Anda di halaman 1dari 23

USP 96

001- Homem portador de insuficiência cardíaca congestiva e hipertensão arterial


sistêmica é trazido ao Pronto-Socorro com edema agudo de pulmão e pressão
arterial de 180x130 mm Hg. Trinta minutos após ter recebido oxigênio, nifedipina
10 mg sublingual (SL) e furosemida 40 mg intravenosa (IV), mantém-se inalterado
clinicamente. A melhora conduta a seguir será:
A) Administrar diazóxido IV.
B) Administrar hidralazina IV.
C) Administrar nitroprussiato de sódio IV.
D) Repetir nifedipina 20 mg Sl.
E) Repetir furosemida 40 mg IV.

002- Jovem mulher de 19 anos procurou o serviço de Pronto-Socorro com queixa


de tosse importante (pouco produtiva) e de característica muco-purulenta, febre
baixa e mal-estar intenso. O quadro clínico iniciou-se com dor de ouvido e cefaléia
e há 10 dias piorou com tosse e febre à noite. Refere que trabalha em ambiente
fechado com ar condicionado e que no local há vários colegas com 'gripe'. Ao
exame físico encontra-se em regular estado geral, taquipneica, descorada (+),
desidratada (+/++++), taquicárdica, freqüência respiratória=30/min , freqüência
cardíaca=100/min (em repouso), T=37,9ºC. À ausculta pulmonar: murmúrio
vesicular (+) e roncos no 1/3 inferior do hemitórax direito. Com relação ao quadro
acima, a principal hipótese diagnostica é:
A) Pneumonia atípica, considerando os dados clínicos e epidemiológicos.
B) Infecção de vias aérea superiores; a febre baixa e a pobreza do quadro clínico
pulmonar afastam a hipótese de broncopneumonia.
C) Tuberculose pulmonar, considerando a febre vespertina e os contactuantes com
o mesmo quadro clínico no local de trabalho.
D) Uma doença auto-imune com comprometimento pulmonar, considerando o
sexo,2 a idade.
E) linfoma com comprometimento de mediastino, considerando o quadro clínico, o
sexo e a idade.

003- Homem fumante de 60 anos procura o Ambulatório com história de tosse e


falta de ar que piora à noite, há três meses. Qual o melhor conjunto de
possibilidades diagnosticas para este paciente?
A) Neoplasia de pulmão - Síndrome dispéptica - Angina pectoris.
B) Infecção de vias aéreas superiores - Síndrome dispéptica - Insuficiência
coronariana.
C) Doença pulmonar obstrutiva crônica - Esofagite de refluxo -Tuberculose.
D) Broncoespasmo - Angina pectoris - Síndrome dispéptica.
E) Neoplasia de laringe - Angina pectoris - Síndrome dispéptica.

004- Em relação à Peritonite Bacteriana Espontânea (PBE) é correto afirmar que:


A) A contagem de células do líquido ascítico em tomo de 150 células/mm3 com
60% de polimorfonucleares e 40% de outras células é indicativa do diagnóstico.
B) A cultura do líquido ascítico revela com freqüência mais de um tipo de agente
infeccioso, em geral bactérias Gram-negativas e Gram-positivas.
C) Febre, dor abdominal e sinais de peritonismo são fundamentais para o
diagnóstico de PBE.
D) A PBE ocorre principalmente em ascites com baixo teor de proteína, como
verificado nos cirróticos e nefróticos.
E) A recidiva de PBE é rara, devido à imunidade adquirida pelo paciente após o
primeiro episódio.
005- Homem de 21 anos apresenta há 2 anos poliartralgia, diarréia e
emagrecimento. Exame físico: emagrecido, micropoliadenopatia, descorado +/++.
Ausência de visceromegalias. Fístula perianal. Exames: HIV (Elisa): duvidoso,
Hb=11g/dl, VCM=102 leucócitos=3.000 (4 bastonetes, 65 segmentados, 20
linfócitos, 7 eosinófilos e 4 basófilos), plaquetas 80.000, VHS=40 mm (n<12).
Trânsito intestinal: edema em mosaico de delgado, dilatação de jejuno com estase;
estreitamente e espessamento de íleo. Retossigmoidoscopia normal. A principal
hipótese diagnostica para o caso é:
A) Tuberculose intestinal,
B) Doença de Crohn.
C) Imunodeficiência adquirida.
D) Retocolite ulcerativa,
E) Linfoma de delgado.

006- Assinale a afirmativa correta sobre artrite bacteriana:


A) Artrite gonocócica na mulher deve ser suspeita(li somente em presença de
leucorréia.
B) A presença de poliartrite descarta artrite gonocócica.
C) No idoso o agente mais comum é a E. coli devido a incidência de infecção
urinária por obstrução prostática,
D) Staphylococcus aureus é agente comum nas monoartrites sépticas e é isolado
Freqüentemente na cultura de líquido sinovial
E) Drenagem precoce com introdução de antibiótico intra-articular é o tratamento
atual mais preconizado.

007- Homem de 39 anos refere dispnéia e tosse com expectoração clara há cerra
de 2 dias. Ao exame físico encontra-se em mal estado geral, obeso, cianótico,
freqüência respiratória=36/min, pressão arterial=240x160 mm Hg, freqüência
cardíaca=120/min. Observa-se uso de musculatura acessória com tiragem
intercostal e batimento da asa de nariz. Ausculta pulmonar: murmúrio vesicular (+)
bilateralmente com roncos e sibilos difusos, Ausculta cardíaca: taquicárdico,
(exame prejudicado pela obesidade do paciente). Abdome: doloroso à palpação na
região epigástrica (refere dor em queimação). O exame físico foi interrompido
diversas vezes, pois o paciente não tolerava o decúbito dorsal. Nega antecedente
de bronquite ou asma até recentemente quando iniciou quadro clínico compatível
com broncoespasmo freqüente. É hipertenso há 20 anos com controle irregular e
tabagista de 2 maços de cigarros por dia. Neste caso o diagnóstico e a conduta são
respectivamente:
A) Congestão pulmonar, Conduta: administrar diurético de alça de ação rápida,
vasodilatador arterial e venoso e oxigenioterapia.
B) Asma, Conduta: iniciar as medidas para o tratamento de broncoespasmo:
inalação com Beta2 agonista, aminofilina intra-venosa (se já fazia uso não precisa
de dose de ataque) e corticoterapia sistêmica.
C) Descompensação de uma DPOC, uma vez que o paciente é tabagista importante.
Conduta: introduzir inalação com Beta2 agonista, administrar Beta2 agonista
subcutâneo e aminofilina intravenosa.
D) Síndrome do desconforto respiratório agudo. Conduta: hidratação e ventilação
mecânica.
E) Aspiração traqueal, o paciente refere dor em queimação no epigástrio,
reforçando a suspeita de aspiração do conteúdo gástrico. Conduta: inalação com
Beta2 agonista, corticoterapia e antiácido.

008-Mulher asmática de 34 anos chega à sala de emergência em broncoespasmo. A


acompanhante relata que a crise iniciou-se há 24 horas com piora progressiva,
apesar do uso doméstico de agonista 0-2 inalatório. Ao exame físico apresenta-se
sonolenta, cianótica, afebril, com sudorese profusa, pulso=120 bpm, freqüência
respiratória=32/min, e pressão arterial=120x90 mmhg. A ausculta pulmonar
mostra murmúrio vesicular diminuído bilateralmente com poucos sibilos difusos e
expiração prolongada. A conduta adequada para este caso é:
A) Decidir a terapia baseando-se na gasometria arterial.
B) Intubação traqueal e ventilação mecânica.
C) Administrar B2 agonista e corticosteróide, ambos por via intravenosa.
D) Administrar B2 agonista inalatório, aminofilina e corticosteróide intravenosos e
antibioticoterapia parenteral.
E) Administrar B2 agonista subcutâneo, aminofilina e corticosteróides parenterais.

009- Paciente internado na UTI por quadro de angina encontra-se clinicamente


estável. Subitamente apresenta perda de consciência. O monitor registra padrão de
fibrilação ventricular. A conduta terapêutica inicial é:
A) Intubação, ventilação e massagem cardíaca externa.
B) Adrenalina, 5 mg intravenosa, seguida de desfibrilação.
C) Xylocaína, 1 mg/kg, 'em bolo' intravenoso, seguida de desfibrilação com 200
Joules.
D) Adrenalina, 1 mg intravenosa, seguida de desfibrilação com 200 Joules.
E) Desfibrilação elétrica com 200 Joules.

010- Homem de 54 anos fumante, hipertenso há 10 anos, sem controle adequado,


apresentou há 2 horas dor precordial em aperto por 30 minutos que melhorou
espontaneamente; negava episódios anteriores de dor precordial. Chegou ao Pronto
Socorro já sem dor, extremamente ansioso, com PA=160x95 mmhg;
eletrocardiograma (ECG) de entrada sem alterações; CPK e CPKMB (colhidas ao
chegar) estavam dentro dos limites normais. Das alternativas abaixo, qual
representa a melhor conduta imediata para o caso?
A) Alta sem medicação, com orientação para investigação ambulatorial.
B) Mantê-lo em observação, realizando ECGs e dosagens de CPK e CPKMB seriados
e medicá-lo com AAS e nitratos.
C) Alta com anti-hipertensivo, ácido acetilssalicílico (AAS) e orientação para
investigação ambulatorial.
D) Interná-lo, administrar AAS, heparina intravenosa e realizar cateterismo.
E) Alta com anti-hipertensivo, AAS, nitrato e orientação para investigação
ambulatorial.

011- Jovem de 17 anos, diabética, vem ao Pronto-Socorro com quadro de


polidipsia, poliúria, desconforto respiratório, náuseas e vômitos. Ao exame físico
apresenta-se consciente, com padrão respiratório acidótico, freqüência respiratória
de 28 mov/min, pressão arterial de 100x70 mm Hg e freqüência cardíaca de 124
bpm. A glicemia de ponta-de-dedo é 170 mg/ml e a glico-cetonúria é O e (+++). A
conduta terapêutica imediata mais adequada é administrar:
A) Solução de NACI 0,9% + insulina simples intravenosa.
B) Solução de NACI 0,9% + insulina simples subcutânea.
C) Solução de NACI 0,9% + insulina simples intra-muscular.
D) Solução de glicose a 5% + insulina simples intravenosa.
E) Solução de NACI 0,9% + solução de glicose a 5% + insulina simples
intravenosa.

012- Em relação ao Helicobacter pylori, é correto afirmar que:


A) A pesquisa do agente só é possível por via endoscópica, o que dificulta o
diagnóstico.
B) É apenas um agente oportunista, sem qualquer relação causal com as doenças
pépticas.
C) O seu tratamento é incompatível com o uso de bloqueadores H2 ou omeprazol
concomitante.
D) É forte a relação entre Helicobacter pylori e gastrite atrófica auto-imune com
anemia perniciosa associada,
E) Deve ser pesquisado e erradicado em pacientes de média idade com recidiva de
úlcera gástrica.

013- Ao analisar as características das fezes indique a associação correta com as


diferentes situações clínicas descritas abaixo:
I- Com muco e sangue
II- Explosiva, noturna, em surtos
III- líquida, clara em grande quantidade
IV- Com restos alimentares
V- Fétida e preta

1- Cólera
2- Retocolite ulcerativa
3- Úlcera hemorrágica
4- Diabetes mellitus
5- Má absorção

A) I - 1, II - 2, III - 4, IV - 5, V - 3.
B) I - 3, II - 1, III - 4, IV - 2, V - 3.
C) I - 3, II - 1, III - 4, IV - 2, V - 5.
D) I - 2, II - 4, III - 1, IV - 5, V - 3.
E) I - 2, II - 5, HI - 1, IV - 2, V - 3.

014- Neto do Jeca Tatu, jovem rapaz de 23 anos, cônscio das caras tradições
familiares, morando atualmente em sítio, não tira as botinas sequer para dormir,
procura o ambulatório com queixas dispépticas; para uma adequada condução do
caso é preciso.
A) Solicitar endoscopia digestiva.
B) Fazer prova terapêutica com ranitidina, antes de solicitar endoscopia.
C) Solicitar parasitológico de fezes e endoscopia digestiva,
D) Solicitar parasitológico de fezes e tratar com albendazol.
E) Solicitar parasitológico de fezes e tratar a dispepsia.

015- Senhora de 65 anos, previamente hígida, ao retirar roupa do interior da


máquina de lavar, sentiu dor intensa na região lombar. Foi levada ao Pronto-
Socorro e examinada, sendo detectada somente dor à compressão de 1ª vértebra
lombar (Ll), sem nenhuma outra alteração do exame físico. A melhor associação de
hipótese diagnostica (1), conduta diagnostica (II) e conduta terapêutica imediata
(III) neste caso é:
A)
I. Metástase óssea.
II. Tomografia . computadorizada de coluna, biópsia óssea, mamografia.
III. Analgesia com codeína.
B)
I. Mieloma múltiplo.
II Mielograma, eletroforese de proteínas, proteinúria de Bence-Jones.
III. Analgesia com codeína e quimioterapia.
C)
I. Osteoporose.
II Tomografia computadorizada da coluna e densitometria óssea.
III Repouso e analgesia.
D)
I. Mal de Pott.
II Tomografia computadorizada de coluna e biópsia óssea.
III. Esquema tríplice.
E)
I Osteomalácia
II. Radiografia da coluna, dosagem de cálcio e fósforo séricos e urinários e vitamina
D.
III. Repouso e analgesia.

016- Jovem de 13 anos, sexo feminino, é atendida no Pronto-Socorro com quadro


agudo de febre, cefaléia e petéquias, com forte suspeita de doença meningocócica.
Pode-se afirmar que:
A) A paciente deve ser mantida em isolamento, enquanto se aguarda o resultado
da hemocultura e antibiograma, uma vez que só após esse resultado deverá ser
introduzida a antibioticoterapia.
B) Deve-se iniciar, o mais precocemente possível, penicilina profilática para os
comunicantes domiciliares menores de cinco anos de idade.
C) Deve-se realizar a colheita de sangue, líquor e material da lesão de pele para
identificação do agente etiológico e introduzir-se penicilina por via endovenosa.
D) Deve-se realizar a colheita de sangue e material da lesão de pele para
identificação do agente etiológico, fazer uni ecocardiograma e introduzir-se
oxacilina, uma vez que a paciente não estava previamente hospitalizada.
E) Deve-se realizar a colheita de sangue e líquor para identificação do agente
etiológico e deve-se aguardar o resultado do antibiograma para se indicar
antibioticoprofilaxia para os comunicantes, a fim de se evitar a emergência de
cepas resistentes.

017- Mulher de 35 anos, procurou o ambulatório com história de cefaléia latejante


há um dia, inicialmente hemicrânica direita e depois generalizada, acompanhada de
náuseas, vômitos e fotofobia. Refere vários episódios semelhantes anteriormente e
que melhoravam com repouso em quarto escuro. A melhor conduta nesse caso é:
A) Aplicar analgésico e anti-emético por via intravenosa,
B) Fazer tomografia de crânio para melhor esclarecimento diagnóstico.
C) Prescrever derivados do ergot por via oral.
D) Iniciar betabloqueador como profilático,
E) Encaminhar a paciente para avaliação neurológica.

018- Jovem homossexual de 20 anos é admitido no Pronto-Socorro com história de


cefaléia e dificuldade de caminhar. O exame físico geral é normal, mostrando
paciente alerta, orientado no tempo e espaço e com discreta hemiparesia esquerda.
A tomografia computadorizada de crânio revela lesões intra-parenquimatosas no
hemisfério cerebral direito; após a injeção intravenosa de contraste, as lesões têm
realce periférico de tipo anelar. A conduta inicial mais adequada É:
A) Biópsia da lesão maior.
B) Tratamento empírico com sulfadiazina e pirimetamina.
C) Radioterapia.
D) Tratamento, empírico com penicilina G, ceftriaxona e metronidazol.
E) Biópsia da lesão maior seguida de radioterapia.

019- Homem de 35 anos, alcoólatra, chega ao Pronto-Socorro com história de


astenia e gengivorragia. O hemograma revelou Hb=5,0 g/dl, Ht=22%, VCM=102,
CHCM=36
g/dl, leucócitos=4000 (10% de bastonetes, 65% de segmentados, 3% de
eosinófilos e 20% de linfócitos). A resposta que indica o diagnóstico provável, o
melhor exame complementar e a conduta terapêutica respectiva é:
A) Leucemia aguda - mielograma - quimioterapia.
B) Anemia megaloblástica - mielograma -vitamina B12.
C) AIDS - mielocultura - aciclovir.
D) Anemia carencial - ferro sérico - sulfato ferroso.
E) Infiltração medular - mielocultura - quinino.
020- Homem de 28 anos é trazido ao Pronto-Socorro por policiais, apresentando
intensa agitação psicomotora e ameaçando agredir o médico que o atende. A
abordagem desse paciente deveria incluir inicialmente:
A) Impor energicamente limites ao comportamento inadequado.
B) Abordá-lo com assuntos amenos com a finalidade de formar vínculo e ganhar a
sua confiança.
C) Sedação com benzodiazepínicos por via intramuscular.
D) Contenção química com haloperidol por via intravenosa.
E) Contenção física para possibilitar exame clínico e psiquiátrico.

021- Um médico atende no Pronto-Socorro, um homem baleado que lhe conta ter
sido ferido quando estava assaltando uma loja; nessas circunstâncias:
A) O médico deve chamar testemunhas para ouvir a história.
B) Segundo o C.E.M. (Código de Ética Médica) o médico deve comunicar o fato ao
C.R.M. (Conselho Regional de Medicina).
C) A não comunicação do fato à autoridade competente é crime, de acordo com o
C.P.B. (Código Penal Brasileiro).
D) A comunicação do fato à autoridade competente constitui quebra de sigilo
profissional,
E) Somente o diretor clínico da Instituição pode comunicar o crime à autoridade
competente,

022- Homem de 29 anos, vítima de acidente automobilístico, sofreu fratura fechada


de diáfise de fêmur direito. Internado com tração esquelética há 2 dias, começou a
apresentar desconforto respiratório, confusão mental, taquicardia, petéquias e
febre. Gasometria revela P02=45mmHg, PA=110x70 mmhg. A Hipótese diagnostica
provável é:
A) Septicemia.
B) Ruptura do baço em 2 tempos.
C) Pneumonia aspirativa.
D) Síndrome compartimental.
E) Embolia gordurosa.

023- Constitui a etiologia mais freqüente das dilatações do trato urinário


diagnosticadas no período antenatal:
A) Estenose de junção pielo-ureteral.
B) Estenose de junção uretero-vesical,
C) Mega-ureter primário.
D) Válvula de uretra posterior.
E) Refluxo vésico-ureteral.

024- Jovem de 15 anos com história de acidente automobilístico é admitido no


Pronto-Socorro apresentando estabilidade hemodinâmica, fratura de bacia e
uretrorragia. Não foram constatadas outras lesões. A uretrocistografia revelou lesão
completa da uretra membranosa, A melhor conduta é:
A) Intervenção cirúrgica com uretrostomia perineal e ulterior fechamento.
B) Cirurgia imediata com anastomose término-terminal dos cotos uretrais por via
suprapúbica,
C) Cirurgia imediata com anastomose término-terminal dos cotos uretrais por via
perineal.
D) Cistostomia por punção e reconstrução uretral após pelo menos 2 meses do
trauma.
E) Deve-se tentar a sondagem uretral com sonda de Folley antes de qualquer outro
procedimento mais invasivo.
025- Homem de 71 anos apresenta queimadura de espessura total (IIT grau) no
pescoço, tronco e períneo acometendo 35% do total de superfície corpórea. Apesar
do suporte ventilatório, o paciente desenvolve insuficiência respiratória progressiva.
A conduta mais apropriada é:
A) Administração de broncodilatadores.
B) Aumento da reposição volêmica.
C) Aumento da fração inspirada de oxigênio (FiO2),
D) Realizar escarotomia torácica.
E) Realizar traqueostomia.

026- Os retalhos cutâneos estão indicados:


A) Nas mesmas situações que os enxertos de pele.
B) Apenas quando se deseja cobertura semelhante à área receptara.
C) Em áreas de tendão sem paratendão, osso sem periósteo, nervo e grande vasos
expostos.
D) Raramente são utilizados por serem tecnicamente de, difícil execução.
E) Quando o leito apresenta tecido de granulação de boa qualidade.

027- Indique a melhor técnica para a realização de uma anastomose esofágica:


A) Pontos contínuos absorvíveis.
B) Sutura contínua com fio inabsorvível.
C) Pontos separados com fio monofilamentar.
D) Pontos separados com fio absorvível.
E) Pontos contínuos com fio multifilamentar.

028- Mulher submetida a intervenção cirúrgica para tratamento de hipertensão


portal apresenta, no 5º dia de pós-operatório, saída de líquido sero-sanguinolento
pela cicatriz da ferida cirúrgica. O diagnóstico mais provável nesta circunstância é:
A) Rotura de varizes de esôfago.
B) Coagulação intravascular disseminada e coagulopatia.
C) Hematoma subcutâneo.
D) Lise de gordura de subcutâneo.
E) Evisceração.

029- Paciente de 65 anos, sem antecedentes mórbidos relevantes, a não ser por
histerectomia feita há cinco anos, procura o serviço com quadro de dor peri-
umbilical em cólica que apareceu há 3 dias, acompanhada de náuseas, vômitos,
parada de eliminação de gases e fezes e dissensão abdominal, O diagnóstico mais
provável e o exame mais útil são, respectivamente,.
A) Pancreatite aguda - ultra-som de abdome.
B) Obstrução intestinal por brida - radiografia simples do abdome.
C) Volvo de sigmóide - colonoscopia.
D) Hérnia estrangulada - trânsito intestinal.
E) Fecaloma - enema opaco.

030- Mulher diabética há mais de 10 anos fazendo uso de antidiabéticos orais


refere dor em queimação nos pés e pernas que a impede de dormir. Ao exame
físico apresenta varizes nos membros inferiores dependentes de Insuficiência de
crossa de safenas internas, não havendo edema nem hiperpigmentação nas pernas.
Nota-se apenas ressecamento da pele dos pés, que são quentes e corados. As
pulsações arteriais são normais, A conduta mais adequada é:
A) Recomendar o uso de meias elásticas.
B) Prescrever medicação flebotrópica.
C) Substituir medicação-oral por Insulina.
D) Iniciar safenectomia bilateral,
E) Medicar sintomaticamente se necessário.
031- O aneurisma da aorta abdominal deve ser operado:
A) Sempre.
B) Quando o diâmetro aumenta mais de 5 mm em 6 meses.
C) Somente quando apresenta sintomatologia dolorosa.
D) Se tiver diâmetro máximo de 3 ou mais centímetros.
E) Quando apresenta trombos murais.

032- A conduta Inicial em embolia pulmonar de repetição é:


A) Colocação de filtro de cava.
B) Antibióticos + exercidos respiratórios.
C) Arteriografia pulmonar + anti-agregante plaquetário.
D) Ligadura de vela cava + fibrinolíticos.
E) Anticoagulantes orais + investigação da origem dos êmbolos.

033- Assinale dentre as alternativas abaixo a estrutura que cruza ventralmente a


veia cava inferior:
A) Terceira porção do duodeno.
B) Nervo femoral direito.
C) Tronco simpático direito.
D) Ureter direito.
E) Duto torácico.

034- Uma Incisão horizontal na região cervical que lese a artéria tireoídea inferior,
poderá lesar as seguintes estruturas, exceto:
A) Nervo laríngeo inferior.
B) Nervo vago.
C) Vela tireoídea Inferior.
D) Artéria carótida externa.
E) Traquéia.

035- Mulher de 50 anos foi submetida a cirurgia de revascularização do miocárdio,


implantando duas pontes de safena e uma mamária. A cirurgia e o pós-operatório
imediato transcorreram sem intercorrências significativas. Nas duas semanas
seguintes a pac

• Assine

• E-mail

• SAC

• Canais
iente evoluiu clinicamente bem, mas reclamava de insônia inicial e terminal,
diminuição Importante do apetite, medo intenso de morrer e certeza de que o seu
coração já havia parado e que os médicos lhe escondiam o fato. A respeito deste
caso, podemos dizer que:
A) Reações depressivas são freqüentes em pós-operatórios de grandes cirurgias e
não exigem abordagem psiquiátrica específica.
B) Uma abordagem psicoterápica pré-operatória permitiria à paciente um melhor
preparo para enfrentar a evitando complicações psiquiátricas no pós-operatório.
C) A abordagem mais adequada seria a psicoterapia cognitivo-comportamental.
D) O tratamento medicamentoso é contra-indicado nessa paciente, devido a
patologia cardíaca.
E) Provavelmente trata-se de uma depressão psicótica que exige tratamento com
anti-depressivos e anti-psicóticos.

036- Homem de 79 anos, fumante h mais (,e 40 anos (30 cigarros por dia), natural
de Minas Gerais, apresenta carcinoma epidermóide da laringe supra-glótica, que
compromete uma aritenóide, uma valécula e atinge ainda a porção adjacente da
base da língua. O tratamento mais indicado é:
A) Laringectomia supra-glótica.
B) Laringectomia supra-glótica com esvaziamento cervical.
C) Laringectomia total.
D) Laringectomia total com esvaziamento cervical.
E) Esvaziamento cervical seguido de radioterapia da lesão primária.

037- Nódulo único de tireóide de 3 cm de diâmetro c; diagnosticado como


carcinoma papilífero. Neste caso o prognóstico depende principalmente de:
A) Idade e sexo.
B) Aspecto ultra-sonográfico.
C) Aneuploidia.
D) Presença de metástases cervicais.
E) Grau de diferenciação celular.

038- Mulher de 54 anos, vítima de fratura extra-articular de rádio distal sem desvio
há 6 meses, tratada com imobilização gessada por 6 semanas, persiste com intensa
dor e hiperestesia no punho e mão. Ao exame físico apresenta edema, limitação
importante da movimentação de punho e dedos, pele brilhante e eritematosa. O
exame radiográfico local revela fratura consolidada, porém, intensa osteoporose. A
hipótese diagnostica mais provável é:
A) Síndrome do túnel do carpo.
B) Distrofia simpática reflexa.
C) Osteoartrose pós-traumática.
D) Seqüela de síndrome compartimental pós-gesso.
E) Tenossinovite.

039- A melhor conduta em criança com 2 anos de idade portadora de criptorquidia


direita com hérnia inguinal associada é:
A) Aguardar a Idade de 5 anos para reavaliação.
B) Iniciar tratamento hormonal e observar a evolução.
C) Indicação cirúrgica imediata.
D) Iniciar tratamento hormonal após o 5,1 ano de vida.
E) Aguardar até a puberdade para reavaliar.

040- Senhora de 87 anos sofreu queda domiciliar há um dia, evoluindo desde então
com dor em quadril esquerdo e Impotência funcional para a marcha. O exame físico
revelava encurtamento e grande rotação externa do membro inferior acometido.
Qual a principal hipótese diagnóstica e o tratamento Indicado?
A) Fratura transtrocanteriana do fêmur - Artroplastia parcial do quadril.
B) Fratura do colo do fêmur - Artroplastia total do quadril.
C) Fratura da diáfise do fêmur - Redução cruenta e fixação com placa e parafusos.
D) Fratura transtrocanteriana do fêmur - Redução incruenta e osteossíntese.
E) Fratura do colo do fêmur - Redução incruenta e osteossíntese.

041- Em suspeita de obstrução intestinal do recém-nascido e lactente a seqüência


adequada de exame é:
A) Radiografia simples de abdome incluindo radiografia de tórax e hemograma.
B) Radiografia contrastada de estômago, enema e hemograma.
C) Trânsito intestinal, enema opaco, leucograma, transaminases.
D) Trânsito intestinal, RX de tórax hemograma completo.
E) Radiografia simples de abdome, trânsito intestinal, enema opaco e hemograma
completo.

042- Criança já senta sem apoio, sendo capaz de segurar a mamadeira, entende o
próprio nome e o significado do não; consegue bater palmas e emitir fonemas como
ma, pa e ta (sem significado específico); ainda não deambula, nem mesmo com
apoio. Esta criança deve ter aproximadamente a idade entre:
A) 4 - 6 meses.
B) 7 - 8 meses.
C) 9 - 10 meses.
D) 10 - 11 meses.
E) 12 - 14 meses.

043- O diagnóstico de baixa estatura significa que a estatura da criança se situa,


para seu sexo e idade, na curva de percentis:
A) Abaixo do percentil 2,5.
B) Abaixo do percentil 50.
C) Entre o percentil 10 e 25.
D) Abaixo do percentil 20.
E) Entre o percentil 2,5 e 10.

044-O coeficiente de mortalidade infantil:


A) Sempre indica as condições de assistência médica prestada à população.
B) É drasticamente reduzido através de campanhas de vacinação.
C) Sempre se correlaciona com um baixo produto nacional bruto.
D) Tem relação direta com as taxas de natalidade.
E) É um bom indicador de qualidade de vida.

045- Com relação à terapia de re-hidratação oral, é correto afirmar que:


A) A presença de íleo paralítico não contra-indica a utilização da solução por via
oral.
B) O aleitamento materno deve ser suspenso nas primeiras duas horas de re-
hidratação.
C) A solução oral deve ser, preferencialmente, administrada com mamadeira "ad
libitum", conforme aceitação da criança.
D) Nas crianças em aleitamento artificial, a alimentação não deve ser suspensa na
fase de re-hidratação.
E) Caso ocorra perda de peso, após as duas primeiras horas de terapia, a solução
deve ser administrada por sonda nasogástrica.

046- Em criança com estenose hipertrófica de piloro e vômitos incoercíveis, as


alterações hidreletrolíticas e do equilíbrio ácido-básico caracterizam-se por:
A) Hipocloremia e hipopotassemia com alcalose metabólica.
B) Hiponatremia e hipocloremia com acidose metabólica,
C) Hipocloremia e hiperpotassemia com acidose metabólica,
D) Hipernatremia e hiperpotassemia com alcalose metabólica.
E) Hipercloremia e hipopotassemia com acidose respiratória.

047- No que se refere a orientação dietética para a criança com episódio diarreico
agudo, é correto afirmar:
A) Como regra geral, toda alimentação deverá ser suspensa durante as primeiras
horas do episódio diarreico.
B) A reintrodução precoce da alimentação se associa com piora do quadro diarreico
e da desidratação.
C) A perda de peso é maior na criança precocemente realimentada com dieta
adequada para a idade.
D) A recuperação nutricional é mais rápida nas crianças que recebem leite diluído e
alimentos obstipantes.
E) Alimentos especiais devem ser introduzidos apenas quando houver fortes
evidências de intolerância a algum componente da dieta.

048- Criança com nove anos de idade, previamente hígida, apresenta quadro de
pneumonia bacteriana aguda, com derrame pleural e condensação extensa ' a de
lobo direito. O principal agente ecológico e a droga de escolha para o tratamento,
neste caso, são:
A) Estreptococo do grupo A - eritromicina.
B) Haemophilus influenza do tipo B - amoxacilina.
C) Pneumococo - penicilina G.
D) Staphvlococcus aureus - oxacilina.
E) Escherichia coli - amicacina.

049- Considere as seguintes situações:


I) Meninas com idade superior a 15 anos.
II) Meninos em qualquer faixa etária,
III) Infecção urinária com sinais clínicos de pielonefrite.
IV) Infecção urinária acompanhada de hipertensão arterial.

Constituem situações em que se recomenda a exploração radiológica do trato


urinário, após a primeira infecção urinária diagnosticada, apenas:
A) I e II.
B) I e III.
C) II e IV.
D) I, II e III.
E) II, III e IV.

050- Nas alterações da glicemia no período neonatal, é correto afirmar que:


A) Nos primeiros dias de vida os recém-nascidos não têm capacidade para a
produção de glicogênio e, portanto, o melhor tratamento para a hipoglicemia é a
oferta exclusiva de glicose.
B) Existem alguns grupos de recém-nascidos que se beneficiam com o uso de
corticóides para o tratamento da hipoglicemia.
C) Com exceção dos filhos de mães diabéticas, a Incidência de hipoglicemia em
outros grupos de recém-nascidos é pequena.
D) As drogas beta-bloqueadoras utilizadas nas mães elevam a incidência de
hiperglicemia no recém-nascido.
E) A utilização de soro glicosado em "mini bolo" é geralmente efetiva para o
tratamento da hipoglicemia neonatal.

051- Pode-se afirmar que na doença hemolítica por incompatibilidade de Rh:


A) Os anticorpos ligam-se fracamente à membrana do eritrócito.
B) A lise celular ocorre em crises, podendo levar à dor abdominal.
C) Algum grau de anemia é observado em todos os recém-nascidos.
D) A hemólise ocorre geralmente no espaço extravascular.
E) Edema de placenta é raramente observado.

052- Criança de 8 meses de idade apresenta coriza, tosse e febre há 2 dias. Há 4


horas a tosse ficou mais intensa e surgiu dificuldade respiratória caracterizada por
batimentos de asas nasais e retrações subdiafragmáticas. A ausculta pulmonar
revelou roncos e sibilos e o RX de tórax uma hiperinsuflação pulmonar. O
diagnóstico mais provável é:
A) Bronquiolite.
B) Laringite.
C) Asma.
D) Epiglotite.
E) Difteria.

053- Com relação aos derrames pleurais parapneumônicos em crianças é possível


afirmar:
A) O Haemophylus influenza é o patógeno que, potencialmente, causa menos
acometimento pleural.
B) Bacterioscopia tem pouco valor na orientação da terapêutica antimicrobiana
adequada.
C) Queda do pH e da glicose no líquido pleural seroso indicam melhora no
prognóstico,
D) Os derrames purulentos volumosos devem ser drenados, mesmo na ausência de
crescimento bacteriano.
E) Os derrames serosos, mesmo com crescimento bacteriano, não têm indicação de
esvaziamento ou drenagem de tórax.

054- A fisiopatologia das pneumatoceles decorrentes de infecções bacterianas


pulmonares baseia-se em:
A) Destruição do parênquima pulmonar.
B) Destruição do interstício pulmonar.
C) Necrose da parede do brônquio terminal com passagem do ar para o interstício
pulmonar.
D) Pneumotórax com passagem de ar para o interstício pulmonar (fístula).
E) Pneumomediastino com passagem de ar para o interstício pulmonar (fístula).

055- Paciente com 1 ano e meio de idade, apresenta-se taquidispneico, com FR >
60 movimentos por minuto, com piora progressiva há 2 dias, sibilos difusos,
hiperssonoridade à percussão, raio X com infiltrado intersticial difuso. A melhor
conduta para este caso será:
A) Antibioticoterapia + nebulização com 02
B) Fisioterapia + nebulização.
C) Pausa alimentar + nebulização COM 02 + corticóides + antibioticoterapia.
D) Pausa alimentar + nebulização com 02 + corticóides.
E) Pausa alimentar + nebulização COM 02 + hidratação intravenosa.

056- Criança hígida até o 5º ano de vida, passa a apresentar pneumonias de


repetição com tosse produtiva matinal, secreção purulenta e discretamente
hemorrágica e respiração soprosa em base esquerda posterior. A radiografa de
tórax revela cúpula direita em posição inferior à cúpula esquerda. O diagnóstico
mais provável é:
A) Pneumonia em lobo inferior esquerdo.
B) Bronquiectasia em lobo inferior esquerdo com atelectasia.
C) Atelectasia de lobo inferior esquerdo e língula D,
D) Enfisema pulmonar à direita.
E) Atelectasia do pulmão esquerdo.

057- É característica do adolescente normal:


A) Dificuldade de abstração.
B) Coerência em todas as manifestações de conduta.
C) Tendência ao isolamento social.
D) Estabelecimento de identidades transitórias.
E) Adoção passiva das normas sociais vigentes.

058- Jovem de 15 anos apresenta-se com dor aguda no hemitórax direito, em


posição antálgica para o lado direito; afebril, com murmúrio vesicular diminuído à
direita, hiperssonoridade à percussão do hemitórax direito e ausência de
broncofonia. A hipótese mais provável é:
A) Pneumonia com pneumatocele gigante.
B) Pneumonia com derrame pleural.
C) Enfisema por corpo estranho com mecanismo de válvula.
D) Atelectasia do pulmão direito.
E) Pneumotórax espontâneo.

059- Para o tratamento intercrítico da asma, são úteis as drogas estabilizadoras de


mastócitos como:
A) Dipropionato de beclometasona e dexametasona.
B) Cetotifeno e cromoglicato dissódico.
C) Terbutalina e salbutamol.
D) Brometo de ipatropium e epinefrina.
E) Aminofilina e teofilina.

060- Em relação ao uso de corticóides no tratamento das meningites bacterianas


agudas, podemos afirmar que:
A) Deve ser evitado pelo seu efeito imunossupressor.
B) Pode ser usado apenas quando tiver sido ultrapassada a fase aguda da infecção.
C) Não deve ser usado quando o agente etiológico for o Haemophylus influenza
D) Quando indicado, seu uso deve ser prolongado, por várias semanas, para evitar
as seqüelas neurológicas.
E) Quando indicado, seu uso deve ser precoce e por tempo limitado.

061- Gestante de 17 anos é admitida no Pronto-Socorro inconsciente, com o


acompanhante relatando tê-la encontrado desacordada. Pelos dados fornecidos,
não realizou pré-natal e tinha uma idade gestacional estimada de 35 semanas. Ao
exame físico: hematomas em MMSS e MMII, com pequenas escoriações. sem
déficits motores. PA=160x110 mmhg. Pulso=68 bpm.
A.U=34cm. Foco=13q bpm. Dinâmica ijterina=2 contrações médias/10min. Edema
de (+++/ .... ) com reflexos exaltados. Toque: colo médio, pérvio para 3,0 cm, BI
e apresentação cefálica, alta e fixa. Assinale a alternativa correta:
A) Trata-se de um caso de eclâmpsia em trabalho de parto. Deve-se administrar
sulfato de magnésio, pesquisar a vitalidade letal e conduzir o trabalho de parto se
as condições clínicas permitirem.
B) O diagnóstico é duvidoso, deve-se realizar um exame neurológico e completo e,
se necessário, solicitar uma tomografia computadorizada de crânio.
C) Como não se pode afastar a hipótese de epilepsia, o melhor é hidantalizar a
paciente e em seguida fazer uma cesárea.
D) Como o diagnóstico não está claro, deve-se deixar a gestante em observação.
E) O diagnóstico mais provável é de pré-eclâmpsia grave Deve-se colher os exames
necessários para a confirmação do diagnóstico e introduzir pindolol 30mg/dia e
avaliar a vitalidade letal. Se o diagnóstico for confirmado, interrompe-se a gestação
através de cesárea.

062- Primigesta com 39 semanas de gestação procura o Pronto-Socorro em


trabalho de parto, com dilatação cervical de 7cm e com feto em apresentação
cefálica, ODP +1 de Delee. Evolui para parto normal com desprendimento cefálico
através de um movimento de deflexão. É cometo afirmar que:
A) A bossa sero-sanguínea localiza-se na porção anterior do osso parietal direito.
B) A paciente deu entrada no Hospital no período expulsivo do trabalho de parto.
C) Ocorreu uma rotação Interna do polo cefálico de 45º.
D) O local do hipomóclio foi próximo à raiz do cabelo do cabelo do feto.
E) Quando a paciente chegou ao Hospital, a cabeça letal já estava insinuada.

063- Gestante primigesta de 18 anos, com idade gestacional de 41 semanas,


confirmada por ultra-som realizado duas semanas antes, procura o Pronto-Socorro
com queixa de diminuição dos movimentos fetais há 6 horas. A palpação: feto em
situação longitudinal, dorso à esquerda, escava ocupada, com polo cefálico pouco
móvel à manobra de Leopold. AU=36 cm. Foco=140 bpm. Dinâmica uterina
ausente. Toque: colo impérvio, grosso, posterior. A melhor conduta obstétrica é:
A) Pesquisar maturidade e, se presente, Interromper a gestação através de uma
cesárea.
B) Como a idade gestacional é confiável, deve ser realizada a indução do parto com
ocitocina.
C) Deve-se realizar o perfil biofísico letal e repeti-lo periodicamente até a 420
semana de gestação, quando deverá ser interrompida a gravidez.
D) Apenas aguardar o trabalho de parto.
E) Dosar o estriol materno. Se alterado, deve-se realizar uma cesárea.

064- Em relação ao diabetes mellitus na gravidez é, correto afirmar que:


A) O diagnóstico é feito através da glicemia de jejum no início da gestação para
todas as gestantes, devendo ser repetida com 32 semanas quando há antecedente
de familiar diabético.
B) Deve-se antecipar o parto pois, o risco de óbito fetal nestas gestantes é elevado.
C) Constituem fatores de risco para o diabetes gestacional: três ou mais
abortamentos consecutivos anteriores, primiparidade tardia, cor branca, alto nível
sócio-econômico e alta ingesta de carboidratos,
D) Pesquisa-se o diabetes gestacional apenas em gestantes de risco, através de
glicemias de jejum e teste de tolerância à glicose oral com 36 semanas de
gestação.
E) As alterações fetais observadas no diabetes, tais como a macrossomia, icterícia,
poliglobulia, hipoglicemia neonatal e prematuridade, podem ser explicadas através
da hiperinsulinemia fetal decorrente de maior passagem de glicose pela placenta.

065- Mulher de 27 anos, fazendo uso de anti-depressivo tricíclico por depressão,


atualmente sem sintomatologia psiquiátrica, descobre estar na 13ª semana de
gestação. A melhor conduta neste caso é:
A) Abortamento.
B) Suspender o anti-depressivo tricíclico e observar evolução.
C) Substituir o anti-depressivo tricíclico por lítio.
D) Manter o anti-depressivo tricíclico e suspendê-lo duas semanas antes da data
provável do parto.
E) Suspender o anti-depressivo tricíclico e instituir eletroconvulsoterapia.

066- Paciente com 39 anos, prole constituída, foi submetida à biópsia de colo do
uterino que revelou neoplasia intraepitelial cervical tipo III e miomatose uterina
importante e sintomática. O procedimento inicial mais indicado é:
A) Cauterização do colo do útero.
B) Conização do colo do útero.
C) Histerectomia subtotal abdominal.
D) Histerectomia total abdominal.
E) Histerectomia vaginal.

067- O tumor maligno de ovário mais freqüente é:


A) Adenocarcinoma seroso:
B) Adenocarcinoma mucinoso.
C) Teratoma Imaturo.
D) Disgerminoma,
E) Adenocarcinoma endometrióide.

068- O aspecto mamográfico mais sugestivo de câncer é:


A) Microcalcificações agrupadas.
B) Tumor espiculado.
C) Tumor maior que 3 cm.
D) Microcalcificações pleiomorfas.
E) Hipodensidade de mama.

069- A porcentagem de degeneração sarcomatosa do mioma do útero é de:


A) 10%
B) 3%.
C) 5%.
D) 0,5%
E) 2%.

070- Gestante IIG IP (PN), com idade gestacional de 32 semanas, com quadro
confirmado de rotura prematura de membranas há 9 horas, sem febre ou
fisometria e fora de trabalho de parto. A melhor conduta obstétrica é:
A) Administrar betametasona 12 mg/dia IM por 4 dias e interromper a gestação
após 24 horas da última dose.
B) Idem à alternativa anterior acrescendo-se antibioticoterapia com cefalexina.
C) Conduta conservadora por 24 horas. Caso não entre em trabalho de parto
espontaneamente, faz-se a indução com ocitocina.
D) Pode-se aguardar até 36 semanas, a menos que haja infecção materna e/ou
fetal, sofrimento fetal ou desencadeamento espontâneo do trabalho de parto.
E) A conduta deve ser conservadora até 34 semanas. Caso se Inicie o trabalho de
parto durante a adoção da conduta conservadora deve-se utilizar uterolíticos para
Inibir as contrações uterinas.

071- Analise se as afirmativas abaixo estão certas ou erradas, para responder este
teste:
1) Segundo a legislação penal brasileira, é permitido ao médico provocar
abortamento nos casos de gravidez de alto risco,
2) O abortamento provocado não é mais crime no Brasil, de acordo com a
Constituição de 1988.
3) Se a gravidez resulta de estupro, o C.P.B.(Código Penal Brasileiro) não pune o
abortamento praticado por, médico com o consentimento da gestante.
4) Nos casos de malformações letais o abortamento provocado não é crime no
Brasil.

A) Apenas 2 afirmativas estão corretas.


B) Só 1 afirmativa está correta.
C) Apenas 2 afirmativas estão corretas.
D) Só 1 afirmativa está correta.
E) Nenhuma afirmativa está correta.

072- No sentido crânio-caudal, o aparelho de contenção pélvica é integrado por:


A) ligamentos cardinais, peritônio e diafragma pélvico.
B) Peritônio, diafragma pélvico e diafragma urogenital.
C) Diafragma pélvico, diafragma urogenital e peritônio.
D) Peritônio, diafragma urogenital e ligamentos cardinais.
E) Diafragma urogenital, peritônio e ligamentos cardinais.

073- No processo ovulatório, o hormônio luteinizante atua:


A) Na célula da grandiosa estimulando a produção de androstenediona.
B) Na célula da granulosa estimulando a produção de. estrona.
C) Na célula da granulosa estimulando a produção de estradiol.
D) Na célula da teca estimulando a produção de estradiol.
E) Na célula da teca estimulando a produção de androstenediona.

074- Homem de 51 anos procedente do norte do Paraná, procura o ambulatório


com queixa de tosse há 6 meses, que a princípio era seca e progressivamente foi se
tomando produtiva, com secreção branco-amarelada. Nesse período notou também
dispnéia aos grandes e médios esforços. Há aproximadamente dois meses vem
apresentando rouquidão. Não sabe informar sobre emagrecimento e febre, Neste
caso pode-se dizer que:
A) A paracoccidioidomicose é hipótese clínica provável e o teste cutâneo de
paracoccidioidina é o exame indicado para confirmação diagnostica.
B) A tuberculose é a hipótese clínica mais provável E, o teste cutâneo com a
tuberculina (PPD) é o exame indicado para a confirmação diagnostica.
C) O encontro de Paracoccidioides brasiliensis ao exame micológico direto de
escarro não é suficiente para estabelecer o diagnóstico de paracoccidioidomicose,
sendo necessária confirmação, por meio de cultura de escarro.
D) O quadro clínico característico de associação entre tuberculose pulmonar e
paracoccidioidomicose laríngea, dispensa a confirmação por exames laboratoriais,
E) O encontro de Paracoccidioides brasiliensis ao exame direto de escarro indica
paracoccidioidomicose, doença que deve ser tratada, mas não afasta a possibilidade
de tuberculose associada.

075- Homem de 60 anos pisou em prego há 12 dias, recebendo na ocasião vacina


antitetânica e profilaxia com cefalexina 2,0 g por dia. Há 6 dias surgem trismo e há
4 dias aparecem espasmos generalizados, necessitando

• Assine

• E-mail

• SAC

• Canais
de lntubação e ventilação mecânica. É correto dizer nesse caso que:
A) Não deve ser tétano porque o paciente não perdeu o nível de consciência.
B) A doença tem um período de progressão de 8 dias, caracterizando um tétano
moderado.
C) A profilaxia antitetânica foi errada porque não utilizou penicilina.
D) Os benzodiazepínicos podem ser usados por via intravenosa para relaxamento
muscular, como também as drogas curarizantes.
E) O debridamento do foco não deve ser feito porque provoca disseminação
hematogênica da toxina.

076- Médico residente, de 25 anos de idade, sofre ferimento perfurante em dedo da


mão esquerda com agulha de sutura, contaminada com sangue de paciente
sabidamente portador do vírus da hepatite B (VHB). Assinale a conduta profilática
que deve ser adotada no caso:
A) Se o médico não tem vacinação prévia contra hepatite B e não conhece seu
perfil Mitológico para a infecção pelo VHB, deve imediatamente tomar uma dose de
vacina contra hepatite B, que tom efeito de bloqueio contra a aquisição da Infecção
pelo VHB.
B) Se o médico não tem vacinação prévia contra hepatite B e não conhece seu
perfil sorológico para a infecção pelo VHB, deve colher amostra de sangue
imediatamente após o acidente, para determinação de seu perfil sorológico e caso
não tenha mercadores sorológicos que indiquem infecção pelo VHB deve receber
imunoglobulina humana hiperimune (HBIG) e primeira dose da vacina contra
hepatite B.
C) Se o médico tem vacinação prévia contra hepatite B, mas não conhece seu perfil
sorológico pós-vacinação, deve reiniciar o esquema básico de vacinação contra
hepatite B, tomando ia primeira dose logo após o acidente.
D) Se o médico não tem vacinação prévia contra hepatite B e não conhece seu
perfil sorológico para a infecção pelo VHB, deve colher amostra de sangue
imediatamente após o acidente para determinação de seu perfil sorológico e caso
não tenha anticorpos contra o antígeno de superfície do VHB (anti-HBs positivo),
deve receber só a imunoglobulina humana hiperimune (HBIG).
E) Se o médico não tem vacinação prévia contra hepatite B e perfil sorológico pós-
vacinação conhecido, com ausência de anticorpos contra o antígeno de superfície do
VHB (anti-HBs negativo), não estão indicadas nem a imunoglobulina hiperimune
(HBIG), nem a vacina contra a hepatite B.

077- Homem de 40 anos com quadro de úlcera duodenal resistente a tratamento


clínico foi submetido a gastrectomia parcial. No primeiro mês de pós operatório
apresentou hemorragia digestiva alta. Nova endoscopia revelou úlcera de boca
anastomótica (cirurgia com reconstituição a Biliroth II). Foi submetido a vários
exames entre os quais a determinação de gastrina sérica que se mostrou muito
elevada. O diagnóstico e a conduta adequada são:
A) Gastrectomia econômica - Tratar com doses elevadas de omeprazol.
B) Antro retido - Reoperação.
C) Possível síndrome de Zollinger-Ellison - Reinvestigação.
D) Possível síndrome de Zollinger-Ellison - Gastrectomia
total.
E) Possível síndrome de Zollinger-Ellison - Pancreatectomia total.
078- Homem de 35 anos, com procedência remota de Sergipe, morando em São
Paulo há 10 anos, é atendido com quadro de hematêmese de média quantidade. Ao
exame físico apresenta fígado à 5 cm do rebordo costal direito e baço a 4 cm do
rebordo costal esquerdo, ambos endurecidos; há ausência de telangectasia,
'flapping" e ascite. Neste caso é correto afirmar que:
A) Deve-se levar em conta a hipótese de esquistossomose mansônica, fase crônica,
forma hepato-esplênica com hipertensão portal descompensada, embora o paciente
relate ter sido tratado com oxamniquine, três meses antes do episódio de
hematêmese.
B) Deve-se levar em conta a hipótese de esquistossomose mansônica, fase crônica,
forma hepato-esplênica com hipertensão portal compensada, uma vez que o
paciente não apresenta ascite ao exame físico.
C) Descarta-se a hipótese de esquistossomose mansônica, fase crônica, forma
hepato-esplênica com hipertensão portal, uma vez que o paciente não apresenta,
ao exame físico, sinais clínicos de insuficiência hepática crônica.
D) Descarta-se a hipótese de esquistossomose mansônica, fase crônica, forma
hepato-esplênica com hipertensão portal, uma vez que o paciente já está fora de
área endêmica há 10 anos.
E) Não há condições para se confirmar o diagnóstico de esquistossomose
mansônica, uma vez que a ocorrência de hematêmese, contra-indica a biópsia
hepática.

079- Mulher de 82 anos apresentou quadro súbito de rebaixamento do nível de


consciência, hemiplegia esquerda, desvio conjugado do olhar para a esquerda,
pupilas isobáricas foto-reagentes, sem sinais meníngeos. Considerando-se o
diagnóstico de lesão encefálica vascular aguda assinale sua localização. mais
provável:
A) Diencefálica.
B) Mesencefálica.
C) Putaminal.
D) Bulbar.
E) Pontina.

080- Homem de 47 anos caiu de altura de 3m há 2 horas e perdeu a consciência


por 10 minutos. Veio ao Pronto-Socorro, onde se constatou nível 15 na Escala de
Coma de Glasgow, Pupilas isocóricas, foto-reagentes, sem déficits motores.
Enquanto aguardava a realização de radiografia simples de crânio, evoluiu com
cefaléia intensa, progressiva, vômitos e sonolência (nível 7 da ,mesma escala, de
coma), pupilas isocóricas, foto-reagentes e hemiparesia esquerda. A hipótese
diagnostica mais provável é:
A) Hematoma subdural agudo.
B) Contusão temporal.
C) Lesão axonal difusa.
D) Hematoma extra-dural.
E) Hematoma extra-dural com herniação uncal.

081- Doente com hepatite crônica por vírus B passa a referir dores abdominais e a
investigação laboratorial mostra importante elevação dos níveis séricos de
transaminases gamaglutamil-transpeptidase. Qual assertiva melhor corresponde a
essa situação?
A) Está ocorrendo evolução natural da doença e nada pode ser feito.
B) Está ocorrendo evolução natural da doença sendo obrigatório o tratamento com
doses baixas de corticóide.
C) Há reativação da doença. Deve-se iniciar tratamento com lnterferon.
D) Há outra doença associada (por exemplo: alcoolismo).
E) Desenvolveu-se neoplasia. É necessária investigação com ultra-sonografia
abdominal e medida dos níveis séricos da alfafeto-proteína.
082- Homem de 25 anos sofreu ferimento abdominal por arma de fogo há 2 meses.
Há 5 dias apresenta cólicas abdominais intensas, acompanhadas de icterícia e
hematêmese. O diagnóstico mais provável e a conduta adequada é:
A) Úlcera duodenal pós-traumática - Endoscopia digestiva alta.
B) Pancreatite pós-traumática - Ultra-sonografia abdominal.
C) Hemobilia - Arteriografia seletiva do tronco celíaco e artéria mesentérica
superior.
D) Ruptura de varizes esofagianas - Endoscopia digestiva alta.
E) Síndrome de Mallory-Weeis (laceração da mucosa da junção esôfago-gástrica) -
Endoscopia digestiva alta.

083- No período de 1980 a 1992 para o Estado de São Paulo, os coeficientes de


mortalidade segundo os grupos de causas de morte apresentaram a seguinte
evolução:
A) Aumento dos valores para as doenças infecciosas e parasitárias, aumento para
as causas externas e diminuição para as doenças do aparelho circulatório.
B) Aumento dos valores para as doenças infecciosas e parasitárias, aumento para
as neoplasias e diminuição para as doenças do aparelho circulatório.
C) Diminuição dos valores para as doenças infecciosas e parasitárias, aumento para
as neoplasias e aumento para as doenças do aparelho circulatório.
D) Diminuição dos valores para as doenças infecciosas e parasitárias, diminuição
para as neoplasias e aumento para as doenças do aparelho circulatório
E) Diminuição dos valores para as doenças infecciosas e parasitárias, estabilidade
para as neoplasias e diminuição para as doenças do aparelho circulatório.

084- Jovem de 21 anos é trazida ao Pronto-Socorro com insuficiência respiratória


grave. Ao exame consciente, ansiosa, com semiptose palpebral e oftalmoparesia
bilateral. As pupilas estão isocóricas com resposta normal à luz. Apresenta ainda
paresia do véu do palato e disfonia. Há déficit motor nos 4 membros, com reflexos
profundos vivos. A sensibilidade é normal. O diagnóstico mais provável é:
A) Encefalite de tronco cerebral.
B) Polirradiculoneurite.
C) Poliomielite.
D) Miastenia grave.
E) Botulismo.

085- Criança é atropelada e levada imediatamente ao Pronto-Socorro. Duas horas


após o acidente está agitada e anisocórica com condições respiratórias e
hemodinâmicas satisfatórias. O melhor exame complementar a ser realizado
imediatamente para avaliar o trauma craniano é:
A) Radiografia simples de crânio.
B) Tomografia computadorizada de crânio.
C) Ressonância magnética de cabeça.
D) Exame do líquido cefalorraquidiano.
E) Exame do fundo de olho.

086- Homem de 30 anos, vigilante noturno, solteiro, vem Unidade Básica de Saúde
IUBS) e conta, na recepção que tem tido empachamento e queimação epigástrica
nos últimos 3 meses. Assinale a alternativa correta:
A) Este paciente deve ser avaliado pelo médico e pela equipe multiprofissional no
mesmo dia.
B) O paciente deve ser clinicamente avaliado, atendendo à demanda mais urgente
e agendando-se para exploração mais detalhada do processo de adoecimento com
apoio da equipe multiprofissional de saúde diagnóstico e tratamento do caso.
C) Para investigação adequada da queixa o primeiro procedimento é realizar
endoscopia digestiva alta.
D) Se este paciente for atendido no mesmo dia na UBS, no Pronto-Atendimento o
médico deve restringir-se investigação e ao tratamento da queixa, uma vez que
não há condições de fazer uma avaliação ampliada de todas as pessoas atendidas.
E) Na UBS devem ser- atendidos especialmente problemas mais comuns de
crianças e fazer pré-natal, prevenção de câncer ginecológico e planejamento
familiar; os outros problemas devem ser encaminhados para ambulatórios
especializados.

087- Na cidade "Y" realizou-se estudo para investigar associação entre nível de
colesterol sérico e doença isquêmica do coração (DIC). Foram estudados indivíduos
do sexo masculino com idade entre 40 e 69 anos, sem DIC no início do estudo (em
1989): 500 com colesterol elevado e 1500 indivíduos com colesterol normal. Entre
esses 2000 indivíduos, examinados em 1989 e seguidos até 1994, foram
diagnosticados 60 casos de DIC entre aqueles com colesterol elevado e 50 casos
entre aqueles com colesterol normal. O estuda realizado foi do tipo:
A) Coorte prospectivo.
B) Caso-controle retrospectivo.
C) Caso-controle prospectivo.
D) Ensaio clínico retrospectivo.
E) Ensaio clínico prospectivo.

088- Quando crianças nascem vivas e são erroneamente declaradas como nascidas
mortas, de que maneira estes erros irão repercutir sobre os coeficientes de
mortalidade neonatal e infantil tardia?
A) Coeficiente de mortalidade neonatal: subestimação Coeficiente de mortalidade
infantil tardia: superestimação.
B) Coeficiente de mortalidade neonatal: subestimação Coeficiente de mortalidade
infantil-tardia: inalterado.
C) Coeficiente de mortalidade neonatal: inalterado Coeficiente de mortalidade
infantil tardia:
superestimação.
D) Coeficiente de mortalidade neonatal: superestimação Coeficiente de mortalidade
infantil tardia: subestimação.
E) Coeficiente de mortalidade neonatal: subestimação Coeficiente de mortalidade
infantil tardia: subestimação.

089- Procurou-se determinar a eficácia da Cimetidina na profilaxia de hemorragia


gastrointestinal em pacientes admitidos em unidade de terapia intensiva (UTI).
Cento e vinte pacientes foram aleatorizados (randomizados) para receber
cimetidina ou placebo na primeiras seis horas de admissão na referida IM. O
processo de aleatorização em estudo deste tipo tem como finalidade
principal:
A) Selecionar amostra representativa de pacientes.
B) Obter grupos com prognóstico inicial semelhante.
C) Aumentar a aderência dos pacientes.
D) Obter grupos de igual tamanho.
E) Reduzir a possibilidade de vício de memória,

090- TABELA: Coeficiente de mortalidade (por 1000 habitantes) segundo as macro


regiões brasileiras, em 1979 e 1989.

Coeficiente de mortalidade
Região
1979 1989
Norte 4,97 3,78
Nordeste 4,97 4,86
Sudeste 7,40 6,88
Sul 6,20 5,94
Centro-Oeste 6,47 4,58
Brasil 6,32 5,80

A partir da análise dos valores dos coeficientes gerais de mortalidade da Tabela, é


possível concluir.
A) O aumento da esperança de vida populacional sempre se traduz por uma
diminuição nos valores do coeficiente geral da mortalidade.
B) A região Nordeste não apresenta melhora no seu nível de saúde devido a
manutenção de altos valores de mortalidade infantil.
C) As regiões Norte e Centro-Oeste apresentam os melhores resultados devido ao
controle de endemias.
D) Na região Sudeste os valores são elevados em decorrência do aumento da
mortalidade por doenças isquêmicas do coração.
E) Os coeficientes gerais de mortalidade, tal como apresentados não permitem
comparações.

091- Em cidade da Grande São Pauto, em 1994, morreram 16 mulheres durante a


gestação ou dentro de um período de 42 dias após o término da gravidez, pelas
seguintes causas primárias:

02 por septicemia pós aborto.


05 por complicações hipertensivas da gestação.
02 por hemorragia de terceiro trimestre.
02 por infecção pós-cesárea.
03 por cardiopatia agravada pela gestação.
02 por acidentes de trânsito.

Considerando-se que, neste mesmo ano, nasceram nessa cidade 10.000 nascidos
vivos, o coeficiente de mortalidade materna, para o ano de 1994, foi de:
A) 160 mortes por 100.000 nascidos vivos,
B) 120 mortes por 100.000 nascidos vivos.
C) 100 mortes, por 100.000 nascidos vivos.
D) 90 mortes por 100.000 nascidos vivos.
E) 140 mortes por 100.000 nascidos vivos.

092- Em estudo caso-controle, examinou-se 300 casos de câncer de pulmão e 300


controles. O percentual de fumantes foi de 90% entre os casos e 30% entre os
controles. O odds ratio (razão de chances) de câncer de pulmão relacionado ao
hábito de fumar foi:
A) 1
B) 11
C) 21
D) 31
E) 41

093- Em estudo caso-controle, examinou-se casos de câncer de pulmão e 300


controles. O intervalo de confiança (IC) do "odds ratio" foi de 10,3 até 30,2 (95%
de confiança). isto significa que o risco de desenvolver câncer entre os fumantes:
A) É importante porque o IC ultrapassou o valor de 10.
B) É importante porque o IC não inclui a unidade,
C) Não é importante porque o IC não contém a unidade.
D) É importante porque o IC é suficientemente extenso.
E) Não é importante porque o IC não é suficientemente extenso.
094- O modelo assistencial de saúde no Brasil, no período de 1964 a 1988,
apresenta como tendência:
A) O privilegiamento do modelo de saúde coletiva.
B) A harmonização das ações médico-individuais e de saúde pública num modelo de
atenção à saúde.
C) O estímulo a uma organização do trabalho nas instituições de saúde que
privilegie e promova equipes multiprofissionais.
D) O privilegiamento do modelo de atenção médica individual, em detrimento das
ações de saúde coletiva, mantida sua separação
E) O estimulo à prática médica liberal como modelo de atenção à saúde.

095- Em relação à participação da comunidade no SUS pode-se afirmar que a


Constituição de 1988:
A) Prevê a participação somente dos usuários do SUS.
B) Prevê a participação somente dos usuários do SUS e dos representantes dos
poderes públicos.
C) Não contempla a representação dos profissionais de saúde.
D) Não prevê a participação da comunidade
E) Determina que os Conselhos de Saúde constituam a instância de participação
dos usuários do SUS.

096- A partir do final da década de 80, o modelo assistencial de saúde no Brasil


apresenta as seguintes tendências:
A) Predominância do setor estatal de serviços de saúde frente ao setor privado.
B) Distribuição da oferta de serviços mais equilibrada, tendendo a diminuir as
disparidades regionais.
C) Crescimento do dispêndio de recursos do governo federal e diminuição do
dispêndio de Estados e Municípios com gastos no setor saúde.
D) Gastos eqüitativos dos governos Federal, Estadual e Municipal.
E) Significativo aumento de gasto dos Municípios com o setor de saúde.

097- A Constituição de 1988 determina que a saúde é "direito de todos e dever do


Estado". Isso significa que:
A) Todo brasileiro tem direito à saúde, independentemente de sua condição social.
B) Somente aqueles que contribuem para a seguridade social tem acesso à
Assistência Médica do SUS.
C) Aqueles que não contribuem para seguridade social, têm acesso somente aos
serviços públicos municipais e aos serviços filantrópicos.
D) Só o Estado deve encarregar-se da prestação de serviços de saúde.
E) Que cabe ao Estado somente controlar e regular a oferta de serviços de saúde.

098- Assinale a alternativa correta. O Programa de pré-natal:


A) Tem um sentido prioritariamente educativo, relacionado ao conhecimento do
corpo, contracepção, puerpério e amamentação.
B) Serve para o controle de grupos de risco, não tendo impacto se aplicado ao
seguimento de gestações normais.
C) Pode ter um grande impacto na morbidade materna e perinatal através de ações
educativas e rotinas padronizadas visando ao controle de riscos.
D) Não tem impacto no Estado de São Paulo, já que uma grande parte dos partos é
domiciliar.
E) Só terá algum impacto sobre a morbi-mortalidade materna e perinatal se for
garantido que o médico que acompanhou o pré-natal realize também o parto.

99- Assinale a alternativa correta. A proposta de atendimento nas Unidades Básicas


de Saúde feita através de 'Programas de Saúde' tem por objetivo:
A) Organizar diversas ações e atividades articuladas, levando em consideração
aspectos epidemiológicos, grupos de maior risco ou agravos relevantes à saúde da
população alvo.
B) Orientar os médicos em relação ao agendamento das consultas, como é o caso
do pré-natal.
C) Simplificar o atendimento de forma a baratear o custo das ações de saúde e
torná-las acessíveis à população
D) Combinar atendimentos feitos em consultas médicas individuais com grupos
educativos.
E) Desenvolver atividades capazes de resolver prioritariamente os problemas
relacionados às doenças infecciosas, como a tuberculose por exemplo.

100- Assinale a alternativa correta. A coleta de citologia vaginal:


A) Pode ter grande impacto na redução da mortalidade por câncer de colo uterino,
já que pode preveni-lo e evitar as transformações dissilábicas de colo uterino.
B) Pode ter grande impacto na redução da mortalidade por câncer de colo uterino
se atingir uma boa cobertura e os serviços secundários e terciários forem efetivos,
C) Pode ter grande impacto na redução da mortalidade por câncer de colo uterino
se for realizada também colposcopia em todos os exames e tratadas as doenças
sexualmente transmissíveis.
D) Pode ter grande impacto na redução da mortalidade por câncer de colo uterino,
mas apenas se for realizado de seis em seis meses em todas as mulheres.
E) Não é importante em nosso meio, já que o câncer de mama, que é a primeira
causa de morte entre as neoplasias entre as mulheres em São Paulo, tem um
método de "screening" mais barato e de maior impacto na mortalidade feminina,
devendo ser priorizado.

Hom Inscriçõe Link Para Questõ


e s s Estuda Freqüe
r s

ck;padding:0cm 3.5pt 0cm 3.5pt'>


Provas de Residência