Anda di halaman 1dari 22

c c

cc
cc

 c   c
 
 c
c
c
c
cccc c
 cc ! cc"  #$c
c

ccccccccccccccccccccccccccccccccccccc

c
„ „
Ê     

cc

ccc

ccc

ccc

cc c

cc
c

c ccc  cc ccc

c  cc

c cc

„  cc
c

 cc c c ccccc

c c c c

 cc c c c

ccccccccccccccccccccccccccccccccccccc cc c c cc  c

 !"c !c c c  ##c

c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
c
  cc
     c
Ao concluir as etapas propostas neste desafio você terá desenvolvido as
competências
e habilidades descritas a seguir.
*competência para identificar, analisar, documentar e solucionar problemas e
necessidades passíveis de solução via computação.
*capacidade de raciocinar logicamente.
*cAnalisar, organizar, abstrair e relacionar dados e informações.
*cSaber conciliar teoria e prática.
c
  c
÷ara que o governo de cada país consiga efetuar investimentos em estradas,
aeroportos, e
o custeio de bens e serviços públicos como saúde, educação e segurança, são
arrecadados
impostos de pessoas ou organizações. Estes impostos estão presentes em cada
produto a
ser vendido por uma loja, ou nos valores retidos na fonte quando se efetua o
pagamento
de um funcionário.
Assim, em qualquer empresa existe a necessidade de efetuar o pagamento de
seus
colaboradores e do recolhimento dos impostos retidos na fonte. Devido à
legislação
complexa que existe no Brasil, torna-se fundamental que empresas de médio e
de grande
porte tenham sistemas informatizados para auxiliar esta tarefa que ocorre
mensalmente.
Os colaboradores de uma empresa podem ser classificados por celetistas (que
são
contratados segundo a   - onsolidação das eis do rabalho) ou como ÷
(÷essoas
urídicas). A contratação como celetista traz maiores encargos para a empresa,
porém dá
maiores garantias para o colaborador. á os colaboradores contratados como ÷,
geralmente, recebem um montante maior como pagamento, uma vez que têm
uma carga
menor de encargos.
÷ara calcular o valor do salário líquido a ser recebido por um colaborador, com
base no
número de horas trabalhadas no mês, as regras são as seguintes:
÷ara colaboradores celetistas:
1. aso o número de horas seja inferior a 160, o valor bruto é o valor do salário.
2. aso o número de horas seja maior ou igual a 161, o valor bruto será o valor
do salário
mais as horas extras. Neste caso, o salário bruto será calculado da seguinte
forma:
a. alcule o valor de cada hora extra dividindo o salário por 160.
b. O valor bruto do salário será o número de horas trabalhadas no mês
multiplicado pelo valor da hora calculado.
3. Descontar o IRRF (Imposto de Renda Retido na Fonte). O imposto de renda é
calculado da seguinte forma:
a. aso o salário seja inferior a R$ 1.499,15, o imposto é zero.
b. aso o salário esteja de R$ 1.499,16 até R$ 2.246,75, o imposto é de 7,5% e
devese
abater R$ 112,43 do imposto.
c. aso o salário esteja de R$ 2.246,76 até R$ 2.995,70, o imposto é de 15% e
devese
abater R$ 280,94 do imposto.

d. aso o salário esteja de R$ 2.995,71 até R$ 3.743,19, o imposto é de 22,5% e


deve-se abater R$ 505,62 do imposto.
e. aso o salário seja superior a R$ 3.743,20, o imposto é de 27,5% e deve-se
abater
R$ 692,78 do imposto.
4. Descontar a contribuição para o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). O
valor a
ser retido deve ser calculado da seguinte forma:
a. aso o salário seja inferior a R$ 965,67, o valor de INSS é de 8%.
b. aso o salário esteja de R$ 965,68 até R$ 1.609,45, o valor de INSS é de 9%.
c. aso o salário seja maior ou igual a R$ 1.609,46, o valor de INSS é de 11%. No
entanto, o valor máximo de INSS é de R$ 354,08.
÷ara colaboradores ÷:
1. O valor bruto é obtido através da multiplicação do valor ganho pelo
colaborador por
hora pelo número de horas trabalhadas.
2. Descontar o IRRF (Imposto de Renda Retido na Fonte). O IRRF é de 1,5%
sobre o valor
bruto.
3. aso o valor bruto seja superior a R$ 5.000,00, deve-se descontar o
÷IS/OFINS/S . O valor retido na fonte destes impostos é de 4,65% sobre o
valor
bruto.
4. aso o valor bruto seja superior a R$ 5.000,00, deve-se descontar o ISS. O
valor retido
na fonte deste imposto é de 4%.
om base no que foi descrito, o desafio consiste em desenvolver um sistema
para
contabilizar o valor de impostos a serem pagos por um colaborador no cálculo
de seu
salário ou por uma pessoa na compra de um determinado produto.
Deverão ser estabelecidos grupos de até 4 alunos para a execução desse desafio.
É
importante que os grupos não se alterem para elaboração de cada etapa.

÷ara colaboradores ÷:


1. O valor bruto é obtido através da multiplicação do valor ganho pelo
colaborador por
hora pelo número de horas trabalhadas.
2. Descontar o IRRF (Imposto de Renda Retido na Fonte). O IRRF é de 1,5%
sobre o valor
bruto.
3. aso o valor bruto seja superior a R$ 5.000,00, deve-se descontar o
÷IS/OFINS/S . O valor retido na fonte destes impostos é de 4,65% sobre o
valor
bruto.
4. aso o valor bruto seja superior a R$ 5.000,00, deve-se descontar o ISS. O
valor retido
na fonte deste imposto é de 4%.
om base no que foi descrito, o desafio consiste em desenvolver um sistema
para
contabilizar o valor de impostos a serem pagos por um colaborador no cálculo
de seu
salário ou por uma pessoa na compra de um determinado produto.
Deverão ser estabelecidos grupos de até 4 alunos para a execução desse desafio.
É
importante que os grupos não se alterem para elaboração de cada etapa.
ccc
*c Apresentação da Disciplina - Revisão (classes e objetos,
instanciação,
encapsulamento, construtores, herança).
Esta atividade é importante para que você u   
 
uu  
u       u  
u     
÷ara realizá-la é importante seguir os passos descritos.
 cc
Faça o desenvolvimento das classes para representar o conceito de colaborador,
celetista e pessoa jurídica. Os colaboradores possuem informações de nome,
endereço,
telefone. Os celetistas, além das informações de colaborador, também possuem
o número do
RG, número do ÷F e o salário mensal. á os colaboradores do tipo pessoa
jurídica possuem
o número do N÷ (adastro Nacional de ÷essoa urídica) e o valor ganho por
hora de
  
       
4
   


trabalho. As classes devem ter seus atributos encapsulados e devem ter


construtores para
inicializar seus dados.
 cc
Na classe que representa os colaboradores celetistas, desenvolva métodos para
calcular e retornar o salário bruto e o valor de cada imposto, conforme as regras
mencionadas
no enunciado do Desafio.
 cc
Na classe que representa os colaboradores do tipo pessoa jurídica, desenvolva
métodos para calcular e retornar o salário bruto e o valor de cada imposto,
conforme as
regras mencionadas no enunciado do Desafio.
 cc
onsiderando as classes desenvolvidas no ÷asso 1 e adaptadas no ÷asso 2 e no
÷asso
3 desta etapa, faça um programa que calcule e forneça o pagamento de um
colaborador. O
programa deve inicialmente solicitar que o usuário informe qual o tipo de
colaborador
(celetista ou ÷) e em seguida solicitar os dados e criar uma instância da classe
correspondente ao tipo selecionado. Finalizada a leitura, o programa deve
apresentar um
menu com as seguintes opções:
1. Alterar valor do pagamento
2. alcular pagamento
0. Sair
A opção 1 deve permitir que o valor a ser pago para o colaborador seja alterado.
aso
o colaborador seja um celetista, o valor a ser alterado é o valor do salário
mensal. aso o
colaborador seja um ÷, o valor alterado é o valor ganho por hora de trabalho.
A opção 2 deve calcular o valor a ser pago para o colaborador. ÷ara isso deve
ser lido o
numero de horas trabalhadas pelo colaborador e o sistema deve apresentar as
informações
do valor bruto, o nome e o valor de cada imposto a ser retido e o valor líquido.
Dica: para leitura do teclado, pode ser utilizada a classe java.util.Scanner que já
vem
disponível no ava.
c
c
c
c
 cc
Entregue ao professor da disciplina:
*cÔma mídia contendo o código fonte comentado do programa, ou seja, os
arquivos
com extensão ˜que se referem às classes desenvolvidas nos passos
anteriores.
Além disso, nesta mídia também deve constar para cada arquivo com extensão
java, o
seu respectivo arquivo de bytecode (com extensão 

).
*cÔm documento impresso constituído de capa e o código fon te comentado.

1 VERSÃO ESE

ODIGO O ABORADORES
0 %&cc&%c%c'c

(c c

0 %&c&c)cc*c +,cc-'c

c c0)c c.c

c 0&c c&.c

c 0)c c%/0.c

c 1 002*3  3- c

c %* c4 c4c%/4cc4cc&0/-'c

c (c

c 'c

cc c.c

cc5c.c

c.c

cc5cc.c

cc%.c

c%/0c5c%.c c c

(cc

0 %&c c *-c

'c

c  c36c3773c8&6c37&73c8 %/6c37%/0.c

(c
(c c

 9c c c
&%c%c:c%'c

c c

c %* c4c c4cc%/4cc4cc&0/-c'c

c  0*4c4c%/4c4c&0/-. c

c (c

c 0)c&c c.c

c 0)c&c c.c

c 0)c&cc%/.c

c 0)c&cc.c

c 0)c&cc&0/.c

c  %c%;"%.c

c cccccc5c**&-c%-<:*-.cc

cccccc =< <0%*3c c63-.cc

cccccc&c5c%<:*-.c

cccccc =< <0%*3> %c c%/?3-.c

cccccc%/c5%<:c*-.c

cccccc =< <0%*3> %c c?3-.c

ccccccc5c**&-c%-<:@%c*-.c

cccccc =< <0%*3> %c c&0/?3-.c

cccccc&0/c5c**&-c%-<:c*-.c

cccccc =< <0%*3> %c c%/?3-.c

cccccc%"%c5c**&-c%-<:@%c*-.c

cccccccccccc/*A:cB50CD-cc

cccccc'cc

ccccc cc&c%"%.c

c c &c% c5c%"%.c

cccccccccc =< <0%*c7c3c)%cc%;c3-.cc

cccccc(cc

cccccccccccc/c*cA:cEc0C0-'cc

cccccccc cc&c %"%.c

c c 0)c&cA:.c
c c 0)c&c%"%.c

ccccccc&c% c5c%"%c.c

ccccccc%"%c5c%"%c7cA:.c

ccccccc =< <0%c*%"%7c3ccc%;c"%3-.c

ccccccc
%:c5cc*%"%-F0CD.c

ccccccc =< c<0%c*c7c3c)%cc%;c&cc:c3-.c

ccccccc% c5cA %AcGc)%%& %.c

cccccc(c

ccccc

cFGc 0c @cGFc

ccccccccc/*% cB5c0HDDc-.c

ccccc =< <0%*c7c3c)&cccc0c03-.cc

cccccccccc'cc

ccccccc/*% cE5c0HDDcIIc% cB5JKDDc-ccccc

cccccc(cc

ccccc

cccccccccc0c5c% cGcD<DLH.cc

cccccccccc =< <0%*c7c3c c0cccL<HM6c3c7c0-.cc

cccccc(cc

cccccc'c

ccccccc/cc*% cE5cJJNLcIIc% cB5JOOC-c

ccccc c ccc

cc(cc

cccccc0c5c% cGcD<0H.c

cccccc =< <0%c*7c3c c0cccD<0HcM6c3c7c0-.c

(cc

ccc/c*% cE5JOOCcIIc% cB5KLNK-c

cc'c

c cc0c5c% cGcD<JJ.c

c cc =< <0%c*7c3c c0cccJJcM3c7c0-.c

c ccc

cc(c
cccc

FGc&c  cGFc

cccc

ccc/c*% cB5cOOC-c

ccc'c

c cccc)% c5c% cGcD<DP.c

c =< <0%c*7c3c c0cccPM37c)% -.c ccccc

ccc(c ccccc

c cc/c*c% cE5OOCcIIc% cB50CDOc-c

c cc'c

c c cc)% c5c% cGD<DO.c

c =< <0%c*7c3cc)%c ccOM37c)% -.c c

c(c

c ccc/c*c% cE50CDO-c

c ccc'c

c c ccc)% c5c % cGcD<00.c

c =< <0%c*c7c3cc)%c cQcc00M3c7c)% -.c cccc

c c cccc

(c

cc(c c

cc(c

cc

 9cc  R  c


0 %&c&%c0R &c'c

c c

c 0)c&c/%c %c /c5cD.c

c 0)cc&0.c

c 0)c/%c)%9A.c

c 0 %&c)c
%9A*/%c)%9A-c'c

c c A<)%9Ac5c)%9A.c

c (c
c 0 %&c/%c
%9A*-c'c

c c  c)%9A.c

c (c

c 0 %&c)c0*c&0-c'c

c c A<&0c5c&0.c

c (c

c 0 %&cc0*-c'c

c c  c&0.c

c (c

c c

/%c% .c

'c

/%cA %A.c

% c5c% cGcA %A.c

 %c& /c5c% cGcD<D0H.c

(c

c/c*% cEcHDDD-c

c'c

c c&c0S&/S&%%c5c /cGcD<DNCH.c

c c c.c

c =< <0%c*7c3c c0cccN<CHM37c0S&/S&%%-.c cc

c(c

ccc/c*% cEHDDD-c

ccc'c

c ccc %c c5c /cGcD<DN.c

c ccc c.c

c =< <0%c*7c3c c0cccNM37c -.c cccc

ccc(cccc

ccc(c

c c
 9c@ c c 9cc c

 c

0c)<<& 0  <9@%.c

0c):<T<R0 .c

0 %&c&%c%c'c

0)c&c/%cc% .c

0 %&c&c)c* +,c-c'c

c c

c.c

c&0/.c

/%c%"%.c

/%c/.c

/%c&%& %.c

/%c&%& %0.c

/%c&c5cD.c

/%c&c5cD.c

/%c%U .c

/%c%U D.c

/%c%U 0.c

/%cA:.c

/%c%:c5cD.c

%c c5cTc%*-.c

c
<*R0 <AT 0 %* %%4c3cccc@ &;34c334cR0 <> S" 9c
--.c

<&*R0 <AT 0 %* %%4c3cc34c334cR0 <> S" 9c--.c

< %/*R0 <AT 0 %* %%4c3Vcc%/34c3 %/34cR0 <> S" 9c--.c

<*R0 <AT 0 %* %%4c3cc cc96c34334R0 <> S" 9--.c

<0/*R0 <AT 0 %* %%4c3cc @6c343&0/34R0 <> S" 9--.c

%"%c5c <0 *R0 <AT 0 %* %%4c3cc%c


"%343%"%34R0 <> S" 9--.c

< %A* <0 *R0 <AT 0 %* %%43ccU ccAc%Acc


W343A %A34R0 <> S" 9---. c

c /* < %A*-cEcJJD-'c

c cc

c cA:c5c < %A*-XcJJD.c

c c%:c5c**%"%FJJD-GA:-. c

c c% c5c*%"%c7c%:-.c

c (c

c c

c /*% cBc0NOO<0H-c'c

c c c/c5cD.cc

c c(c

c cc

c c/**% cEc0NOO<0H-cIIc*% cEcJJNC<LH--'c

c c cc&%& %c5c**% F0DD-GL-.c

c c cc&c5c*/%-c*&%& %cXc00J<NK-.c

c c ccc

c c(c

c c/**% cEcJJNC<LH-cIIc*% cEcJOOH<LD--'c

c c c&%& %c5c**% F0DD-G0H-.c

c c c&c5c*/%-c*&%& %cXcJPD<ON-.c

c
c c(c

c c/**% cEcJOOH<LD-cIIc*% cEcKKNK<0O--'c

c c c&%& %c5c**% F0DD-GJJ-.c

c c c&c5c*/%-c*&%& %cXcHDH<CJ-.c

c c(c

c c/c*% cEcKKNJ<0O-'c

c c c&%& %c5c**% F0DD-GJL-.c

c c c&c5c*/%-c*&%& %cXcCOJ<LP-.c

c c(c

c cc

c c%U Dc5cc&.c

c cc

c cc

c c/*% cBcOCH<CL-c'c

c c c&%& %0c5c**% F0DD-GP-.c

c c c&c5c*/%-c*&%& %0-.c

c c c/*&%& %0cEcKHN<DP-.c

c c c&%& %0c5c*/%-cKHN<DP.c

c c(c

c cc

c c/**% cEcOCH<CL-cIIc*% cEc0CDO<NH--'c

c c cc&%& %0c5c**% F0DD-GO-.c

c c cc&c5c*/%-c*&%& %0-.c

c c cc/*&%& %0cEcKHN<DP-.c

c c c c&%& %0c5c*/%-cKHN<DP.c

c c ccc

c c(c

c c/*% cEc0CDO<NH-'c

c c c&%& %0c5c**% F0DD-G00-.c

c c c&c5c*/%-c*&%& %0cXcJPD<ON-.c

c c c/*&%& %0cEcKHN<DP-.c

c c c&%& %0c5c*/%-cKHN<DP.c

c c cc
c c c%U 0c5cc&.c

c c cc

c c c%U c5c*% X*%U D7%U 0--.c

c c(c

c c%'c

c c cc

c c c/* < %A*-cBcJJD-'c

c c c cc

c c c cc

c c c c% c5c%"%.c

c c c (c

c c c c

c c c /*% cBc0NOO<0H-c'c

c c c c c/c5cD.cc

c c c c(c

c c c cc

c c c c/**% cEc0NOO<0H-cIIc*% cEcJJNC<LH--'c

c c c c cc&%& %c5c**% F0DD-GL-.c

c c c c cc&c5c*/%-c*&%& %cXc00J<NK-.c

c c c c ccc

c c c c(c

c c c c/**% cEcJJNC<LH-cIIc*% cEcJOOH<LD--'c

c c c c c&%& %c5c**% F0DD-G0H-.c

c c c c c&c5c*/%-c*&%& %cXcJPD<ON-.c

c c c c(c

c c c c/**% cEcJOOH<LD-cIIc*% cEcKKNK<0O--'c

c c c c c&%& %c5c**% F0DD-GJJ-.c

c c c c c&c5c*/%-c*&%& %cXcHDH<CJ-.c

c c c c(c

c c c c/c*% cEcKKNJ<0O-'c

c c c c c&%& %c5c**% F0DD-GJL-. c

c c c c c&c5c*/%-c*&%& %cXcCOJ<LP-.c
c c c c(c

c c c cc

c c c c%U Dc5cc&.c

c c c cc

c c c cc

c c c c/*% cBcOCH<CL-c'c

c c c c c&%& %0c5c**% F0DD-GP-.c

c c c c c&c5c*/%-c*&%& %0-.c

c c c c c/*&%& %0cEcKHN<DP-.c

c c c c c&%& %0c5c*/%-cKHN<DP.c

c c c c(c

c c c cc

c c c c/**% cEcOCH<CL-cIIc*% cEc0CDO<NH--'c

c c c c cc&%& %0c5c**% F0DD-GO-.c

c c c c cc&c5c*/%-c*&%& %0-.c

c c c c cc/*&%& %0cEcKHN<DP-.c

c c c c c c&%& %0c5c*/%-cKHN<DP.c

c c c c ccc

c c c c(c

c c c c/*% cEc0CDO<NH-'c

c c c c c&%& %0c5c**% F0DD-G00-.c

c c c c c&c5c*/%-c*&%& %0cXcJPD<ON-.c

c c c c c/*&%& %0cEcKHN<DP-.c

c c c c c&%& %0c5c*/%-cKHN<DP.c

c c c c(c

c c c c%U 0c5cc&.c

c c c cc

c c c c%U c5c*% X*%U D7%U 0--.c

c c(c

c cc

R0 <AT"%* %%4c

c c c

c c 386ccc c c c c c c 37 <*-7c
c c 386cc c c c c c 37 <&*-7c

c c 38 %/6cccccccccccccccccccccccc37 < %/*-7c

c c 38 c6ccc c c c c 37 <*-7c

c c 38 c&0/6cc c cccccc c 37 <0/*-7c c c

c c 38 %c"%6c cccccccccccccccc37%"%7c

c c 38c%Acccccccccc c 37 < %A*-7c

c c 38c:cccccccccccccccccccccc37%:7c

c c 38&c @cccccccccccccccccccc37&7c

c c 38&c  cccccccccccccccccccc37&7c

c c 38
%cc&c6cYc c c cccc37%U 4cc

c c 3cc Z3c4cR0 < S -.c

(c

(c

c c

c c

c
 c

c
0 %&c&%c%c'c

c 0)c c&.c

c 0)c c.c

c 0)c c%/.c

c 0)c c.c

c 0)c c&0/.c

c 0)ccA %A.c

c c

c c

c c 0 %&c%*c-'c

c (c

c c

c 0 %&c%*ccA %A4c c4 c&0/4c c4c c&4c c%/-c

c 'c

c c c

c c A<&*&-.c

c c A<*-.c

c c A<*-.c

c c A<0/*&0/-. c

c c A< %/*%/-.c

c c A< %A*A %A-. c

c (c

c c

c 1)c

c c

c 0 %&c c *-c'c

c c FFc c XcAc c

c c  c 0< *-. c

c (c

c
c )c* c-c'c

c c A<c5c.c

c (c

c c*-c'c

c c  c.c

c (c

c )c&* c&-c'c

c c A<&c5c&.c

c (c

c c&*-c'c

c c  c&.c

c (c

c c

c c)c %/* c%/-c'c

c c A<%/c5c%/.c

c (c

c c %/*-c'c

c c  c%/.c

c (c

c 0 %&c)c %A*cA %A-c'c

c c A<A %Ac5cA %A.c

c (c

c 0 %&cc %A*-c'c

c c  cA %A.c

c (c

c
c 0 %&c)c* c-c'c

c c A<c5c.c

c (c

c 0 %&c c*-c'c

c c  c.c

c (c

c 0 %&c)c0/* c&0/-c'c

c c A<&0/c5c&0/.c

c (c

c 0 %&c c0/*-c'c

c c  c&0/.c

c (c

(c

c c

 $c

c& ccc:0&)4c c4cc%Acc;c&0%c)c/%cc


&0W&c0c;X%<c

 c)%)cc&%c%c4c%cc&% R4ccc


& c 0cc c cc&%c&/c0<c

c%Ac;c&0%cc0c/cccc&0cc
c c)c&0%cc0/cc<c

c;c&cc0c& %0c0%c%c0Accc;c/ &c


&ccccc&%& %cc)%cc04cc0cc&%<c

ccc