Anda di halaman 1dari 5

1

DETERMINAÇÃO DA TAXA DE CRESCIMENTO DE COLÔNIAS DE Escherichia


coli SOB RADIAÇÃO UV

PESSOA, Alessandra Carine Machado1; SOARES, Jaqueline Aparecida Gonçalves1; FARIAS,


Joiciane Gonçalves1; CARVALHO, Ílio Fealho2; STIELER, Marines Cargnin3.
Universidade Estadual do Mato Grosso – UNEMAT, campus de Tangará da Serra.

INTRODUÇÃO
Bactérias são procariotes que possuem organização celular simples, não apresentam
membrana nuclear, tem parede celular rígida formada de peptideoglicana, e uma membrana
citoplasmática, sendo o seu DNA encontrado disperso no citoplasma (TRABULSI ET.AL, 1999)
(PELCZAR et al., 1996). Elas possuem tamanho de 0,5 a 5,0 μm (micrômetros). Suas células possuem
formato de bastão, chamados de bacilos. São unicelulares, porém, frequentemente aparecem aos pares,
ou formando colônias (PELCZAR et al., 1996). Bactérias são encontradas praticamente em todos os
lugares: solo, água doce, mares, animais, plantas, e até seres humanos (BLACK, 2002).
Sua forma mais comum de reprodução é por fissão binária, isto é, uma célula se divide em
duas. Utilizam como nutrientes compostos orgânicos ou inorgânicos .Para cultivar bactérias
específicas em laboratório, são utilizados meios de cultura que imitam o habitat delas. No caso da
Escherichia coli o meio pode conter um único composto orgânico, como um açúcar mais os íons
inorgânicos (PELCZAR et al., 1996).
A fonte de informação celular que permite replicação das células e síntese de proteínas e
enzimas é o DNA. Danos ao DNA impediriam essas atividades celulares, levando as bactérias à morte.
Um exemplo de agente físico que causa esse tipo de dano são as radiações.
As radiações eletromagnéticas é a energia na forma de ondas eletromagnéticas que são
transmitidas através do espaço ou de um material. Essas radiações são de alta energia, podendo matar
células inclusive de microorganismos. Possuem um comprimento de onda entre 136 a 400 nanômetros
(nm). E quando absorvida pelos compostos celulares afeta o DNA (PELCZAR et al., 1997). Após essa
exposição ao UV começa a formação de dímeros de pirimidina, que impedem a ação da DNA-
polimerase, inibindo ou alterando o DNA, causando mutação e até mesmo morte celular (PELCZAR
et al., 1997; VERMELHO et al., 2006).

MATERIAS E MÉTODOS
Diluição em placas
As diluições em placas consistem em diluições seriadas que servem tanto para o isolamento
como para a contagem de microorganismos. Geralmente são feitas em soluções salinas, e constituem-
se de diluições seqüenciais, na razão de 1 para 10, de modo a se obter diluições 1/10 ou 10 -1, 1/100 ou

1
2
1 – Acadêmicas do curso de Ciências Biológicas – UNEMAT campus de Tangará da Serra
2 – Professora do Departamento de Ciências Contábeis – UNEMAT campus de Tangará da Serra
3 – Professor do Departamento de Ciências Biológicas – UNEMAT campus de Tangará da Serra.
10 -2, 1/1000 ou 10 -3, ou superiores. Após esse processo, distribuí-se homogeneamente uma alíquota
da solução em meio sólido adequado, numa placa de Petri, por exemplo, geralmente uma quantidade
de 0,1 a 1,0 mL, com auxílio de uma alça de Drigalsky, espalhando bem sobre a placa. Após a
incubação, por tempo e temperatura adequados, as células crescem isoladamente dando origem a
colônias (VERMELHO et al., 2006).
Meio de cultura
É um material nutritivo, preparado em laboratório, com o objetivo de cultivar artificialmente
microorganismos, pois, fornece nutrientes indispensáveis para o crescimento destes. Meios líquidos
são preparados com seus ingredientes em água purificada (destilada, deionizada ou osmolizada). Os
sólidos são acrescidos de um agente solidificante, o ágar, normalmente podem ser acondicionados em
placas de Petri (VERMELHO et al., 2006)
Radiação Ultarvioleta – UV
Existem lâmpadas especiais que emitem luz UV com comprimento de onda microbicida, que
matam os microorganismos. Sua atividade microbicida está na faixa de comprimento de onda de 240-
280 nm, e a maior atividade microbiana ocorre na faixa de 260 nm (PELCZAR et al., 1996;
VERMELHO et al., 2006).
Contagem em placas
É o principal método de contagem de células viáveis (células vivas). É demorado, pois, é
preciso que as células isoladas no meio sólido se multipliquem formando colônias macroscopicamente
visíveis (VERMELHO et al., 2006).
Teste t e teste Dunnett
São testes que permitem a comparação de médias, através de cálculos onde é determinada a
diferença mínima significante (d.m.s), sendo um cálculo diferente para cada teste. Pois, o teste t é
utilizado para comparar as médias dos tratamentos, e o teste Dunnett para comparar as médias dos
grupos tratados com a do grupo controle. São dados pelas seguintes fórmulas:

d.m.s = t 2 QMR
r

d.m.s.= Diferença mínima significante


QMR= Quadrado médio de resíduo
r = Número de repetições de cada tratamento

2
3
O experimento foi realizado nas dependências da Unemat, campus de Tangará da
Serra, no laboratório de microbiologia. Trata-se de um experimento inteiramente ao acaso
com diferentes números de repetições.
As diluições seriadas foram na razão de 1 para 10, até chegar a diluição de 1/100000
ou 10 -5. Foram distribuídos 0,1 mL de diluição em 26 placas de Petri, contendo meio de
cultura, com o auxílio de uma micropipeta, e foram espalhadas com auxílio de uma alça de
Drigalsky. Posteriormente foram separadas, aleatoriamente, seis placas, que foram
determinadas como grupo controle. As vinte placas restantes foram expostas sob a radiação
UV, sendo retiradas quatro placas conforme os seguintes tempos: 1 minuto, 5 minutos, 10
minutos, 15 minutos e 20 minutos.
Em seguida as placas foram colocadas no frezeer, e após 48 horas foram retiradas para
contagem das colônias, sendo que cada colônia era marcada na placa com o auxílio de um
marcador para retro projetor.
E por fim foram feitos os cálculos estatísticos para saber se as médias eram
significantemente diferentes.

RESULTADOS E DISCUSSÃO
O quadro abaixo apresenta o total de colônias para cada tempo de exposição ao UV.
TRATAMENTOS
1 Min. 5 Min. 10 Min. 15 Min. 20 Min. Controle
62
18 09 03 01 10 71
01 43 55 03 11 98
06 58 0 06 60 84
71 52 88 37 30 79
108

Primeiramente foram feitos os cálculos para se obter a análise de variância, os


resultados são apresentados no quadro abaixo.

Análise de Variância
Causas de Variação GL SQ QM F
Tratamentos 5 16285,01 3257,002 4,67
Resíduo 20 13936,84 696,84

3
4
Total 25 30221,85

O valor de F para 5 e 20 graus de liberdade, ao nível de significância de 5% é 2,71. O


valor de F calculado é de 4,67, maior do que o valor de F dado na tabela de análises
estatísticas. Portanto, as médias do resultado do experimento não são iguais. Então, foram
feitos os testes estatísticos para comparar as médias. Sendo o teste t para comparar as médias
dos grupos tratados, e o teste Dunnett para as médias dos grupos tratados com a do grupo
controle. O resultado segue no quadro abaixo.

nº de
Comparação Repetições d.m.s Valor absoluto da diferença
1m - 5m 4;4 38,93 │24 - 40,5│= 16,5
1m - 10m 4;4 38,93 │24 - 36,5│= 12,5
1m - 15m 4;4 38,93 │24 - 11,75│= 12,25
1m - 20m 4;4 38,93 │24 - 27,75│= 3,75
1m - C 4;6 46,14 │24 - 83,66│= 59,66*
5m - 10m 4;4 38,93 │40,5 - 36,5│= 4
5m - 15m 4;4 38,93 │40,5 - 11,75│= 28,75
5m - 20m 4;4 38,93 │40,5 - 27,75│= 12,75
5m - C 4;6 46,14 │40,5 - 83,66│= 43,16
10m - 15m 4;4 38,93 │36,5 - 11,75│= 24,75
10m - 20m 4;4 38,93 │36,5 - 27,75│= 8,75
10m - C 4;6 46,14 │36,5 - 83,66│= 47,16*
15m -20m 4;4 38,93 │11,75 - 27,75│= 16
15m - C 4;6 46,14 │11,75 - 83,66│= 71,91*
20m - C 4;6 46,14 │27,75 - 83,66│= 55,91*

REFÊRENCIAS

BLACK JG. 2002. Microbiologia: fundamentos e perspectivas. 4ª ed.Guanabara-Koogan, RJ.


2002.

CORDEIRO , Ângela Cristina de Souza,; LEITE ,Selma Gomes Ferreira; DEZOTTI, Márcia-
Inactivation of Escherichia coli and Pseudomonas sp. by photocatalytic oxidation. Quím.
Nova vol.27 no.5 São Paulo Sept./Oct. 2004.

PELCZAR Jr., M.; CHAN, E.C.S.; KRIEG, N.R. Microbiologia, conceitos e aplicações:
Doenças transmitidas por água e alimentos. 2.ed. São Paulo: Makron Books, 1996.

PELCZAR MJ et al. Microbiologia: Conceitos e Aplicações - Vol. 1. Makron Books. 1997

TRABULSI LR et al. 1999. Microbiologia. 3ª ed., Atheneu, SP-. 1999.

4
5