Anda di halaman 1dari 8

INTRODUÇÃO

Primeiro de tudo: de maneira nenhuma há a necessidade de você limitar-se apenas ao método de


Bardon, eu nunca fiz isso. Mas ele é uma maravilha, muito útil e as faculdades adquiridas por eles
são... (Use sua imaginação!)... Magníficas.

Nunca se esqueça que todos nós somos, de fato, grandes magos. Mas muitos não percebem isso.

O presente texto também poderia ser encabeçado pelo título: "Como adquirir faculdades mágicas".
É concebido especialmente para a prática dos ensinamentos de Franz Bardon, mas você pode adotá-
la também para
obter toda a espécie de outras faculdade "psíquicas" (ou não).

E por favor, não use a magia para coisas banais, não há necessidade de fazer isso. Se você tiver
problemas com a vida cotidiana (dinheiro, relacionamentos, saúde,...), então use outros métodos
para superar esta situação, é realmente fácil.
Lembre-se também de usar a magia como via para o auto-desenvolvimento.

1 - a maneira fácil

O primeiro e mais importante a saber e lembrar é o seguinte: é muito fácil adquirir a faculdade
desejada!

(E essa é a verdade, você sabe disso).

Seja extremamente cauteloso, caso você ouça ou leia formulações como "trabalhando duro",
"difícil", "mestre", "prática", "exercício", "lutar por ele" e assim por diante. Muitas
vezes, elas podem ser interpretadas de
modo incorreto.

Estas formulações podem criar um bloqueio mental, seu corpo vai se preparar imediatamente para
dominar uma tarefa difícil, seus músculos ficaram tensos, a sua pressão arterial e o nível de
adrenalina / nível de
cortisona aumentarão. Esta é uma típica "situação de alarme", também
chamado de estresse. Seu corpo está preparado para fugir (com esta situação e
todos os assuntos relacionados) e seria quase impossível de se aprender ou
fazer algo novo em tal condição.

Tenha muito cuidado quando você usar a linguagem: é nosso meio de estrutura ou ainda criar (num
certo sentido) a realidade. Verifique sempre, os sentimentos ou conceitos que estão ligados a uma
determinada palavra
ou signo lingüístico. Cada palavra ou frase que você diz para si mesmo (diálogo
interno) ou para os outros é uma sugestão .
Alguns Exemplos:

Trabalho: uma atividade que se estende ao longo de um determinado período de tempo e que é
algo desagradável. Se a mesma atividade é agradável na natureza (como cortar lenha para
aquecer sua casa de campo) , em seguida, o termo "trabalho" é omitido
e a atividade é especificada pelo nome próprio. Assistir TV muito raramente é chamado
de "trabalho".

Claro, todo mundo tem a sua própria interpretação para certo signo ou palavra. Mas há um certo
grau de semelhança de interpretação, se não haver correspondência, caso contrário, a linguagem não
teria qualquer utilidade
para comunicar nossas idéias.

Sugestões tendem a se "acumular" quando apresentadas com freqüência. Ad exemplum - ter o


seguinte boletim meteorológico: "Amanhã o tempo vai estar muito ruim, vai chover o dia todo."
Esta é a sugestão
que, se você ver a chuva, então você deve se sentir mal. E depois de ouvir essa
indução várias centenas de vezes da maioria das pessoas ao seu redor, você vai
reagir e se sentir mal. Magia é um bom exemplo .

Por isso, é extremamente importante, que você diga para si mesmo, que é realmente muito fácil
fazer tal coisa, que seria um prazer, que não tem nenhuma importância se você tiver sucesso
imediato ou não, e assim por
diante.

Então, todo o seu ser se prepara para fazer algo agradável e irá imediatamente atrás dele.
Basicamente, as fiações de nosso cérebro são muito simples: evitar a dor - ir ao prazer.

Você pode pensar -- Eu posso dizer essas coisas para mim, mas eu realmente não posso acreditar
nelas sinceramente, eu tentei isso e aquilo e nunca funcionou ...

Eis um truque especial: não importa se você acredite ou não, diga para si mesmo e ela funciona,
embora você não possa "senti-las" no inicio. Ele ainda pode funcionar melhor se você não acreditar!
Soa estranho, não?
Mas funciona.

Estranhamente Franz Bardon desencoraja o leitor afirmando em várias ocasiões que seria muito
difícil dominar os exercícios. Eu não sei a sua motivação para fazer isso, mas eu acho que ele queria
desencorajar as pessoas
em busca de poder mágico para prejudicar ou influenciar outras pessoas, ou em
busca de métodos fáceis para ganhar riquezas. Um segundo ponto pode ser o seu
desejo de proteger o novato da decepção, caso os resultados não venham
imediatamente. Ele sabia que o aluno dedicado nunca desistiria, e que esse tipo
de aluno, mais cedo ou mais tarde, viria a ser bem sucedido. Mas por que tentar
fazer do modo mais difícil, se existe o caminho mais fácil? Como Bardon
alegremente disse ao seu discípulo Dr. MK.'. É tudo muito simples!

Talvez F.B dedicou "Iniciação ao Hermetismo" apenas às pessoas talentosas. Mister MK, por
exemplo, se tornou proficiente nos primeiros graus em apenas um mês.

Mas eu vou lhe contar a boa notícia: todos nós podemos ter sucesso com os exercícios de F.B , não
importa o quanto você é talentoso. O único pré-requisito é um cérebro normal. Você é capaz de falar
fluentemente a sua língua
nativa, ou você é capaz de ler? Estes grau de inteligência é de longe o
suficiente para ser capaz de ganhar todos os benefícios de seus ensinamentos.

Então, tenha sempre em mente: é muito fácil obter sucesso.

2 - o diálogo interior

O que é uma faculdade?

É um conjunto de atividades altamente estruturadas, que são acionadas, caso você queira fazer isso.
Como você levanta sua mão? Ninguém realmente sabe (claro que alguém que estuda medicina
poderá responder essa pergunta), só podemos fazer isso. Aprendemos a fazer em nossa infância e a
fisiologia humana nos diz que, com este simples movimento estão envolvidas centenas de diferentes
atividades ,primeiramente em nosso cérebro, seguido por diferentes atividades musculares,
coordenação... E assim por diante.
É tudo feito pelo nosso inconsciente, só podemos dar instruções e julgar os resultados.
Nosso inconsciente sabe o que os significa as palavras "bom", "lento", "pressa" e "sim" logo vai
reagir de forma correspondente a este diálogo interior, adequando-se ao resultado desejado.

E como a maioria de nossas atividades são repetitivas por natureza, aprendemos a fazer as coisas
automaticamente, com o esforço consciente nulo. Até podemos chegar a um ponto em que uma
faculdade é tão enraizada no nosso inconsciente, que não podemos pará-la mais por um esforço
consciente. Tente olhar para um "A" não ouvir o som dele. É extremamente difícil. Você vê uma
imagem externa e ao mesmo tempo, você é forçado a ouvir seu som interior. Através de milhares de
situações idênticas nosso cérebro aprendeu a fazer o som interno de "a", toda vez que você vê esta
figura.

Se você pratica o controle do pensamento - um exercício do Grau I de "Iniciação ao hermetismo" -


então você muda sua atenção consciente para o diálogo interior. Todos nós estamos compelidos
neste diálogo interior, mas a maioria das pessoas faz isso tão automaticamente que raramente
percebemos o processo conscientemente.
Agora, quase todos os alunos de artes, chame-os místicos, os iogues, magos e assim por diante,
olham para este diálogo interior como a ser seu pior inimigo. Por quê?
Agora imagine que você está fazendo pela primeira vez o exercício chamado "unidirecionalidade da
mente" do grau I de "Iniciação ao Hermetismo". Como F.B aponta, neste exercício, você tem que
manter em mente apenas um pensamento de sua escolha, não deixando a sua atenção mudar para
qualquer outro pensamento.
No entanto, como você vai notar, sua mente não irá obedecer a sua vontade consciente e quase que
imediatamente começará a divagar. Então você põe sua atenção de volta ao seu objeto de
concentração apenas para perceber que, depois de alguns momentos você estará de volta em algum
tópico irrelevantes, como "Eu tenho que alimentar o gato após esta meditação", ou "Tenho bastante
trabalho amanhã". Mais uma vez você põe sua atenção de volta, e neste momento, começa uma
batalha entre a mente consciente e as atitudes automática do diálogo interno.
Isto é para a maioria dos iniciantes apenas frustração e raiva. Muitas pessoas já desistem nesta etapa
de desenvolvimento.

Em "Autobiografia de um Iogue" por Yogananda, você pode encontrar um exemplo disso. No início
do 14º capítulo, você pode ler a passagem onde o guru de Yogananda, Sri Yukteswar, quer que seu
aluno entre, então chama "Mukunda" (como foi o primeiro nome de Yogananda). E o jovem
Yogananda responde: "Mestre, eu estou meditando" (e, portanto, não posso ir). E o mestre replica:
"Eu sei como você está meditando", seus pensamentos estão vagando como as folhas com o vento."
Eu poderia acrescentar centenas de exemplos semelhantes, pois esta experiência de diálogo interior
é um padrão perturbador que geralmente é encontrado e bem documentado na literatura ocultista.
Todo aluno de artes ocultas vai encontrar esse "problema".
Por esta razão F.B coloca o controle do pensamento e unidirecionalidade da mente no início de seu
curso.

A maioria das pessoas e professores alegam que, neste ponto você tem que aprender a arte de se
concentrar. Eu acho que eles estão errados. Você já é perfeito na arte da concentração. Todo mundo
tem um domínio onde possa se concentrar perfeitamente. Pense em algo que você realmente gosta
que você possa fazer por um longo tempo, talvez, ver TV, ler, conversar com um amigo, beber
cerveja, fazer sexo...
Todo psicólogo lhe dirá que você precisa de uma tremenda quantidade de atenção e concentração
para fazer essas coisas. Normalmente não percebemos como somos espertos no dia-a-dia...
Outras pessoas não podem pensar em alguma coisa, que eles realmente gostam, então talvez eles
possam perfeitamente se concentrar em se preocupar. Este tipo de pessoas podem se preocupar o dia
todo e a noite toda também. São verdadeiros Iogues-da-preocupação, e de tal modo eles colocam na
realidade quase todas as suas preocupações. Isso não é brincadeira, isso é magia em ação!

Tudo o que você tem que fazer é mudar sua atenção do objeto de concentração à nova faculdade
que deseja adquirir, ou ritual que deve realizar. Pode demorar um pouco mais, mas pela repetição, a
concentração na nova faculdade vem sem esforço e depressa "puff"! Uma Ondina aparece na sua
frente (que é uma piada, pois ondinas são para uma etapa posterior de desenvolvimento).
O diálogo interno não é um inimigo, mas uma habilidade preciosa para dominar a vida cotidiana e
seu aliado na aquisição de qualquer avanço na magia.

Agora eu vou lhe dizer como você pode fazer seus exercícios de "concentração" de uma maneira
confortável. Tomemos o caso que você está aprendendo agora a “unidirecionalidade da mente".
Desloque sua atenção consciente para o pensamento de sua escolha. Como assinalei antes, haverá
em breve a invasão de outros pensamentos perturbadores. E aqui vem o ponto importante: Não entre
em pânico. Não tenha medo. Fique calmo e com compostura. Não os chame de "pensamentos
perturbadores". É uma coisa idiota lutar contra o seu inconsciente! Você só vai se sentir mal, e se
você se sentir mal, então o seu inconsciente irá ligar esta situação com algo mortificador e logo
tentará evitar a situação. Então você vai falar para si mesmo ou para seus amigos: "os exercícios são
MUITO difíceis e não fui capaz de dominá-los".
Dê a si mesmo a oportunidade de aprender um novo padrão. Ou seja "unidirecionalidade da mente"
(neste caso). Você nunca fez isso antes, assim como você deve saber como fazer isso? Dê ao seu
cérebro a possibilidade de experimentar isso um pouco. Se você está muito motivado para aprender
a nova habilidade, então às vezes é útil ir mais na direção errada. Pense em outros itens e aproveite
o sentimento de fazer errado "Per se".

Então imagine que você está sentado lá esquecendo quase que completamente que você está
fazendo um exercício de concentração. Então, de repente, bang!, Você está de volta em seu tópico
de escolha. Você não lutou por isso. Você simplesmente volta. Você estava sentado lá pensando em
alguma coisa irrelevante e de um momento para o outro sua atenção se sobressai e volta para o
objeto de concentração. Ninguém sabe bem o motivo. É feito através de seu inconsciente. Mas você
está de volta.
Aproveite esta experiência! Diga a si mesmo "Legal, estou de volta, este é o estado de espírito
certo". (Ou apenas sentir-se sem palavras, numa fase posterior do desenvolvimento).
Então, após alguns momentos, mais uma vez você desvia sua atenção. E depois de um tempo,
novamente você estará de volta.

Neste processo de aprendizagem, seu foco de atenção vai mudar constantemente. Eu gosto de
compará-lo com um pêndulo. Ele está sempre em movimento. Por períodos curtos, vai passar no
centro, que nesta comparação é o pensamento de sua escolha. Mas na maioria das vezes ele vai estar
se movendo em outros lugares. Conforme você avança, o pêndulo vai se acalmar e, portanto,
passará pelo centro com mais freqüência. No final, ele ficará no centro durante o tempo que quiser.
Deixe o pêndulo (mente) seguir seu próprio caminho, não tente interferir. Finalmente ele vai
automaticamente aonde você quer que ele vá!

3 - Repetição: A verdadeira chave para os palácios

Há uma velha piada bem interessante:

“Ontem eu conheci um homem engraçado numa festa. Conversamos sobre música e ele me disse
que realmente ama tudo relacionado a pianos. Perguntei-lhe se ele toca piano e ele respondeu: "Não.
Eu queria aprender. Mas eu não posso fazer isso. Eu tentei duas vezes, e não funcionou. "

É de crucial importância repetir o exercício escolhido *** DIARIAMENTE *** várias vezes por
um curto espaço de tempo (10 minutos) até que sejam bem sucedidos. Por favor, note que eu uso o
termo "repetição" em vez de "prática". Basta deslocar a sua atenção para a tarefa sem se esforçar.

Não acredite que a prática só dá resultados que você possa observar! Cada repetição de um
determinado exercício provoca uma série de efeitos mais amplos em um nível inconsciente. Que
você nunca perceberá em sua mente consciente. Após o termino do exercício seu inconsciente
continua a trabalhar para o resultado desejado e muitos níveis diferentes de sua personalidade
trabalham juntos diligentemente para realizar seu desejo. Não se identifique muito com sua mente
consciente. Nossa consciência, por mais bem desenvolvida que seja, continuará a ser um copo de
água comparado com o oceano. Comece a confiar em seus outros níveis de consciência, eles fazem
um ótimo trabalho.

Isso é muitas vezes comparado ao cultivo. Você só pode plantar a semente no chão, e então você
deve confiar à mãe natureza que a semente desenvolverá suas características inatas. Se você for
ansioso, impaciente ou cavar a semente todos os dias para controlar a germinação, então você
perturbará o processo natural e o sucesso eventualmente será perdido. Molhe sua "semente" todos
os dias. Id est, com a repetição do exercício, de modo que o "solo" continue a ser "úmido" e ter as
condições ideais para o desenvolvimento contínuo da plantinha.
Após a conclusão do exercício, desloque sua atenção às atividades diárias sem se preocupar sobre o
sucesso de seu exercício.

Confie no tempo: permaneça compenetrado de que o sucesso está por chegar. Como você sabe: um
trem é obrigado a chegar à próxima estação, pois tem que seguir os trilhos. É só uma questão de
tempo. Neste caso você estará totalmente confiante: não se preocupe caso os trilhos foram
colocados na direção exata, se o condutor sabe como conduzir o trem, e Assim por diante. Da
mesma forma confie em seus processos internos. No entanto, é muito importante que o motor do
seu comboio tenha força suficiente para chegar à estação. E esse poder, você adiciona com cada
repetição dos exercícios.

Depois de algum tempo, quando você fizer a repetição do exercício escolhido por um determinado
número de vezes, as coisas mudarão. Você vai notar características interessantes sobre os processos
mentais relacionados ao exercício. Quando você chega a este ponto, fazendo o exercício, ele se
tornará uma viagem mais prazerosa. Você experimentará cada dia novas e interessantes facetas e
aspectos dos exercícios. Essas ocorrências elevarão o seu espírito e será uma motivação permanente
para todo o progresso. Essa é uma razão porque eu disse que o conselho é necessário apenas no
início. Se você dominar os primeiros passos, então você vai continuar e continuar. Você vai saber
que a cada novo exercício poderá ocorrer, no início alguns problemas, mas sabendo de sua natureza
transitória, eles não te incomodarão nunca mais.

Um aparente sucesso ou fracasso com a repetição de um exercício determino não importa


totalmente. Uma única sessão nunca é de importância. Haverá sempre alguns altos e baixos quando
você praticar até chegar à meta. Nossa mente não é chip de silício que funciona sempre do mesmo
modo. Nós somos seres vivos e desta forma, estamos sujeitos às oscilações em nosso desempenho.
E, finalmente, chegará o dia feliz quando você levantará vôo. Isso sempre será um grande avanço:
embora o sucesso venha passo a passo, a primeira experiência de uma nova faculdade é sempre um
acontecimento único. O praticante sabe que isso é verdade. O sucesso real vem quase sempre como
uma surpresa, e você saberá com certeza, quando ele vier.

Agora, quantas vezes se deve praticar um determinado exercício? A quantidade de tempo praticado
varia muito de pessoa para pessoa, mas também de um exercício para outro. Isso depende do talento
para cada exercício, em sua capacidade de parar o diálogo interno, sobre sua auto-estima, sobre suas
possibilidades de aprender algo novo, e assim por diante. Portanto, você tem que descobrir por si
mesmo, pela experiência, quantas vezes você deve repetir um exercício. Varia-se de 1-2 vezes por
semana até 6 vezes (ou mais) por dia.

Vou dar um exemplo: há pessoas que são muito boas em visualização. Elas usam-na quase todo o
dia como um componente normal de seu processo de pensamento. Fazendo isso desde sua infância
até hoje. Portanto, eles são bastante capazes de visualizar.

Isso que é "talento": se você faz algo por um longo período de tempo, então você pode fazê-lo
certamente muito bem.

Outros não usam a visualização como seu processo de pensamento: Essas pessoas pensam,
sobretudo com palavras (sons internos) e, portanto, não se utilizam da visualização. Essas pessoas
devem investir mais tempo para desenvolver essa habilidade.

Se é natural para você fazer um exercício, então você pode passar com 2-3 repetições por semana,
se você tem uma aptidão para uma nova habilidade, mas não é capaz de dominá-la em sua plena
extensão, então você deve praticar 1-2 vezes por dia. E, finalmente, se parece muito difícil para
você conseguir a nova habilidade ou se gostaria de avançar rapidamente, então pode ser necessário
a repetição de até 6 vezes por dia. (Mas cuidado: nunca exagere! Caso se sinta infeliz ou se detectar
outras sensações desagradáveis, então reduza a quantidade de práticas.)

Há certamente uma quantidade mínima de praticar e tempo necessário para adquirir uma nova
habilidade ou avançar algum grau. Se você ler uma sentença, então você tem que fazer isso em um
certo padrão de tempo. Você não pode ser cada palavra separadamente, senão você não entenderá o
texto. Da mesma forma você obterá nada se suas repetições de um determinado exercício são
irregulares.

Um ou dois exercícios serão suficientes no inicio. Se você está indo bem com um ou dois
exercícios, então você poderá aumentar o número de exercícios que você pratica regularmente.

A maioria dos iniciantes quer tentar muitos exercícios de uma vez só. Podemos entender isso
perfeitamente, é muito natural.

Se alguém começa com o sistema Bardoniano, ele está muito motivado para obter todas as
habilidades e benefícios que podem soar até como sobrenaturais. Um novato quer realmente ser um
grande magista.

No entanto, no Hermetismo é diferente. Não é nenhuma ferramenta para influenciar os outros, seja
no bem ou no mal. Não é nenhuma ferramenta para obter poderes sobre-humanos. Você não vai ser
homem (mulher) que salvará o mundo.

Hermetismo é um método para aquilatar a nós mesmos: um método para um progresso real. É um
método para tornar-nos mais humanos. Se a sua principal motivação para a magia é apenas o
cumprimento de seus desejos, então você vai ter dificuldades em seu progresso, devido a esses
muitos desejos. Primeiramente temos que aprender a ter paciência, perseverança e tenacidade. Se
dominarmos essas qualidades, o sucesso virá, e tudo mudará tudo para melhor. Você vai perceber,
que a deste ponto em diante, você será capaz de conseguir coisas mais mundanas, sem o menor uso
de magia. Este é O REAL PROCESSO. Portanto, você eventualmente decidirá não usar a magia
para problemas mundanos. E se assim o decidir, os portões se abrirão.

Karl-Brandler Pracht (? 1864-1945), um magista alemão recomenda em seu "Lehrbuch der


Entwicklung zur okkulten Kraefte" o seguinte exercício para desenvolver as qualidades acima
mencionadas: "Obtenha um grande vaso e encha-o com feijões, ervilhas e lentilhas. Misture
uniformemente. Agora separe os três tipos de sementes em três vasos. Faça isso várias vezes,
sempre quando você tem 15 minutos de tempo livre. Assista aos seus sentimentos: não fique
nervoso ou impaciente. Faça isso com um sentimento interno de dedicação e amor. Se você
conseguir, então, fará um pacote de sementes para pássaros e separará os diferentes tipos de
sementes. Caso fique nervoso nesse labor quase jogando buraco abaixo todo o trabalho, então faça
uma pequena pausa. Cante uma música alegre e tente relaxar. Em seguida, comece de novo. "

Por favor, considere também que a nossa sociedade coloca como mais importante obter resultados
desejados a ela. Tais como as faculdades de ler, dirigir e assim por diante. Por exemplo, temos de ir
à escola, a fim de praticar regularmente as nossas faculdades para ler, escrever, contar, etc.

Mas a nossa sociedade não sabe nada sobre os objetivos da magia. A este respeito, você está,
provavelmente, sozinho. Portanto, você tem a necessidade de um método que assegure práticas
regulares destes exercícios, que te dá frutos.

Quando você começar a praticar, então você terá certamente o desejo sincero de fazer seus
exercícios com mais regularidade. No entanto, cada desejo tem apenas uma certa quantidade de
"vontade". Quanto mais forte for essa energia, mais você será instado a fazer seus exercícios
regularmente. Mas mesmo os desejos mais fortes contêm apenas uma quantidade limitada de
"vontade". Com o passar do tempo, outros desejos e motivações vão misturar-se e capturar a sua
atenção. A sua decisão de fazer os exercícios tornar-se-á cada vez mais fraca, então ele pode tornar-
se completamente irrelevante para a prática e, finalmente, você quase vai esquecer sua decisão.
Continuarão a existir apenas como um fraco sussurro em sua consciência. Apenas 10% (ou menos)
das pessoas possuem a faculdade inata de firmeza para realizar qualquer decisão.

Todos os outros precisam de tempo em esforço. Daí a importância das comunidades espirituais, de
relacionamento acadêmico, dos juramentos espirituais e o desenvolvimento mais recente: fóruns de
discussão na Internet. Muito eficaz a este respeito são também livros sobre assuntos ocultos. Tudo
isso ajuda-nos a manter o foco em nosso objetivo.

Por favor, considere também, que outro autor nos diz sobre a prática regular:

“Uma agenda de práticas é de extrema importância. Se você não possui um cronograma, Nada
nunca funcionará. Decida o tempo de prática. O tempo que você escolher, e a freqüência de prática,
que você planejar deve ser realista. Lembre-se, você quer que estes sejam os tempos e lugares você
possa fixar seus objetivos.”

Seria uma boa idéia inventar seu próprio método pessoal que se encaixa melhor às suas
necessidades pessoais. Por exemplo, meu método preferido utiliza diagramas. Eu gosto de
diagramas. Estou acostumado a trabalhar em "bons" diagramas que mostram ou provar algo. Eu
realmente detesto diagramas ruins que provam unicamente a falha ou o comportamento caótico.

Digamos, que eu queira fazer um determinado exercício 6 vezes por dia e não menos. Para
monitorar meu desenvolvimento eu desenho um diagrama.
Sinto-me fortemente motivado, para obter um bom diagrama, repetindo o exercício todos os dias
essas 6 vezes. Eu realmente detesto não atingir a pontuação mínima de 6, que em conseqüência
seria a ruína do diagrama.

No entanto, este método só atende as minhas necessidades (na melhor das hipóteses) você deve
encontrar alguma coisa que seja mais útil para ti. O único ponto importante é que você faça seus
exercícios regularmente.

Uma última palavra a este respeito: Existe apenas o momento presente. Portanto, você deve
começar nesse instante. Não podemos dizer: "Eu vou começar amanhã", porque não existe amanhã.
Se você quiser ter certeza que você vai fazer alguma coisa amanhã, então você tem que fazer isso
hoje.