Anda di halaman 1dari 5

TURMA DE ANALISTA DO TRT

DIREITO CONSTITUCIONAL- EXERCÍCIOS


AULA 01: TEORIA DA CONSTITUIÇÃO

Prof. Nathalia Masson


Email: nathaliamasson@yahoo.com.br

Caros alunos,
Na Aula 01 vocês assistiram as explicações pertinentes sobre o tema ‘Teoria da
Constituição’.
Agora que um suporte teórico adequado já foi alcançado, nada mais eficaz do
que praticar, exaustivamente, o conteúdo estudado através dos exercícios
postos abaixo.
Bons estudos!
Nathalia

PODER CONSTITUINTE

(TRT 16º-2009- Analista Exec. Mandados-FCC) 21. Em tema de Poder Constituinte


Originário, é INCORRETO afirmar que
(A) é limitado pelas normas expressas e implícitas do texto constitucional vigente, sob pena de
inconstitucionalidade.
(B) é incondicionado, porque não tem ele que seguir qualquer procedimento determinado para
realizar sua obra de constitucionalização.
(C) é autônomo, pois não está sujeito a qualquer limitação ou forma prefixada para manifestar
sua vontade.
(D) caracteriza-se por ser ilimitado, autônomo e incondicionado.
(E) se diz inicial, pois seu objeto final − a Constituição, é a base da ordem jurídica.

(TRT 7º-CE-2009- Analista Judiciário. Execução de Mandados-FCC) 24. O poder


constituinte derivado é subdivido em
(A) inicial e incondicionado.
(B) inicial e ilimitado.
(C) autônomo e incondicionado.
(D) reformador e decorrente.
(E) autônomo e ilimitado.

(TRT 2º-SP-2008- Analista Judiciário-FCC) 26. O Poder Constituinte originário


caracteriza-se por ser
(A) autônomo e condicionado.
(B) reformador e decorrente.
(C) condicionado e decorrente.
(D) inicial, ilimitado e reformador.
(E) inicial, ilimitado, autônomo e incondicionado.

CLASSIFICAÇÃO DAS CONSTITUIÇÕES

(TRT 16º-2009- Analista Exec. Mandados-FCC) 23. A doutrina constitucional tem


classificado a nossa atual Constituição Federal (1988) como escrita, legal,
(A) formal, pragmática, outorgada, semi-rígida e sintética.
(B) material, pragmática, promulgada, flexível e sintética.
(C) formal, dogmática, promulgada, rígida e analítica.
(D) substancial, pragmática, promulgada, semi-rígida e analítica.
(E) material, dogmática, outorgada, rígida e sintética.

(TRT 16º-2009- Analista Judiciário-FCC) 22. Considere as assertivas abaixo:


I. Classificam-se como analíticas as Constituições que prevêem somente os princípios e as
normas gerais de regência do Estado, organizando-o e limitando seu poder, por meio da
estipulação de direitos e garantias fundamentais.
II. Os chamados “remédios constitucionais” previstos no art. 5º, da C.F., constituem-se como
normas de eficácia limitada, pois exigem normatividade processual que lhes desenvolva a
aplicabilidade.
III. A Constituição Federal de 1988, pode ser classificada como formal, escrita, legal, histórica,
popular, sintética e semi-rígida.
IV. Semiflexível é a constituição, na qual algumas regras poderão ser alteradas pelo processo
legislativo ordinário.
V. Em matéria de inconstitucionalidade de lei ou de ato normativo, admite-se, para resguardar
dos sentidos que eles podem ter por via de interpretação, o que for constitucionalmente
legítimo.
É correto o que se afirma APENAS em
(A) I e II.
(B) II, III e V.
(C) I, II e III.
(D) I, IV e V.
(E) III e IV.

(TRT 7º-CE-2009- Analista Judiciário. Execução de Mandados-FCC) 26. A Constituição


que prevê somente os princípios e as normas gerais de regência do Estado,
organizando-o e limitando seu poder, por meio da estipulação de direitos e garantias
fundamentais é classificada como:
(A) pactuada
(B) analítica.
(C) dirigente.
(D) dualista.
(E) sintética.

PROVA: ANALISTA JUDICIÁRIO- AREA JUDICIÁRIA TRT 3ª 2005/FCC


21. A supremacia constitucional é atributo típico das Constituições
(A) escritas, quando forem rígidas.
(B) dogmáticas, mesmo quando forem não-escritas.
(C) históricas, quando forem dogmáticas.
(D) dirigentes, mesmo quando forem flexíveis.
(E) rígidas, mesmo quando forem históricas.

APLICABILIDADE DAS NORMAS CONSTITUCIONAIS

(TRT 3º-MG-2009- Analista Judiciário-FCC) 21. Em conformidade com o art. 113 da


Constituição Federal: A lei disporá sobre a constituição, investidura, jurisdição,
competência, garantias e condições de exercício dos órgãos da Justiça do Trabalho. A
presente hipótese trata de uma norma constitucional de eficácia
(A) plena, mas de natureza obrigatória, de programas ou diretrizes.
(B) limitada, definidora de princípio institutivo ou organi- zativo.
(C) limitada, definidora de princípios programáticos.
(D) plena, mas de natureza facultativa ou permissiva.
(E) contida, em razão de restrições impostas por outras normas constitucionais.

(TRT 9º-PR-2007- Analista Administrativo-CESPE) Acerca da Constituição Federal, da


aplicabilidade de suas normas e dos direitos e garantias fundamentais, julgue os itens a
seguir.
92 A regra que assegura o livre exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão, atendidas
as qualificações profissionais que a lei estabelecer, é considerada norma constitucional de
eficácia limitada. E
93 A Constituição Federal assegura a inviolabilidade de dados e de comunicações telefônicas,
salvo, nesse último caso, por ordem judicial, nas hipóteses de investigação criminal ou
instrução processual penal. Logo, não há possibilidade de o juiz determinar a apreensão de
disco rígido de computadores, mesmo quando houver indícios de crime. E

PROVA: ANALISTA JUDICIÁRIO- ÁREA ADMINISTRATIVA TRT 24ª 2006/FCC


44. Prescreve o artigo 5o, XV, da Constituição da República: “é livre a locomoção no território
nacional em tempo de paz, podendo qualquer pessoa, nos termos da lei, nele entrar,
permanecer ou dele sair com seus bens”. Estamos diante de uma norma constitucional de
eficácia
(A) limitada, na medida em que não é auto-aplicável.
(B) plena, mas com possibilidade de restrição através de lei.
(C) limitada, na medida em que sua aplicação depende de regulamentação por lei.
(D) contida, com aplicação imediata, mas com possibilidade de restrição.
(E) plena, não comportando nenhuma espécie de restrição.

REFORMA DA CONSTITUIÇÃO

(TRT 16º-2009- Analista Exec. Mandados-FCC) 22. Considere:


I. A Emenda à Constituição será promulgada pelo Presidente do Congresso Nacional, após
votada, em único turno, pela maioria absoluta dos seus membros.
II. As medidas provisórias terão sua votação iniciada na Câmara dos Deputados.
III. As leis complementares serão aprovadas por maioria absoluta.
IV. As leis delegadas serão elaboradas pelo Presidente da República, que deverá solicitar
delegação ao Senado Federal.
V. A discussão e votação dos projetos de lei de iniciativa do Supremo Tribunal Federal, terá
início no Senado Federal.
Está correto o que se afirma APENAS em
(A) II, III e IV.
(B) II e III.
(C) I, III e V.
(D) I e IV.
(E) I, IV e V.

(TRT 15º-2009 Analista Judiciário-FCC) 21.Em tema de processo legislativo é correto que
(A) a proposta de emenda constitucional será aprovada se obtiver, em cada Casa do
Congresso Nacional, em dois turnos, três quintos dos votos dos respectivos membros.
(B) dentre outras, são de iniciativa privativa do Congresso Nacional, as leis que disponham
sobre criação de cargos na administração direta, indireta e autárquica.
(C) a Constituição Federal poderá ser emendada na vigência do estado de defesa, mediante
proposta de dois quintos do Congresso Nacional.
(D) as medidas provisórias terão sua votação iniciada no Senado Federal, em dois turnos.
(E) as leis delegadas serão elaboradas pela Mesa do Congresso Nacional, que deverá solicitar
a delegação ao Presidente da República.

(TRT 19º-AL-2008- Analista Judiciário-FCC) 25. Em matéria de processo legislativo,


considere as assertivas abaixo sobre a Emenda Constitucional.
I. A Constituição poderá ser emendada mediante proposta da maioria simples, no mínimo, dos
membros da Câmara dos Deputados ou do Senado Federal.
II. A proposta de Emenda Constitucional será discutida e votada em cada Casa do Congresso
Nacional, em dois turnos, considerando-se aprovada se obtiver, em ambos, três quintos dos
votos dos respectivos membros.
III. A matéria constante de proposta de emenda rejeitada ou havida por prejudicada não pode
ser objeto de nova proposta na mesma sessão legislativa.
IV. A Constituição poderá ser emendada mediante proposta de mais da metade das
Assembléias Legislativas das unidades da Federação, manifestando-se, cada uma delas, pela
maioria absoluta de seus membros.
De acordo com a Constituição Federal de 1988, é correto o que se afirma APENAS em
(A) I, II e III.
(B) II e III.
(C) I, II e IV.
(D) III e IV.
(E) I, III e IV.

(TRT 23º-MT-2007- Analista Administrativo-FCC) 31. Considere as seguintes assertivas


sobre o Processo Legislativo.
I. A iniciativa popular pode ser exercida pela apresentação à Câmara dos Deputados de projeto
de lei subscrito por, no mínimo, um por cento do eleitorado nacional, distribuído pelo menos por
cinco Estados, com não menos de três décimos por cento dos eleitores de cada um deles.
II. Aprovado projeto de lei de conversão alterando o texto original da medida provisória, esta
manter-se-á integralmente em vigor até que seja sancionado ou vetado o projeto.
III. Se o Presidente da República considerar o projeto, no todo ou em parte, inconstitucional ou
contrário ao interesse público, vetá-lo-á total ou parcialmente, no prazo de quinze dias úteis,
contados da data do recebimento, e comunicará, dentro de quarenta e oito horas, ao
Presidente da Câmara dos Deputados os motivos do veto.
IV. A Constituição poderá ser emendada mediante proposta de um terço, no mínimo, das
Assembléias Legislativas das unidades da Federação, manifestando-se, cada uma delas, pela
maioria relativa de seus membros.
De acordo com a Constituição Federal de 1988 está correto o que se afirma APENAS em
(A) I e II.
(B) I e III.
(C) I, III e IV.
(D) II e III.
(E) III e IV.

(TRT 15º- 2004- Analista Administrativo-FCC) 28. Quanto às emendas constitucionais,


pode-se afirmar que
(A) serão promulgadas pelas Mesas da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, com o
respectivo número de ordem.
(B) a Constituição Federal poderá ser emendada mediante proposta de um terço das
Assembléias Legislativas das Unidades da Federação.
(C) a Constituição Federal poderá ser emendada até mesmo na vigência de intervenção
federal, de estado de defesa ou de estado de sítio.
(D) é passível de deliberação a proposta de emenda tendente a abolir a forma federativa de
Estado.
(E) a matéria constante de proposta de emenda rejeitada pode ser objeto de nova proposta na
mesma sessão legislativa.

PROVA: ANALISTA JUDICIÁRIO- ÁREA ADMINISTRATIVA TRT 24ª 2006/FCC


39. A proposta de Emenda Constitucional será discutida e votada em cada Casa do Congresso
Nacional, em dois turnos, considerando-se aprovada, se obtiver, em ambos:
(A) 2/3 (dois terços) dos votos de seus respectivos membros.
(B) 3/5 (três quintos) dos votos de seus respectivos membros.
(C) a maioria absoluta dos votos de seus respectivos membros.
(D) a maioria simples dos votos de seus respectivos membros.
(E) metade dos votos de seus respectivos membros.

PROVA: ANALISTA JUDICIÁRIO- ÁREA JUDICIÁRIA TRT 6ª 2006/FCC


59. Quanto às emendas constitucionais, é correto afirmar:
(A) A Constituição poderá ser emendada mediante proposta de dois terços, no mínimo, dos
membros da Câmara dos Deputados ou do Senado Federal.
(B) A matéria constante de proposta de emenda rejeitada, ou havida por prejudicada, poderá
ser objeto de nova proposta na mesma sessão legislativa, desde que requerida a reapreciação
pelo quorum de um terço dos membros de qualquer das comissões encarregadas da sua
análise.
(C) A Constituição não poderá ser emendada na vigência de estado de defesa ou estado de
sítio, salvo na situação de intervenção federal, observado o quorum de dois terços das Mesas
das duas Casas Legislativas.
(D) A proposta será discutida e votada em cada Casa do Congresso Nacional, em dois turnos,
considerando-se aprovada se obtiver, em ambos, três quintos dos votos dos respectivos
membros.
(E) A emenda à Constituição aprovada pelo Congresso Nacional será promulgada pelo
Presidente da República.

PROVA: ANALISTA JUDICIÁRIO- ÁREA JUDICIÁRIA (EXECUÇÃO DE MANDADOS) TRT


24ª 2006/FCC
33. A Constituição Federal de 1988 pode ser emendada
(A) mediante proposta de dois terços das Assembléias Legislativas das unidades da
Federação, cada qual com aprovação da maioria relativa de seus membros.
(B) mediante proposta de pelo menos metade dos membros da Câmara dos Deputados ou do
Senado Federal.
(C) mediante proposta do Presidente da República em conjunto com todos os Ministros de
Estado nomeados.
(D) para alterar a disposições pertinentes aos direitos sociais assegurados no artigo 6o, da
Carta.
(E) na vigência de intervenção federal, cumpridas as formalidades legais.

PROVA: ANALISTA JUDICIÁRIO- ÁREA ADMINISTRATIVA TRT 24ª 2006/FCC


34. Eventual proposta de emenda à Constituição Federal alterando dispositivos constitucionais
referentes à saúde e à previdência social, rejeitada pela Câmara dos Deputados, NÃO pode
ser reapresentada
(A) por afrontar cláusula pétrea.
(B) na ocorrência do estado de emergência.
(C) na mesma sessão legislativa.
(D) pelos membros da Câmara dos Deputados.
(E) pelos membros do Senado Federal.

PROVA: ANALISTA JUDICIÁRIO- AREA JUDICIÁRIA TRT 11ª 2005/FCC


33. Possibilidade de alteração das normas constitucionais:
(A) A matéria constante de proposta de emenda rejeitada pode ser objeto de nova proposta na
mesma sessão legislativa.
(B) A Constituição Federal poderá ser emendada mediante proposta de mais da metade dos
Governadores das unidades da federação.
(C) Aprovada a proposta de emenda constitucional, o Presidente da República deverá
promulgá-la em até quinze dias.
(D) A proposta de emenda constitucional será discutida e votada em cada Casa do Congresso
Nacional, em dois turnos.
(E) Apenas as cláusulas pétreas implícitas podem ser passíveis de proposta de emenda
tendente a modificar dispositivo constitucional.

PROVA: ANALISTA JUDICIÁRIO- AREA ADMINISTRATIVA TRT 11ª 2005/FCC


34. Dentre outras hipóteses, o processo legislativo compreende a elaboração de emenda à
Constituição Federal. Sobre isso, é correto afirmar que a
(A) Constituição poderá ser emendada na vigência de intervenção federal, de estado de defesa
ou de estado de sítio, desde que advenha de proposta do Presidente da República.
(B) Constituição poderá ser emendada mediante proposta de um terço das Assembléias
Legislativas das unidades da Federação, manifestando-se, cada uma delas, pela maioria
absoluta de seus membros.
(C) matéria constante de proposta de emenda à Constituição, rejeitada ou havida por
prejudicada, não pode ser objeto de nova proposta na mesma sessão legislativa.
(D) proposta de emenda à Constituição será discutida e votada em cada Casa do Congresso
Nacional, em apenas um turno, considerando-se aprovada se obtiver votos da maioria absoluta
de seus respectivos membros.
(E) emenda à Constituição será promulgada pelas Mesas da Câmara dos Deputados, do
Senado Federal e das Assembléias Legislativas, com o respectivo número de ordem.