Anda di halaman 1dari 2

Escola Secundária de Matias Aires

História 11º ano


Ficha formativa
TURMA_____ALUNO__________________________________________ Nº_____

Unidade 5.4 – A Implantação do Liberalismo em Portugal


1. Expõe succintamente os antecedentes da Revolução Liberal de 1820 descrevendo os
fundamentos dos anseios de revolta da burguesia nacional.

2. Explica o papel da burguesia nacional e as motivações diversas que estiveram na base


das tentativas de implantação do Liberalismo em Portugal.

3. Explica porque razão nas diversas disposições da Constituição de 1822 se nota o


predomínio de uma facção vintista radical, entre os deputados às Cortes, transcrevendo
do texto da pág. 90 excertos que demonstrem esse carácter abertamente reformista.

4. Expõe os aspectos da legislação socioeconómica vintista que foram mais influenciados


pela permanência de interesses estabelecidos e de uma classe proprietária rural com
influência política.

5. Expõe os motivos dos desejos de autonomia da burguesia brasileira e outros aspectos


que influenciaram o espírito de independência dos colonos do Brasil em 1822.
6. Expõe acontecimentos que provem que de 1822 até 1832 permaneciam ainda fortes
interesses conotados com o antigo regime.

7. Conhecer os principais aspectos que distinguem a Constituição de 1822, da Carta


Constitucional de 1826.

8. Expõe a partir dos documentos das páginas 108 e 109 aspectos de legislação que
demonstrem o carácter liberal das reformas de Mouzinho da Silveira transcrevendo
frases que exemplifiquem esse espírito reformista.

9. Explica a acção dos governos Setembristas em vários domínios com destaque para o
campo da economia, da educação e cultura.

10. O Cabralismo representou o regresso à Carta Constitucional e ao predomínio do poder


real e da alta burguesia nacional. Baseando-te em factos justifica a afirmação atrás.