Anda di halaman 1dari 16

10 mil

exemplares
Gratuitos

NOROESTE MINEIRO ANO 2 - EDIÇÃO Nº 17 - MAIO/ABRIL DE 2011

O Noroeste

Especial

Entrevista Exclusiva
Um dos fundadores
da Festa da Moagem e do
Carro de Boi, Misael Délio,
fala sobre a 13º edição da
festa; amparada na cultura
dos carreiros, festa promete
resgatar valores e
entreter ao mesmo tempo
PÁGINA 11

Vivendo
conforme a vida
Moradores de rua em
Unaí falam de suas vidas e
explicam suas dificuldades;
a falta de oportunidade,
segundo eles, é um dos

Trabalho
motivos, pelo qual, muitas
pessoas vivem nas ruas
PÁGINA 7

digno e
Algodão em alta
Algodão ganha mercado e
promete bons preços para

verdadeiro
os próximos três anos; d
iretor de beneficiadora do
produto aconselha
pequenos produtores
a investir no plantio
PÁGINA 12

Catadores de materiais recicláveis que trabalham no lixão em Unaí, representam a imagem fiel e ideal do que é ser
Bolsa Atleta um trabalhador; de sol a sol, todos os dias a vida se faz para eles, que muitas vezes são discriminados pela sociedade
Em 2010 foram 3.162 PÁGINAS 4 E 5
beneficiados em todo o O Noroeste Foto: Protótipo de turbinas Care-Eletric
Brasil; atletas entrevistados
dizem faltar informação
sobre o programa; o auxílio
Tecnologia moderna pode ser solução
busca atender a todos os
atletas de alto rendimento
contra a construção da PCH Mata Velha
O ambientalista afirma que a construção de PCH causará danos
ambientais; como contra proposta, ele sugere uma hidroelétrica
que utiliza a própria correnteza do rio para fabricar energia, não
65 ofertas nesta edição havendo, portanto, necessidade de barragens e inundações
PÁGINA 6

Para anunciar: (38) 3676-3882 / 9981-7256 / 9990-5175


2 . Opinião . Abril/Maio de 2011

Editorial Charge
...É DIGNO DISCRIMINAR CATADORES DE SONHOS?

“O soro caseiro
é um abraço
de mãe”
Diante de uma circunstância, como a que estamos
vivendo no momento, onde a informação viaja em alta
velocidade, nunca antes imaginada, apresentamos a 17º
com o intuito de pararmos um momento para reflexão.
Não temos a pretensão de encharcar o leitor, com infor-
mações atuais, temos, sim, a dedicação e a preocupação
(ocupação antecipada, ainda na redação) de munirmos
nossos leitores, de assuntos que consideramos – com
toda modéstia – como fundamentais e de interesse pú-
blico.
Por isto, o trabalhador, para quem nosso jornal é
direcionado, aparece em quase todas as páginas, desta
edição. Por coincidência, sim, por intenção, também.
Conscientes do 1º de Maio, Dia do Trabalhador, nós
prestamos, nossa homenagem a quem faz do mundo, seu
>> Artigo
por Jaime Loro
verdadeiro ambiente de trabalho. E isto, foi presenciado Bacharel em direito /Pós Graduando em Ciências Penais/ Conciliador na Vara de Família Fórum Unai
ao acompanharmos a rotina, dos catadores de material

Alienação Parental
reciclável, no lixão de Unaí. Nesta cobertura, percebe-
mos claramente a diferença existente entre o trabalho
braçal e o intelectual. Ao final da matéria, façam (leito-
res) suas conclusões.
Ainda, comentando sobre o Homem e seu destino
Síndrome de Alienação Paren- genitor processuais aptos a inibir ou atenuar seus
no mundo, tivemos a oportunidade de conversarmos
tal (SAP), também conhecida pela sigla Uma Criança Alienada apresenta efeitos, segundo a gravidade do caso:
com vários cidadãos, que por diversos motivos, vivem
em inglês PAS, é o termo proposto por um sentimento constante de raiva e ódio I - declarar a ocorrência de aliena-
nas ruas. Nossa reportagem coletou dados, somente de
Richard Gardner em 1985 para a situação contra o genitor alienado e sua família, A ção parental e advertir o alienador; II -
cidadãos que vivem nas ruas de Unaí, mas conforme
em que a mãe ou o pai de uma criança a criança vítimas de SAP são mais propensas ampliar o regime de convivência familiar
os entrevistados, “quem está na rua, está na rua, aqui
treina para romper os laços afetivos com a apresentar distúrbios psicológicos, como em favor do genitor alienado; III - estipu-
ou em qualquer lugar, só muda o sotaque”. Nesta ma-
o outro genitor, criando fortes sentimentos depressão, ansiedade e pânico, apresenta lar multa ao alienador; IV - determinar
téria, também temos a experiência de vida da zeladora
de ansiedade e temor em relação ao outro baixo auto-estima, possui problemas de acompanhamento psicológico e/ou biopsi-
da Casa do Peregrino (albergue), Rosália Aparecida de
genitor. gênero em função da desqualificação do cossocial; V - determinar a alteração da
Lima, que falou de seu trabalho e que na ocasião citou
Os casos mais freqüentes da Síndrome genitor atacado. guarda para guarda compartilhada ou sua
o apóstolo São Paulo: “Quem não trabalha, não merece
da Alienação Parental estão associados a A LEI Nº. 12.318, dispõe sobre a inversão; VI - determinar a fixação caute-
comer”.
situações onde a ruptura da vida conjugal alienação parental, vem justamente para lar do domicílio da criança ou adolescente;
E foi justamente por terem trabalhado demais, por
gera em um dos genitores, uma tendência suprimir esta agressão e dispõe em seu VII - declarar a suspensão da autoridade
terem dedicado anos a fio, aos filhos, que mães de todo
vingativa muito grande, e desencadeia um artigo 6º o seguinte: parental.
o Brasil, se encontrarão neste domingo (8), para celebrar
processo de destruição, vingança, desmo- Art. 6 Caracterizados atos típicos de Parágrafo único. Caracterizado
os Dias das Mães. Inclusive as mães do abrigo Frei An-
ralização e descrédito do ex-cônjuge. O alienação parental ou qualquer conduta mudança abusiva de endereço, inviabili-
selmo, em Unaí, onde fizemos uma reportagem contan-
filho é utilizado como instrumento da que dificulte a convivência de criança zarão ou obstrução à convivência familiar,
do um pouco da história de vida, de mães, que lá, vivem.
agressividade direcionada ao parceiro. ou adolescente com genitor, em ação o juiz também poderá inverter a obriga-
Conversamos com o ambientalista que é contrário a
Os procedimentos mais comuns por autônoma ou incidental, o juiz poderá, ção de levar para ou retirar a criança ou
construção da PCH Mata Velha. Na entrevista, ele pro-
parte Alienante, são de excluir o outro cumulativamente ou não, sem prejuízo da adolescente da residência do genitor, por
põe como contrapartida a construção da PCH, uma nova
genitor da vida dos filhos, interferir nas decorrente responsabilidade civil ou crimi- ocasião das alternâncias dos períodos de
tecnologia, que utiliza a própria correnteza do rio, para
visitas e denegrir a imagem do outro nal e da ampla utilização de instrumentos convivência familiar.
produzir energia. Sem ser necessário, o uso de barragem,
que tanto é criticado pelos órgãos ambientais responsá-
veis pela preservação.
Outra discussão bastante pertinente foi com relação à
votação do novo Código Florestal, em que dois segmen-
tos políticos – os ambientalistas e os ruralistas – diver-
gem profundamente. Para exemplificarmos este quadro,
>> Artigo
apresentamos, a posição do presidente do Sindicato dos por Vanderlito Nunes de Souza
Técnico em Contabilidade
Produtores Rurais de Unaí, junto ao posicionamento de
órgão como a Comissão Pastoral da Terra e a Associação
Brasileira de Reforma Agrária (Abra). Falamos também
da produção de algodão, que tem crescido nos últimos
anos. Estima-se que a produção para este ano, no Noro-
Estagnação moral na política nacional
este Mineiro, seja superior ao ano passado. Já virou rotina, ao ligar nosso televi- criteriosa, onde possa preservar pessoas de por traz de um grande marketing político,
Na editoria esportiva, por meio de informações do sor para assistir ao telejornal que melhor boa índole e impedir que “corruptores” e de uma aparência sociável e amiga,
Ministério do Esporte, temos uma matéria explicando, nos agrada, sermos bombardeados por “corrompidos” ocupem tais posições no esteja adormecido um deste exemplar
quais são os passos para se adquirir o auxílio Bolsa Atle- manchetes que degradam a dignidade cenário Nacional. que devemos claramente repudiar.
ta. Em todo o Brasil, em 2010, foram beneficiados 3.162 humana no tocante à Política Nacio- Recentemente vivemos um momento Cabem a cada um de nós cidadãos
atletas. Em entrevista, atletas dizem que a na realidade é nal. São políticos e servidores públicos que nos apresentou as possibilidades do bem, eleitores deste País, uma postura
diferente, “falta informação”, disse um atleta entrevista- de diversas áreas, dos mais altos níveis, de mudanças, fomos às urnas e escolhe- ética e uma conduta ilibada, capaz de
do, que ainda, não possui o beneficio. sendo colhidos em flagrantes de corrup- mos os nossos representantes majoritá- denunciar e cobrar que sejam exemplar-
Finalizamos assim, mais esta edição. Ao seu final, ção, de abuso de poder, de maus tratos aos rios e proporcionais, ou seja, Presidente mente punidos todos os envolvidos com
percebemos que o homem constrói seu próprio caminho usuários dos serviços públicos, de propi- da República Federativa, Governadores propinas, abuso de autoridade, enfim,
e, como se soubesse para onde vai, ele segue por estra- nas das mais diferentes e inimagináveis de Estados, Senadores da República, corruptos de toda natureza. Não basta
das tortas e sombrias, que o levam para um determinado situações. Deputados Federais e Estaduais. O que apenas fazer críticas ao sistema que estag-
fim. Este fim, para muitos é a morte, mas para outros, Evidentemente que não podemos de deve prevalecer na nossa consciência é o nou, sem que haja fundamentos e alterna-
para os que trabalham seriamente e acreditam em seu maneira alguma, generalizar os fatos e bem comum, a coletividade, e a forma de tivas de mudanças. Agindo com autentici-
papel diante do mundo, o fim, não é a “gota d’água”, é seus grupos sociais, mas é preciso urgente- errar menos é pesquisar a vida pregressa dade e cidadania, a ética Nacional passará
sim, o começo da ressurreição. mente que se faça uma varredura de forma dos nossos candidatos, pois, é possível que a ser o orgulho de todo cidadão.

Expediente
Expediente
DIRETOR GERAL REDAÇÃO E REPORTAGEM TIRAGEM
G8 COMUNICAÇÃO LTDA Marcos Antonio Padilha
Artigos publicidados são de
Danny Diogo T. Santana
CNPJ: 09.467.920/0001-73
Rua Celina Lisboa Frederico, 64 - Sl. 304 - TELEFAX: (38) 3676-3882
(38) 3676-3882 / 9981-7256
10.000 responsabilidade dos autores e,
necessariamente, não expressam
B. Centro - CEP 38610-000 - Unaí - Minas Gerais
W W W. P O R TA L I N T E R E S S A N T E . C O M . B R comercial@portalinteressante.com.br exemplares a opinião do INTERESSANTE.
Abril/Maio de 2011 . O Noroeste . 3

O Noroeste
Bairro em Unaí tem rua vendida; A rua foi vendida para dois empresários
locais; moradores protestam contra a
prefeitura diz ter conhecimento do caso venda e afirmam lutar até o fim pelo
direito que todo cidadão tem de ir e vir

N
o bairro Kamayurã,
em Unaí, moradores
reivindicam o direito
de ir e vir. O bairro que foi
fundado, em 1976, segundo
os moradores entrevistados,
encontra-se com várias ruas
obstruídas. Segundo o diretor
de Desenvolvimento Social da
Associação dos Moradores de
Kamayurã, Oséas Alves Ribei-
ro, há tempos que a associação
luta para conseguir a desobs-
trução das ruas (Panamá, Eça-
nia e Porangatu), que segundo
ele, se encontram interdita-
das, “por empresas particula-
res”, afirma.
Segundo Ribeiro, o que
acontece no bairro é uma ofen-
sa à Constituição Brasileira, Diretor da associação de bairro mostra rua vendida Moradores unidos em busca de soluções
principalmente pelo fato de
existir a lei federal nº 6.766 de vir depois as enxurradas que obstruída, ela foi literalmente e autoriza a alienação por in- da rua passou antes pelo aval que, tanto o loteador quanto a
19 de dezembro de 1979 (que degradam os imóveis das ruas vendida. A rua foi vendida vestidura do imóvel que es- da Câmara de Vereadores em prefeitura, podem modificar o
trata do parcelamento do solo de baixo (como é o caso da rua para dois empresários locais, pecífica em favor da MetalBel 2008. projeto original do bairro.
urbano). “Enquanto o povo Graúna). Devido a obstrução segundo o diretor. Estruturas Metálicas Ltda-EPP Com relação às obstruções E foi, segundo a funcio-
estava falando, só pedindo, das ruas não foi possível pas- e do Senhor Wladimir Martins das ruas, a funcionária da Se- nária, o que aconteceu. “Em
nada foi feito, mas agora nós sar com a rede de esgoto que Secretaria Municipal Tavares. Cujo artigo 1º decla- cretaria de Administração da 1988 foi aprovado um projeto
temos documentos e estamos corta o bairro, porque teve de de Administração ra o seguinte: “Fica desafetado Prefeitura Municipal de Unaí, de loteamento do Kamayurã
exigindo o pleno direito de ir ser paralisada devido à rua Pa- A venda não é um ato ilegal, da categoria de bem de uso Divina de Souza, explica que que caducou porque o lotea-
e vir, garantido pela Constitui- namá está obstruída”, explica. porém, o impedimento da co- comum do povo para a cate- o artigo 17 da lei federal que dor não fez o registro imobi-
ção Federal Brasileira”, afir- mercialização do espaço deve- goria de bem de uso dominial dispõem do parcelamento do liário no prazo de 180 dias, e
ma Ribeiro, que ressaltou as Rua Vendida ria ter sido feito na Câmara de o imóvel público constituído solo urbano, salva, em hipó- isto permite com que tanto o
conseqüências, causadas com Entre as ruas interditadas, a Vereadores, quando, em 17 de por um área de 820,30m², si- tese de caducidade (estado loteador quanto a prefeitura
a obstrução. “Primeiramente rua Eçania é a que se destaca. setembro de 2008, aprovou a tuado na Rua Eçania”. Por- de um ato jurídico cujo fato possa modificar o projeto ori-
é a retirada do direito de ir e É que a rua além de ter sido lei de nº 2.566, que desafeta tanto, a aprovação da venda posterior torna-se ineficaz) ginal”, explica Souza.
4 . O Noroeste . Abril/Maio de 2011

“É um trabalho digno
como qualquer outro”
Todos os dias, faça sol ou chuva, catadores de materiais recicláveis labutam no lixão
de Unaí; a rotina pesada do serviço prova que somente os ‘fortes’ sobrevivem

H
á 11 anos, Ro-
naldo Sebastião
Tomé, 38, sai de
sua residência
em Unaí, todas
as manhãs para trabalhar.
Seu serviço se tornou funda-
mental, depois que o debate
a respeito da preservação
ambiental (fauna, flora, solo,
diversidades, água) começou
a ser inserido na realidade
de quase todas as nações do
mundo. É que ele trabalha
de catador de material reci-
cláveis. Porém, ainda, seu
ambiente de trabalho não é
uma usina de produtos re-
cicláveis, mas sim o terre-
no utilizado pela Prefeitura
Municipal de Unaí, onde se
deposita o lixo produzido na
cidade. O lugar é conhecido
como ‘Lixão’.
O lixão fica em uma área
não muito distante do centro
urbano, cerca de 4 km. Para
lá, são levados os entulhos
adquiridos pelos caminhões
da coleta urbana. Na parte
diurna, é despejado o lixo A coleta é divida em duas etapas: uma parte é coletada nos bairros da cidade durante o dia, este lixo, segundo os catadores não é bom por não possuir
dos bairros e à noite, o lixo materiais valiosos para a reciclagem; já a outra parte que é coleta à noite no centro da cidade é a mais cobiçada pelos catadores
da parte do centro da cida-
de, onde está a maioria dos
comércios e das repartições se estávamos pegando vidro, agora, a se conscientizar para 2 o quilo) e o cobre (a R$ 13 “Para mim, sendo honesto, ro trabalha na cata e compra
públicas. Estima-se que cer- ferro, ponta de algum mate- a separação seletiva do lixo. o quilo); a sacolinha de plás- todo trabalho é igual”, frisa. material reciclável. “Esta se-
ca de 30 pessoas, segundo rial cortante”, lembra Tomé. Verificam-se os resíduos tico é a que vale menos, seu Os catadores afirmaram mana eu compro e revendo
os entrevistados, atualmente para separá-los. Garrafa Pet, quilo sai a R$ 13 centavos. que nenhum setor do poder para as usinas, que são daqui
trabalham no lixão rotinei- Trabalhador brasileiro para um lado, papel branco Mas para o catador conse- público, os procurou para de Unaí. Depois, os outros
ramente como catadores de A reportagem do INTERES- separado de papel colorido, guir um montante razoável, saber de suas condições de quinze dias têm outro com-
material reciclável. SANTE pôde perceber que vidro para outro, ferro, alu- o trabalho é árduo. Devido serviço. prador”, explica Pórfiro. E

Pode chover ou fazer sol, fico aqui Para mim, sendo honesto, Criei toda minha família com
até conseguir a meta do dia todo trabalho é igual o dinheiro tirado deste serviço
Ronaldo Sebastião Tomé,há 11 anos Kleber Nunes, há quatro anos trabalha Lázaro Bom Ventura, há 12 anos
trabalha no lixão como catador na coleta de material reciclável trabalha no lixão como catador

A cata diária de material o trabalho dos catadores ne- mínio, cobre, tudo, todos os o lixo ser vasculhado, com todo pagamento do material
reciclável exige muito do tra- cessita realmente de muita materiais tem que ser pa- as próprias mãos (a maioria Dignidade é feito à vista.
balhador. É um trabalho que disposição física. O lixo che- cientemente separados. utiliza luvas), a posição do Outro ponto observado é a Com o dinheiro ganho
começa cedo, com o raiar do ga diariamente pelos cami- Kleber Nunes, há quatro corpo dos trabalhadores é o organização dos catadores, com a venda, muitos alimen-
sol e se estende até o entar- nhões da empresa privada, anos trabalha na coleta de tempo todo curvado. “É pior além é claro, da consciência tam suas famílias e vivem
decer. “Hoje cheguei aqui que faz a coleta municipal. material reciclável. Segun- do que arrancar feijão. No fi- que todos têm de estarem suas vidas honestamente.
05h30. Vou até as 16h. Pode Despejado, fica como se fos- do o catador, o trabalho é nal do dia à coluna dói”, des- contribuindo com a limpe- Como é o caso de Lázaro Bom
chover ou fazer sol, fico aqui se uma montanha. Imediata- digno como qualquer outro, taca Nunes. za do meio ambiente. Todos Ventura, que há 12 anos tra-
até conseguir a meta do dia”, mente os catadores se posi- além de ser rentável. “Quan- O trabalhador falou da conscientemente de seu ser- balha no lixão como catador.
explica o catador que traba- cionam e começa à cata. do tenho muito material eu discriminação sofrida por viço, depois de terem sepa- “Criei toda minha família
lhou 8 anos no período no- É necessário, antes de já cheguei a tirar por mês ele trabalhar no lixão. “Teve rado os materiais, ensacam com o dinheiro tirado deste
turno, quando, “para enxer- tudo, pegar os sacos de lixos mais de R$ 1,5 mil”, afirma. uma vez que chegou um ho- distintamente os objetos ao serviço. Já cortei o dedo, deu
gar era necessário usarmos (a maioria é sacolinha) para Por dia, o trabalhador disse mem e perguntou como eu ponto de ficarem enfileira- tétano, mas nunca pensei em
lanterna, sem contar que ver o que tem dentro – pois tirar, em média, R$ 30. Os conseguia trabalhar aqui”, dos, pronto para serem trans- largar este serviço, a não ser
machucávamos muito mais como sabemos, a sociedade materiais mais valorizados lembra o catador, que não portados pelos compradores. que fosse por uma coisa me-
porque não tinha como saber brasileira está começando, são o alumínio (que sai a R$ vê diferença entre trabalho. Cláudio Mendonça Pórfi- lhor”, diz. “Como uma Usina
Abril/Maio de 2011 . O Noroeste . 5

Curta
Avenida Governador
Valadares é reformada
Segundo o site da Prefeitura Municipal de Unaí, serão asfaltados
333 metros, da Avenida Governador Valadares, entre o trecho da
ponte do Rio Preto até a praça da Matriz. A camada asfáltica será
para reparar irregularidades no asfalto, já existente. Esta avenida
tem sido alvo de várias criticas, justamente pelo fato de se tratar
de uma via central da cidade. A oposição também alega que todo
estrago feito na avenida, são resultados do grande número de ca-
minhões pesados, que trafegam pelo local todos os dias. Para isto,
é sugerida a construção de um anel viário.
Segundo o site, o investimento da obra foi de R$ 43 mil (camada
asfáltica) e R$ 38 mil (para infraestrutura). O site também infor-
mou que a Praça da Matriz está sendo revitalizada. Para isto, foram
gastos, em “regularização do piso, remoção do coreto e recupera-
Todo material é cuidadosamente ensacado; o pagamento é feito à vista ção dos jardins. O valor do investimento é de R $ 59, 7 mil”, explica
a prefeitura.
que está sendo implantada Porque quem trabalha com o balha na Associação Reci- segundo ela, ainda nenhum
em Unaí para empregar en-
torno de 50 pessoas, assinar
lixo, na reciclagem, tem que
ganhar um bom dinheiro,
cla Unaí (Areuna) nasceu
de catadores que também
associado possui carteira as-
sinada e nem remuneração
Professores Municipais
carteira, e ainda pagaria um
salário decente”, destaca.
porque senão ninguém vai”,
explica o diretor.
trabalhavam no lixão. Fun-
dada em 2005, a Areuna
com piso estabelecido. de Paracatu vão às
Natureza Limpa
O diretor afirmou que
está perto disto acontecer.
objetiva reciclar e organizar
os catadores a uma melhor
Secretaria de
Meio Ambiente
ruas lutar por direitos
A usina citada por ele é “É só questão de tempo. Eu condição de trabalho. A as- A secretária municipal de Conscientes da força existente em qualquer mobilização social, os
o projeto socioambiental estou há mais de dois anos sociação recebe todo tipo Meio Ambiente e Desenvol- professores da rede municipal de Paracatu, estão desde segunda-
unaiense Natureza Limpa, com o projeto, é um traba- de material reciclável. Atu- vimento Sustentável, Kátia feira (03), indo às ruas reivindicar seus direitos enquanto servidores
cujo diretor é Mário Martins. lho difícil, árduo, mas nós almente são 18 associados, Medeiros, afirma sobre a públicos que são.
Em entrevista ao INTERES- conseguimos. E garanto, tem com uma subvenção muni- construção de um aterro Na última quinta-feira, aconteceu outra mobilização que parou o
SANTE, Martins garantiu catador lá do lixão que será cipal de R$ 5 mil por mês. sanitário em Unaí. Mas ela centro paracatuense, mais precisamente na porta da prefeitura.
que existe o interesse por até gerente, que vai receber “Com o dinheiro da subven- ressalta que, “se a Natureza Em nota enviada ao INTERESSANTE, o professor Vitor Soares da
parte da empresa em con- capacitação e vai atuar trei- ção pagamos o aluguel (do Limpa (o projeto) conseguir Silva, explicou suas reivindicações, e disse, que a prefeitura, “trata
tratar todos os trabalhadores nando pessoas de outras ci- espaço onde funciona a asso- atender a demanda, bom. com descaso o projeto da isonomia, permitindo uma discrimina-
que hoje atuam no lixão. “Eu dades”, diz Martins, que já ciação), a gasolina e a manu- Agora se não conseguir, ção salarial sem precedentes na história do município de Paraca-
vou contratar em torno de pensa na expansão de seu tenção do caminhão que faz nós teremos que fazer o tu”, diz.
40 pessoas, tudo registrada, projeto. o transporte e a coleta do lixo aterro sanitário, porque não O professor convida a todos para a “passeata da Isonomia”, ou
tudo dentro do padrão exigi- até a usina”, explica Edilma podemos deixar o lixão do seja, passeata da igualdade, principalmente, perante a lei. “A hora
do. E, fora isto ainda vai fazer Areuna dos Reis Medeiros, uma das jeito que está”, afirma a se- é agora, convide todos e venha para mais uma manifestação pa-
a nossa parte, que é o ganho. O grupo de pessoas que tra- fundadoras da Areuna. Mas, cretária. cífica! A sua presença é essencial para a conquista da isonomia”.

TODOS OS
TIPOS DE
CAMISETAS
UNIFORMES
PROFISSIONAIS
CALÇAS, LEG’S,
JALECOS, TOP’S,
MOLETONS,
BERMUDAS,
SUNGAS.
6 . O Noroeste . Abril/Maio de 2011

Audiência Pública discute


construção da PCH Mata Velha
A PCH vai ser construída no Rio Preto; ambientalista critica a construção e sugere outra tecnologia
como solução: “uma hidroelétrica suspensa que usa a própria corrente do rio para produzir energia”

A
conteceu em Unaí, visam à proteção do meio extremamente rica em sua
no dia 19 de abril, ambiente e a diminuição biodiversidade local. Inclu-
a Audiência Públi-
ca para discutir e
dos impactos ambientais.
“Nosso objetivo é agregar
sive, segundo o EIA/RIMA
(Estudo e Relatório de Im- Exemplo da tecnologia suspensa, que utiliza
a própria correnteza do rio para gerar energia
ouvir a comunidade sobre valor junto ao empreen- pacto Ambiental), consta
a construção da Pequena dimento. Queremos que a que tem várias espécies que
Central Hidrelétrica (PCH) região do Noroeste cresça estão em extinção e, por-
Mata Velha. A PCH está com o desenvolvimento e tanto, seu habitat natural Fotos: Protótipo de turbinas Care-Eletric

para ser construída entre possa sanar suas necessi- seria inundado; também
os municípios de Cabeceira dades básicas para se de- serão inundadas dezenas
Grande e Unaí, no Rio Pre- senvolver com qualidade”, de ninhadas de araras, des-
to, e terá uma produção de é o que Brandão espera truirá o ambiente do mico-
27 Megawatts de potência conseguir com a chegada leão-da-cara-dourada (ani-
instalada, por hora. Sua es- da PCH na região. mal extinção), e os sítios
trutura será composta por arqueológicos”, diz. Para
duas turbinas e dois gera- “O problema é a ele, os empregos gerados
dores verticais; a previsão corrupção dos serão temporários, “com o
da construção é de 3 anos. barrageiros” final da construção da bar-
Trata-se de um investi- Porém mais próximo da re- ragem, emprega-se o míni-
mento de R$ 179 milhões e alidade e do ambiente em mo”, explica.
poderá ser financiado pelo que a região da Mata Velha Como contrapartida, o
Banco Nacional de Desen- está situada, vive o ambien- ambientalista propõe uma
volvimento Econômico e talista e jornalista, Paulo nova tecnologia, que tem
Social (BNDES). Roberto de Melo. O am- sido utilizada no Brasil ain-
A empresa responsável bientalista foi o único, na da só como experimento.
pela PCH Mata Velha será audiência, a usar da pala- Trata-se de uma hidroelé-
a empresa curitibana DESA vra para se posicionar con- trica desenvolvida por uma
– Dobrevê Energia S/A. Por trário à construção da PCH. empresa brasileira chama-
Turbinas em operação

Infelizmente esta audiência foi à


legitimação para autorizar à agressão
aos sítios arqueológicos da Mata Velha
e de toda biodiversidade da área
Resume o ambientalista Paulo Roberto de Melo, que
afirma sobre a construção de PCH no Rio Preto vai ser
“prato cheio” para corrupção e crimes ambientais

telefone, o presidente da Segundo ele, trata-se de da CARE Electric, que utili-


empresa Carlos Augusto um investimento altíssimo za a natural corrente do rio
Leite Brandão, falou sobre que terá como conseqüên- para produzir energia. Não
o empreendimento. “Trata- cia danos ambientais e precisando assim do famo-
se de um empreendimento muita “corrupção”. “Infe- so “barramento”, que se-
totalmente seguro e susten- lizmente esta audiência foi gundo movimentos sociais,
tável. Com capacidade para à legitimação para autorizar como o Movimento dos Turbinas posicionadas
gerar 450 empregos diretos à agressão aos sítios arque- Atingidos por Barragem
durante a construção, sem ológicos da Mata Velha e (MAB), contribuem para a
contar os indiretos” anun- de toda biodiversidade da degradação ambiental.
cia o presidente. área”, resumiu Melo. Ele No site da empresa
Inicialmente, Brandão também comenta a respei- (www.careelectric.com.
afirma que nem Unaí nem to do valor que será inves- br), a tecnologia elimina a
Cabeceira Grande pagarão tido. “Todos nós sabemos necessidade de “instalar
menos pela energia pro- que se trata de um inves- uma represa, criar um re-
duzida em seus territórios. timento altíssimo, de R$ servatório ou inundar ter-
O que acontecerá, será o 179 milhões, e geralmente ras”. Com esta tecnologia,
pagamento dos tributos é financiado em 360 meses, o ambientalista afirma que
como o Imposto sobre Cir- com 110 meses de carência, a produção de energia pode
culação de Mercadorias que poderão ser pagos com ser maior. Ele ainda salien-
e Prestação de Serviços a energia elétrica produzida tou que com um “investi-
(ICMS). Toda energia será pela PCH, ou seja, o inves- mento de R$ 170 milhões
vendida para o Estado timento acabaria ficando [e a DESA possui 20 autori-
de Minas Gerais, que por elas por elas”, afirma o am- zações para construir PCH
sua vez venderá a energia bientalista. em todo o país] o retorno
pronta para o consumo. Com a construção da tem que ser o máximo. E,
Ele garantiu que será PCH e, consequentemen- para isto, aumenta-se o pre-
feito todo processo neces- te, a inundação da área, o ço da energia, ou seja, mais
sário (por meio das me- ambientalista afirma que uma vez quem vai pagar é o Passagem de peixes
didas mitigadoras), que “a região de Mata Velha é povo”, define Melo.
Abril/Maio de 2011 . O Noroeste . 7

Moradores de rua é tema de Curta

Audiência Pública em Unaí IBGE anuncia que tem 16,2


milhões de brasileiros em
situação de extrema pobreza
O executivo está preocupado com a situação e busca alternativas; para moradores,
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou no
a falta de emprego e oportunidade ajudam as pessoas a irem viver nas ruas último dia (3), que o Brasil possui 16,2 milhões de pessoas em situa-

N
ção de pobreza extrema. A pesquisa foi publicada no site do institu-
o último dia 7 de “Fiquei esperando para con- meus filhos”, disse a cidadã. almente muito sofrida e tra- to, e tem como critério, para identificação da pobreza, a renda per
abril, na Câmara seguir receber minha parte Agnaldo de Oliveira, balhar com eles exige muito capita de até R$ 70, por família. Deste 16,2 milhões de brasileiro, 4,8
Municipal de Unaí, da herança. Não consegui. E 43, carioca, que perdeu os cuidado. “Olha, eu estou milhões não tem nenhuma renda e 11, 4 milhões tem rendimento
debateu por meio emprego está muito difícil, pais com apenas seis anos aqui desde 2005 e já passei de R$ 1 a R$ 70.
de uma audiência pública, a por isto continuo na rua”, de idade, ensina com sua por muitas situações difíceis. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate
situação do morador de rua. afirma. concepção de mundo. “Mes- Teve uma vez que eu estava à Fome (MDS), todas os resultados obtidos com a pesquisa, serão
Na ocasião três alternativas Natural de Unaí, Vanil- mo estando nesta vida, eu servindo o almoço, quando
usados para a elaboração das políticas sociais, como o Plano Brasil
foram propostas e devem, son Barbosa, 36, vive nas não tenho inveja das pesso- vê, um morador de rua come-
em breve, entrar em ativida- ruas da cidade por motivos as. Acho que cada um tem çou a agredir o outro com um sem Miséria.
de. As alternativas serão: a) particulares. “A gente vive aquilo que tem porque con- garfo”, narra. Para ela, o certo Segundo o IBGE, para chegar a este número de brasileiros em ex-
à implantação de um Posto nestas condições é porque seguiu. Eu não tive tantas seria “dar emprego para eles trema pobreza, levou-se em consideração, além do rendimento,
de Informação que ficará no não tem outra maneira mes- oportunidades, por isto acho em troca de benefício”. outras condições como a existência de banheiros nas casas, acesso
terminal rodoviário a fim mo. A vida do morador de que estou aqui”, afirma. Oli- à rede de esgoto e água e também energia elétrica. Os integrantes
de orientar o migrante; b) a rua é muito sofrida, dias dor- veira estudou até o ensino Semdesc das famílias também foram avaliados se são analfabetos ou ido-
campanha contra a doação me de baixo do sol, outros fundamental, cursou o exér- O Centro de Referência Es- sos.
de esmolas para evitar que de chuva. Sem contar a vio- cito, trabalhou em firmas pecializada de Assistência
se torne mercadoria de troca,
para outros fins; c) a constru-
lência”, afirma Barbosa, que
disse possuir carteira de mo-
petroquímicas em Cubatão
(SP), antes de viver como tre-
Social (Creas), que foi criado
para atender demandas como Copam está com
ção de uma Casa de Passa-
gem para servir de abrigo aos
torista e habilidades para tra-
balhar com hortaliças mas,
cheiro. “Não sei qual é o meu
destino”, conclui o cidadão.
a dos moradores de rua, faz
um trabalho, segundo a se- inscrições abertas para
migrantes durante o período
em que permanecerem no
mesmo assim, seus serviços
são pouco requisitados. Casa do Peregrino
cretária de Desenvolvimento
Social e Cidadania, Luciana membros do conselho
município. No dia em que a repor- Localizada na rua Paracatu, Navarro, “fundamental”. De A Superintendência Regional de Regularização Ambiental do No-
tagem do INTERESSANTE nº 508, na região central de acordo com o Creas, existem
Unaí, está a Casa do Peregri- roeste de Minas (SUPRAMNOR), está com as inscrições abertas
Nas ruas esteve conversando com o em Unaí aproximadamente
Dias depois da audiência, cidadão Vanilson Barbosa, no Frei Eustáquio. A casa foi 30 pessoas vivendo nas ruas. para a candidatura de membro do Conselho Estadual de Política
conversamos com alguns este, cuidava de uma mora- fundada em agosto de 2001 O centro também destaca Ambiental (Copam). O órgão que é vinculado à Secretaria de Esta-
moradores de rua para saber dora de rua, Ednei Santos, e pertence a Província Car- que 65% destes moradores do de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), está
sobre suas vidas. As histórias que na noite anterior sofreu melita de Santo Elias. Possui vieram de outras cidades. com as inscrições abertas até o dia 11 de maio.
narradas por eles demons- uma agressão que lhe deixou leito para oito pessoas e ser- Mas o Creas somente não Podem se candidatar representantes de organizações não gover-
tram sabedoria mesclada a com parte do rosto inchado. ve café da manhã, almoço e tem conseguido solucionar o namentais, entidades civis, comunidade acadêmica e cientifica e
muita tristeza, abandono, fé Ela explica como chegou à jantar todos os dias, exceto problema. Segundo a secre- poder municipal. As eleições estão marcadas para acontecer nos
e esperança de que um dia a rua. “Eu fiquei lá (na fazen- aos domingos. A casa tem o tária já existe um estudo de dias 13 e 16 de junho, em diversos pontos de Minas Gerais. Segundo
vida vai mudar. da em que trabalhava) duas objetivo de acolher as pesso- todo o roteiro que eles (mo- informações da Superintendência Regional de Regularização Am-
Com 26 anos de idade, semanas, sem receber nada. as mais necessitadas e de ser radores), fazem para poder biental do Noroeste de Minas (SUPRAMNOR), os futuros candida-
vindo de Montes Claros, Fui falar com os patrões, eles um posto de apoio para mui- conseguir ‘mangueá’ (pedir).
tos eleitos terão três anos de mandato a cumprir, serão 963 conse-
Haltiman Pereira de Souza não quiseram me pagar, eu tos que ainda não tem onde Agora haverá um trabalho
chegou em Unaí, quando sua peguei minhas coisas e vim morar e nem se alimentar. de entender qual o melhor lheiros titulares e suplentes distribuídos entre o “Plenário, Câmara
avó ainda era viva. Com o fa- para a cidade”, conta. Ela é A funcionária da casa caminho para os moradores. Normativa Recursal (CNR), Unidades Regionais Colegiadas (URCs)
lecimento dela em setembro natural de Santa Maria (DF), (zeladora da casa), Rosália Para isto, a secretária diz ser e Câmaras Temáticas. Os atuais conselheiros manterão suas ativi-
do ano passado, Souza se en- e mãe de cinco filhos. “Preci- Aparecida de Lima, diz que a necessária uma audiência à dades até que os novos assumam seus mandatos”, afirma em nota
controu sozinho na cidade. so urgentemente voltar para vida do morador de rua é re- nível regional. a assessoria da Supramnor.
Os editais de convocação podem ser acessados no site:
www.semad.mg.gov.br. Para maiores informações podem ligar
para os telefones: (31) 39151547 ou 39151559.
Tenho problema de Olha, eu estou aqui
alcoolismo e por isto desde 2005 e já passei
não consigo me tratar por muitas situações
da hipertensão, sendo difíceis. Teve uma vez
que a medicação não que eu estava servindo
faz efeito, já que o almoço, quando vê,
bebo todos os dias. um morador de rua
Preciso de ajuda começou a agredir o
urgentemente outro com um garfo
Laudelino Pórfilho Moreira, Rosália Aparecida de Lima,
42, natural de Unaí zeladora da Casa do Peregrino

A gente vive nestas Fiquei esperando


condições é porque para conseguir
não tem outra maneira receber minha
mesmo. A vida do parte da herança.
morador de rua é Não consegui. E
muito sofrida, dias emprego está
dorme de baixo do sol, muito difícil,
outros de chuva. Sem por isto continuo
contar a violência na rua
Vanilson Barbosa, 36, Haltiman Pereira de Souza, 26,
natural de Unaí natural de Montes Claros
Abril/Maio de 2011 . Entrevistas Especiais . 9

Entrevistas Especiais

Misael Délio da Silva


Comerciante e um dos fundadores da tradicional
Festa da Moagem e do Carro de Boi de Unaí
“A característica de nossa festa é o carro de boi em si. Mas também temos o melado,
o pão de queijo (feito em forno de barro), a rapadura, o biju, a farinha. Estes são os
principais produtos de nossa cultura”, especifica Misael Délio

Há 13 anos o comerciante Misael Délio participa e organiza a festa, já tradicional, da Com subvenção municipal de R$ 50 mil, a festa enfrenta dificuldades para se realizar,
Moagem que acontece em Unaí. A festa é fruto da Associação dos Carreiros e Candeeiros do mas, segundo afirmou Misael Délio, as dificuldades tem sido superadas. Em entrevista ao
Noroeste de Minas, cuja finalidade é resgatar o valor cultural do carro de boi. Usado como INTERESSANTE, ele fala quem foram os fundadores da festa, quais são suas características,
meio de transporte, durante anos, o carro de boi é hoje um objeto de relíquia para alguns. E, e conta como o evento conseguiu destaque em todo o Estado. Para esta edição estima-se que
para não deixar cair em esquecimento, ou em conservadorismo, a associação criou a festa da 50 carros de boi desfilem na avenida central da cidade de Unaí, com visitantes de várias
Moagem, que atualmente está na sua 13º. localidades, como Distrito Federal e Matutina, de onde, para esta edição, sairão dois ônibus.

Jornal Interessante – Fale suas características originais? to pelas comitivas? Coromandel, Vazante e Ma- problema. Já sobre a parte tação está sendo transmitida
sobre a fundação da festa da M.D. – Sim, não sofreu ne- M.D. – O trajeto começa tutina. financeira, nossos recursos para os jovens, de geração
Moagem e de seus principais nhuma modificação. A parte nas fazendas dos carreiros. são poucos. Você pode ver em geração.
fundadores. cultural, o resgate do carro Então, tem uma comitiva que J.I. – Quais são os maiores que nós não cobramos pela
Misael Délio – A festa da de boi é o mesmo, desde a sai do Canabrava, do Papa obstáculos enfrentados pela entrada, ou seja, a entrada J.I. – Quais são as palavras
moagem começou há 13 primeira festa. A caracterís- Mel e encontram-se na fa- organização na realização do popular, e já tem cinco anos da organização os interessados
anos, tudo começou do an- tica de nossa festa é o carro zenda do Renildo. Da fazen- evento? que fazemos isto. e colaboradores da festa?
seio das pessoas (Dirceu e de boi em si. Mas também da nós vamos para à cidade M.D. – A maior dificulda- M.D. – Nós só agrade-
Dirço) de colocar pelo menos temos o melado, o pão de (Unaí), entramos na avenida, de é a parte burocrática da J.I. – Ainda se utiliza o carro cemos a todos que nos tem

A maior dificuldade é a parte Nós só agradecemos a todos que nos


burocrática da festa em si, como tem apoiado (Prefeitura Municipal,
conseguir alvará, o próprio local (onde Policia Militar, Corpo de Bombeiros)
acontece a festa), para isto, nós temos que estão sempre ajudando a gente.
muita dificuldade de conseguir, E a todos os carreiros

um carro de boi na avenida. queijo (feito em forno de bar- e vamos até à praça São Cris- festa em si, como conseguir de boi como meio de transpor- apoiado (Prefeitura Munici-
Para isto, contamos com a ro), a rapadura, o biju, a fa- tovão e de lá (este ano) nós alvará, o próprio local (onde te nas fazendas? pal, Policia Militar, Corpo de
ajuda de Dirceu, Dirço, Dona rinha, estes são os principais vamos retornar para o Clube acontece a festa), para isto, M.D. – Sim, principal- Bombeiros) que estão sem-
Dalva, Terezinha, meu pai produtos de nossa cultura, Itapuã. Temos as comitivas nós temos muita dificul- mente na colheita do milho, pre ajudando a gente. E a
Joaquim José da Silva (já fa- que valorizamos e mantemos que vieram de outras cida- dade de conseguir, mas de na época da seca, ainda se todos os carreiros. E também
lecido), Toninho dos Reis. como atração da festa. des como Buritis, Cabeceira um modo geral, a Prefeitura usa. E sua representativida- convidar a todos, para vir
Grande, Patrocínio, Cabecei- Municipal de Unaí nos aju- de cultural pra nós é muito prestigiar a festa, porque está
J.I. – A festa ainda mantém J.I. – Qual é o percurso fei- ra de Goiás (GO), Lagamar, da e, nós não estamos tendo grande. E toda esta represen- muito organizadinha.
65
CLASSIFICADOS 1. VEÍCULOS
ÍNDICE
2. SERVIÇOS 3. EMPREGO

HIPER Veículos seminovos com preços inacreditáveis!!!


Courier
Eclipse GT 3.8 V6 Completo
Escort GL - VE, TE, DH
09/09
07/07
97/97
Prata
Prata
Azul
R$ 21.900,00
R$ 79.000,00
R$ 9.900,00
F-250 XLT Completa 08/09 Prata R$ 69.500,00
NOVOS E SEMINOVOS Fiesta 1.6 4P Completo 08/09 Prata R$ 26.900,00
Fiesta GL 4P 98/98 Vermelho R$ 7.900,00

06, 07 E 08 Fiesta Hatch - LDT 06/07 Prata R$ 18.900,00


Uni erso
DE MAIO
Fiesta Sedan 1.0 Completo
Fox - LDT
05/05
05/06
Preto
Prata
R$ 19.900,00
R$ 20.900,00
Gol 1.0 4P 04/04 Cinza R$ 15.900,00
Veículos 0km com Tanque Cheio e Emplacamento Gol Bola - Básico, 16v, 4P
Gol G5 - VE, TE, LDT
99/99
09/09
Vermelho
Prata
R$ 10.900,00
R$ 24.900,00
Gol Plus 1.0 4P 00/00 Cinza R$ 11.900,00
KA - AL, TE 09/10 Prata R$ 20.900,00
Palio EX 2P 98/99 Prata R$ 10.500,00
Palio Weekend Adventure Completa 05/06 Vermelha R$ 27.900,00
Peugeot 206 Selection 4P c/ Ar 01/01 Cinza R$ 11.900,00
Ranger XL CD 4x4 Completa 00/01 Prata R$ 29.900,00
Fiesta Sedan 1.6 Fiesta Hatch 1.6 EcoSport Ranger XLT 4x4 Cab. Dupla - Diesel 07/07 Prata R$ 56.900,00
R$ 55.900,00 Siena 1.0 04/05 Prata R$ 17.900,00
COMPLETÃO | COR SÓLIDA COMPLETÃO | COR SÓLIDA

R$ 37.900,00 R$ 34.900,00 TAXA ZERO EM 36X


Strada CE Adventure Completa 01/02 Prata R$ 17.900,00
Strada Trek Flex 1.8 Completa 09/09 Branco R$ 25.900,00
TAXA DE 0,99% EM 48X Uno Way - VE, TE, LDT 09/10 Cinza R$ 22.900,00
Voyage - VE, TE, DH 09/09 Prata R$ 27.900,00
Honda CBX 250 Twister 02/02 Azul R$ 3.900,00
Suzuki Bandit 650 Zero Km 0 Km R$ 26.900,00
Yamaha XT 660R 05/05 Preta R$ 14.900,00
FINANCIAMENTO TROCA COM SUPER VALORIZAÇÃO
100% SEM ENTRADA TROCO DO SEU USADO
Ford KA 1.0 Fiesta Sedan 1.0 Fiesta Hatch 1.0
R$ 24.900,00 R$ 30.900,00 R$ 27.900,00 (38) 2102-2000 Rodovia BR 251, nº 538 - Unaí
E ainda, Focus Hatch com TAXA ZERO em 24X DA COMPRA À MANUTENÇÃO, SEMPRE O MELHOR NEGÓCIO.
Para consultar os itens que compõem sua revisão, consulte o Manual do Proprietário. VIVA O NOVO
Imagens meramente ilustrativas. Financiamento à análise de crédito pelos bancos conveniados à loja. Taxas à partir de 0,99% somente com 50% de entrada em 24 vezes + tarifa de abertura de crédito no valor de R$ 650,00,

e Focus Sedan com TAXA ZERO em 36X


descontos de até 18% somente para venda direta com prazo mínimo de entrega de 30 dias, taxa de frete não inclusa para os veículos 0km em promoção anunciados. Taxa de 0,99% com entrada 50% e saldo em 48 vezes
somente para KA e Fiesta. Taxa zero e saldo em 36 vezes somente para Ecosport todas as cores. Taxa zero e saldo em 24 vezes somente para Focus Hatch e taxa zero e saldo em 36 vezes somente para Focus Sedan.

1 VEÍCULOS 3 EMPREGO 3 EMPREGO 3 EMPREGO 3 EMPREGO 3 EMPREGO 3 EMPREGO 3 EMPREGO


RENAULT 07 vagas para eletricista em segurança no traba- 01 vaga para Auxiliar de 01 vaga para pizzaiolo,
03 vagas para motorista de manutenção industrial lho exigem-se CNH ca- escritório, M/F, exige-se sexo M, exige-se 6 meses
CLIO EXPRESSION 1.6 carreteiro exigem-se CNH exigem experiência tegoria “b” e experiência. experiência comprovada, 2
16V 03/03 - Vermelho categoria “e” e experiência. grau completo. 01 vaga para Técnico em
- AirBag - Completo + 02 vagas para instrutor 01 vaga para Vendedor Ex- informática, M/F, exige-se
Som com controle no 01 vaga para técnico em de informática exigem-se terno, possuir veículo próprio, 01 vaga para cozinheira 6 meses de experiência,
manutenção de impres- ensino superior completo industrial, sexo F, exige-
volante original. Pneus carteira de habilitação catego- 2º grau completo, ter moto.
soras exige-se experiên- ou em andamento se 6 meses de experiência,
bom estado. Vendo cia, ensino médio e CNH
ria B, ter disponibilidade para
ágio (exijo transferên- viagens e trabalhar na região morar na fazenda. 01 vaga para vaquei-
categoria “AB”. 01 vaga para operador de
cia) R$ 5 mil + 31 de R$ retro-escavadeira exige- do Noroeste de Minas. 03 vagas para doméstica ro, sexo M, exige-se 6
265,00 (sem juros), ou 01 vaga para torneiro se experiência e CNH cate- DF, sexo F, exige-se 6 me- meses de experiência.
quitado R$ 13 mil. Tra- mecânico exige-se expe- 02 para Serralheiro, exige-se ses de experiência, sendo
goria “B” 01 vaga para vendedor,
riência experiência comprovada na
tar: (38) 9981-7256 fabricação de portas, portões,
01 p/ fazenda em Unaí. sexo F, exige-se 6 meses
01 vaga para cozinheiro
01 vaga para técnico ele-
2
exige-se sexo masculino, e demais estruturas metálicas. 01 vaga para moto chapa, de experiência, 2 grau com-
SERVIÇOS VAGAS DE EMPREGO
tricista exige: curso técnico
e experiência. trabalhar em fazenda. sexo M, exige-se 6 meses pleto, trazer currículo.
SINE PARACATU 05 vagas para empregada VAGAS DE EMPREGO de experiência, CNH “C”.
VAI CONSTRUIR domésticas 01 vaga para costurei- 01 vaga para designer SINE UNAÍ 01 vaga para vendedor
Praça Adelmar Silva Neiva, 01 vaga para patroleiro,
OU REFORMAR? 147 - Centro - Telefone: (38) ro de confecções em gráfico exige-se conheci- Rua Eduardo R. Barobosa, externo, M/F, exige-se 6
Valdomiro Pedreiro, do 01 vaga para esteticista mento em artes visuais sexo M, exige-se 6 meses meses de experiência, 1
3672-1180 / 3672-1407 - serie exige-se ambos 180 - Prédio da FACTU.
básico ao acabamento. exige-se curso ou experiên- de experiência.
Ramais: 105 / 126 os sexos e experiência. Telefone: (38) 3677-2086 grau completo.
Telefone: (38) 8808-0154 cia na função. 02 vagas para técnico
Abril/Maio de 2011 . Agropecuária . 11

Agropecuária

Novo Código Florestal Brasileiro


direcionará produção agrícola no país
Para o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Unaí, a aprovação tem que acontecer;
já órgãos como a CNBB, CPT, SBPC, ABC e o ex-presidente da Abra, criticam a aprovação
O
Brasil está prestes a camente”.
votar o Projeto de Lei Para o ex-presidente da
1876/99, que reforma Associação Brasileira de Re-
o Código Florestal. Criado forma Agrária (ABRA), Ger-
em 1934 (com reformula- son Teixeira, às propostas
ção em 1965), o código dita do deputado já eram de se
como deve ser ocupado os esperar. E ele destaca a falsi-
329 milhões de hectares que dade: “O que chamou a aten-
constituem o país. Sendo ção no Relatório foi o recurso
desse total, 38% destinados a um alentado, cansativo e
a agricultura e pecuária que tortuoso esforço de erudição
estão sobre o domínio de ter- para tentar convencer que
ras particulares ou em dispu- a flexibilização da legisla-
ta de posse. ção ambiental sugerida pelo
Agora na segunda refor- Substitutivo atende a propó-
mulação, o código começou sitos libertários, soberanos,
a gerar discussão. Foi quan- sociais e desenvolvimentis-
do o Deputado Federal Aldo tas do país”.
Rebelo (PCdoB/SP), apresen- O ex-presidente vai mais
tou seu substitutivo ao proje- fundo, quando menciona a
to. Neste substitutivo desta- proposição do deputado, e
cam-se o perdão das multas diz que se sua homologação
aplicadas em proprietários acontecer, objetivos muito
que desmataram até julho particulares será alcançado.
de 2008 e a flexibilização Para opositores do substitutivo de Rebelo, novo código vai ajudar somente ao agronegócio e à degradação ambiental “Um é desimpedir o terreno
da produção agropecuária institucional das “cautelas
em Áreas de Proteção Per- servação da flora e fauna. [para 15 metros] para beira meio ambiente, na preserva- Nacional dos Bispos do Bra- ambientais” para a expansão
manente (APPs), com a re- O presidente ressaltou de rios e serras”, destaca Ma- ção da flora e da fauna”, ex- sil (CNBB), afirmou que a do agronegócio e, associada-
dução de 30 para 15 metros que os pontos positivos, chado. plicou o presidente. Sociedade Brasileira para o mente, da economia mineral.
das áreas de preservação nas existentes no substitutivo, Ele também defendeu o Progresso da Ciência (SBPC) Em particular, o Substitutivo
margens de rios. Além disso, são “áreas de 4 módulos ru- novo código, dizendo que Comissão Pastoral e a Academia Brasileira de visa à garantia dessas con-
o texto deixa de considerar rais, que estarão isentas de “com muita competência da Terra Ciência (ABC), se posiciona- dições na grande fronteira
topos de morros como áreas avaliação de reserva legal e ele [Aldo Rebelo] manteve De acordo com a assessoria ram contrários ao substituti- mineral e do agronegócio do
de preservação permanente isentas de apovoamento de o equilíbrio entre produção de comunicação da Comis- vo de Rebelo. Para os órgãos Brasil: a Amazônia”, afirma
e também prevê a ampliação árvores nas APPs, e a redu- de alimentos que é de nossa são Pastoral da Terra (CPT), as propostas do deputado Teixeira.
da autonomia dos estados ção das APPs de 30 metros inteira responsabilidade, e o que é ligada a Conferência “nãos se sustentam cientifi- Ainda, segundo Teixeira,
para legislar sobre meio am- o código do deputado é rico
biente. em “dispositivos artificio-
sos”, no qual, “há liberalida-
Sindicato dos Produto- com muita competência ele [Aldo Rebelo] há liberalidades perniciosas ao meio ambiente, des perniciosas ao meio am-
res Rurais de Unaí manteve o equilíbrio entre produção de alimentos, para transferir para o domínio privado, decisões biente, para transferir para
Por meio de entrevista, o domínio privado, decisões
o presidente do sindicato que é de nossa inteira responsabilidade, e o meio sobre condutas ambientais que são inerentes sobre condutas ambientais
Hélio Machado, diz, estar ambiente, na preservação da flora e da fauna ao poder regulador do Estado que são inerentes ao poder
muito feliz com a redação do Afirma o presidente do Sindicato dos Produtores Destaca o ex-presidente da Associação Brasileira de regulador do Estado”.
substitutivo de Aldo Rebelo. Rurais de Unaí, Hélio Machado, que defende o Reforma Agrária (ABRA), Gerson Teixeira, sobre os
Porque, segundo ele, o tex- novo Código Florestal Brasileiro “dispositivos artificiosos” do novo código Para maiores
to motiva o equilíbrio entre informações acesse:
produção de alimentos e pre- www.cptnacional.org.br
12 . Agropecuária . Abril/Maio de 2011

Algodão promete bons preços Curtas


para os próximos anos Safra de grãos deve
crescer, segundo Conab
Segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a
Mercado chinês é um dos principais compradores do produto brasileiro; para diretor safra de grãos para este ano deve crescer. Segundo a compa-
nhia, a safra de 2010/2011 deve ser de 157 milhões de toneladas.
de beneficiadora de algodão, a alta é vantajosa para pequenos e grandes produtores Os números são do sétimo levantamento realizado pela Conab
e divulgado em Brasília. A pesquisa consultou representantes de
cooperativas e sindicatos rurais, de órgãos públicos e privados
nas regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste, além de parte
da região Norte.
A produção atinge um novo recorde, com um aumento de 5,5%
que corresponde a cerca de 8,2 milhões de toneladas a mais que
a safra passada, que foi de 149 milhões de toneladas. De acordo
com a Conab, o crescimento se deve à ampliação de áreas de
cultivo do algodão, do feijão 1ª e 2ª safra, da soja e do arroz. “O
algodão apresenta-se com o maior crescimento percentual em
área, com cerca de 62,9% a mais que no ano passado (835,7 mil
ha). Isto pode levar a uma produção de 2 milhões de toneladas
de pluma, ou seja, 833,5 mil t a mais. O número anterior é de 1,2
milhão de toneladas de pluma”, afirmou a Conab.
Outro produto destacado é o feijão. Com estimativa para plan-
tar 4 milhões de hectares, a safra pode alcançar 3,8 milhões de
toneladas. “No caso da soja, houve uma ampliação da área de
2,3%, alcançando 24,2 milhões de hectares, enquanto que a
produção cresceu 5,2%, subindo para 72,2 milhões de tonela-
das”, detalhou a companhia.

Para este ano estima-se que a produção no Noroeste seja de 28 mil toneladas de algodão em caroço e aproximadamente
11 mil toneladas de algodão em pluma
3º Encontro dos Movimentos
Sociais em MG
É
notável a imensa de- trevista ao INTERESSANTE, cultivo do produto deve ser longo prazo é necessária para
A Jornada de Lutas do MST e o 3º Encontro dos Movimentos So-
manda dos chineses o diretor da Agrícola Xingu “estratégico”. “O algodão é manter o equilíbrio.
ciais, que reuniu organizações do campo, da cidade e centrais
no mercado, tanto S/A (empresa multinacional muito rentável, mas deman- Para se ter uma idéia da
sindicais, terminaram de forma vitoriosa na última segunda-
como produtores ou consu- que comprou a antiga Algo- da um maior cuidado e uma produção do algodão no No-
feira (2), em Belo Horizonte.
midores de matérias-primas. nor, beneficiadora de algo- estratégia mais apurada e, roeste Mineiro (Unaí e Buri- O encontro foi para debater temas como a nocividade do uso
Para se ter uma idéia, somen- dão), Agnaldo Martins de por ter um custo e um risco tis, os dois municípios que de agrotóxicos, o piso salarial estadual, a Reforma Agrária, a re-
te a Vale do Rio Doce (empre- Farias fez a seguinte afirmati- mais elevado que outras cul- investem na produção), em dução das tarifas públicas e a exploração e entrega das nossas
sa brasileira, porém privada, va: “produtores arrisquem no turas, esta estratégia têm que setembro do ano passado, a riquezas nas mãos de grandes empresas e entrega das nossas
sujeita à aplicação de capi- cultivo do algodão”. Segundo ter planejamento em longo produção, segundo Farias, riquezas nas mãos de grandes empresas transnacionais.
tal estrangeiro), exportou de ele, o preço do produto tende prazo pra que se tenha êxito superou a marca de 14 mil to- Neste debate o MST cobrou ações do governo e criticou a refor-
aço, para o país asiático, em a subir nos próximos anos. com o plantio”, acentua Fa- neladas de algodão em caro- ma agrária, que está “estagnada” há anos. O governador de
2006, 77,8 milhões de tonela- Ele completa, “é preci- rias. ço, e 6 mil toneladas de algo- Estado, Antonio Anastásia, que participou um dia do encontro,
das de minério de ferro. Que so que o produtor da região, Segundo Farias, a produ- dão em pluma. Em uma área reconheceu a demanda dos movimentos.
correspondeu, na ocasião, a em especial o médio e pe- ção de algodão é viável tanto plantada de 2.700 hectares. O Dia do Trabalhador foi comemorado, segundo a imprensa,
37,8% a mais que em 2005. queno, aproveite o momento ao pequeno produtor quanto “Já este ano, a safra belorizontina “em tom de protesto”. No site do MST, foi divul-
Isto mostra que os chineses, do mercado e arisquem um ao grande. De acordo com 2010/2011 terá um aumento gado que “Na primeira hora do dia, as Brigadas Populares, que
não estão para brincadeira, pouco mais para não perder ele, o pequeno produtor ain- na área plantada de 75% em têm como principal bandeira de luta o direito à moradia, ocu-
quando o assunto é comprar. as oportunidades atuais. E, da não investe tanto no setor comparação com 2009/2010. param o prédio da IPSEMG, para denunciar o descaso com as
Pegando embalo no for- nos próximos dois, três anos, porque se trata de um produ- Isto dividido entre a Xingu e famílias sem teto da capital e pressionar o poder público contra
te consumo de países como tudo indica que vamos ter o to com retorno mais demora- terceiros; só a Xingu plantou os despejos”, afirma.
a China, o algodão tem sido algodão com preços excelen- do e um custo de produção 3.625 hectares em Minas Ge- Depois eles saíram em uma marcha, com 1.500 manifestantes e
um produto agrícola bastante tes”, garante Farias. mais alto. “Estes produtores rais, com estimativa de pro- pararam diante do prédio ocupado, onde foi feito um ato políti-
procurado, principalmente optam por culturas de ciclo duzir acima de 28 mil tone- co e o resgate dos manifestantes, pois, segundo o site, eles esta-
vam “acuados pela polícia”.
pelos chineses que utilizam Boa produtividade mais precoce e retorno mais ladas de algodão em caroço e
Como resultado da manifestação as centrais sindicais anuncia-
do produto em suas merca- O diretor da empresa, que rápido”, diz. Mas ele contra- uma produção de aproxima-
ram que o governador, fez o compromisso com de estabelecer
dorias têxtil. além de trabalhar com o diz, dizendo que o pequeno damente 11 mil toneladas de
um piso estadual, decisão, que beneficia os trabalhadores de
O Noroeste Mineiro re- beneficiamento de algodão produtor deve optar pelo algodão em pluma”, constata Minas Gerais.
flete esta realidade. Em en- também produz, disse que o produto, pois a produção em Farias.
Abril/Maio de 2011 . Cultura e Sociedade . 13

Cultura e Sociedade

Mães que vivem no Abrigo Frei Longe de seus filhos, elas vivenciam a
saudade e contam como é viver distante
daqueles que criaram e viram crescer;
Anselmo falam de suas vidas algumas mães não recebem visitas de
seus filhos há anos

Edna Maria da Silva é mãe de oito filhos, “eu adoro quando eles Joana Coelho fica meses, sem receber visita de sua única filha. Maria Santana, que pediu para que as mães tivessem “mais
me visitam”, afirma “Ela demora, mais vem” garante a mãe paciência com seus filhos”

P
róximo domingo é Dia “Mulheres de Atenas” que há 10 anos mora no abrigo afirma que para a ‘mãe’, os fi- psicóloga pôde ser confirma- rentes é feito o seguinte servi-
das Mães. Para relatar Com os novos tempos a mu- e é mãe de oito filhos. De acor- lhos “nunca deixam de serem da, através da entrevista feita ço. “Nós levamos eles até seus
a realidade de mui- lher deixou de ser dona de do com ela, todos seus filhos, crianças”. “Por isto, nós mães, com Joana Coelho, 79, que há familiares, isto é feito para que
tas mães precisaríamos de casa e passou a trabalhar fora, (que residem em Unaí, pois al- temos que ter paciência, não 15 anos mora no abrigo, e nos eles, não percam o vinculo fa-
no mínimo fazer uma pes- para ajudar na complementa- guns não moram mais na cida- bater, não gritar”, ensina San- que afirmou quase não recebe miliar”, afirma a coordenadora.
quisa profunda para saber- ção da renda doméstica. Mui- de) a visitam constantemente. tana. visita da única filha que tem.
mos quais são os obstáculos tas se desgastaram por toda “É muito bom, porque a gente Mas ela diz entender a situa- Recado de Maria Santa-
enfrentados por elas. Suas a vida e não conseguem, ao não se sente sozinha. Quando Por onde andas? ção da filha. “Ela me visita, na às mães de Unaí
dificuldades são infinitas, a final de sua existência, ter no eles vêem, o dia passa, que eu Conforme relatou a psicólo- pouco, duas ou três vezes por “Eu desejo a todas as mães
começar pelo árduo serviço mínimo uma aposentadoria nem vejo”, analisa. ga do abrigo, Sônia Celestina ano. Mas eu entendo coitada, de Unaí e região, um feliz Dia
doméstico, que ocupa qua- digna e sofrem nas filhas da Como os filhos de Edna Fonseca Pires existem abriga- ela trabalha muito, tem casa das Mães e que elas tenham
se todo tempo da mulher, Previdência Social (para se Maria, a também moradora dos ficam anos sem receber pra cuidar, é difícil mesmo”, paciência com suas crianças;
depois, com a modernida- aposentar) e no Sistema Único do abrigo, Maria Santana de uma visita, inclusive mães. De afirma. Perguntado se sua fi- e que Deus ilumine a vida de-
de, implantou-se o concei- de Saúde (para tratar de algu- Jesus, 46, tem o prazer de re- acordo com a psicóloga, devi- lha anunciou que a visitaria las. Um dia, o filho, volta, para
to libertário que pautou a ma doença). ceber, sempre que possível, a do grande parte dos abrigados no Dia das Mães, Joana res- agradecer. Mesmo que ele não
mulher como mão de obra Exemplo de perseverança visita de seus quatro filhos. tomarem medicamentos, um pondeu: “Não sei, ela não fa- volte, onde estiver, vai sempre
de serviços externos a casa. e resistência são as mães que Santana mora no abrigo há 4 carinho, uma conversa, é fun- lou nada”. pensar na mãe. Por isto, toda
Hoje é comum elas ocupa- moram no Abrigo Frei Ansel- anos, e nunca ficou sem rece- damental para o dia a dia de mãe é importante, e para elas,
rem cargos como na função mo, no bairro Divinéia, em ber visita. “Sempre eles vêm. quem está nessas situações. Se você não vem, eu vou! o filho, nunca deve crescer,
de pedreiro, motorista, enca- Unaí. O abrigo que foi funda- Não deixa eu ficar sozinha, e “Às vezes o afeto é muito mais Segundo a coordenadora do sempre, há de permanecer
nador, padeiro, gerente e etc, do em 1978, conta, hoje, com é tão bom. Eu penso que toda valioso do que um medica- Abrigo Frei Anselmo, Juraci criança, até porque, senão,
que antes eram preenchidos mais de 100 abrigados. mãe tem que receber carinho mento”, observa Pires. Aparecida Costa, quando um não caberia no coração”. Ma-
somente por homens. Edna Maria da Silva, 31, de seus filhos”, destaca. Ela Esta realidade citada pela abrigado quer visitar seus pa- ria Santana de Jesus.
14 . Policial . Abril/Maio de 2011

Policial Curtas
Drogas são apreendidas em Unaí; 1 kg de maconha é
apreendido em Unaí
Operação ‘Cata’ foi formada por No último dia 27, a Policia Militar durante a ronda noturna,
no bairro Cachoeira, em Unaí, apreendeu dois indivíduos,

policiais Militares e Civis


que portavam consigo porções de maconha. Com a apre-
ensão da droga, os indivíduos falaram onde tinha conse-
guido o entorpecente.
Imediatamente a PM se direcionou ao local indicado e
conseguiu aprender na casa, 1 Kg de maconha. Em nota
a PM informou que foram localizadas também duas foto-
grafias de um indivíduo conhecido por Leozinho Tira Fogo,
exibindo duas armas de fogo nas mãos. Os autores foram
presos em flagrante e conduzidos à Delegacia da Polícia
Civil, juntamente com todo o material apreendido

Caminhoneiro é assaltado
próximo a Unaí
Em Guarapuava, distrito a 60 km de Unaí, por volta da 8h,
no último dia 27, a Policia Militar, foi solicitada para aten-
der a uma ocorrência de roubo à mão armada. De acordo
com a vítima G.E.C., 54, o assalto aconteceu por volta das
05h da madrugada, quando ela transitava pela rodovia
com seu caminhão.
Conforme a vítima explicou, eram três indivíduos, sendo
que um possuía um revólver cal.38. Junto com os assaltan-
tes, para servir como reforço, tinha um caminhão baú. Em
A operação foi resultado do trabalho conjunto entre as policias Civis e Militares; 4,5 Kg de maconha foram apreendidos
nota a PM, divulgou que, “foram roubados 2 carrinhos de
mão, 3 sacos de adubos, 3 rolos de arame farpados, 4 ven-
tiladores, 3 liquidificadores, 1 bebedouro, 4 cadeiras fixas
¾, 1 antena parabólica, 1 receptor digital, colocando os
objetos no interior do caminhão baú e evadiram sentido
a cidade de UNAÍ/MG. Foram realizadas buscas por toda
a região, mas até o momento, tais autores não foram lo-
calizados”

Igreja da Assembléia de
Deus é furtada em
Além de muita droga foram apreedidas armas de grosso calibre A ação contou com a parceria entre as policias Civis e Militares Brasilândia

N
a manhã do último dia endidos, com o possível trafi- de estar cumprindo condena- (ECA). Em Brasilândia de Minas, no bairro Porto, uma igreja da
30, policias Militares e cante D.M.M., 18 anos, 4,5 de ção por tráfico de entorpecen- Em nota, as policias res- Assembléia de Deus, teve sua janela arrombada por assal-
Civis, por meio da ope- maconha, 34 gramas de crack, tes”, esclarece as policias. saltaram o sucesso da opera- tantes, que furtaram diversos materiais musicais utilizado
ração titulada de “cata”, ti- 28 gramas de cocaína, além As policias informaram ção. “O sucesso reiterado das nos momentos de celebração da igreja.
nha por finalidade combater de uma balança de precisão. que na operação, também fo- operações conjuntas em Unai De acordo com a PM, foram furtados caixas amplificado-
o tráfico de drogas em Unaí. Também foram apreendi- ram apreendidos menores, demonstra mais uma vez a
ras, caixas de som, alto-falantes, guitarras, teclado, mesa
Em nota, as policias afirmam dos com o possível traficante, portando drogas. Mas confor- importância de um trabalho
que os investigadores já esta- A.A.G., 51 anos, crack e R$ me explica a corporação, os investigatório bem feito, alia- de som e microfones. “Diante levantamentos, a Polícia
vam a par de um evento que 220 em dinheiro. Segundo menores foram liberados para do a coesão entre as institui- Militar continua em rastreamentos com o intuito de iden-
aconteceria na cidade, onde as policias o acusado “possui seus responsáveis, após devi- ções Policia Civil e Militar, tificar e prender os envolvidos e recuperar os materiais do
“contaria com público volta- diversas condenações por trá- das formalidades legais, por cujos integrantes não pedem furto. Se alguém tiver alguma informação sobre o ocorri-
do ao uso de substâncias en- fico de entorpecentes e outros se tratar de um obrigatorieda- esforços para garantir a segu- do, favor entrar em contato pelo telefone 190 ou na citada
torpecentes”, afirma. delitos, estava em liberdade de assegurada pelo Estatuto rança dos cidadãos do noroes-
Igreja”, informou a PM.
Na operação foram apre- desde 01/10/2010, em razão da Criança e do Adolescente te mineiro”, afirma.
Abril/Maio de 2011 . Esporte . 15

Esporte

Auxílio Bolsa Atleta do Governo Federal


não é realidade para atletas unaienses
Somente em Minas Gerais são beneficiados, atualmente, 237 atletas; para esportistas
de Unaí, falta informação e, portanto, o projeto acaba não sendo acessível

C
riado em 2005, o ME; 4. Assinatura do Termo
auxílio do Gover- de Adesão. O pagamento da
no Federal, Bolsa bolsa é realizado em 12 par-
Atleta, proporciona, celas e os atletas devem com-
aos esportistas de alto rendi- provar que durante o recebi-
mento, condições para eles se mento continuaram treinando
dedicarem mais aos treinos e competindo”, diz a assesso-
esportivos e a participarem de ria.
competições. O auxílio acon- Segundo o ME, o auxílio
tece por intermédio do Minis- possibilita que vários atletas,
tério do Esporte (ME). E, está consigam destaque nacional e
dividido em cinco categorias: internacional. “O auxílio tem
base, estudantil, nacional, in- sido fundamental para custe-
ternacional e olímpico-parao- ar os gastos, principalmente
límpica. com  equipamentos e na par-
Segundo o ME, o benefí- ticipação de competições”,
cio ajuda milhares de atletas explica.
em todo o país. De acordo
com ministério, (por meio de  “falta informação”
sua assessoria de comunica- O maratonista, unaiense,
ção), somente em 2010, foram Vanderlei Ribeiro Alves Pe-
beneficiados 3.162 atletas, de reira, mais conhecido como
48 modalidades. Em Minas Mandim, há 11 anos treina
Gerais, o número de benefi- e participa de campeonatos
ciados é de 237 atletas. pela região, graças aos seus
próprios recursos. Ele afirma
Como conseguir o que não tem patrocínio, nem
benefício? do poder público e nem do
Para conseguir se beneficiar privado. “A prefeitura não
com o projeto, o atleta tem ajuda com nada. Se quero
que, antes de tudo, estar cons- correr, tenho que ir por conta
tantemente relacionado com a própria, ou seja, hospedagem, Adriely Cristiny fez sua inscrição para conseguir o auxilio no Mandim não recebe o Bolsa Atleta. Ele até tem conhecimento
prática esportiva. Depois, eles alimentação, transporte, tudo começo do ano, até o momento não obteve nenhuma resposta do auxílio, mas não sabe como buscá-lo
devem verificar se atendem a sai do meu bolso”, expõe o
todos os pré-requisitos (estão corredor. petição realizada no Sesc de bolsa. o programa, por meio da Me- beneficiado, e é paga mensal-
disponíveis no site), para em Mandim não recebe o Bol- Paracatu. Como premiação o “Este ano eu me inscrevi, dida Provisória 502/10, para mente pela CAIXA, pelo pra-
seguida, enviar a documenta- sa Atleta. Ele até tem conhe- atleta levou o valor de R$ 400. foi em janeiro, mas até o mo- acabar com a exigência de que zo de um ano.
ção ao ME. cimento do auxilio, mas não “Já vai ajudar na despesa”, sa- mento eu não obtive nenhu- o atleta não pode ter nenhum - Atleta Estudantil - Valor
“Os atletas passam por 4 sabe como buscá-lo. “Falta lienta o atleta. ma resposta”, afirma Cristiny, tipo de patrocínio, como pré- da Bolsa: R$ 300,00/mês;
etapas até se tornarem  atletas mais informação, tanto por Como ele, Adriely Cris- que para se sustentar, conta -requisito para conseguir a - Atleta Nacional - Valor
bolsistas: 1. Preenchimento parte do Governo Federal tiny, 18, que há 13 ano treina com a ajuda de patrocinado- bolsa. da Bolsa: R$ 750,00/mês;
de formulário de inscrição on- quanto das Secretarias Mu- caratê e, no mês passado foi res locais e da Prefeitura Mu- - Atleta Internacional - Va-
line (no site do ME); 2. Envio nicipais de Esporte”, diz. No selecionada na Seletiva Na- nicipal de Unaí. Valor da bolsa: lor da Bolsa: R$ 1.500,00/mês;
de documentos comprobató- último final de semana, dia cional Brasileira de Caratê, O valor da Bolsa varia de R$ - Atleta Olímpico e Para-
rios; 3. Seleção por meio de do trabalhador, o maratonis- que aconteceu em Fortaleza Mudança na lei 300,00 a R$ 2.500,00, de acor- olímpico - Valor da Bolsa: R$
critérios técnicos fixados pelo ta ficou em 1º lugar, na com- (CE), também não recebe a Recentemente o ME, alterou do com a categoria do atleta 2.500,00/mês
16 . Esporte . Abril/Maio de 2011

Esporte

Corrida do Trabalhador em sua 2ª edição


Os Unaienses levaram os três primeiros lugares na categoria elite; a corrida aconteceu no SESC de Paracatu

Foto: www.paracatu.net
Foto: www.paracatu.net
Atletas de Unaí destacam na categoria elite A corrida intencionava introduzir a prática esportiva na vida do trabalhador

E
m Paracatu, no dia 1º rim também participaram da Entre os vencedores da mio o valor de R$ 400. Segun- ficou Geraldo Mendes das em 2º lugar, Renilva Alves da
de maio, dia do traba- corrida. categoria elite, todos são de do o atleta, este prêmio vai Chagas e em 2º Francisco das Rocha ficou em 3º.
lhador, aconteceu a 2º Com um trajeto de 5 Km, Unaí. A começar pelo 1º lu- ajudar ele a continuar com Chagas Felix de Sousa. O 3º Na corrida masculina,
Corrida do Trabalhador. O a prova não foi fácil, segun- gar, Ivo Ferreira da Silva, em seus treinos, pois como ele lugar ficou para Adão Alves destacaram-se dois atletas de
evento aconteceu no SESC, do os competidores. Inclusi- 2º, Vanderlei Ribeiro Pereira mesmo falou “a vida de um da Mata, de Unaí. Unaí, em 1º lugar o foi o atle-
e começou por volta das ve para os que participaram (mais conhecido como Man- atleta sem patrocínio é muito A categoria aberta fe- ta Charley Martins de Barros,
9h30, e houve a presença da categoria Elite, que reúne dim) e 3º, Júnior Fernandes difícil”. minina teve com destaque e em 2º, Adair Pereira Maga-
de diversas baterias, tanto atletas de diversas localida- da Silva. Já na categoria Master, Juliana Pereira da Silva, de lhães. A terceira colocação
feminina quanto masculina. des, inclusive de Distrito Fe- Vandelei Ribeiro Pereira, Brasília foi a cidade que mais Brasília e Mércia Antonio da ficou com o paracatuense Sá-
Integrantes da Guarda Mi- deral. Mandim, ganhou como pre- teve ganhadores. Em 1º lugar Silva, de Paracatu, que ficou vio Alves de Oliveira.