Anda di halaman 1dari 8

Reflexão

Estrutura e Comunicação Organizacional

O módulo de Estrutura e Comunicação Organizacional (ECO), leccionado pelo


formador Carlos Pedro Alves Guedes, com total de cinquenta horas. Nesta UFCD
abordamos os seguintes conceitos, Organização; Conceitos e tipos de empresa;
objectivos e papel na sociedade elementos constitutivos; noções de qualidade; gestão de
qualidade; certificação; princípios da qualidade; sistema de gestão da qualidade segundo
a norma NPEN ISO 9001: 2008; segurança, higiene e segurança no trabalho;
organização de gestão.
Considero que todos estes conceitos foram importantes para o meu
conhecimento profissional que consiste estruturar e organizar uma empresa com o
objectivo de obter no futuro uma entidade empresarial desenvolvida, ou mesmo na
existência de uma organização que eu deva determinar e definir as medidas e formas de
actuação dos recursos que a organização representa.
Vivemos numa sociedade de organizações constituídas por instituições públicas,
políticas e privadas, onde obtemos um determinado serviço prestado, ou com objectivos
determinados, também podemos inserir nestas mesmas como utilizador, fornecedor ou
membros da actividade económica e jurídica.
Podemos classificar uma empresa nas diferentes áreas no sector da sua
actividade económica, propriedade de capital, dimensão de regime jurídico com
enumeração dos diversos órgãos e respectivas funções da empresa, com estrutura de
uma ligação hierárquica e funcionais que ligam os vários elementos ou suas respectivas
funções.
Que representa por organigrama destacando as seguintes funções ex: Gerência,
Departamento Comercial, Marketing, Aprovisionamento, Administrativo entre outros.
Observando todas estas funções incutidas em qualquer organização com uma
gestão de topo, sendo certificada pelas Normas ISO 9001 e 18001, do sistema de
qualidade e sistema da segurança higiene e saúde do trabalho, logo é fundamental para a
sobrevivência de uma empresa recorrendo a profissionais especializados que me

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ


Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461  Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com
Permitam alcançar objectivos traçados para cumprir os requisitos e adoptar de forma
envolvente na dinâmica de encontrar novas fontes de vantagem competitivas.
Concluo que a importância destes conteúdos poderão ser úteis para abertura do
Lar Santa Luzia, com o pedido de certificação da empresa a representação das funções
da mesma. Na estrutura funcional de um lar de idosos, assim apresentando como que
fosse representado num organigrama e com o diploma de certificação da segurança
higiene e saúde no trabalho da actividade económica desta organização.

Formador: Pedro Guedes


Formada: Carla Araújo

Ponta Delgada, 28 de Outubro de 2010.

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ


Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461  Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com
Certificação da Empresa
Sistema de Gestão da Segurança e Saúde do Trabalho
Requisitos
Código da Actividade Económica do Lar de Idosos de Santa Luzia
CAE 87301
Introdução

Esta Norma da Série de Avaliação da Saúde e da Segurança do Trabalho8


(OHSAS) e a OHSAS18002,Guidelines for the impiementation of OHsas18001, foram
desenvolvidas para responder á urgente necessidade sentida pelos interessados na
existência de uma norma de Sistemas de Gestão da Saúde e da Segurança do Trabalho
reconhecível em relação á qual os seus Sistemas de Gestão se possam avaliar e
certificar.
A OHSAS 18001 foi desenvolvida para ser compatível com as normas de gestão
ISO9001:2000 (QUALIDADE) e ISSO 14001 2004 (AMBIENTE), a fim facilitar a
integração dos Sistemas de Gestão saúde e segurança no trabalho, com os sistema de
gestão ambiental e com os sistemas de gestão da qualidade, caso as organizações o
pretendam fazer.
Estas Norma OHSAS serão revista ou corrigidas quando tal for considerado
apropriado. As revisões serão feitas quando forem publicadas as novas edições da
ISO14001 para garantir a continuidade da compatibilidade.
Esta Norma OHSAS será revista ou corrigida no caso da publicação do seu
conteúdo numa, ou como, uma internacional.
Esta Norma OHSAS foi elaborada de acordo com as regras estabelecidas na
ISSO/IEC detectives, part 2.

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ


Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461  Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com
«Planear -Fazer-Verificar-Agir»
As organizações que requeiram uma orientação mais genérica numa área
alargada dos Sistemas de Gestão da SST são remetidas para a leitura da OHSAS18002.
Qualquer referência a outras Normas internacionais é meramente para informação.
.Politica SST
.Planeamento
.Implementação e Operação
.Verificar e acção correctiva
.Revisão pela Gestão
.Melhoria Continua

PDCA: esta metodologia pode ser simplificadamente descrita como:


.Planear: estabelecer os objectivos e os processos necessários para atingir
resultados de acordo com a política de SST da organização.
.Executar: implementar processos;
.Verificar: monitorizar e medir os processos face á políticos de SST, objectivos,
requisitos legais e outros requisitos e relatar os resultados;
. Actuar: empreender acções para melhorar continuamente o desempenho SST.

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ


Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461  Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com
Sistema de Gestão da Saúde e da Segurança no Trabalho
Requisitos
Objectivos e Campo de Aplicação

Esta Norma da Série de avaliação da segurança e Saúde do trabalho (OHSAS)


especifica os requisitos relativos a um Sistema da segurança e saúde do trabalho, para
permitir que uma organização controle os seus riscos para a SST e melhorar o seu
desempenho da SST.
A presente norma OHSAS é aplicável a qualquer organização que pretenda:

a) Estabelecer um sistema de gestão da SST destinado e eliminar ou minimizar


o risco para os trabalhadores e outras partes interessadas que possam ser
expostas a risco para SST associadas ás suas actividades.

b)Estabelecer, implementar, manter, melhorar o Sistema de Gestão da Segurança


e Saúde do Trabalho.

c)Assegurar-se da conformidade com a Política da SST.

d) Demonstrar conformidade com esta norma OHSAS:

1) Efectuando uma auto avaliação e auto declaração, ou


2) Procurando obter a confirmação da sua conformidade por entidades com
interesse na organização, tais como clientes, ou
3) Procurando obter confirmação da auto declaração por parte externa á
organização, ou
4) Procurando obter a certificação/ registo do seu sistema de Gestão da
segurança e saúde do trabalho por organização externa.
Todos estes requisitos desta Norma OHSAS têm como objectivo serem
incorporadas em qualquer Sistema de Gestão da Segurança e Saúde do Trabalho.

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ


Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461  Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com
Política SST

Conjunto de intenções de orientações gerais de uma organização como


formalmente expressa pela Gestão de Topo.
3.3.1 A organização deve estabelecer, implementar e manter objectivos de SST,
documentos, a todos os níveis e funções relevantes dentro da organização.
Ao estabelecer e rever os seus objectivos e metas, a organização deve ter em
conta os requisitos legais e outros requisitos que a organização subscreva e os seus
riscos para a SST. Deve, também considerar as suas opções tecnológicas e os seus
requisitos financeiros e operacionais de negócio, bem como os pontos de vista das
partes interessadas relevantes.
Avaliação do risco
3.2.2 Processos de avaliação do risco resultante de um perigo tendem em
consideração adequada de qualquer controlo já existente e de decisão sobre se o risco é
ou não aceitável.
Melhoria Continua
3.3 Processo recorrente de aprovisionamento do sistema da SST.
Auditoria
3.2 Processo sistemático, independente e documentado para obter evidencias de
auditoria respectiva, com vista a determinar em que medidas os critérios da Auditoria
são satisfatórios.
Documento
3.5 Informação e respectivo meio de suporte.
Identificação do perigo
3.7 Processo de reconhecer a exigência de perigo e de definir as suas
características.
Dano para a saúde
3.8 Condição física ou mental identificável adversa resultante de ou
consequência da realização do trabalho ou situação relacionada com o trabalho.

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ


Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461  Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com
Política SST
3.16 Conjunto de intenções e de orientação geral de uma organização como
formalmente expressa pela gestão de topo.
Organização
3.17 Companhia, sociedade, firma, empresa, autoridade ou instituição, ou parte
de combinação, destas responsabilidades limitada ou com outro estatuto funcional e
administrativo.
Acção preventiva
3.18 A acção preventiva para eliminar a causa de um potencial não
conformidade têm como objectivo prevenir ocorrência.
Procedimento
3.19 Modo especificado de realizar uma actividade ou um processo.
Risco Aceitável
Risco que foi reduzido a um nível que possam ser tolerado pela organização,
tomando em atenção as suas obrigações legais próprias da política SST (3.16).

Formador: Pedro Guedes


Formada: Carla Araújo
Ponta Delgada, 28 de Outubro de 2010.

ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ


Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461  Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com
ESCOLA PROFISSIONAL DA APRODAZ
Rua dos Mercadores nº 76, 9500-092 Ponta Delgada
Telefone 296 285 461  Fax 296 285 463
E-mail: geral@aprodaz.com