Anda di halaman 1dari 4

1 - ESCOLHENDO O PERFIL DA EMPRESA

O primeiro passo é selecionar, o perfil da empresa em que você deseja trabalhar. Prefere
uma empresa de porte pequeno, médio ou grande? Está disponível para viajar ou não abre mão
de almoçar e jantar em casa todos os dias? Pensa em mudar de cidade ou de país? Aceita
trabalhar além do horário previsto em contrato?

Depois de definir o tipo de carreira que deseja seguir, pesquise as empresas que lhe
interessam: leia revlstas,.e jornais especlallzados, converse com profissionais que atuam no ramo
e acesseos sltes das organizações.

Informe-se sobre os benefícios para os funcionários, planos de carreira, estrutura,


produtos ou serviços que oferece, além de sua cultura, valores e metas. Isso o ajudará a fazer a
melhor escolha e focar seus esforços na busca por um bom emprego.

2 - COMO ELABORAR O CURRÍCULO

O currículo reúne os dados pessoais e profissionais do candidato. O documento deve


valorizar suas qualidades profissionais e sua experiência pessoal. Coloque as informações de
forma ordenada, objetiva e resumida. Se tiver experiências profissionais variadas. Organize tudo
por tópicos. A seguir. Veja como elaborar um currfculo atraente e eficiente! .

Apresentação geral: um currículo deve ser si m pl es e moderno. Deve ser feito em computador -
em preto e branco - não exagere no uso de recursos gráficos como cores, marcadores e
ilustrações.

Linguagem: a linguagem deve ser direta, impessoal e objetiva. O texto deve ser impecável, sem
erros de ortografia ou concordância verbal.

Tamanho: o ideal é que ocupe apenas uma página, mas pode chegar a duas ou três páginas se o
candidato possuir uma extensa - e significativa - bagagem profissional.

Fotografia: não coloque a sua fotografia no currículo. A menos que isso seja solicitado pela
empresa na qual você pretende trabalhar.

Dados pessoais: é fundamental colocar corretamente os seguintes dados pessoais: nome por
extenso, idade, estado civil, endereço, telefone para contato e e-mail. Também é importante
informar a data da última atualização do currículo.

Objetivo profissional: diga o que você busca no mercado de trabalho e deixe claro qual vaga
você gostaria de ocupar. Certifique-se de que o cargo pretendido é compatível com as suas
qualificações profissionais.

Salário pretendido: evite colocar este item. A menos que seja uma exigência da empresa ou se
não houver outra saída. Informe o salário mínimo aceitável e também a remuneração que você
considera adequada. Antes, porém, faça uma pesquisa para saber qual é a realidade do mercado.

Formação acadêmica: reúne os dados sobre a escolaridade do candidato. Informe onde estudou,
colocando as datas de início e de conclusão de cada curso. Se tiver algum curso incompleto,
informe também. Cursos de especialização, pós-graduação, mestrado e MBA merecem atenção
especial. Cite-os em ordem de importância, colocando primeiro aqueles de maior destaque,
mencionando onde e quando estudou.

Qualificações: espaço reservado aos conhecimentos adicionais. No caso das línguas estrangeiras
é fundamental ser sincero quanto ao grau de conhecimento porque isso será avaliado na
entrevista pessoal. Descreva também, resumidamente suas qualidades e características pessoais.

Experiências profissionais: cite as empresas para as quais já trabalhou, o período de


permanência, os cargos exercidos e as atividades que desenvolveu. Inicie pela experiência mais
recente até a mais antiga. Não use termos técnicos ou expressões rebuscadas. Destaque as
atividades relacionadas ao cargo em disputa. Não mencione experiências em cargos que não
deseja mais exercer. Caso não tenha qualquer experiência profissional, deixe este item de fora
do currículo.

Informações profissionais: relaciona outros dados que tenham contribuído para o seu
enriquecimento profissional, tais como participação em congressos, fóruns e seminários. Cite
apenas as experiências importantes.

Referências profissionais: estes dados só devem constar no currículo se isso for uma exigência
da empresa. O mesmo ocorre no item referências pessoais.

Fechamento: consiste no local, data e assinatura do currículo.

3 - A ENTREVISTA

Nessa fase é feita uma análise para verificar se você tem o perfil adequado às
necessidades da empresa. Além de checar os dados de seu currículo. Também é momento
adequado para apresentar detalhes a respeito da sua formação e experiência profissional. Para
que a entrevista tenha sucesso, é importante seguir alguns passos.

 É fundamental chegar com antecedência, cerca de 30 minutos antes do horário marcado.


Isso demonstra que além de ser pontual você é previdente (sic?) quanto a possíveis
imprevistos no deslocamento

 Vista-se de forma sóbria, discreta e elegante. Evite peças extravagantes ou muito


coloridas, assim como os perfumes fortes: as mulheres devem usar maquiagem e
bijuterias discretas, além de evitar os saltos muito altos; unhas pintadas com cores sóbrias
e cabelo arrumado de forma elegante completam o figurino ideal.

 Cordialidade e atenção - seja cordial, gentil e educado com todas as pessoas. A


capacidade de relacionar-se bem com os colegas de trabalho, clientes e fornecedores é
uma das qualidades mais admiradas num profissional.

 Foco total no entrevistador. Demonstre o quanto você valoriza e respeita este momento:
olhe nos olhos do entrevistador, não tenha atitudes dispersivas e mantenha o telefone
celular desligado.
 Habilidade de comunicação. Esta é uma das características mais desejadas em um
candidato. Transmitir as informações de uma maneira clara, e em bom português torna a
entrevista mais
agradável e produtiva. Responda a todas as perguntas de forma a acrescentar detalhes
importantes sobre as suas experiências profissionais.

 Não use gírias. Este tipo de linguagem demonstra pobreza vociibular e falta de domínio
do idioma. Por outro lado. Não tente florear a conversa usando expressões rebuscadas.
Isso soa falso e sugere afetação ou insegurança.

 Tempo certo de falar. Falar demais durante uma entrevista atropelando o entrevistador é
sinal de nervosismo. Por outro lado, responder às perguntas de forma muito resumida é
sinônimo de timidez ou medo. O ideal é sempre o meio termo. Lembrando que saber
ouvir é tão importante quanto saber falar.

 Demonstre autocontrole. A pessoa que se move o tempo todo e mexe em objetos


desnecessariamente denota ansiedade. Isso pode desqualificar o candidato.

 Nunca fale mal de sua ex-empresa ou de seus ex-colegas, mesmo que não tenha boas
recordações. Este tipo de comportamento transmite uma imagem negativa.

 Não fuja das perguntas. Se houver questões embaraçosas, mantenha o autocontrole e


responda tudo de forma clara, objetiva e polida. Se não puder revelar os reais motivos
que o levaram a deixar o emprego anterior, diga apenas que está em busca de novos
desafios profissionais.

 Não fuja de suas responsabilidades. Se o seu entrevistador perceber que você cometeu
falhas profissionais no passado, não arrume desculpas. Admitir os próprios erros é prova
de maturidade.

 Diga a verdade. Esconder a própria idade é um erro grave, assim como tentar camuflar
um curso inacabado ou declarar que possui bens que ainda não adquiriu como, por
exemplo, um carro ou a casa própria. O entrevistador poderá descobrir a verdade e você
será eliminado do processo.

 Atividades fora do trabalho. Os selecionadores vão querer saber o que você faz no seu
tempo livre como hobbies, tipo de leitura preferida, etc. Isso ajuda a traçar o perfil do
entrevistado. Colaborar com entidades.assistenciais ou atuar como voluntário em
programas sociais são atitudes que contam pontos valiosos a seu favor.

 Se houver mais de um entrevistador responda à pergunta olhando para quem a formulou.


Mas, na medida do possível, olhe para todos os presentes. Mantenha a calma e preste
atenção a tudo que lhe for dito ou perguntado atendendo a todos igualmente.

 Resolvendo problemas. Os selecionadores podem lhe apresentar um problema e pedir a


solução. Não queira encontrar uma resposta genial ou inusitada. Busque uma solução
lógica e simples. Demonstrando de que forma você aplica seus conhecimentos em
situações do dia-a-dia.
3.1 - Métodos de seleção

Durante o processo seletivo, algumas empresas aplicam testes para avaliar as habilidades
dos candidatos e suas reações diante de problemas.

Dinâmica de grupo: O objetivo é analisar o desempenho do candidato em equipe e o seu


comportamento em relação ao grupo. Também são avaliadas as competências específicas para
atuar no cargo pretendido.

Provas situacionais: São simulações de problemas na empresa. O candidato tem de atuar como
se já estivesse contratado.

Avaliação psicológica: São diversos testes que têm o propósito de analisar a 'intelectualidade, a
personalidade e a coordenação motora do candidato. Estão caindo em desuso.

Feedback: O feedback, também chamado de processo devolutivo, é a resposta dada ao candidato


sobre o seu desempenho no processo seletivo. Informando porque foi ou não escolhido pela
empresa. Esta pode ser uma ferramenta muito útil para futuros testes e contratações.

4 - A INTERNET COMO FERRAMENTA DE APOIO E CONSULTA

Existem muitos sites que cadastram currículos e permitem o contato com as empresas.
Algumas empresas realizam entrevistas com os candidatos via internet como uma fase
eliminatória antes da entrevista pessoal. Também há muitos sites que oferecem dicas e
informações atualizadas para aqueles que buscam um novo emprego. Veja a seguir alguns sites
relacionados ao mercado de trabalho.

www.bne.com.br
http://classificados.estadao.com.br
www.jobshopping.com.br
www.anunciosbrasil.com.br
www.gelre.com.br
www.vagas.com.br
http://classificados.folha.uol.com.br/folhalclassificadoslempregos
www.timaster.com.br
www.curriculum.com.br
www.catho.com.br
www.empregos.com.br
www.frontti.com.br
www.balcao.net

E você poderá também verificar as mais recentes oportunidades de estágios no banco de


estágios do site da CABiECA (pelo menos, provisoriamente em:)

http://www.eca.usp.br/alunos/associ/cabi/servicos/estagios/index.asp

That´s all folks...não coloquei um currículo “padrão” para que assim possam exercer a sua
criatividade afinal...