Anda di halaman 1dari 6

Portal Casa e Cia - Arquitetura, Construção, Deco... http://festaviva.uol.com.br/ESCC/edicoes/36/impri...

REPORTAGENS

Casa de campo
Ampliada, em grande estilo
Para receber bem quatro filhas casadas e muitos netos e amigos, casal encomendou uma reforma que
aumentou de quatro para oito o número de quartos - e ainda deu à casa de campo uma atmosfera
rústica cheia de estilo

Texto: M.N.Nunes Fotos: Marco Pinto

O sítio sempre fez parte da história da família. Mas, com


o aumento da prole – as filhas cresceram, casaram e
deram aos pais dois ou três netos cada uma – os quatro
dormitórios que, por tantos anos, acomodaram todos
com relativo conforto, passaram a ser insuficientes.

A primeira providência da reforma, colocada em prática


pela arquiteta Ana Lucia Salama, foi dobrar o número de
quartos dos quatro que já existiam, para oito. Para tanto,
ela projetou mais uma “perna” para o antigo setor em
O telhado combina estrutura de madeira aparente e
forma de L, ganhando assim espaço para os novos
telhas portuguesas, uma das principais soluções
adotadas com o objetivo de dar ao imóvel um aspecto dormitórios. Hoje, essa área íntima está organizada em
rústico. é uma típica casa de campo. a estrutura de torno de um pátio central com fonte, para o qual as
sustentação do telhado tem vigas (estruturas portas dos dormitórios se abrem. Com piso de arenito
horizontais) com medidas entre 30 e 40cm, instaladas
vermelho e um canteiro de arbusto baixo de buchinhos,
bem inclinadas para evitar o uso de tesouras, um tipo
de montagem que a arquiteta considerou que poluiria o espaço acabou por se tornar um jardim íntimo – a céu
visualmente os espaços. a casa foi toda modulada em aberto, sim, mas que pode ser protegido por um toldo
5m – ou seja, esta é a distância entre os pilares transparente em dias de chuva ou muito frio. Outra
(estruturas verticais).
solução que merece destaque no espaço é a moldura de
seixos no piso. Parece decorativa, mas sua função é recolher a água que cai do telhado como uma
calha.

1 de 6 08-12-2010 21:22
Portal Casa e Cia - Arquitetura, Construção, Deco... http://festaviva.uol.com.br/ESCC/edicoes/36/impri...

A madeira itaúba foi muito usada para atender ao desejo do casal que queria renovar o estilo da
residência, mantendo uma atmosfera rústica típica do campo. O material ganhou destaque
principalmente na área social, um bloco inteiro que não existia antes. Ana Lucia projetou um espaço
todo integrado com salas de estar e jantar, home theater, varanda e cozinha. Na entrada principal,
chama atenção uma porta de pinho de riga feita sob medida, com nada menos do que 3,20 metros de
altura. Ao redor dela, a parede tem vidros fixos em caixilhos de madeira para dar destaque e deixar
entrar luz no ambiente.

No térreo, os pilares encaixados em sapatas abaixo do


nível visível do piso são de concreto, mas receberam
revestimento de tijolinhos de barro. Acima desse
pavimento foi criado um mezanino, onde fica uma saleta
íntima e o salão de jogos. Aqui as vigas e os pilares são
todos de madeira, forro e piso de cumaru também. A
escada foi construída artesanalmente na obra com eixo
central que apóia os degraus e uma viga lateral
completando a fixação. Alguns degraus são incrustados
direto na alvenaria da parede.
A entrada principal forma uma diagonal com as
Voltando ao térreo, vários cuidados foram tomados no paredes que estão ao lado dela (esse arranjo é
projeto arquitetônico para garantir a integração das conhecido como chanfro). foi feita assim com intenção
áreas sociais. A começar pelo piso único de cimento de destacar este acesso. os vidros foram escolhidos
pelo mesmo motivo – mas não destoam do estilo
queimado branco – simples e elegante e, ao mesmo
rústico porque estão fixados em caixilhos de madeira. a
tempo, que facilita os cuidados do dia-a-dia por ser porta de pinho de riga feita sob encomenda tem 3,20m.
resistente – com filetes de tijolos no lugar de juntas de a escada de madeira tem degraus encaixados em um
dilatação. As paredes foram deixadas com massa grossa eixo central, com apoio extra em uma viga lateral
(alguns são incrustados diretamente na parede).
e pintura comum. A face da sala de estar que se volta
para a varanda tem tanto vidro quanto a entrada principal, uma forma de ligar visualmente os espaços.
E a lareira, que fica entre esta sala e o home theater é vazada para poder servir aos dois ambientes.

Intimidade
Mesmo com a casa cheia, o casal pode ter privacidade. Para eles, foi construído um chalé a alguns
passos de distância da casa principal – por uma escada com degraus de arenito vermelho – com dois
pavimentos. No térreo, saleta, copa e varanda. No superior, closet, quarto com a cama virada para
janelões e um banheiro de formato triangular.

2 de 6 08-12-2010 21:22
Portal Casa e Cia - Arquitetura, Construção, Deco... http://festaviva.uol.com.br/ESCC/edicoes/36/impri...

"A ampliação criou setores como se fosse um


hotel. É o arranjo ideal para acomodar os filhos,
netos, amigos... a movimentação é sempre
intensa"

Nesse banheiro esconde-se um dos espaços preferidos da dona da casa. Ali, ela fez instalar uma
banheira, junto a uma ampla bay window – um modelo de janela envidraçada comum na arquitetura
inglesa, que se projeta para fora da construção – e sob uma cobertura envidraçada. O motivo: ela
queria poder ver as estrelas durante o banho. Além do céu, ela pode ver também o jardim.

Nesta casa de campo – de 1.500m², considerada só a área construída – há ainda um outro ponto
privilegiado para observar o verde. Com o novo telhado, considerado por Ana Lucia Salama “o grande
charme da casa”, foi construída uma mansarda, uma janelinha envidraçada, onde fica o mezanino.
Com vista para o jardim e a piscina.

Construído na reforma, o mezanino Na sala de estar, o forro foi feito com Para a cozinha, piso de cerâmica com
tem estrutura de madeira itaúba réguas de madeira itaúba montadas e aspecto e cor que combinam com a
(encaixada e parafusada). Abaixo parafusadas na estrutura do telhado. A madeira e os tijolinhos do resto da área
dele, os pilares de concreto foram lareira posicionada ao centro do social, sendo um material prático e fácil
revestidos com tijolinhos de barro. O cômodo serve a dois ambientes, o de de limpar. Acima, parte da estrutura de
piso de toda a área social, incluindo o estar e o home theater. As paredes madeira do mezanino com pilar
hall de entrada, é de cimento foram revestidas apenas com massa parafusado.

3 de 6 08-12-2010 21:22
Portal Casa e Cia - Arquitetura, Construção, Deco... http://festaviva.uol.com.br/ESCC/edicoes/36/impri...

grossa e pintura comum. As esquadrias


queimado entremeado por tijolos
e os vidros seguem o mesmo padrão do
maciços que fazem papel duplo de
hall principal que ligam visualmente o
junta de dilatação e detalhe decorativo.
ambiente à varanda externa.

Vista do mezanino, onde ficam a sala de jogos e uma


saleta íntima, esta área tem piso de madeira cumaru.

O banheiro do casal tem formato triangular. Assim, foi


possível construir duas portas de acesso a ele pelos dois
lados da bancada – projetada sob medida como uma mesa
antiga de fazenda com tampo de granito branco polar. As
lajotas clássicas no piso e os azulejos brancos de
15cmx15cm dão aspecto antigo (a medida é tradicional para
esse tipo de material). Para o acabamento, molduras de
madeira.

Como os proprietários queriam uma banheira de onde


pudessem ver o céu, ela foi instalada na quina do banheiro
de formato triangular. As bordas receberam o mesmo granito
polar branco do tampo da bancada. Ao redor e acima dela
foram colocadas uma bay window, um tipo de janela que se
projeta para fora da construção e uma cobertura
envidraçada. No restante do ambiente, forro de madeira.

4 de 6 08-12-2010 21:22
Portal Casa e Cia - Arquitetura, Construção, Deco... http://festaviva.uol.com.br/ESCC/edicoes/36/impri...

Um chalé de dois andares foi construído para garantir a privacidade do casal


de proprietários nos momentos de casa cheia. Suíte com closet, lareira e
varanda ficam no andar de cima. No de baixo há uma saleta e copa. Este
chalé está ligado à casa principal por uma escada com degraus de arenito
vermelho e eucalipto. A estrutura é a mesma do resto da casa – alvenaria e
madeira no telhado.

O pátio central resultou da ampliação da casa – que era em forma de


‘L’ e ganhou mais uma “perna” para que o número de quartos
aumentasse de quatro para oito. A fonte, com 50cm de profundidade
e 10m de comprimento, tem oito pontos de chafariz com altura
regulável e pode ser coberta com toldo transparente, instalado para
proteger o local em dias de chuva. A moldura de seixos no piso não
é apenas decorativa: ela faz papel de calha, recolhendo a água que
cai do telhado. O piso é de arenito vermelho e os arbustos,
buchinhos.

Vista da varanda, com piso de arenito vermelho e colunas


de madeira itaúba.

5 de 6 08-12-2010 21:22
Portal Casa e Cia - Arquitetura, Construção, Deco... http://festaviva.uol.com.br/ESCC/edicoes/36/impri...

A varanda é uma estrutura contínua à sala de estar, tanto que


tem o mesmo piso de cimento queimado com juntas de
dilatação de tijolos. O aspecto rústico do conjunto foi mantido
com móveis de madeira sem muito acabamento. Ao lado,
vê-se um pedaço do bloco onde ficam os quartos.

Como tem muito espaço, o terreno conta com duas piscinas


(além de pista de kart e lago). A mais rasa, com 1,60 de
profundidade, tem revestimento interno de pastilhas. A funda
(2m de profundidade), foi revestida internamente com
cerâmica. No telhado, a mansarda permite que esta área de
lazer seja vista do mezanino.

A casa não contou com projeto paisagístico específico – foi


usada a experiência de jardineiros da região. A escadinha
de acesso ao chalé dos proprietários tem degraus de arenito
vermelho e uma calha lateral de escoamento da chuva.
Sobre ela, pende uma mangueira.

6 de 6 08-12-2010 21:22