Anda di halaman 1dari 9

Review/Avaliação Canivete Black Hawk Guepardo

A primeira coisa que me veio à cabeça quando tirei este canivete do blister foi: um
tanque de combate!

Guepardo Canivete Black Hawk 01.JPG (147.54 KiB)

Esta primeira impressão é como uma promessa, mas sabem o que é melhor? Este
canivete “entrega” o que promete! Ele realmente é robusto e com uma solidez invejável!

Vamos começar pela lâmina: o aço é provavelmente o 440B, ou sua designação chinesa,
já que é fabricado lá, que é o 8Cr17Mo ou 7Cr17Mo ( já que outras lâminas do
fabricante são neste aço – uma questão de logística – e porque na afiação ele se
comportou de forma idêntica à outra lâmina da Guepardo que é neste aço ), cuja
composição é 0,75-0,95 de C; 16 a 18 de Cr; 0,75 Mo; 1 de Si; 1 de Mn; 0,3 de S e 0,4
de P.

Com um comprimento total de 22cm, com 9cm de comprimento de lâmina, cujo


formato é o tradicional, testado e aprovado clip point, com um desbaste do tipo hollow
grind que começa pouco acima da metade da largura que é de 2,7cm, com uma
espessura na espinha de exatos 4mm ( se o canivete é um tanque, todo tanque que se
preze tem que ter um bom canhão, e esta lâmina é exatamente isto! ).
Guepardo Canivete Black Hawk 02.JPG (146.08 KiB)

Próximo à empunhadura a lâmina apresenta uma saliência inferior do tipo aleta, que é
uma efetiva guarda impedindo o deslocamento da mão em direção ao fio; esta mesma
guarda funciona como flip, que permite a abertura da lâmina com um movimento rápido
e seco do dedo indicador. Há também uma ligeira aleta no dorso da lâmina, que creio eu
deveria também funcionar como uma espécie de guarda superior, mas ela torna a
empunhadura do canivete com o dedão apoiado sobre a lâmina desconfortável assim
como a empunhadura de agarramento de força controlada, que é aquela que se faz
quando vamos descascar uma laranja, com o dorso da lâmina apoiado no dedo
indicador. Eu eliminei esta aleta e coloquei um jimping em seu lugar, tornando não só
possível o apoio do dedo nesta posição com total conforto, como conferindo mais grip.
Guepardo Canivete Black Hawk 03.JPG (147.7 KiB)

A lâmina apresenta ainda um generoso thumb stud ( “botão” cilíndrico para abertura
com o dedão ) bilateral e é toda revestida de uma pintura eletrostática em padrão
camuflado. O fio de fábrica para os meus padrões é no máximo regular, mas sua afiação
é muito fácil e fica com um fio de assustar!

A empunhadura é de construção aberta do tipo pilar, com 3 deles na porção traseira e


um pino/batende para a lâmina que também faz esta função. Possui liners de aço
integrais, com espessura de quase 1,5mm e as talas são de ABS negro texturizado.
Guepardo Canivete Black Hawk 04.JPG (146.92 KiB)

Aqui cabe um comentário: as talas são tão semelhantes ao G10 e a micarta, que não
resisti e tive que fazer um teste comparando com as lâminas com empunhadura nestes
materiais que tenho. Raspei com uma lâmina e a sensação foi exatamente igual nos 3
materiais; acrescentei também uma empunhadura em zytel imitando G10 para ver, e
esta raspou como plástico!

Minha curiosidade então foi aguçada e já que visualmente ou no toque e na raspagem


não pude diferenciá-lo, resolvi fazer um teste com ataque de monômero de acrílico que
uso no consultório e que é conhecido por reagir com a maioria dos plásticos. O G10
como esperado não sofreu alteração; a micarta mostrou uma pequena absorção mas sem
se alterar e o ABS do Black Hawk apresentou uma pequena descoloração, ficando
esbranquiçado nas bordas onde o monômero se espalhou ( que se reverteu um pouco
mais tarde ), mas sem mostrar sinal de fundição ou amolecimento; o zytel mostrou uma
discretíssima descoloração, também revertida mais tarde.

Me restou o teste da chama. O G10 não produziu chama e nem amoleceu numa
exposição direta por 15 segundos! A micarta produziu uma chama após alguns
segundos de exposição,mas que se extinguia assim que era afastada do bico de chama.
O ABS produziu exatamente o mesmo resultado que a micarta! Já o zytel apesar de não
apresentar chama, derreteu. Ou seja, o ABS do BH da Guepardo se comportou de modo
muito semelhante à micarta, mas texturizado imitando o G10; muito bom!

Guepardo Canivete Black Hawk modificado 01.JPG (152.23 KiB)

Isso significa que se por acidente este canivete cair por exemplo em uma fogueira, dá
perfeitamente para se pegar um galho ou outro instrumento para retirá-lo de lá, sem
maiores danos! Ninguém precisa afobadamente meter o pé na fogueira para tentar
chutar o canivete para fora dela! E provavelmente não reagirá significativamente com
solventes, ácidos ou álcalis. Isso tudo com excelente resistência à abrasão !

Pelo já descrito, pode-se perceber que a rigidez e solidez desta empunhadura é


impressionante, o que nos leva a outro detalhe: graças a isso, a lâmina não apresenta o
mínimo movimento quando travada na posição aberta, quer seja vertical ou horizontal.
O sistema de trava é o confiável liner lock e que neste canivete é ainda mais confiável,
já que ele possui um pino/batente com 4mm de diâmetro onde a lâmina se apóia/encaixa
através de um recesso próprio. Isso faz com que boa parte das pressões exercidas na
lâmina quando em função de corte não sejam transferidas ao liner lock e nem sejam
suportadas só pelo pino-eixo de fixação da lâmina ( que é um parafuso ajustável ), e sim
por este pino/batente em aço que é solidamente ancorado nos liners de aço!
Guepardo Canivete Black Hawk modificado 02.JPG (150.68 KiB)

Sua construção aberta torna extremamente simples sua limpeza o que aumenta sua vida
útil, já que nenhum tipo de resíduo, quer seja do tipo orgânico ou mineral como areia
ficará ai alojado. A fixação das talas de ABS é por parafusos, o que permite sua
desmontagem.

Mas nem tudo é só maravilha neste canivete, infelizmente! Está certo que as duas falhas
que vou apontar ( além daquela mini aleta no dorso da lâmina próxima à empunhadura
que já mencionei ) são facilmente corrigíveis pelo usuário.

Primeiro um que é mais uma questão cosmética ( para o canivete, mas não para o
usuário ), que é o insert em liga metálica em formato de bala acho que .357, com a
marca da Guepardo. Eu sei que o pessoal do marketing vai querer me bater, mas além
dele apresentar em sua porção traseira onde seria a espoleta, um ressalto com ângulo
vivo que é um pouco incômodo ao se empunhar o canivete, ele é escorregadio, o que
destoa da empunhadura texturizada que dá um grip muito bom! Se aumentar muito o
custo de produção estampar a marca direto na empunhadura, o insert poderia ser plano e
do mesmo material da empunhadura, e ficaria perfeito; claro que a marca Guepardo
estampada teria menos visibilidade...
Guepardo Canivete Black Hawk modificado 03.JPG (147.02 KiB)

A solução que dei foi fazer um desbaste no insert para eliminar a parte angulada. Que o
pessoal do marketing da Guepardo não me leia, mas é muito fácil remover o insert e
preencher o seu nicho com silicone por exemplo, ficando perfeita esta solução!

A outra falha realmente atrapalha e muito o canivete, mas é de solução extremamente


simples por parte do usuário!

Estou me referindo ao clip de bolso do canivete. O engenheiro responsável deveria ser


demitido por colocar um clip tão ruim quanto este em um canivete tão bom quanto o
Black Hawk!
Guepardo Canivete Black Hawk modificado 04.JPG (152.08 KiB)

O principal problema deste clip é sua pronunciada aleta final, que literalmente entra na
palma da mão quando se empunha o canivete, tornando por exemplo impossível se
descascar um metro de cana de açúcar sem ficar com a palma da mão marcada e muito
dolorida. Um amigo fez troça dizendo que por ser dentista eu tinha “mãos de moça”,
mas também praguejou ao tentar cascar outra cana!

A aleta na extremidade é o pior, mas a altura da dobra do clip ( para lhe dar a tensão )
assim como seus cantos-vivos também maltratam a palma das mãos.

Primeiro eliminei o excesso da aleta e arredondei sua terminação passando-a para um


formato de meia-lua ( em um esmeril ) e lixei os cantos do clip, também arredondando-
os. Melhorou muito mas não resolveu 100%.

A solução final então foi muito simples: removi o clip! Ficou uma maravilha!

Neste caso, pode-se optar pela bolsa em nylon que o acompanha para transportá-lo no
cinto.
Guepardo Canivete Black Hawk modificado 05.JPG (149.33 KiB)

A empunhadura apresenta 3 furos de cada lado e com 7mm de diâmetro com finalidade
de se aliviar um pouco de peso, sendo que fio da lâmina quando em posição dobrada
sequer aparece no último deles, tornando-o ideal para se fixar um lanyard até de
generosa espessura!

A Guepardo tem outros canivetes que espero testar, mas me sinto confiante em afirmar
que este é o mais robusto, sólido e confiável canivete disponível no mercado nacional,
incluindo outras marcas, na sua faixa de preço e até bem acima dela!

Se quer um companheiro para camping, pesca, trekking, bushcraft, fazenda ou para


porte diário ( eu sei que é grande e relativamente pesado com seus 164g, mas pode ser
empregado taticamente como último recurso de defesa com confiança ), o Black Hawk
da Guepardo é sua escolha definitiva na sua faixa de preço e acima dela!

Minat Terkait