Anda di halaman 1dari 1

Nome: Aline Garcia de Paula nº 09

Otavio Mortari Cipriano nº 49

Centro Universitário de Franca


Uni-Facef

3º semestre de administração de empresas “B” noturno


Disciplina: Administração de Sistemas de Informação e O&M
Docente: Prof. MS Luis Mendes de Oliveira

Resenha filme: A Meta

O filme A Meta tem como objetivo transformar a falta de senso das organizações em
bom senso sendo analisadas atitudes de membros das organizações o principal efeito para
resultados dentro de uma empresa, tanto na aplicação de tecnologia e recursos que eleva o
fator de qualidade e desenvolvimento quanto de mão de obra.
Alex Rogo gerente da empresa Unico se depara com um grande problema acabar com
os pedidos atrasados da empresa em três meses. O maior desafio é reduzir os custos, diminuir
estoques e aumentar os lucros, meta estipulada pelo vice-presidente Peach. Alex encontrou
com um antigo professor da faculdade Jonah que deu a ele diversas dicas para melhorar o
desenvolvimento na fabrica. Durante a conversa, Alex disse que foram instalados robôs onde
a produtividade aumentou 33%, mais não houve aumento do lucro e nem reduziram os custos,
os robôs afetavam o resultado final. Houve a queda de preço por peça e sua eficiência
aumentou, mas a meta de uma empresa não é a eficiência e sim dinheiro.
Alex durante outro encontro com Jonah descobriu que administrar a capacidade e
eficiência não dizem nada sobre a produtividade da fábrica, nada pode ir para outro processo
sem terminar o anterior, cada processo afeta o todo.
A dúvida de Alex quanto a sua produção era como máquinas que trabalham em
combinação atrasariam o processo. Seguindo a regra da caminhada, toda vez que um atrasa,
atrasa todo o processo, a lentidão passava pra todo o grupo e Herbie era ao gargalo, o mais
lento.
O segredo para a descoberta dos recursos ocultos é descobrir o gargalo e fazer o
possível pra fazê-lo andar mais depressa, isso funcionou na caminhada.
Ninguém ia querer estar na pele de Alex diante da situação que ele se encontrava, alem
dos problemas das políticas da fábrica, ainda tinha conflitos familiares a resolver o que
poderia prejudicar o êxito no processo de reparação da empresa.
Foi encontrada a capacidade oculta da empresa Unico, a máquina NCX10 era o
gargalo, onde sua produtividade estava no tempo que ela funcionava constatando assim que a
capacidade da fábrica é igual à capacidade do gargalo, uma hora perdida no gargalo é uma
hora perdida no sistema inteiro. A máquina passou a trabalhar um turno a mais, e mais
recursos foram aplicados a empresa como controle de qualidade no gargalo aumentando assim
a capacidade de desenvolvimento na produtividade. O acumulo de estoques também não era
mais objetivo da empresa, agora aplicando toda a sua atividade em pedidos.
Alex fez um bom trabalho, acabando com os pedidos atrasados e reduzindo custos
para aumentar a eficiência e reconhecendo a capacidade oculta, coisa que ele teve que
descobrir sozinho mantendo assim a fabrica aberta. A fixação de metas e foco no trabalho foi
o principal fator para o sucesso de Alex dentro da empresa.