Anda di halaman 1dari 25

Apostila elaborada por:

Evaldo Mazer
Apostila

Cromoterapia

Este material é parte integrante do curso de qualificação em massagem terapêutica e não pode
ser vendido separadamente.

Curso de formação em massagem terapêutica 2


“O arco-íris reflete há milênios as mesmas cores e, afinal, se o Poder Maior que tudo
governa não fez o mundo só em branco-e-preto, é porque um motivo muito grande o
levou a pintar de cores tudo o que existe”.
(Isis Maria Freire Fonseca Maneschi)

Curso de formação em massagem terapêutica 3


Índice
Cromoterapia 05
História 05
Os hindus 05
Os egípcios 05
Os gregos 06
A cromoterapia nos nossos tempos 06
Curiosidades 06
O que é luz o que é cor? 07
Como funciona? 08
Chakras 10
Uso prático da cromoterapia 11
Água solarizada 11
Visualização de cores 11
Aplicação de luzes coloridas 11
Tratamentos específicos 11
Equilibrando chakras 11
Limpeza de campos magnéticos 12
Fazendo a limpeza do corpo mental 12
Fazendo a limpeza do corpo físico 13
Tratando o sistema respiratório 13
Tratando o sistema circulatório / sangüíneo 14
Tratando o sistema digestivo 15
Tratando o sistema urinário 15
Tratando o sistema reprodutor 16
Tratando o sistema linfático 16
Varredura Final 17
Tratando as doenças 17
Tabela de correspondência dos chakras 23
A função das cores 26
Bibliografia 29

Curso de formação em massagem terapêutica 4


O que é?
É uma prática de tratamento terapêutico natural, que utiliza cores para corrigir
disfunções nos corpos físico, energético e mental. Além de equilibrar o corpo energético em
caráter preventivo, pode também despertar e desenvolver capacidades potenciais.

História
O tratamento pelas cores era utilizado por várias civilizações antigas e de formas muito
interessantes, sendo que muitas delas ainda são utilizadas até hoje.

Os hindus
Antigos relatos sobre o uso de terapias naturais pelos hindus estão presentes na sua
chamada Medicina Ayurvédica (Ayur = vida; Veda = conhecimento) nos livros dos Ayurvedas
(há mais de 2000 AC).
As cores eram utilizadas para reequilibrar os sete chakras principais (Chakras = centros
energéticos ou psíquicos dos corpos), restabelecendo desta forma o bom funcionamento do
corpo como um todo.
A cada chakra é atribuído uma cor. (Mais adiante falaremos mais sobre o assunto)
Também utilizavam a técnica de fazer água solarizada.

Os egípcios
As civilizações antigas do Egito utilizavam o tratamento pelas cores nos seus grandes
templos de Tebas e Karnak. Pesquisas sobre o uso e efeitos das cores na saúde era prática
comum em suas salas. Foram encontrados outros templos construídos de tal forma que os
raios de sol refletiam as cores do arco-íris, uma em cada sala. De acordo com a necessidade,
cada paciente era encaminhado para as salas correspondentes, onde recebiam a cor necessária
para se restabelecer.
Outro fato curioso e que comprova o profundo conhecimento dos antigos egípcios em
relação ao efeito das cores é que eles ensinavam que as cores azul, amarelo e vermelho eram
as forças ativas dos seres (espiritual, mental e físico), e essa analogia era feita também em
relação aos seus deuses. Vejamos alguns exemplos:

Thoth Cor azul Era responsável em despertar os centros espirituais do cérebro.


Ìsis Cor amarela Era responsável pelos estímulos da mente do homem.
Osíris Cor vermelha Era responsável pela vida do homem
Curso de formação em massagem terapêutica 5
Eles construíram a cidade de Heliópolis (cidade de luz), uma cidade toda colorida onde
as cores também eram utilizadas para tratamento.
Assim como os hindus, os egípcios utilizavam a técnica da água solarizada.

Os gregos

Cerca de 500 anos a.C., os médicos gregos receitavam a terapia com raios solares,
chamada de Helioterapia, e também utilizavam as cores dos planetas nas astrologia medicinal.

A cromoterapia nos nossos tempos

Embora tendo suas raízes no passado, a Cromoterapia, como outras tantas ciências da
atualidade, ressurgiu em nossos tempos, estimulada pela evolução da tecnologia e da ciência.
O primeiro livro publicado a respeito da aplicação da cor com fins terapêuticos foi em
1877, e tratava especificamente da cor vermelha para estimular e da cor azul para acalmar. Em
1878, O Dr. E.D.Babbitt publicou sua extraordinário obra que descreve os diferentes efeitos
da 7 cores do espectro de luz como mecanismo de cura. Contudo, foi um cientista indiano,
D.P.Ghadiali, que descobriu os princípios científicos que explicam o por que e como os
diferentes raios coloridos tem efeitos terapêuticos em nosso organismo. Após anos de
pesquisas, ele publicou em 1933, sua grande obra sobre Cromoterapia.
Segundo sua teoria, as cores representam potenciais químicos em altas oitavas de
vibração. Cada órgão ou sistema tem uma cor que estimula e outra cor que inibe seu
funcionamento. Desta forma, conhecendo o efeito de cada cor sobre cada órgão, pode-se
aplicar a cor correta, restabelecendo então, o equilíbrio no mesmo. O desequilíbrio dessas
energias causa as doenças. O objetivo da terapia pelas cores é restabelecer este equilíbrio das
energias da cor dentro do organismo.

Curiosidades...

A medicina tradicional utiliza a força curativa da cores através dos diversos tratamentos
efetuados com raios infravermelhos, ultravioletas, e o que não falar do raio lazer.
As cores são estudadas com mais profundidade para estarem vestindo as paredes e as
roupas em hospitais (o verde-claro equilibra o físico e o emocional).
Albert Szent-Gyoryi, ganhador do prêmio Nobel, verificou que as cores causavam
mudanças nas moléculas de enzimas e hormônios expostos a elas.
Na Rússia (um dos países pioneiros neste campo e que utiliza as cores para tratamento
de problemas orgânicos e emocionais), cientistas apresentaram uma pesquisa em que cegos
identificavam as cores pelo tato.
Os adeptos da medicina natural vêm a cromoterapia com muita simpatia, e costumam
aplicá-la com muito sucesso.
Devido a sua simplicidade, facilidade de aplicação e eficácia, a Cromoterapia é vista
hoje, como a medicina do futuro.

Curso de formação em massagem terapêutica 6


O que é luz o que é cor?
Luz é uma energia vibratória, ondulatória e radiante que se propaga por meio de ondas
eletromagnéticas. A luz branca é a mistura de todas as cores. Isaac Newton, físico e matemático
inglês, verificou que um raio de luz branca ao atravessar um prisma de vidro, se decompõe em
vários (sete) feixes coloridos (violeta, índigo, azul, verde, laranja, amarelo e vermelho), que ele
denominou de: “espectro de luz”. Isso ocorre por que cada cor tem um índice de refração
diferente e um ângulo de reflexão diferente uma das outras. Desta forma temos a cor violeta
com um ângulo de reflexão menor e no outro extremo a cor vermelha com um ângulo de
reflexão maior.

Cores são as diferentes freqüências vibratórias da luz visível. Sendo que a cor de maior
freqüência vibratória (mais rápida) do espectro visível é o violeta e a de menor é o vermelho.
Os chamados raios ultravioletas são os de freqüência vibratória acima do violeta, e os
infravermelhos são os de freqüência abaixo do vermelho. Eles não são captados pela visão
humana.

Observação: O comprimento de onda de luz visível é de aproximadamente 3790 a 7200 Å.

Cada cor tem uma vibração característica, ou uma freqüência, sendo que as de vibração
mais rápida são as chamadas frias (violeta, índigo e azul) e tem efeitos calmante, coagulante e
Curso de formação em massagem terapêutica 7
cicatrizante. As cores de vibração mais lentas (vermelho, laranja e amarelo) são as quentes e
tem efeitos estimulante, fortificante e liquidificante. A cor verde é equilibrante.

Como funciona?
Para poder explicar como funciona a cor no tratamento terapêutico, temos que
entender um pouco sobre vibração, ondas e cores. Desta forma apresentamos o seguinte: toda
vibração emite uma onda, e uma onda é uma vibração que se espalha, propaga. Existe uma
infinidade de tipos de ondas, oriundas de outra infinidade de fontes que irradiam
constantemente, elas se cruzam, porém não se confundem por que tem características
próprias que são: amplitude e freqüência.

Freqüência é o número
Amplitude é a metade do de oscilações (vezes que
percurso de uma oscilação passa pelo ponto X) em
de onda. um espaço de tempo.

Os tipos de radiação são diferenciados pela amplitude de suas ondas, assim como cada
tipo de vibração possui diversas freqüências, por exemplo: uma estação de rádio transforma as
ondas sonoras em vibrações que caminham pelo ar em diversas freqüências e, em cada
freqüência, sintonizamos uma emissora de rádio.
Toda onda, independente de sua fonte energética contém forma, temperatura, aroma,
som e cor. E de acordo com a freqüência ondulatória encontramos os diversos tipos descritos
acima. Se tomarmos como exemplo um violão, o atrito em suas cordas provoca notas
musicais (freqüência ondulatória) de Dó a Si. Foi constatado que ao se associar o som com as
cores, a freqüência de Dó vibra na cor vermelha e em Si vibra na cor violeta.

A percepção do mundo físico se dá através da incidência de luz que é refletida pelos objetos.

Do ponto de vista da física, a luz do sol ou de uma lâmpada é uma radiação


eletromagnética, sendo que cada radiação tem um comprimento de onda e uma vibração
específica. As diferentes cores contidas na luz branca possuem comprimentos de ondas
diferentes que são medidas em Angströn (Å), ou seja, um décimo milionésimo de milímetro.
Assim temos:

Curso de formação em massagem terapêutica 8


Cor Comprimento Nota musical
de onda relacionada
Violeta 4000 a 4500 Å Si
Índigo 4500 a 4700 Å Lá
Azul 4700 a 5100 Å Sol
Verde 5100 a 5600 Å Fá
Amarelo 5600 a 5900 Å Mi
Laranja 5900 a 6200 Å Ré
Vermelho 6200 a 6700 Å Dó

De um modo bem analógico, nosso corpo é formado por camadas que vão se
sobrepondo desde o mais denso, ou seja, o corpo físico propriamente dito, até a mais sutil.
Desta forma, se comparado com as cores do arco-íris: vermelho, laranja, amarelo, verde, azul,
índigo e violeta, que estão dispostas de
acordo com sua freqüência, ou seja, da mais
lenta (vermelha) para a mais rápida
(violeta), fica fácil entender, que o mais
lento, mais denso está mais próximo ao
estado físico, enquanto que a mais rápida,
mais sutil está mais distante.
A principal forma de ligação entre
essas camadas, ou corpos de energia são os
chakras, cada um deles relacionados a uma
das sete cores já citadas.
Absorvemos a energia das cores
pela vibração que elas emanam. Todos
os órgãos, sistemas e funções do corpo são
conectados a esses centros de energia
chamados Chakras. Muitos são os chakras
espalhados pelo nosso corpo, alguns textos
hindus chegam a falar de milhares, porém
destes, sete são chamados de chakras
principais e cada um deles, como já
dissemos, está relacionado a uma das sete
cores energéticas.

Curso de formação em massagem terapêutica 9


Chakras
São campos de energia em forma de roda (chakra do sânscrito = roda). Estão localizados
no corpo astral e se estendem para fora do corpo físico, situado na mesma região dos plexos
(regiões do corpo físico onde se concentram ou se entrelaçam vários nervos).
Tem como finalidade absorver energia vital e passar para os plexos daí, ser conduzida
para todo o organismo através do sistema nervoso. De acordo com a região onde ele se
encontra, o chakra tem a capacidade de absorver uma determinada medida de cada energia,
identificada pela sua cor (vibração, etc.) e essa energia é conduzida para o organismo através
dos meridianos (canais de energia).
Cada chakra está ligado a uma glândula do corpo físico, e uma disfunção no chakra
pode afetar sua glândula correspondente. Como cada chakra gira no sentido horário captando
energia, essa disfunção ocorre principalmente quando há alteração no sentido de rotação.
Desta forma, não há captação de energia para aquela região. Isso faz com que o metabolismo
dos órgãos relacionados a ele seja afetado.
Existem formas de desenvolvê-los e equilibrá-los. A meditação é uma delas. Outra é a
utilização de luzes coloridas (cromoterapia) direcionadas aos respectivos chakras. Isso facilita
o processo de abertura, reforçando-os, expandindo-os e desenvolvendo-os.
A cor relacionada ao chakra é a cor predominante, ou seja, a cor que ele mais absorve.
Cada chakra pode absorver qualquer cor, dependendo do estado emocional ou da necessidade
dos órgãos a ele relacionados, por exemplo: chakra cardíaco - se uma pessoa estiver com o
sangue carente de ferro, a tendência do chakra cardíaco será absorver maior quantidade de cor
vermelha, que contém ferro. Mas, o padrão emocional na pessoa que gerou tal carência (falta
de ferro) não permite que o mecanismo natural do chakra seja acionado, assim, dificilmente o
chakra conseguirá absorver a cor vermelha, sendo então necessária a utilização da luz
vermelha como energia externa que colocará esse elemento carente no organismo.

Chakra Cor Glândula


relacionada
7º. Chakra coronário Violeta Pineal

6º. Chakra frontal Índigo Hipófise

5º. Chakra laríngeo Azul Tireóide

4º. Chakra cardíaco Verde Timo

3º. Chakra umbilical Amarelo Pâncreas

2º. Chakra sexual Laranja Supra-renais

1º. Chakra básico Vermelho Glândulas Sexuais

Curso de formação em massagem terapêutica 10


Uso prático da cromoterapia
O uso prático das cores poderá ocorrer com a aplicação das luzes coloridas, com a
ingestão de água solarizada ou ainda com a visualização das cores.

Água solarizada
Para se obter a água solarizada, basta apenas envolver uma garrafa transparente com
um papel celofane da cor desejada, enchê-la de água e deixá-la exposta ao sol forte por uma
hora. Se o dia estiver nublado deixá-la exposta por meio-dia e se estiver chuvoso, deixá-la
exposta o dia todo.
Após o processo de solarização, a água já potencializada, deverá ser mantida em
geladeira em um outro recipiente.
A quantidade a ser ingerida é de no mínimo 1 copo duas vezes por dia, no entanto não
há restrições quanto a quantidade máxima a ser ingerida. Quanto mais, melhor!
Tomar água solarizada com cores é uma maneira prática e fácil de obter os benefícios
da cromoterapia. Ela é recomendada principalmente em problemas gastrintestinais e
circulatórios.

Visualização de cores
Outra forma se aplicação das cores é o tratamento através da respiração, mentalizando
a cor e dirigindo a energia que penetra pelas narinas e pele, para o local a ser tratado, ou ainda
envolver mentalmente a aura do cliente com a cor necessária.

Aplicação de luzes coloridas


A aplicação da luzes coloridas poderá ser efetuada com lâmpadas coloridas comuns.
Hoje já existem lanternas com filtros coloridos apropriados para a utilização na cromoterapia.
Em posse do aplicador o terapeuta, após ter identificado as reais necessidades dos
clientes, utiliza-se das cores para harmonização e tratamento.

Tratamentos específicos

Equilibrando os chakras
Como já vimos, podemos equilibrar os principais chacras do nosso corpo (e nos
beneficiar desta condição) com a utilização da cromoterapia de acordo com a “tabela de
correspondência dos chakras”.

Desta forma temos:


Curso de formação em massagem terapêutica 11
Deficiência Excesso
Tonificar usando: Sedar usando:
1º.Chakra básico Vermelho Violeta, azul e verde.
2º.Chakra sexual Laranja Azul e verde.
3º.Chakra umbilical Amarelo Azul, verde e violeta.
4º.Chakra cardíaco Verde Rosa e azul.
5º.Chakra laríngeo Azul brilhante, royal, Verde e azul.
turquesa e laranja.
6º.Chakra frontal Índigo e dourado. Branco, azul e verde.
7º.Chakra coronário Violeta e magenta. Branco

Limpeza dos campos magnéticos


Está técnica normalmente é utilizada para iniciar o tratamento. Antes de entrar no
tratamento propriamente dito, faz-se uma “limpeza” nos campos magnético mental e físico.

Fazendo a limpeza do corpo mental

Cores utilizadas:
Violeta e índigo - para limpar o campo magnético do corpo mental.

Iniciar na altura do joelho, do lado esquerdo do cliente,


contornado-o e voltando.
Repetir esse movimento 7 vezes.

Curso de formação em massagem terapêutica 12


Fazendo a limpeza do corpo físico

Cores utilizadas:
Azul - para limpar o campo magnético do corpo físico.

Iniciar na altura do joelho, do lado esquerdo do cliente,


contornado-o e voltando.
Repetir esse movimento 7 vezes.

Tratando o sistema respiratório


Cores utilizadas:
Verde e azul - para limpar fossas nasais, seios paranasais e a laringe.
Verde, violeta e azul - quando houver infecção nas vias superiores.
Verde, violeta, azul e amarelo - quando houver infecção dos pulmões.

1- Inicie na fronte, acima das sobrancelhas, da direita para a esquerda do cliente,


cobrindo os seios frontais em zigue-zague;
2- Desça pelo nariz, boca, amídalas, laringe, faringe e traquéia;
3- Circule brônquios e pulmões (ambos os lados), e volta pelo trajeto traquéia, faringe,
amídalas, boca, nariz, como o caminho do ar que entrou e saiu;
4- Nas costas, ativar o pulmão com movimentos horizontais;
5- Retorne a frente pela direita e fazer o mesmo trajeto no sentido inverso.

Curso de formação em massagem terapêutica 13


Tratando o sistema circulatório / sangüíneo
Cores utilizadas:

Azul e verde - para pressão alta.


Vermelha e verde - quando houver infecção nas vias superiores.

1- Ativar o coração no sentido horário.


2- Subir pela artéria carótida até o lóbulo
da orelha, descer pela veia jugular até
o coração (fazer os dois lados).
3- Sair pela aorta arterial, ir até o braço,
antebraço e mão e voltar ao coração.
Também trabalhar os dois lados.
4- Ativar o coração e descer pela aorta
torácica até a aorta abdominal.
5- Dirigir-se ao fígado pela artéria
hepática e em seguida, pela artéria
esplênica ir até o baço. Voltar para a
aorta abdominal.
6- Descer até a bifurcação da artéria
ilíaca e ir até a altura da virilha.
7- Descer pela artéria femoral até o pé e
voltar pelas veias safena e femural.
Trabalhar os dois lados.
8- Voltar pelas veias hepáticas esplênica
retornando ao coração pela veia cava.

Curso de formação em massagem terapêutica 14


Tratando o sistema digestivo
Cores utilizadas:
Verde e azul - disfunção.
Verde, amarelo e azul - prisão de ventre.

1- Começar pela boca.


2- Descer pelo esôfago.
3- Contornar e ativar o estômago, usando
movimentos horários.
4- Ir para o fígado e ativar.
5- Ir em direção do pâncreas.
6- Ativar a vesícula.
7- Retornar ao estômago, passar pelo duodeno.
8- Contornar o intestino delgado, sempre com
movimentos horário.
9- Contornar o intestino grosso (sem
movimentos circulares), da esquerda para a
direita do aplicador e sair pelo reto.

Tratando o sistema urinário


Cores utilizadas:
Verde e azul - disfunção.
Verde, violeta e azul - se houver infecção.
Verde laranja e azul - para ativar a função renal.
Verde, azul e amarelo - para energizar.

1- Contornar os rins, ativá-los com movimentos


circulares.
2- Realizar movimentos de fora para dentro sobre
rim.
3- Descer pelo ureter indo até a bexiga.
4- Cobrindo a região com movimentos horizontais,
de cima para baixo, saindo pela uretra.
5- Repetir os mesmos processos com o outro rim.

Curso de formação em massagem terapêutica 15


Tratando o sistema reprodutor
Cores utilizadas:
Verde e azul - disfunção.
Verde, violeta e azul - se houver infecção (corrimento).

Feminino

1- Inicie em um dos ovários, descendo pelas trompas até o útero.


2- Faça do outro lado e desça até a vagina.

Masculino

1- Circule em torno dos testículos, próstata e vesícula seminal, todos na mesma altura
do pênis, que também recebe a luz.colorida.

Tratando o sistema linfático


Cores utilizadas:
Amarelo e azul - para facilitar a drenagem.
Violeta e azul - quando os gânglios estão inchados.

1- Iniciar à direita do aplicador, ir em direção


diagonal, atravessando a frente do atendido.
2- Retornar pelo mesmo trajeto.
3- Subir cerca de 10 centímetros.
4- Repetir esse movimento até chegar na altura
do pescoço.
5- Passar pelos gânglios principais, ativando-os,
isto é, parando durante três segundos sobre
eles.
6- Terminar pelo lado direito do aplicador.

Curso de formação em massagem terapêutica 16


Varredura final
Cores utilizadas:
Azul - harmonização final.

1- Iniciar na altura do ombro.


2- Fazer movimentos horizontais, de cima pra baixo até
os pés, voltando aos ombros.
3- Fazer frente e costas.

Tratando as doenças

Com luzes Com água solarizada


Acidez gástrica Verde / azul – 2 x / dia enquanto Ingerir água solarizada verde antes das
houver dor. refeições, azul depois das refeições.
Ácido úrico Ingerir água solarizada verde e laranja,
um copo de cada uma por dia, e ingerir
água solarizada azul, um copo dia sim dia
não.
Acne / Espinha Amarela - 2 x / dia, azul uma vez ao dia,
após drenar a espinha, continuar com o
azul por mais 3 dias.
Adenóides Azul / verde / laranja – 2 x / dia.
Aids Verde / azul / violeta, aplicadas na Ingerir água solarizada violeta três vezes
coluna e no sistema circulatório, 3 x/ ao dia, azul uma vez dia. (aqui vale a
dia. informação, quanto mais, melhor).
Alergia Verde / azul – 2 x / dia se houver Ingerir água solarizada verde e azul, um
erupção na pele. copo uma vez por dia.
Amenorréia Verde / vermelho / laranja – Aplicar no
baixo ventre. Não aplicar se a mulher
não estiver grávida

Curso de formação em massagem terapêutica 17


Com luzes Com água solarizada
Anemia Vermelha na corrente sangüínea, 2 x / Ingerir água solarizada vermelha, um
dia. copo três vezes ao dia.
Aneurisma Verde / azul na região da cabeça.
Artrite Azul – 2 x / dia, intercalar índigo e
laranja – 1 x / dia. Aplicar na coluna e
nas juntas afetadas.
Artrose Azul / violeta / laranja – 2 x / dia.
Aplicar na coluna e nas juntas afetadas.
Asma Verde / laranja - 3 x /dia.
Astigmatismo Índigo 2 x / dia. Aplicar nos olhos.
Ataque cardíaco Azul / laranja / vermelho enquanto o
socorro não chega.
No período de recuperação verde /
laranja / azul – 2 x / dia.
Aterosclerose Verde / laranja – 2 x / dia na corrente
sangüínea.
Azia Verde / amarela – 2 x / dia. Ingerir água solarizada verde antes das
refeições e amarela depois das refeições.
Bexiga (infecção) Azul / verde – 1 x / dia pela manhã, Ingerir água solarizada azul e violeta, duas
violeta – 1 x / dia à tarde. vezes ao dia, intercalando hora uma cor,
hora outra.
Bronquite (aguda) Verde / azul / índigo – 2 x / dia.
Tratamento deverá ser feito por todo o
aparelho respiratório.
Bronquite (crônica) Azul / verde / laranja – 2 x / dia.
Tratamento deverá ser feito por todo o
aparelho respiratório, dando atenção à
região dos brônquios.
Bursite Verde / azul/ índigo – 1 x / dia.
Câimbra Laranja / verde / azul – sendo que o
azul deverá ser aplicado após passar a
dor.
Catarata Verde / azul / índigo – 2 x / dia.
Procurar usar luz em baixa intensidade.
Catarro Amarela / verde - 2 x / dia. Aplicar nos
pulmões e vias respiratórias até a
eliminação total do muco.
Caxumba Verde / azul / índigo – 2 x / dia.
Aplicar nas glândulas salivares à frente
dos ouvidos.
Celulite Verde / azul - 1 x / dia. Aplicar na
região.
Ciática Azul – 1 x / dia. Na face posterior da
coxa. Se a dor estiver acentuada, repetir
a aplicação.
Cistite Verde / azul / índigo / violeta – 2 x / Ingerir água solarizada azul durante o dia
dia. Aplicar na região da bexiga. pelo menos dois copos.
Cólica (intestinal, Verde / laranja / azul – 2 x / dia.
menstrual e renal) Aplicar na região afetada.

Curso de formação em massagem terapêutica 18


Com luzes Com água solarizada
Colite Verde / azul / índigo – 2 x / dia.
Aplicar no cólon.
Conjuntivite Verde / azul / índigo – 3 x / dia.
Procurar usar luz em baixa intensidade.
Coqueluche Verde / azul / índigo – 1 x / dia nas
vias respiratórias.
Corrimento Verde / azul / violeta – 1 x / dia.
(vaginal) Aplicar no baixo ventre.
Depressão Verde / amarela / laranja – 2 x / dia.
Aplicar na região cardíaca, frontal e por
toda a cabeça. Recomenda-se o contato
ótico com o laranja e o amarelo.
Dermatite Verde / azul / índigo – 2 x / dia.
Aplicar na região.
Derrames Verde / azul – Até que a pessoa seja
socorrida no hospital. Após a fase
crítica verde / azul / amarela /
vermelha e laranja – 2 x / dia.
Diabete Verde / amarela – 2 x / dia. Aplicar na Ingerir água solarizada amarela pelo
região do pâncreas. menos dois copos de água por dia.
Eczema Verde / amarela / azul – 2 x / dia.
Aplicar na região afetada.
Edema Verde / vermelha / laranja – 2 x / dia.
Aplicar no local.
Encefalite Verde / azul / índigo – 2 x / dia.
Aplicar na região da cabeça.
Enfarte Laranja – Até que a pessoa seja
socorrida. No período de recuperação
usar verde / laranja / vermelho. Aplicar
ser feita no coração e nas principais
artérias e veias do corpo.
Enfisema Laranja / amarela / verde – 2 x / dia.
Erisipela Verde / azul / violeta – 1 x / dia.
Aplicar na região.
Faringite Verde / azul / índigo – 2 x / dia. Gargarejo com água solarizada índigo.
Aplicar no local.
Fibroma Verde / laranja / violeta – 1 x / dia.
Aplicar na região do útero.
Fibrose Verde / laranja / azul – 1 x / dia
Aplicar na região.
Furúnculo Azul / laranja / amarelo – 2 x / dia.
Gagueira Laranja – 1 x / dia. Aplicar na garganta.
Gangrena Laranja / verde – 2 x / dia. Aplicar no
local.
Gastrite Verde / azul – 1 x / dia. Aplicar na Ingerir água solarizada verde antes das
região gástrica. refeições e azul depois das refeições.
Glaucoma Índigo – 1 x / dia. Procurar usar luz em
baixa intensidade.

Curso de formação em massagem terapêutica 19


Com luzes Com água solarizada
Gota Laranja / verde – 2 x / dia. Aplica-se na Ingerir água solarizada laranja pelo menos
região e no abdômen. dois copos de água por dia.
Gripe Verde / violeta / azul, aplicar nas vias
respiratórias e laranja aplicar nos
pulmões – 3 x / dia.
Hematoma Amarela / laranja – 2 x / dia. Aplicar no
local.
Hemorragia Azul / índigo / laranja. Aplicar no local.
(interna)
Hemorragia Azul / violeta – Aplicar azul enquanto
(externa) houver sangramento e após estancar o
sangue, aplicar o violeta para evitar
infecção.
Hemorróidas Verde / azul / vermelha – 1 x / dia.
Aplicar no local.
Hepatite Verde / azul / vermelho – 1 x / dia. Ingerir azul dois copos por dia,
Aplicar no fígado. intercalando com um copo de vermelho.
Herpes Simples Verde / azul – 2 x / dia. Aplicar no
local.
Hipertensão Azul / Verde – 1 x / dia. Aplicar no
(pressão alta) sistema circulatório.
Hipertiroidismo Azul – 1 x / dia. Aplicar na tiróide. Ingerir água solarizada azul.
Hipotensão Vermelha / verde – 1 x / dia. Aplicar
(pressão baixa) no sistema circulatório.
Hipotiroidismo Vermelha – 1 x / dia. Aplicar na Ingerir água solarizada vermelha.
tireóide.
Icterícia Violeta / índigo – 1 x / dia. Aplicar no
fígado.
Impotência Laranja / Vermelha – 1 x / dia. Aplicar
no sistema reprodutor.
Indigestão Verde / amarela / laranja – 1 x / dia. Ingerir água solarizada amarela antes das
Aplicar no aparelho digestivo. refeições e verde de depois das refeições.
Infecção Verde / zul / violeta – Aplicar 2 x /dia.
Aplicar no local.
Inflamação Verde / azul / índigo – 2 x / dia.
Aplicar no local.
Insônia Verde / azul – 1 x / dia. Aplicar na
coluna vertebral.
Intestino preso Amarelo / laranja – 2 x / dia. Aplicar Ingerir água solarizada amarela.
no intestino.
Intoxicação Verde / amarelo / laranja – 2 x / dia. Ingerir água solarizada, verde, amarelo e
Aplicar no aparelho digestivo. azul.
Labirintite Verde / violeta / azul – 2 x / dia.
Aplicar nos ouvidos.
Laringite Verde / azul / índigo – 2 x / dia. Fazer gargarejo com água solarizada
Aplicar na garganta. índigo.
Leucemia Verde / laranja / azul – 2 x / dia. Ingerir água solarizada verde e laranja.
Aplicar nas costas e principais veias.
Má circulação Verde / laranja – 2 x / dia. Aplicar no
sistema circulatório.
Curso de formação em massagem terapêutica 20
Com luzes Com água solarizada
Meningite Índigo / violeta – 2 x / dia. Aplicar na Ingerir água solarizada violeta.
coluna e na cabeça.
Menstruação Verde / índigo / rosa – 2 x / dia. Ingerir água sonorizada rosa.
(irregular) Aplicar na região do baixo ventre.
Miopia Índigo / laranja. Num dia, aplicar índigo
e no outro dia, laranja. Procurar usar luz
em baixa intensidade.
Nevralgia Verde / azul / amarela - 2 x / dia.
Aplicar no nervo afetado.
Nódulos (nos seios) Verde / laranja / amarelo / azul – 2 x /
dia. Aplicar nos seios.
Osteoporose Verde / amarelo – 2 x /dia. Aplicar na
região afetada.
Ovário policístico Laranja / verde / azul – 2 x / dia.
Aplicar nós ovários.
Pneumonia Verde / azul / índigo – 2 x / dia.
Aplicar na região das costas.
Prisão de ventre Verde / laranja – 2 x / dia. Aplicar na
região do abdômen.
Psoríase Verde / laranja – 1 x / manhã.
Verde / índigo – 1 x / noite.
Queimaduras Verde / amarela / azul – 3 x / dia
Aplicar no local.
Resfriado Verde – caso não apresente febre
acrescente o vermelho. Se apresentar
febre, substitua o vermelho pelo laranja.
Quando baixar a febre, permanecer com
o verde e o vermelho nas vias
respiratórias e o laranja nos pulmões.
2 x / dia.
Rinite Verde / azul / índigo – 2 x / dia.
Aplicar na região nasal.
Sarampo Verde / laranja / azul – 3 x / dia.
Sinusite Verde / azul / índigo – 2 x / dia.
Aplicar nos seios paranasal e frontal.
Surdez Laranja / índigo - 2 x / dia. Aplicar nos
ouvidos.
Taquicardia Verde / azul – Quando surgirem os
sintomas.
Tendinite Verde / azul / índigo – 2sx / dia.
Aplicar no local.
Tifo Verde / azul / violeta – 3 x / dia.
Aplicar na coluna.
Torcicolo Vermelho / verde / azul – 3 x / dia.
Aplicar no local.
Tosse (com catarro) Verde / amarelo – 3 x /dia. Aplicar nos
pulmões e garganta.
Tosse (seca) Verde / azul – 3 x / dia. Aplicar nos
pulmões e garganta.

Com luzes Com água solarizada


Curso de formação em massagem terapêutica 21
TPM Verde / azul – 2 x / dia. Na região
genital.
Trombose Verde / laranja / amarelo – 2 x / dia.
Aplicar no local.
Tuberculose Laranja / verde – 3 x / dia. Aplicar nos Ingerir água solarizada laranja.
pulmões.
Tumor Verde / índigo / violeta – 2 x / dia, pela Ingerir água solarizada verde, laranja e
manhã e à noite. violeta.
Verde / laranja – 1 x / dia à tarde.
Tumor (próstata) Verde / azul / violeta – 3 x / dia.
Aplicar no baixo ventre.
Varizes Laranja / verde / azul – 2 x / dia.
Aplicar no local.
Verme Amarela – 1 x / dia. Aplicar no Ingerir água solarizada amarela.
intestino.

Curso de formação em massagem terapêutica 22


Curso de formação em massagem terapêutica 23
Curso de formação em massagem terapêutica 24
Curso de formação em massagem terapêutica 25