Anda di halaman 1dari 7

Organização Sete de Setembro De Cultura e Ensino – LTDA

Faculdade Sete de Setembro – FASETE


Curso de Bacharelado em Administração

Eloy Lago Nascimento

RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO

MANUAL DE ELABORAÇÃO

Paulo Afonso-BA
Jun./2009
Eloy Lago Nascimento

RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO

MANUAL DE ELABORAÇÃO

Manual de orientação para


elaboração de Relatório Técnico-
científico.

Paulo Afonso-BA
Jun./2009
RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO
MANUAL DE ELABORAÇÃO

1. O QUE É UM RELATÓRIO?
• Um registro escrito de uma atividade desenvolvida.
• Um meio de divulgação de algo que foi realizado.
• O relatório consiste na apresentação final de estudo, pesquisa e
atividade em que, além dos dados coletados, o autor comunica
resultados, conclusões e recomendações a respeito do assunto
trabalhado.
• "É a exposição escrita na qual se descrevem fatos verificados mediante
pesquisas ou se historia a execução de serviços ou de experiências. É
geralmente acompanhado de documentos demonstrativos, tais como
tabelas, gráficos, estatísticas e outros." (UFPR, 1996)

2. O QUE É UM RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO?


• Documento resultante de um trabalho de pesquisa.
• Um meio de divulgação de uma pesquisa científica.
• Segundo a ABNT-NBR-10719/1989:

3.1.1 Documento que relata formalmente os resultados ou


progressos obtidos em investigação de pesquisa e
desenvolvimento ou que descreve a situação de uma questão
técnica ou científica. O relatório técnico-científico apresenta,
sistematicamente, informação suficiente para um leitor
qualificado, traça conclusões e faz recomendações.

3. QUAL É SUA FINALIDADE?


• Visa “relatar” uma atividade de pesquisa em toda sua dimensão, desde o
planejamento, passando pela coleta dos dados, até as conclusões, de
maneira concisa.
• Encontra-se entre os meios de divulgação de maior circulação nas
Universidades, Congressos, Associações diversas.
• São escritos para divulgar os dados técnicos obtidos e analisados e
registrá-los em caráter permanente.
• É elaborado principalmente para descrever experiências, investigações,
processos, métodos e análises.
• O principal objetivo de um relatório técnico-científico é transmitir ao
leitor, com exatidão, o desenrolar da pesquisa, suas limitações, as
conquistas, a metodologia, a análise dos dados obtidos, as conclusões e
recomendações.

4. ESTRUTURA DO RELATÓRIO
• Preliminares ou Pré-textuais:
• Capa
• Folha de rosto
• Sumário

• Texto
• Parte principal do relatório compreende a apresentação, o
desenvolvimento e as conclusões do assunto, e deve ser dividido
em seções e subseções intituladas e numeradas.
• Conforme a ABNT-NBR 10719:
Parte principal do relatório, que abrange introdução,
metodologia, procedimentos experimentais e resultados,
conclusão e recomendações. Deve ser dividido em seções e
subseções intituladas e numeradas, conforme disposto na NBR
6024, e conter as ilustrações essenciais à clara compreensão
das idéias expostas.

• Pós-liminares ou pós-textuais
• Referências
• Apêndices
• Anexos
5. A COMPOSIÇÃO DO TEXTO
1. INTRODUÇÃO
• Apresentação clara do tema, delimitação do assunto e colocação
do problema, seu relacionamento com o trabalho, contendo os
antecedentes que justificam a realização da pesquisa. Deve
incluir a formulação de hipóteses, e os objetivos propostos.
• Na introdução deve-se situar o tema, problematização, pergunta
de pesquisa e a justificativa ou relevância do estudo.
• A introdução apresenta um caráter objetivo, chamando a atenção
do leitor para os pontos principais do tema em estudo.

2. REFERENCIAL TEÓRICO
• Deve informar sobre o estágio atual do problema, aspectos
ainda não estudados ou resultados que necessitam de
complementação ou confirmação.
• Esta Revisão não é apenas uma seqüência impessoal de
trabalhos já realizados por outros e reproduzidos pelo autor
do relatório, mas deve incluir a contribuição do autor,
demonstrando que os trabalhos foram lidos e criticados.
• Deve ser dividida em tantos subtítulos quantos forem
necessários para o detalhamento da pesquisa e/ou estudo
realizado (descrição, procedimentos, teorias, discussão de
resultados de outros estudos já publicados, etc.)

3. METODOLOGIA DA PESQUISA
• Descrição da metodologia utilizada permitindo a compreensão
e interpretação dos resultados e que possibilitem a repetição
da pesquisa por outro pesquisador. Deve ser apresentado na
sequência cronológica de realização do trabalho.
• Este espaço serve para explicar como a pesquisa foi
realizada, quais seus procedimentos, métodos e técnicas.
• Deve apresentar o tipo de pesquisa e os métodos e técnicas
de coleta e análise dos dados.
• Deve fundamentar todos os procedimentos determinados,
citando autores que explicam os passos metodológicos na
literatura sobre metodologia da pesquisa.
• Deve dizer qual o universo de pesquisa, a população
pesquisada e a amostra, com seus critérios, se foi uma
pesquisa amostral.

4. RESULTADOS E ANÁLISE
• Esta seção deve ser escrita com o verbo no tempo passado e
conter uma exposição clara sobre o que foi observado, com
apoio de tabelas, quadros comparativos e ou figuras em geral
(gráficos, desenhos, mapas, esquemas, fotografias, modelos,
fórmulas, símbolos, diagramas, etc.).
• Nesta seção o autor deve fazer uma consideração objetiva
dos resultados apresentados, ligando os novos fatos aos
conhecimentos anteriores pesquisados na bibliografia. Deve
também, esclarecer as exceções, modificações e
contradições das hipóteses, teorias e princípios relacionados
diretamente com o trabalho realizado. E, finalmente, apontar
possíveis aplicações dos resultados obtidos, bem como suas
limitações.
• Deve apresentar todos os dados coletados, ou na forma de
tabelas e gráficos (para o caso de questionários) ou na
transcrição das falas dos entrevistados, ou ainda, no relato
das observações feitas pelo pesquisador.

5. CONCLUSÕES
• Corresponde à apresentação das respostas ao problema
proposto, de modo ordenado, claro e conciso.
• Compreende declarações concisas de ações que podem ser
implementadas a partir das conclusões.
• Deve-se fazer uma síntese geral do conteúdo do trabalho,
evidenciando os aspectos mais importantes da pesquisa.
• Nesta seção, devem figurar, clara e ordenadamente, as
deduções tiradas dos resultados do trabalho ou levantadas ao
longo da discussão do assunto.
• Deve apresentar recomendações que são declarações
concisas de ações, julgadas necessárias a partir das
conclusões obtidas, a serem usadas no futuro.
• Nas recomendações o pesquisador pode sugerir outros
aspectos a serem enfocados em relação ao problema, para o
caso de pesquisas futuras.
• O autor pode também indicar modificações na metodologia
utilizada no estudo para assegurar o êxito de novas
pesquisas.

REFERÊNCIAS
• Relação dos livros, revistas e materiais pesquisados na internet

APENDICES
• O modelo do questionário ou do roteiro da entrevista
elaborados pelo pesquisador

ANEXOS
• São partes extensivas ao texto, destacados deste para evitar
descontinuidade da seqüência lógica das seções.
• Devem ser colocados materiais ou contribuições que servem
para documentar, esclarecer, provar ou confirmar as idéias
apresentadas no texto e que são importantes para sua
perfeita compreensão.