da
partida dos nadadores. Nas condições dadas, t é igual a
(A) 36.
(B) 54.
(C) 58.
(D) 56.
(E) 48.

4. ESAF – RECEITA FEDERAL – 2014) Considere a função bijetora f, de R em R


definida por f (x) = ( x² - 1), se x ≥ 0 e f (x) = (x - 1), se x < 0, em que R é o conjunto
de números reais. Então os valores da função inversa de f, quando x = -8 e x = 8
são, respectivamente, iguais a:
a) -7 ; 3

b) -7 ; -3

c) 1/9; 1/63

d) -1/9; -1/63

e) -63 ; 9

5. CESGRANRIO – BANCO DO BRASIL – 2014) Apenas três equipes participaram


de uma olimpíada estudantil: as equipes X, Y e Z. A Tabela a seguir apresenta o
número de medalhas de ouro, de prata e de bronze obtidas por essas equipes.

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 22

00000000000 - DEMO
CURSO BÁSICO DE MATEMÁTICA
TEORIA
0 E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima – Aula 00
De acordo com os critérios adotados nessa competição, cada medalha dá a equipe
uma pontuação diferente: 4 pontos por cada medalha de ouro, 3 pontos por cada
medalha de prata e 1 ponto por cada medalha de bronze. A classificação final das
equipes é dada pela ordem decrescente da soma dos pontos de cada equipe, e a
equipe que somar mais pontos ocupa o primeiro lugar. Qual foi a diferença entre as
pontuações obtidas pelas equipes que ficaram em segundo e em terceiro lugares?

(A) 6

(B) 5

(C) 1

(D) 2

(E) 4

6. CESGRANRIO – PETROBRÁS – 2014) Durante um ano, Eduardo efetuou um


depósito por mês em sua conta poupança. A cada mês, a partir do segundo,
Eduardo aumentou o valor depositado em R$ 15,00, em relação ao mês anterior.
Se o total por ele depositado nos dois últimos meses foi R$ 525,00, quantos reais
Eduardo depositou no primeiro mês?
(A) 55,00
(B) 105,00
(C) 150,00
(D) 205,00
(E) 255,00

7. CESGRANRIO – PETROBRAS – 2014) Dentro de uma gaveta há garfos, facas e


colheres, totalizando 48 talheres. A soma das quantidades de garfos e de facas
corresponde ao dobro da quantidade de colheres. Se fossem colocadas mais 6
facas dentro dessa gaveta, e nenhuma colher fosse retirada, a quantidade de facas
se igualaria à de colheres. Quantos garfos há nessa gaveta?
(A) 10
(B) 12
(C) 16
(D) 20

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 23

00000000000 - DEMO
CURSO BÁSICO DE MATEMÁTICA
TEORIA
0 E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima – Aula 00
(E) 22

8. IDECAN – AGU – 2014) Uma torneira enche um tanque de 7,68 m3 em 4 horas.


Sabendo-se que 1 m3 equivale a 1.000 litros, é correto afirmar que a vazão, em
litros por minuto, dessa torneira, é
A) 32.
B) 1,92.
C) 19,2.
D) 1920.
E) 0,032.

9. IDECAN – AGU – 2014) Em um setor de uma determinada empresa trabalham


30 pessoas, sendo 20 mulheres. Uma comissão de 3 funcionários será formada, de
forma aleatória, por sorteio. A probabilidade de esta comissão ser formada por
pessoas do mesmo sexo é, aproximadamente,
A) 17%.
B) 20%.
C) 27%.
D) 31%.
E) 35%.

10. FGV – BANCO DO NORDESTE – 2014) Pedro pergunta a Paulo se ele pode
trocar uma nota de R$ 100,00 por duas notas de R$ 50,00. Paulo responde que tem
exatamente R$ 200,00 na carteira em notas de R$ 50,00, R$ 20,00 e R$ 10,00, mas
não sabe quantas notas tem de cada valor. Sabe apenas que tem pelo menos uma
de cada valor. Considere que todas as distribuições possíveis de notas de R$50,00,
R$20,00 e R$10,00 que podem ocorrer na carteira de Paulo sejam igualmente
prováveis. A probabilidade de que Paulo possa fazer a troca pedida por Pedro é de:
2
(A)
13
4
(B)
13
5
(C)
13

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 24

00000000000 - DEMO
CURSO BÁSICO DE MATEMÁTICA
TEORIA
0 E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima – Aula 00
6
(D)
13
7
(E)
13

11. FGV – BANCO DO NORDESTE – 2014) Francisco não tinha herdeiros diretos e
assim, no ano de 2003, no dia do seu aniversário, fez seu testamento. Nesse
testamento declarava que o saldo total da caderneta de poupança que possuía
deveria ser dividido entre seus três sobrinhos em partes proporcionais às idades
que tivessem no dia de sua morte. No dia em que estava redigindo o testamento,
==0==

seus sobrinhos tinham 12, 18 e 20 anos. Francisco morreu em 2013, curiosamente,


no dia do seu aniversário e, nesse dia, sua caderneta de poupança tinha
exatamente R$ 300.000,00. Feita a divisão de acordo com o testamento, o sobrinho
mais jovem recebeu:
(A) R$ 72.000,00
(B) R$ 82.500,00
(C) R$ 94.000,00
(D) R$ 112.500,00
(E) R$ 120.000,00

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 25

00000000000 - DEMO
CURSO BÁSICO DE MATEMÁTICA
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
0

Prof. Arthur Lima – Aula 00


5. GABARITO
01 E 02 B 03 B 04 A 05 E 06 B 07 E
08 A 09 D 10 D 11 B

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 26

00000000000 - DEMO