Anda di halaman 1dari 7

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO

CENTRO DE LETRAS E ARTES


FACULDADE DE ARQUITETURA E URBANISMO
Disciplina: História e Teoria da Cidade e do Urbanismo II
Professores: Margareth da Silva Pereira

PROVA 01
Com base nas aulas ministradas, na bibliografia sugerida e nas imagens fornecidas abaixo, você deverá responder a 4
questões:
3 Questões dentre as 4 Obrigatórias
1 Questão dentre as 3 Eletivas

Questões obrigatórias

QUESTÃO 01:
Embora hoje saibamos que vestígios de antigos assentamentos humanos datando dos séculos VII e VIII A.C. foram
encontrados na região da atual Turquia, autores como Benevolo, escrevendo na década de 1960, apontavam o surgimento
das primeiras cidades, no Oriente Próximo só no IV milênio a.C. Na ausência de bibliografia atualizada sobre este tema
disponível em português, e tomando, assim, o livro de Benevolo História da cidade como referência, faça um breve resumo
(com o maximo de trinta linhas) sobre os fatores que levaram à formação de assentamentos na região da Mesopotâmia,
citando os seus nomes, as datas aproximadas em que se formaram e localizando pelo menos 3 deles em um mapa da
região.

QUESTÃO 02:
Sabemos que a civilização egípcia só pôde desenvolver-se apoiando-se em uma rede de assentamentos. Entretanto quase
não encontramos vestígios dos lugares de vida da “cidade transitória” dos homens nesta civilização. Quais são os mais
importantes vestígios materiais deixados em mais de três milênios pela cultura egípcia? Por que?

QUESTÃO 03:
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO
CENTRO DE LETRAS E ARTES
FACULDADE DE ARQUITETURA E URBANISMO
Disciplina: História e Teoria da Cidade e do Urbanismo II
Professores: Margareth da Silva Pereira
Astu e Polis são dois termos com significados distintos em grego, sendo que o primeiro refere-se aos assentamentos, na sua
forma material e o segundo à sua organização socio-política. Descreva a organização espacial característica que encontramos
em Atenas no século V A.C. citando os principais elementos que a compõem e as funções que detinham.

QUESTÃO 04: A civilização romana, que teve nos séculos II e III d.C. o seu momento máximo de desenvolvimento, foi
construída incontestavelmente a partir da herança deixada pelos gregos. No entanto, aproximadamente seiscentos anos
depois do século de Pèricles (na Grécia), observamos nos romanos uma espécie de refinamento técnico e estético da noção
de forma. Que elementos marcantes se pode depreender, das imagens mostradas de Roma, que justifiquem tal afirmativa? E
por quê?

Modelo do centro de Roma. Vista do foro romano. Vista do Panteão.


UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO
CENTRO DE LETRAS E ARTES
FACULDADE DE ARQUITETURA E URBANISMO
Disciplina: História e Teoria da Cidade e do Urbanismo II
Professores: Margareth da Silva Pereira
(Fonte: BENEVOLO, L. História da cidade. (Fonte: BENEVOLO, L. História da (Fonte: BENEVOLO, L. História da
São Paulo, Editora Perspectiva S. A., 2005. cidade. São Paulo, Editora Perspectiva cidade. São Paulo, Editora
p.143) S. A., 2005. p.146) Perspectiva S. A., 2005. p.159)

Questões eletivas

QUESTÃO 01:

Embora nos assentamentos construidos pelos acádios, sumérios ou egipcios as noções de abrigo, solidez, beleza ou a
monumentalidade possam ser notados, vários autores defendem que só deveríamos estabelecer o marco do
surgimento da arquitetura mais adiante, com os gregos. A partir das figuras abaixo, que ilustram, respectivamente, as
pirâmides de Gizé (III milênio a.C.) e a ágora de Atenas (período helenístico), justifique esse ponto de vista com base em seus
conhecimentos sobre sociedade e cidade no Egito e na Grécia.
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO
CENTRO DE LETRAS E ARTES
FACULDADE DE ARQUITETURA E URBANISMO
Disciplina: História e Teoria da Cidade e do Urbanismo II
Professores: Margareth da Silva Pereira

As pirâmides de Gizé, no Egito, no III milênio Planta da ágora de Atenas, no século II d.C.
a.C. (Fonte: BENEVOLO, L. História da cidade. São Paulo, Editora Perspectiva S. A., 2005. p. 103)
(Fonte: BENEVOLO, L. História da cidade. São
Paulo, Editora Perspectiva S. A., 2005. p.41)

QUESTÃO 02:

As imagens abaixo mostram a evolução da cidade de Atenas na Antiguidade. Observe as mudanças na forma urbana
sobretudo a partir do chamado século de Péricles. Com base na leitura de Mumford e Benevolo, comente esse processo
expondo porque alguns autores criticam as reformas na astu de Atenas realizadas por ele.
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO
CENTRO DE LETRAS E ARTES
FACULDADE DE ARQUITETURA E URBANISMO
Disciplina: História e Teoria da Cidade e do Urbanismo II
Professores: Margareth da Silva Pereira

Planta geral dodesenvolvimento de Atenas,


(Fonte: BACON, Edmund, Design of cities,
London, Thames and Hudson, 1967
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO
CENTRO DE LETRAS E ARTES
FACULDADE DE ARQUITETURA E URBANISMO
Disciplina: História e Teoria da Cidade e do Urbanismo II
Professores: Margareth da Silva Pereira

QUESTÃO 03: “...se por um lado Roma soube fornecer princípios gerais sobre o urbanismo e, portanto,construir cidades
segundo esquemas lógicos em todo o mundo romano, por outro lado é na Grécia que encontramos os fundamentos da
constituição da cidade” (ALDO ROSSI). A partir desta afirmação e das figuras abaixo – que representam plantas da cidade de
Mileto – responda às perguntas que seguem: Que espécie de “revolução” do urbanismo ocorreu na Grécia do século V a.C?
Quem é a personalidade responsável por ela? E que princípios foram obedecidos em cidades, como Mileto?

Plantas de Mileto, do século V a.C. Planta do centro cívico de Mileto.


(Fonte: BENEVOLO, L. História da cidade. São Paulo, Editora Perspectiva S. A., (Fonte: BENEVOLO, L. História da cidade. São Paulo, Editora
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO
CENTRO DE LETRAS E ARTES
FACULDADE DE ARQUITETURA E URBANISMO
Disciplina: História e Teoria da Cidade e do Urbanismo II
Professores: Margareth da Silva Pereira
2005. p.116) Perspectiva S. A., 2005. p.117)