Anda di halaman 1dari 7

ÂNGELO ANTÔNIO LEITHOLD

ACUPUNTURA ELETRÔNICA

CURITIBA
2010
ELETROACUPUNTURA

ACUPUNTURA ELETRÔNICA >

ELETROACUPUNTURA ISBM 1012

Veja como foi o desenvolvimento do ISBM 1012


Veja o slideshow no Flickr

ELETROESTIMULA-
DOR PARA ACU-
PUNTURA
ISBM -1012 -

MANUAL AQUI

(c) Py5aal A acupuntura eletrônica, ou eletroacupuntura é uma técnica usada como uma variante da
acupuntura tradicional chinesa, pois combina o uso de agulhas acopladas a um gerador de
estímulos elétricos. Estes são basicamente corrente elétrica muito pequena emitida através dos
eletrodos (Podem ser agulhas, ou eletrodos de superfície) que estimulam os pontos acupunturais.
As agulhas são filiformes e os eletrodos de superfície autocolantes. Há diferentes tipos de
estimuladores, de corrente alternada ou continua. Segundo a natureza se classifica em altas ou
baixas frequências, intermitentes, etc. Como o equipamento eletroestimulador é um gerador de
impulsos elétricos, cuja quantidade de estímulos varia em função do tempo, a aplicação do nome
''frequência'' para os estímulos, pode ser usada com restrições, desde que a unidade utilizada pelos
aparelhos que gerem pulsos não seja o Hertz (Pois não são ciclos por segundo) e sim P.P.S., ou
PPS, pps, que significa ''Pulsos Por Segundo''. Embora pareça discussão semântica, esta definição é
importante, pois indica a natureza da energia aplicada ao paciente. Os equipamentos de acupuntura
eletrônica, são muito eficientes em tratamentos analgésicos para todo tipo de dores, aplicados
durante o parto, aliviam substancialmente a dor. Também são utilizados como anestésico em
algumas cirurgias. Neste caso, os efeitos secundários praticamente não existem, e a reanimação do
paciente é muito rápida. A anestesia que utiliza a eletroacupuntura, é considerada pela OMS como
um dos cinco grandes sucessos da medicina tradicional chinesa.

(c) Py5aal Depois da inseridos os eletrodos nos pontos e obtida a sensação acupuntural, pela
manipulação manual, deve ser conectado o eletroestimulador, nesta operação, os ajustes de corrente
de saída do equipamento sempre deve estar em ''zero'', para evitar possíveis sensações de choque
desnecessárias. A frequência e intensidade dos estímulo devem ser reguladas segundo a tolerância
do paciente, de forma que este se sinta confortável. O incremento de corrente pode ser iniciado
após dois minutos de aplicação. Em geral, o tempo de tratamento é entre dez a vinte minutos. Em
alguns casos pode se prolongar de acordo com as condições patológicas. Todas as enfermidades
que respondem às agulhas filiformes, podem ser tratadas pela terapia eletrônica. O método da
eletroacupuntura é muito usado usado para tratar enfermidades dolorosas, epilepsia, síndrome de
flacidez, neurastenia e hipertensão. Os equipamentos projetados pelo LACEC por Ângelo A.
Leithold, juntamente com o professor Samir A. Madeira, tratam de aparelhos onde são utilizadas
técnicas de acupuntura clássica e eletroterapia. Basicamente as agulhas (Procedimento que deve ter
acompanhamento médico) são inseridas da mesma forma da acupuntura tradicional, estas
conectadas ao equipamento, e este calibrado de acordo com cada paciente, passa a gerar pulsos
eletrônicos que substituem a oscilação manual das agulhas. Uma vez que cada paciente tem suas
características de sensibilidade, etc, distintas, a quantidade de pulsos por minuto, sua intensidade e
duração são controladas eletronicamente.

1- Estímulos utilizados.

1 2 3
Uma vez que a componente oposta do estímulo causa desconforto (dor), foi pesquisado um sistema
que gera pulsos com apenas uma componente, sem passar pelo zero (Conforme mostrado acima no
osciloscópio, figura 3).

2- A eletroacupuntura não pode gerar sinais espúreos, foi desenvolvido um gerador altamente
estável e com uma fonte de alimentação extremamente estabilizada, para tal foram desenvolvidas
técnicas de filtragem semelhantes às utilizadas em equipamentos de áudio de estúdios de gravação.
Embaixo, aplicação indolor realizada na clínica do curso de Naturoterapia das Faculdades
Integradas Espírita.

4 5

Figura 4: Professor Samir Madeira e o Físico bel. Ângelo A. Leithold observando a aplicação
indolor e que não propicia desconforto ao paciente, através do Modelo ISBM 1012 acoplado ao
computador. Os sinais aplicados nos pacientes proporcionam conforto e alívio da dor. Figura 5, o
Professor Samir usando um notebook, ligado à interface verfica que o estímulo aplicado ao
paciente realmente não causa dor, nem efeitos adversos.

Na figura 6, se observa a forma de onda gerada pelo ISBM 1012, monitorada por um Notebook
através da interface, os sinais são bastante estáveis e isentos de pulsos negativos.

Figura 7, acima são observados no notebook os estímulos aplicados


Figura 8: sinal de equipamento convencional. É observado que não há filtragem e que existem
diversos espúreos, estes ruídos são inadmissíveis, pois são aplicados diretamente ao paciente
através dos eletrodos inseridos.

Figura 9: Sinal digital aplicado ao ISBM 1012, não são notados espúreos, pois os sinais
digitalizados são ''limpos'' e aplicados aos pacientes o são sem espúreos prejudiciais..

Figura 10: Sinal gerado por equipamento sem filtro contra espúreos. O ruído e pulsos de polaridade
oposta causam desconforto e dor ao paciente durante a aplicação.
Figura 11: Estímulos antes da filtragem (ISBM 1012)

Figura 12: Estímulos aplicados ao paciente, DEPOIS DE FILTRADOS.


Sem a componente oposta, os estímulos eletrônicos do ISBM 1012 propiciam uma terapia indolor e
confortável.

Os arquivos embaixo mostram os sinais digitalizados, mas ainda não estão em condições de gerar
conforto na aplicação. Ainda era necessário desenvolver novos métodos de filtragem de forma a
minimizar o máximo de espúrios e eliminar totalmente os pulsos negativos. Já foi possível, por
exemplo, gerar um sinal contínuo e estável, conforme demonstrad.
Novo Estimulo2.3P3.wma 496k - Novo Sinal toda gama 1Hz 20KHz.wav 608k
O sinal a seguir demonstra uma melhora maior ainda, mas ainda é necessário eliminar os pulsos
negativos: 7.wav 97k

Sinais criados a partir de um equipamento comercial analógico.


> estimulo2_py5aal.wma 141k > estimulo3_py5aal.wma 106k -
> INFORMAÇÕES SOBRE CONSTRUÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE ELETROACUPUNTURA

> ARQUIVOS DE ESTÍMULOS > ELETROACUPUNTURA - PESQUISAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPAMENTOS


> PROGRAMAS > LITERATURA
A obra ACUPUNTURA ELETRÔNICA de LEITHOLD, A. A. ; Ângelo Antônio Leithold,; Angeloleithold foi licenciada com uma Licença
Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada. Com base na obra disponível em
sites.google.com. Podem estar disponíveis permissões adicionais ao âmbito desta licença em
http://sites.google.com/site/eletroacupuntura/.