Anda di halaman 1dari 14

TREINAMENTO DE EVANGELISMO PESSOAL

IGREJA BATISTA DO BARRO PRETO

Ministério de Missões e Evangelismo - Pr. Cleveland – 23/09/2006

APRENDA A ARTE DO EVANGELISMO PESSOAL

PARTE - 1 INFORMAÇÃO
Se retrocedermos na história e formos parar no período apostólico, verificaremos que a
igreja primitiva usava a alavanca do evangelismo pessoal como método natural de
crescimento. Naquela época, não havia aviões, televisão, rádio, Internet ou quaisquer
meios modernos e rápidos de comunicação, mas o escritor apostólico registrava que: “...a
multidão dos que criam no Senhor, tanto homens como mulheres, crescia cada vez
mais.”(Atos 5:14). Mas como se não havia todos estes recursos discriminados acima?
Simplesmente porque eles usaram o evangelismo pessoal.

Infelizmente esse método que se constitui no maior segredo de ganharmos almas, está
sendo usado pelas seitas, para espalharem seu falso evangelho nos lares de nossos
vizinhos, parentes e amigos. Quantas vezes não acordamos no sábado ou no domingo de
manhã com uma Testemunha de Jeová batendo à nossa porta, tentando nos empurrar suas
literaturas cheias de doutrinas heréticas? Elas estão ali, cumprindo um programa de
visitação para o qual foram destinadas. Até parece que não surte efeito imediato, mas no
final do ano, após sair o relatório de crescimento delas na revista “A Sentinela”, veremos
que não é bem assim. Muitas vezes crescem mais do que muitas de nossas igrejas
evangélicas, porque simplesmente estão colocando em ação um segredo deixado por
Jesus, e que nós, seus verdadeiros discípulos, não estamos usando. Não é por acaso
que Jesus disse: “...os filhos deste mundo são mais prudentes na sua geração do que os
filhos da luz”. (Lucas 16:8).

Devemos, então, perguntar: Porque um método tão importante como esse foi esquecido
pela igreja durante tanto tempo?

COMO TUDO COMEÇOU


Atos dos Apóstolos é o nosso livro guia para aprendermos o segredo deste tipo de
evangelismo. Naquela época em que o cristianismo era considerado uma seita do judaísmo
(Atos 24:14) não havia liberdade de pregar abertamente o nome de Jesus conforme mostra
o episódio de Atos capítulo quatro. Eles então se reuniam nas casas dos novos crentes.
(Romanos 16:5 - I Coríntios 16:19 – Col. 4:15). Não havia templos cristãos como temos
hoje, não havia essas belíssimas catedrais que levaram até séculos para serem construídas.
Não, não tinham tempo para apreciarem a arquitetura de suas igrejas, pois estavam
ocupados demais evangelizando lá fora, onde os pecadores estavam. (Alguém já disse
que quando se deseja pescar, o único jeito é ir onde os peixes estão. Os peixes jamais são
chamados a virem até o pescador. O método de convidar os pecadores para virem ao
templo para serem evangelizados pelo pastor ou um evangelista especial não era comum
nos tempos apostólicos.)
2

Um pouco de história: A ÉPOCA DE CONSTANTINO


Até então, como já dissemos, a igreja era uma religião ilícita, proibida; os cristãos eram tidos
como desordeiros, e para piorar a situação, Nero, põe fogo em Roma, e acusa os cristãos.
Estes já não eram muito bem vistos pelos imperadores Romanos, pois não reconheciam
outra divindade a não ser Jesus. Naquela época, chamar César de “Senhor”, equivaleria
reconhecer que César era divino, mas os Cristãos não admitiam nenhum outro “Senhor” a
não ser Jesus. (I Coríntios 8:5-6;12:3), e por isso eram perseguidos.

A igreja dessa época era uma igreja fervorosa, evangelística e missionária. Os cristãos
expunham suas vidas nas arenas dos circos romanos, onde eram jogados para lutarem com
feras. Nem mesmo mulheres e crianças escapavam do Coliseu. Essa era, ficou conhecida
como a “Era dos mártires”, pois muitos cristãos preferiam ser mortos a negarem a fé em
Cristo. Vários bispos pagaram um alto preço por serem cristãos, entre estes, Policarpo,
Justino o mártir, Irineu, Clemente e tantos outros...

No começo do século IV, o então imperador Constantino se “converte” ao Cristianismo e


torna-o religião oficial do império romano. Esse foi o inicio das “conversões” em massa.
Os pagãos entravam para a igreja, mas continuavam pagãos sem conversão e muitas vezes
traziam consigo costumes e práticas pagãs que a igreja, por conveniência, mais tarde veio a
adotá-los. (Igreja Católica). Nessa época, também, Constantino baniu a religião pagã e
confiscou seus templos transformando-os em templos cristãos, mandando construir
grandiosas basílicas. A mais famosa foi a Catedral de São Pedro que existe até hoje, em
Roma.

Os cristãos já não evangelizavam mais, pois pensavam que Deus estava em seus
templos. Essa situação se vê até hoje, nos descendentes diretos daquele tipo de
cristianismo - o catolicismo romano. Infelizmente esse quadro perdurou até a idade média.
Nem mesmo os reformadores mudaram esse quadro resgatando o que era de suma
importância na igreja primitiva, o evangelismo pessoal. Com o avivamento de John Wesley
no século XIX, resgatou-se o evangelismo em massa, quando o pregador ia até o pecador,
não esperando que este viesse ao templo para ser evangelizado e se converter. Mas ainda
estava longe do método neotestamentário, o evangelismo pessoal.

Essa é a situação da igreja atual, todos nós esperamos que o pecador venha
aos cultos de domingo à noite, para, então, Deus, de uma maneira miraculosa,
o tocar e ele se converter. Não queremos ir atrás das almas, queremos que elas
venham até nossos templos; lembra do que Jesus disse? Ele disse: “Ide e
pregai” e não, “deixe que eles venham e então você pregue”!

Precisamos despertar-nos para a obra a qual o Espírito de Deus nos tem chamado, o velho
“Ide” continua atual, ele não foi mudado. Deus ainda continua chamando os crentes para a
pesca. Seitas como os Mórmons(Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias), e as
Testemunhas de Jeová, descobriram isso e estão pregando um outro evangelho semeando
o joio no meio do trigo.

EVANGELISMO PESSOAL:
O MÉTODO DO NOVO TESTAMENTO
O MÉTODO DE CRISTO
Jesus sempre usava o evangelismo pessoal. Lançava mão de termos como: pescar e
semear, algo que só podemos fazer pessoalmente. Mais do que isso, Ele o ensinou
comissionando:
3
a) os doze - Marcos 3:13,14; b) os setenta - Lucas 10:1; c) e por fim, todos os discípulos -
Marcos 16:15
O MÉTODO DA IGREJA PRIMITIVA
Seguindo a ordem de seu Mestre, os apóstolos e todos os crentes primitivos, não deixaram
de usar o evangelismo pessoal e os resultados eram tremendos.Vejamos:

“Mas os que andavam dispersos iam por toda a parte,anunciando a palavra. E,


descendo Filipe à cidade de Samaria, lhes pregava a Cristo”.(Atos 8:4,5)

Posteriormente, com a conversão de Saulo de Tarso, o evangelismo pessoal explodiu de


vez. Falando aos anciãos de Éfeso ele diz:

“Como nada, que útil seja, deixei de vos anunciar, e ensinar publicamente e pelas
casas”. (Atos 20:20)

Os frutos deste tipo de evangelismo eram maravilhosos.Veja o que Lucas registra:

No principio era apenas um pescador - Jesus. (Mc. 1:14-15)


Depois doze almas que foram treinadas por Cristo (Lucas 6:13).
Após esses doze, vieram mais setenta. (Lucas 10:1ss).
Em Pentecostes, o número já era de 120. (Atos 1:15).
A multidão alargou-se para quase 3.000 almas (Atos 2:41). Era algo contagiante,
pois a multidão crescia cada vez mais e chegava a 5000 (Atos 4:4; 5:14).
O número dos discípulos crescia e multiplicava (Atos 6:1,7).
As igrejas se multiplicavam (Atos 9:31).
Por fim, diz o apóstolo Paulo que aquele evangelho tinha sido pregado a toda
criatura debaixo do sol (Col. 1:23).

É algo realmente miraculoso, não é? Mas será que isto se encerrou com a era apostólica?
Será que os apóstolos tinham algo que nós não possuímos hoje? Sim e não. A diferença
entre os crentes primitivos e nós é que eles obedeciam, levavam a sério o “Ide” de Jesus.
Temos o mesmo Jesus, a mesma mensagem, o mesmo evangelho, os mesmos tipo de
pecadores, então o que falta? Por que muitas de nossas igrejas estão vazias e os templos
das seitas, cheios? Por que, se o nosso Deus é o mesmo ontem, hoje e o será para sempre.
(Heb. 13:8). Creio, então, que o problema está em nós, não em Deus ou nos pecadores.
Não são eles que estão com os corações mais duros, somos nós!

DESCOBRINDO O SEGREDO DO LIVRO DE ATOS


Qual era o segredo de tanto sucesso para ganharmos almas? Seriam novas estratégias, um
novo vocabulário para abordarmos os incrédulos, até mesmo empregar marketing como
fazem muitas igrejas? Não. O segredo se encontra em Atos 1:8, que diz:

“Mas recebereis o poder do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e sereis minhas
testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos
confins da terra”.

É o “PODER DE DEUS” que faz a diferença! Temos que aprender a cooperar com Ele e Ele
cooperará conosco! (I Cor. 3:9).

“E eles tendo partido, pregaram por todas as partes, cooperando com eles o
Senhor...”.(Marcos 16:20)
4
Nunca teremos uma igreja conquistadora de almas, enquanto não tivermos crentes com o
desejo de buscarem o poder de Deus, de estarem cheios do Espírito Santo. Enquanto não
tivermos a coragem de nos dispormos de corpo e alma para tal tarefa. Nunca teremos uma
igreja evangelizadora nos moldes da igreja primitiva e, por conseguinte, nunca teremos
crentes avivados.

Dá-se pouca importância a esse fato em reuniões de evangelismo, passa-se por cima dele
apenas superficialmente, e isto é perigoso porque ele, e unicamente ele, é o principal motor
do avivamento para o evangelismo, não existe outro. Não há métodos, fórmulas, ou truques
que o substitua. Se quisermos ter resultados duradouros não podemos agir de outra
maneira: precisamos estar cheios do Espírito Santo de Deus.

ALGUMAS VANTAGENS DO EVANGELISMO PESSOAL


1). Informalidade – Pode ser feito em qualquer lugar, a qualquer hora e com qualquer
pessoa. No hospital, ponto de ônibus, viagem, festa, trabalho, durante um passeio...(II Tim.4:2)
2). É direto – como o nome já diz, é pessoal, destina-se à pessoa em questão. Diferente
do evangelismo em massa que tem como alvo as multidões.
3). Possibilita maior esclarecimento do evangelho – As pessoas têm muitas dúvidas
quanto ao evangelho, a pessoa de Jesus, a Bíblia etc. O evangelismo pessoal possibilita
sanar tais dúvidas, o que não seria possível no evangelismo em massa. (Atos 8:30-35)
4). Valoriza a pessoa – Jesus dava tempo a uma pessoa só. Ele não fazia questão de falar
para multidões, embora o fizesse algumas vezes. Dispensou tempo a Nicodemos, à
samaritana, à adúltera, a Zaqueu...

PREPARANDO OS CRENTES PARA O EVANGELISMO


1 – ATRAVÉS DO AVIVAMENTO:
1.1: ARREPENDIMENTO
Para que haja avivamento é necessário arrependimento de pecados, sondagem do coração,
ou como diz Hebreus 12:1 “...deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos
rodeia...”
Não gostamos muito de fazer isso, não é verdade? A carne clama, protesta, briga e se
debate. O Diabo fará de tudo para te impedir, pois ele sabe que um crente com a vida
inteiramente nas mãos de Deus, pode fazer um estrago no seu reino, e isto ele não quer!

Todo grande avivamento na Bíblia começou com arrependimento:


a) Ezequias - II Reis 18 ; b) Josias - II Reis 22 e 23; c) Neemias Nee. 9

Agora chegou a hora do SEU avivamento! Deus precisa de crentes corajosos que deixem de
viver dentro de seu mundinho egoísta e carnal e passem a viver no reino do Espírito! (“Se
vivemos em Espírito, andemos também em Espírito” – Gál. 5:25)

1.2: ORAÇÃO
Muitos crentes vão para o evangelismo despreparados, às vezes sem orar durante dias.
Como podem querer ter sucesso na pesca de almas desta maneira? A oração é essencial,
indispensável na vida do crente, é a respiração espiritual da alma, sem a qual, esta morrerá.
Geralmente uma reunião de evangelismo em nossas igrejas se dá da seguinte maneira:

O líder de evangelismo, que no caso pode ser o pastor ou um simples membro, reúne o
pessoal na igreja. Uns chegam desanimados, outros com medo, uns afoitos para que
comece e acabe logo, pois têm outras coisas mais importantes para fazer. Alguns
reclamam, mas finalmente saem após repartirem os folhetos, sem nenhuma explicação ou
5
treinamento e o pior de tudo, sem oração. Na hora do evangelismo, jogam os folhetos nos
quintais, nas caixas de correios como se fossem panfletos políticos, sabendo que irão ser
molhados ou rasgados por algum cão travesso, gastando assim dinheiro e tempo! Na rua,
enquanto evangelizam ,conversam sobre tudo: futebol, o último filme a que assistiram, a
namorada, riem, brincam à vontade, e tudo isso na frente de incrédulos. Não há oração,
antes, durante e muito menos depois do evangelismo. É lastimável! Você acha que tal
evangelismo teria sucesso? Não? Mas é justamente essa a realidade hoje, na maioria das
igrejas. (As que ainda fazem evangelismo!).

Precisamos orar, buscar o poder de Deus a todo tempo, colocar-nos sob Sua dependência.

Temos tempo para tudo hoje em dia, menos para orar, mas é justamente aí que erramos,
pois quanto mais tempo gastamos com o Senhor, em oração, mais direção nosso espírito
receberá para as coisas do cotidiano (Lc. 10:41,42). Se quisermos ser ganhadores de
almas, temos que pagar o preço, negar nossa própria vida pra viver a vida de Cristo em nos
Gálatas 2:20. Não se contente com uma vida fraca, morna e inerte, sem experimentar o
poder de Deus.

LEMBRE-SE: Somente o crente cheio do Espírito Santo poderá levar almas a Cristo com
eficácia. Enquanto o gemido do Espírito (Rom. 8:26) não for o nosso gemido de intercessão
por este mundo perdido; enquanto a paixão pelas almas não queimar dentro de nós como
fazia em Whitefield que disse: “Se não queres dar-me almas, retira a minha” ou Hyde,
missionário na China, que orava assim: “Dá-me almas, ou morrerei”, não seremos realmente
discípulos de Cristo. Precisamos nos compadecer da multidão. (Mt. 9:35-38).

Jesus chorava pela multidão - Lucas 19:41-44; Jesus se afligia por elas - Lucas 22:44;
Jesus ia ao encontro delas - Marcos 1:38,39

Temos que ter o mesmo sentimento de Cristo (Fil. 2:5) e andar como Ele andou. (I João
2:6). Eis como Ele andou: Atos 10:38.

Mais uma vez ouçamos o que Deus diz:


“ E busquei dentre eles um homem que estivesse tapando o muro, e estivesse na brecha
perante mim por esta terra...mas ninguém achei” Ezequiel 22:30

Você se dispõe a ficar na brecha? Quer ser obediente ao mandado de Deus?


Veja:
Atos 8:26 levanta-te........v:27 -levantou-se e foi
Atos 9:6 levanta-te........v:8 -levantou-se e foi
Atos 9:10 levanta-te........v:17 -levantou-se e foi

PARTE - 2 PREPARAÇÃO
Já sabemos...
a) Por que evangelizar – Mc. 16:15; b) Quando evangelizar - II Tim. 4:2; c) Onde evangelizar
- Atos 20:20; d) Para que evangelizar - Ezequiel 3:18; e) O que evangelizar- Rom.1:16
Mas o “como” evangelizar, muitos de nós não sabemos! Nesta parte iremos mostrar ao
crente como proceder no evangelismo pessoal. Já vimos que o melhor preparo é o crente se
revestir com o poder de Deus, sem o qual não poderá responder como Samuel (I Samuel
3:10). Passaremos agora para a preparação de um evangelista. Mas...

ANTES DE COMEÇAR...
Como vai sua aparência?
6
Você já parou para analisar como os mórmons se apresentam diante das pessoas?
Pessoalmente nunca vi um mórmon com o cabelo despenteado, desalinhados. E as
Testemunhas de Jeová? Fazem questão de se apresentarem bem vestidas! Sabe por quê?
Por que as seitas sabem que a primeira impressão é a que fica. Por que nos servos de Deus
temos que ser diferentes? Pense nisso: “ EU E VOCÊ SOMOS OS CARTÕES POSTAIS DE
NOSSAS IGREJAS”, e as pessoas sabem disso! Imagine se um vendedor de salgados
batesse a sua porta para lhe vender seu produto e você percebesse que suas unhas estão
compridas, cabelos despenteados, roupas não muito limpas, barba mal feita; você compraria
tal produto? Creio que não, não é verdade?

Infelizmente acontece quase a mesma coisa com membros de nossas igrejas que saem de
porta em porta a evangelizar. Não se dão conta que as pessoas dão muita importância
àquela conhecida frase: “O mundo trata melhor quem se veste bem”. Não estou querendo
dizer com isso que o homem tenha que vestir terno e gravata e a mulher tenha que ir ao
salão de beleza antes de sair para o evangelismo! De modo algum. Mas não podemos
descuidar de nossa aparência pessoal.
Homens: Barba feita, camisa por dentro das calcas, unhas cortadas, higiene bucal bem
feita, pois no evangelismo pessoal você terá que conversar cara-a-cara com a pessoa a ser
evangelizada e creio que ninguém gostará de conversar com alguém que tenha mau hálito
ou lhe mostre restos de alimento em seus dentes. Sapatos limpos, camisa com os botões
fechados, não chupar balas ou chicletes quando estiver conversando etc...
Mulheres: Cabelo penteado, roupa simples, mas bem cuidada, maquiagem discreta, sem
exageros em acessórios (brincos, anéis, colares, etc).

CUIDE DE SUAS FERRAMENTAS


Quais são as ferramentas de trabalho de um evangelista? Basicamente são duas: Bíblia e
folhetos.
A Bíblia: A Bíblia de um evangelista tem que estar em condições de uso, não caindo aos
pedaços ou tão cheia de papéis, que mal dá para fechá-la! (Bíblia não é bolsa!). Se possível,
sublinhe os principais versículos que tratam sobre a salvação, fé, pecado, amor de Deus
etc... Ninguém consegue guardar todos os versículos na mente por isso uma Bíblia
sublinhada seria muito útil no evangelismo.
Os folhetos: Uma das ferramentas que menos damos importância são os folhetos. A
literatura impressa é uma arma poderosa no evangelismo pessoal. Às vezes uma pessoas
não lhe dá abertura para conversar com ela sobre a fé, a Palavra de Deus, a salvação em
Jesus, mas poderá ler um folheto, ainda que não o faça no mento. Poderá ser também que
alguém queira discutir com você, mas com um folheto ninguém discutirá. Entretanto
precisamos tomar alguns cuidados com os folhetos:
a). Ao sair para o evangelismo não amasse os folhetos. Carregue-os de modo que eles
fiquem sempre no estado em que você os comprou. Ninguém gosta de ler um folheto todo
amassado.
b). Não os deixe ficar molhados com o suor de suas mãos. Sempre entregue-os em
perfeito estado.
c). Prefira folhetos coloridos, que chamam a atenção. Às vezes é preferível pagar um
pouco mais em um folheto atraente, do que em um outro mais barato, mas pelo que
ninguém irá se interessar. Existem várias editoras no Brasil que possuem catálogos de
folhetos. É sempre útil ao evangelista possuir um ou mais catálogos para sempre se dispor
de variedades.
d). É importante, também, que o folheto tenha uma letra fácil de ser lida. Letras muito
pequenas dificultam a leitura.
7
e). Entregue o folheto apropriado para cada pessoa e para cada ocasião. Por exemplo: a
um jovem não entregue um folheto que serviria para uma criança e vice-versa. Os folhetos
são como remédios: para cada tipo de enfermidade, um tipo de medicamento. Assim
também são os folhetos. Para um doente um folheto que fale sobre cura; a uma pessoa
aflita, um folheto que fale sobre esperança. Para um enlutado, uma que lhe traga consolo e
conforto. O evangelista pessoal deve sempre ter em mãos vários tipos de folhetos.
f). Leia sempre a mensagem de todos eles antes de entrega-los a alguém. Você precisa
saber do que se trata para falar ao pecador.
g). O folheto deve ter sempre o carimbo da igreja com o endereço e dias de culto de modo
legível. Caso a pessoa se interesse pela mensagem do folheto, e deseje participar de um
culto ou frequentar a igreja, como fará isto se tais orientações não estiverem no folheto?
Quantos testemunhos há de pessoas que se converteram através de um folhetinho!

COMO ENTREGAR UM FOLHETO


a). Entregue o folheto sempre sorrindo. Um evangelista nunca irá conquistar uma alma
oferecendo-lhe um folheto com a cara fechada ou sem mesmo olhar na pessoa! Portanto,
seja jovial. Tal atitude, na maioria das vezes,abre portas para a apresentação oral do
evangelho.
b). Entregue o folheto debaixo de oração. Ore antes, durante e depois de entregá-lo. Os
demônios fazem de tudo para atrapalhar a obra de evangelização.
c). Não force ninguém a pegar o folheto. Quando a pessoa rejeitar, não tente forçá-la;
isso só piora a situação, mesmo porque a pessoa está no direito dela de rejeitá-lo. Nesse
caso, agradeça de modo gentil e não a ameace com versículos bíblicos ou coisas do
gênero. (“Quer ir para o inferno, então vá!”) Ore em seu favor, silenciosamente.

COMO PREPARAR UM GRUPO DE EVANGELISMO


Há um grande inimigo da igreja que deseja ganhar almas! Ele não permite que seus
membros se disponham na obra do evangelismo pessoal, de maneira sistemática, contínua
e primordial. Este inimigo é: atividades demais, excesso de atividades.

O Maior Problema:
Atividades demais é o maior problema na igreja atual. É a arma que o inimigo usa para
barrar o crescimento da igreja. Algo que deveria ser secundário na vida da igreja tornou-se a
coisa principal, e o pior de tudo é que muitas dessas atividades acabaram virando tradição
no seio das igrejas, e não pretendem sair tão fácil. Ninguém quer ir lá fora no sol quente
pescar; esperam que os peixes venham limpos! Certamente que Deus deu dons à igreja
como pastores, doutores, ajudadores, cantores etc... mas não encontramos nenhum apoio
bíblico para que essas pessoas não evangelizem. Antes de um pastor ser um pastor, ele
tem que ser antes de tudo um evangelista pessoal ganhador de almas, e o mesmo se aplica
aos músicos e outros cargos dentro da igreja. Enquanto não percebermos que a tarefa
principal da igreja é ganhar almas, continuaremos a nos contentarmos com uma igreja fraca
e vazia, cheia de departamentos, mas com poucos pecadores salvos.

FORMANDO UMA EQUIPE


Se conseguir levar a igreja toda ao evangelismo, isto será maravilhoso. (Mas será raro!)
Caso contrário, terá que usar o método que Deus mostrou a Gideão. Muitos, dentro de
nossas igrejas, estão dentro de uma dessas categorias descritas abaixo:
8
Categoria Tomé: São aquelas que duvidam de tudo, por isso não saem para evangelizar e
não conseguem crer que Deus poderá dar uma grande quantidade de peixes, mas estão
completamente enganadas. (Lc. 5:4,5,6.)
Categoria do filho desobediente: São aqueles que se prontificam, dão o nome, se
entusiasmam, mas nunca aparecem. (Mt. 21:28,29,30)
Categoria de Isaías: Estes sim, estão prontos a fazerem a obra de Deus, pois sempre
dirão: “Eis me aqui Senhor, usa-me a mim” (Is. 6:1-8)
Eles podem ser poucos, no entanto, são os que darão resultado, pois estão dispostos, custe
o que custar, a fazer a obra de Deus.

A PESSOA DO EVANGELISTA
Quem é o evangelista?
1). Alguém que é realmente convertido. Atos 19:13-16. |Autoridade no evangelismo vem
de vida transformada por Jesus, conversão genuína. Alguém pode ser profundo conhecedor
da Palavra, de fatos sobre Jesus, saber técnicas de abordagem e convencimento, mas se
não for um convertido real, isso pouco aproveitará.
2). Alguém cuja conduta é irrepreensível – Gál. 2:14; Fil. 2:15. O evangelista precisa ter
conduta inquestionável, ser alguém de boa reputação.
3). Alguém que ama, de fato, os pecadores perdidos e se importa como destino deles –
Mt. 9:35-36; Rom. 9:1-3; 10:1-2. A maioria dos crentes não se importam com a situação
atual dos pecadores perdidos e nem o destino eterno destes.O evangelista não faz parte
desse time. Ele se importa, se comove, sofre, chora pelos pedidos. (At. 17:15-16; Rm. 9:1-3)
4). Alguém que sente responsabilidade pessoal na obra de evangelização – Rom. 1:14-15.
“Sou devedor”, dizia Paulo. O evangelista é alguém que se sente pessoal e diretamente
responsável pela evangelização dos perdidos. Não será preciso que o pastor ou qualquer
outra pessoa o convença. Ele se sente convencido por Deus, pelo Espírito Santo e pela
Palavra.

ORIENTAÇÕES SIMPLES E PRÁTICAS PARA O


EVANGELISMO PESSOAL
Alguns pontos devem ser observados, se queremos sucesso no evangelismo pessoal.
1). Aproveite todas as oportunidades – I Cor. 16:9; II Cor. 2:12 – Às vezes as situações
mais simples e corriqueiras do nosso cotidiano podem ser a oportunidade que Deus nos
está concedendo para o evangelismo pessoal. O seu contato com o frentista do posto de
gasolina, o caixa da padaria ou do supermercado, o zelador de seu prédio, o amigo ou
colega enfermo, a pessoa que compartilha um problema com você, alguém com quem
conversa pelo telefone etc.
Jesus aproveitava bem cada oportunidade que surgia: o diálogo noturno com
Nicodemos (João 3); a samaritana junto ao poço(João 4); a curiosidade de
Zaqueu(Lc.19:1-10) etc. Jesus não deixava passar nenhuma chance de evangelizar.
Os primeiros cristãos também não perdiam oportunidades. (Atos 8:1,4. Leia!)
2). Crie oportunidades - Às vezes as oportunidades não surgirão naturalmente, mas com
sabedoria poderemos criá-las. Um comentário, um questionamento, um aconselhamento,
uma observação etc.
3). Jamais critique qualquer religião, crença, credo – A religião de cada pessoa é um
valor que às vezes tem sido preservado há gerações, e um comentário descuidado poderá
ferir e fechar a porta para o evangelismo. Apenas apresente a verdade, e o erro
9
naturalmente sairá. Jesus não saía atacando a religião das pessoas. Paulo, quando viu toda
a idolatria de Atenas, foi sábio ao referir-se a ela e até usou aquilo para introduzir o
evangelho. (Atos. 17:22-23).
Obs.: o objetivo do evangelismo, seja de que tipo for, não é levar mais uma pessoa para a
sua igreja ou fazer com que as pessoas mudem de religião, e sim, levá-las a Cristo e à
conversão.
4). Faça o melhor que puder – Se puder falar, fale. Se puder dar seu testemunho de
conversão e nova vida, dê. Se puder ler trechos da Bíblia, leia. Se puder apenas entregar
um panfleto, faça-o. Analise cada situação e faça o máximo de acordo com cada uma.

O PRÉ-EVANGELISMO
Esse termo pouco conhecido refere-se àquele trabalho de preparação de uma pessoa para
que ela seja futuramente evangelizada. Trata-se de “amaciar o coração, preparar o terreno”
para a semeadura. Às vezes colhemos frutos de semeaduras feitas por outros. (I Cor. 3:6-7).
Uma oração por um problema. Uma visita durante uma enfermidade. Uma palavra de
conforto num momento difícil. A leitura de um texto bíblico numa ocasião apropriada. O
convite para um culto especial no templo... tudo isto proporciona uma quebra de resistência
à palavra de Deus, à Bíblia, ao evangelho.
Quando não puder praticar o evangelismo pessoal, pelo menos pratique o pré-
evangelismo. Isto cooperará para o sucesso de outro evangelista em ocasião futura.

SUGESTÃO DE ROTEIRO PARA O


EVANGELISMO PESSOAL
Compartilhe o seu Testemunho de conversão –

Geralmente um testemunho deve conter os seguintes elementos:

a). Como era a sua vida antes de conhecer a Jesus Cristo? Não dê detalhes demais
sobre o seu passado. Há fatos que não precisam e nem dever ser revelados.
b). Em que circunstâncias você conheceu a Jesus? Foi através de alguém(amigo,
colega, familiar...)?; foi num culto num templo? Foi lendo um folheto? Foi através de um
programa evangélico na TV ou no rádio? Num momento difícil de sua vida?
(Importante: deixe claro que saber fatos a respeito de Jesus, sua vida, família, local de
nascimento, ministério etc, não significa conhecer a Jesus. O conhecimento se dá quando
alguém se entrega a ele e permite que ele seja o Senhor absoluto de sua vida.)
c). Como é a sua vida desde que se entregou a Jesus? O que mudou? O que ainda está
mudando? Como é a sua vida em família? Como enfrenta e resolve os problemas no dia a
dia?
d). Deixe claro que agora você tem certeza de salvação, de vida eterna. As pessoas têm
uma certa resistência em acreditar que alguém possa ter certeza de vida eterna. Acham que
é presunção, arrogância, soberba afirmar tal coisa. Então você pode usar alguns textos dos
evangelhos nos quais JESUS afirma a salvação dos que nele crêem. Algumas sugestões:

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que
todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” (João 3:16)
“Quem crê no Filho tem a vida eterna; o que, porém, desobedece ao Filho não verá
a vida, mas sobre ele permanece a ira de Deus”. (João 3:36)
10
“Em verdade, em verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele
que me enviou, tem a vida eterna e não entra em juízo, mas já passou da morte
para a vida.” (João 5:24)
“Porquanto esta é a vontade de meu Pai: Que todo aquele que vê o Filho e crê
nele, tenha a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia.” (João 6:40)
“Jesus disse: Eu lhes dou a vida eterna, e jamais perecerão; e ninguém as
arrebatará da minha mão”. (João 10:28)..
“Declarou-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que
morra, viverá; e todo aquele que vive, e crê em mim, jamais morrerá. Crês isto?”
(João 11:25-16)

“E se mesmo depois de tudo a pessoa não se converter, se eu não ganha-la para Cristo?”,
você pode perguntar. Não fique triste e nem desanime de continuar evangelizando. Lembre-
se sempre que a conversão é trabalho do Espírito Santo, e não seu. Ninguém pode mudar o
coração de uma pessoa, só Deus. O trabalho do evangelista se limita a expor o evangelho.
O restante pe com o Espírito Santo.
“E ele (o Espírito Santo), convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo.” (João 16:9).
Se a pessoa que evangelizou não se converter, continue orando em seu favor e não desista:
parta para outro. Há muita gente precisando ouvir de Cristo. (Mt. 10:14-15; Atos 13:51).

ALGUNS TEXTOS BÍBLICOS QUE PODEM SER USADOS


NO EVANGELISMO PESSOAL
1). Deus ama e deseja a salvação de todas as pessoas – João 3:16; Atos 10:34-35; I Tes.
5:9; I Tim. 2:3-4; II Pd. 3:9
2). Só Jesus Cristo pode salvar o pecador – João 14:6; Atos 3:19; Atos 4:12; Atos 10:43; I
Tim. 2:5;
3). Todas as pessoas são pecadoras e por isso estão separadas de Deus – Is. 59:1-2;
Rom. 3:10-18; 3:23; 5:12; 6:23;
4). Todo pecado pode ser perdoado por Deus, se confessado a Ele – Atos 3:19; Col. 2:13-
14; I João 1:7-9;

5). A vida eterna é uma certeza para quem crê em Jesus Cristo – I João 5:11-13

DEPOIS DO EVANGELISMO
Depois de ganhar almas para Cristo, não as deixe a mercê da sorte. Se fizer isto, elas
certamente se perderão. Alguns cuidados devem ser tomados:

1). Acompanhamento - É indispensável que os novos convertidos tenham um bom


acompanhamento. Se forem deixados sós, voltarão atrás na decisão que tomaram ao lado
de Cristo. As tentações, os inimigos do evangelho são muitos e o novo crente não resistirá.
Ele deve ser visitado, se possível, semanalmente. Manter contato com ele é vital. Quem
sabe uma carta, um telefonema, um convite para um lanche, para que os laços sejam
fortalecidos etc. Ele deve saber que a igreja está orando por ele. Precisa sentir-se amado
pelo rebanho do qual agora fará parte. (Atos 15:40-41; 18:22-23).
11
2). Integração - Os novos crentes devem ser introduzidos no seio da igreja através de
uma classe de doutrina onde poderão fazer perguntas, tirar suas dúvidas e ter a chance de
se expressarem. Mas cuidado, não coloque qualquer pessoa para este cargo, prefira
pessoas que conheçam bem a Bíblia e que sejam sábias no tratamento com tais indivíduos.
Geralmente, os novos convertidos vêem feridos (com traumas, preconceitos, complexos,
etc...) para o aprisco e é necessário que se saiba aplicar os tipos certos de remédios para
cada tipo de ferimento. Apresente o novo convertido para o maior número de crentes que
puder e incentive-o a participar das atividades da igreja, mesmo durante a semana e fora do
templo. Tudo isto ajudará na sua integração. (Atos 2:41-47).
3). Discipulado – O novo convertido deve tornar-se um discípulo de Jesus. Ninguém torna-
se um discípulo só porque creu no evangelho. Veja o que Jesus mesmo diz sobre isto:
“Dizia, pois, Jesus aos judeus que nele creram: Se vós permanecerdes na minha
palavra, verdadeiramente sois meus discípulos.” (João 8:31).
Discípulo de Cristo é aquele que permanece em sua palavra, em seus ensinos.
Veja também o que Jesus disse em Mt. 28:18-20...

“E, aproximando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: Foi-me dada toda a autoridade no


céu e na terra. Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em
nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a observar todas as
coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até
a consumação dos séculos.” (Mt. 28:18-20).

É através do discipulado que o novo convertido aprenderá a guardar os ensinamentos de


Jesus. Uma série de estudos bem preparados ajudará muito no discipulado.

AJUDANDO A RESPONDER PERGUNTAS...

O QUE A BIBLIA ENSINA


SOBRE . . .
1). IDOLATRIA –
- Êxodo 20:1-5; Levítico 26:1; Deuteronômio 4:15-16; Isaías 42:8; 44:8-20; Mateus 4:10; I
Romanos 1:22-25; I Coríntios 8:4-6; 10:14; Tessalonicenses 1:9; I Pedro 4:3; I João 5:21;
Apocalipse 21:8; 22:15.
(Palavras aos que são idólatras: I Cor. 6:9-10; Efésios 5:5; Apocalipse 21:8).

2). ESPIRITISMO/FEITIÇARIAS/CONSULTAS A MORTOS/ADIVINHOS –


- Deuteronômio 18:9-12; Isaias 8:19; 19:3-4; Atos 19:18-19; II Coríntios 11:14; Gálatas 5:19-
21; Apocalipse 21:8; 22:15

3). HOMOSSEXUALISMO – Levítico 18:22; 20:13; Romanos 1:26-27; I Coríntios 6:9-10.


(Leia Gênesis 1:27-28 e veja que Deus criou sexos bem definidos: “Homem e mulher,
macho e fêmea.” Deus assim fez com o propósito da procriação, da geração de filhos, o
que no homossexualismo é totalmente impossível.). O homossexualismo é um desvio de
conduta que pode e deve ser tratado. Ninguém nasce homossexual.
12
4). SEXO SEM CASAMENTO – Prostituição, adultério, fornicação – Provérbios 5:1-20; 6:32-
35; 7:1-27; Gálatas 5:19-21; I Tessalonicenses 4:3; Hebreus 13:4; Apoc. 21:8; 22:15 –
Venda do corpo: I Cor. 6:19-20

5). ALCOOLISMO –- Provérbios 23:29-35; Isaías 5:11; Romanos 13:13; Efésios 5:18; I
Pedro 4:3

6). MUNDANISMO/FESTAS PROFANAS/FESTAS MUNDANAS –


- João 15:18-19; Romanos 12:2; Tiago 4:4; I João 2:15-17

7). VÍCIOS - I Coríntios 6:19-20 – Sendo o nosso corpo o templo, a morada, a habitação do
Espírito Santo, não devemos contaminá-lo com coisas tais como fumo, drogas, álcool, etc.
8). CÉU - Isaias 66:1; Daniel 2:28; Mateus 6:9,20; Marcos 16:19; Lucas 10:20; 15:7; João
3:31; 14:1-3; Atos 1:9-11; 7:55-56; II Coríntios 5:1; Filipenses 3:20-21; I Tessalonicenses
4:16; II Tessalonicenses 1:7

9). INFERNO - Mateus 5:29-30; 16:18; 18:9; 23:15,33; Lucas 16:19-31 (Aqui vemos o que
acontece no céu e no inferno).

10). CERTEZA ABSOLUTA DE SALVAÇÃO PARA QUEM SE CONVERTE E CRÊ EM


JESUS - João 3:18,36; 5:24; 10:27-28; 11:25-26; Romanos 8:1; I João 5:11-12

11). BATISMO
- A Bíblia não ensina em lugar nenhum que uma criança recém-nascida deva ser batizada.
O batismo infantil é uma criação do Catolicismo Romano. Primeiro a pessoa deve ouvir o
evangelho. Depois, se crer, se aceitar o evangelho para a sua vida, só então deverá ser
batizada. Leia os seguintes textos para ficar mais claro:
- Mateus 3;13-17 – Jesus, o autor do cristianismo foi batizado quando adulto e não quando
criança. Ele mesmo se apresentou para o batismo.
- Mateus 28:18-19 – Aqui Jesus ensina os seus discípulos a irem por todas as nações,
ensinando o evangelho. Observe que a ordem quanto a batizar pessoas vem depois delas
terem aprendido o evangelho. Primeiro ouve e cr~e no evangelho, depois é que se é
batizado. Um recém nascido não tem condições de compreender o evangelho e nem de crer
nele, por isso não deve ser batizado, de acordo com a Bíblia.
- Marcos 16:15-16 – Observe aqui também a exigência de Jesus quanto a primeiro crer no
evangelho e só depois de crer é que deve ser batizado.
- Veja agora vários textos que narram batismos e em todos eles apenas adultos foram
batizados depois de crerem no evangelho. (Atos 8:34-38; 16:13-15; 30-34)

12). DÍZIMO
- A palavra “dízimo”, em qualquer dicionário significa “a décima parte”, ou “um décimo”.
Dízimo não é uma invenção da igreja. Foi Deus quem instituiu o dízimo para a manutenção
de sua obra na terra. Tudo pertence a Deus (Salmo 24:1; Atos 17:24-25), e ele poderia nos
pedir que devolvêssemos tudo a Ele. Mas, na sua bondade, permite que fiquemos com
90%, e nos pede apenas 10%. (Veja Gênesis 14:18-20; Levítico 27:30; Deuteronômio 14:22;
Malaquias 3:8-10; Mateus 23:23).
- Quando dizimamos, quando entregamos os dízimos, não estamos dando nada a
Deus, pois ele é o dono de tudo. Estamos, sim, celebrando a fidelidade e a bondade
de Deus sobre nós e nossas famílias. Que o façamos com alegria!

13). OBRAS SALVAM? Embora muitos digam que sim, a Bíblia ensina que não. O preço de
nossa salvação não é aquilo que venhamos a fazer de bom. O preço foi o sangue de Jesus.
Crendo nele e aceitando seu sacrifício, somos salvos. (Atos 16:30-31; I Pedro 1:18-19;
Efésios 2:8-9; Tito 3:4-6.)
13
14). PRECISO MUDAR DE IGREJA se receber a Jesus como Salvador e Senhor? A
questão não é “mudar de igreja”, mas freqüentar uma igreja que de fato ensine o que a
Bíblia diz. Nem todas as igrejas fazem isto. (Atos 2:41-47).

15). OUTRAS DÚVIDAS QUE VOCÊ DESEJA ESCLARECER:


__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
__________________________________________________________
14
COMO JESUS CRISTO É APRESENTADO NA BÍBLIA?
1). ÚNICO SENHOR – I Coríntios 8:4-6; Filipenses 2:9-11
2). ÚNICO SALVADOR – Atos 4:12
3). ÚNICO MEDIADOR/INTERCESSOR – Romanos 8:34; I Timóteo 2:5
4). ÚNICO CAMINHO PARA O CÉU – João 14:6
5). ÚNICO FILHO NATURAL DE DEUS – João 3:16; I João 4:9. (“Unigênito” significa
“único”). O homem só se torna filho de Deus quando recebe a Jesus como Senhor de sua
vida. (João 1:12; Gálatas 3:26).