Anda di halaman 1dari 31

Pilha“eléctrica”

Pilha “eléctrica”
“Dispositivo electroquímico
“Dispositivo electroquímico que
que gera
gera corrente
corrente
eléctrica, transformando
eléctrica, transformando energia
energia química
química em
em energia
energia
eléctrica”
eléctrica”

As
As pilhas
pilhas do
do quotidiano
quotidiano

Células Células
electroquímicas electroquímicas
primárias secundárias
Pilhas não Pilhas recarregáveis
recarregáveis, têm de
Exemplo:
ser eliminadas no fim
do seu ciclo Baterias dos
automóveis
Exemplo:
Pilhas secas
• primárias – ex.: pilhas secas – não podem ser
recarregadas

• secundárias ou acumuladores - ex.: pilhas de


lítio, de Ni-Cd, baterias dos automóveis;
podem recarregar-se se forem ligadas a uma
pilhas corrente eléctrica.

• combustível – os reagentes deve, ser


constantemente renovados e os produtos
constantemente removidos.

• concentração – as semicélulas são


constituídas pelo mesmo material, mas os
iões em solução têm concentrações diferentes
Pilhade
deVolta
Volta PilhaDaniell
Daniell Pilha de
Pilha de Pilhas
Pilhas
Pilha Pilha Leclanché modernas
Leclanché modernas

Tempo
Pilhaseca
Pilha secadedeLeclanché
Leclanché
(pilhade
(pilha deMnO -Zn)
MnO2-Zn)
2

A mais usada no século XX!

George Leclanché
(1839-1882) Exemplos de aplicação:
Rádios, relógios, brinquedos, etc
Constituiçãoda
Constituição daPilha
Pilhaseca
secade
deLeclanché
Leclanché
(Pilhade
(Pilha deMnO
MnO2-Zn)
-Zn)
2

O ânodo de zinco está em


contacto com Mn02 e um
electrólito que contém NH4Cl.
O cátodo é constituído por um
tubo de grafite.
O electrólito está gelificado
para impedir a fuga para o
exterior da pilha.

Pilha seca
O invólucro da pilha constitui
o ânodo que vai sendo
corroído!
Reacçõesque
Reacções queocorrem
ocorremnanaPilha
Pilhaseca
secade
deLeclanché
Leclanché
(Pilhade
(Pilha deMnO
MnO2-Zn)
-Zn)
2

Inconvenientes:
• Diminuição da d.d.p. da pilha durante o seu funcionamento.

• Libertação de líquido para o exterior

Substituição das pilhas salinas pelas pilhas alcalinas


• Zn é oxidado a Zn 2+ (o qual forma um complexo com Cl- e NH3) e
Mn(IV) é reduzido a Mn (II).
AAPilha
Pilhaalcalina
alcalinade
de MnO
MnO2-Zn
2
-Zn

• Particularmente adaptada para aparelhos electrónicos,


máquinas fotográficas, etc.

• O electrólito é uma solução aquosa de KOH saturada.

Reacções:

Vantagens:

• d.d.p.= 1,54 V
• Duração média superior
• Trabalham melhor a temperaturas mais baixas
• Apresentam boa resistência à corrosão
• Existe também zinco, dióxido de manganês, cloreto de zinco e
grafite mas uma solução alcalina de hidróxido de potássio substitui
o cloreto de amónio.

• O tempo de vida útil deste tipo de pilhas é superior, pois o ânodo


(Zn) sofre menos desgaste em condições básicas.
AAPilha
Pilhade
demercúrio
mercúrio

• São geralmente de pequeno tamanho (tipo botão);


especialmente utilizadas na indústria electrónica, dada a sua
f.e.m. bastante estável (cerca de 1.35 V) durante longos períodos
de tempo;

• O ânodo é constituído por zinco;

• O cátodo é constituído por aço, em contacto com o óxido de


mercúrio, HgO.
AAPilha
Pilhade
demercúrio
mercúrio
• A sua utilização foi proibida em muitos países devido:
- toxicidade do óxido de mercúrio;
- para prevenir a poluição do solo e da água.
AAPilha
Pilhade
deóxido
óxidode
deprata
prata

• Pilhas muito recentes;


• Tamanho muito reduzido;
• Não contém mercúrio;

Menos poluente
• Apresenta uma d.d.p. muito estável.
• Potencial relativamente elevado(1,5 V).
• Mais cara porque contém prata.

• Exemplo de aplicação:
Pacemakers
AAPilha
Pilhade
deóxido
óxidode
deprata
prata
AAPilha
Pilhade
deLítio
Lítio

• Primárias ou secundárias (recarregáveis)


• pilha de iões lítio e de níquel-hidreto metálico – apesar de terem
uma densidade de energia menor do que as pilhas de lítio, são
seguras.

• Existem no mercado quer como recarregáveis, quer como não


recarregáveis.

• Armazenam uma elevada carga eléctrica por quilograma;

• d.d.p. tende a ser superior (lítio é um metal pouco denso e redutor


muito mais forte que os metais usados noutras pilhas);

• pilhas de lítio-dióxido de manganês


4Li + MnO2 2Li2O + Mn

• usadas em máquinas fotográficas e telemóveis


Pilhassecund
Pilhas secundárias
árias

Acumulador de chumbo

• Uma bateria ou acumulador de chumbo é constituída por 6 pilhas


ligadas em série.

• O ânodo é feito de chumbo e cátodo é também constituído por


uma placa de chumbo em contacto com uma pasta de óxido de
chumbo, PbO .

• Ânodo e Cátodo encontram-se imersos numa solução diluída de


ácido sulfúrico (electrólito).

• Conseguem uma d.d.p. de 12 V.


O que acontece para haver descarga da bateria?
• Ao fim de algum tempo, os dois eléctrodos ficam com a mesma
composição em PbSO4 e a solução ácida fica mais diluída – a
bateria não fornece corrente: está descarregada.

• Deve ser evitado porque é impossível a recarga.

O que acontece para haver a recarga da bateria?


• Pode ser feita pelo fornecimento de energia eléctrica por:
- um alternador de um veículo em movimento;
- um gerador exterior.

• Quando se carrega uma bateria usando cabos eléctricos, o motor


do automóvel deve estar ligado.
Reacções que ocorrem
Acumulador de chumbo

Reacções que ocorrem durante a descarga da bateria:

• Durante a descarga forma-se PbSO4;


• A bateria deixou de funcionar – Os dois eléctrodos têm a mesma
composição em PbSO4;
• Aplicando uma diferença de potencial nos extremos da bateria
inverte-se o processo, repondo as massas activas.

Isto é possível porque as reacções são reversíveis!


OOque
quefazer
fazerquando
quandouma
umapilha/
pilha/bateria
bateriaatinge
atingeoofim
fimdo
doseu
seuciclo?
ciclo?

Zinco
Cádmio Contaminantes perigosos quando em
contacto com os lençóis freáticos.
Chumbo
Mercúrio
Contaminação de produtos agrícolas

É fundamental prevenir!

As pilhas/ baterias devem ser recolhidas para recuperar/ eliminar


os seus constituintes

Excepção:
(Ex.º) Pilha de lítio – não contêm na sua composição materiais cujo
valor justifique a sua recuperação/ eliminação.
– as baterias devem ser recolhidas para recuperação do chumbo, do
ácido e do invólucro exterior.

• As pilhas contêm vários contaminantes perigosos (mesmo a


concentrações muito baixas):
- zinco
- cádmio
- mercúrio
- chumbo
-…

• Estes elementos químicos têm tendência acumular-se nos


organismos vivos e a concentrarem-se aquando das transferências de
matéria nas cadeias tróficas.
• A contaminação produz-se por lixiviação. A
d.d.p. residual provoca corrosão na envolvente
metálica, destruindo-a.

• Os iões dos metais “pesados” passam para as águas de


lixiviação:

1. nos aterros;
2. as pilhas quando abertas deixam escapar os metais “pesados”
que se misturam com os líquidos formados no lixo;
3. com a chuva o líquido infiltra-se no solo, atingindo o lençol
freático.
Essa água, usada na irrigação agrícola, contamina legumes,
frutas e verduras;

4. nas cidades.
Uma pilha ideal deveria ser:

• barata
• portátil
• não poluente quando descartada
• manter constante a diferença de potencial
Pilhade
Pilha deCombust
Combustível
ível

• Pode produzir energia eléctrica através de um processo


electroquímico, com formação de água.

• célula de combustível de H2 /O2

Reacção de combustão do H2

• O oxigénio, obtido através do ar, alimenta o cátodo da pilha;


• O hidrogénio alimenta o ânodo da pilha;
• Os eléctrodos são inertes, e catalizadores da reacção (exº. Pt,
Ni,…)
• Electrólito: H+ e O2- combinam-se para formar H2O.
As pilhas de combustível alcalinas desenvolvidas pela NASA:

• Utilizam um electrólito de KOH.


• Possuem elevada potência (cerca de 2.2 kW) e tempos de vida
mais elevados.
Conclusão:

• As pilhas de combustível não armazenam energia química (ao


contrário das baterias!).

• Os reagentes são continuamente renovados e os produtos


removidos da pilha.

Não pode ser considerada célula primária

• Não é recarregável!

Não pode ser considerada célula secundária

• O seu rendimento elevado deve-se à redução das perdas de


energia para o exterior.
Pilha de concentração