Anda di halaman 1dari 5

Subespaos Vetoriais Seja V um espao vetorial e S um subconjunto, que fechado para as operaes de adio e multiplicao por escalar em V, isto

o , se u e v S e a R, ento u + v S e av S, ento S um subespao de V. Em particular, S um EV. Propriedades: 1) O vetor nulo de V est em S. 2) Se u S e v S ento u + v S 3) Se u S e R ento S

Exemplo 2:

Exemplo 3: Seja S = {(x,y,z) R3/ x + y + z = 0}, S um subespao de R3?

Exerccios: 1. Verificar se W = {(x,y,z)/ y = ax e z = bx} um subespao de R3. 2. Considere os espaos vetoriais reais R2 e R3, verifique se os seguintes conjuntos so subespaos vetoriais dos espaos vetoriais, onde esto definidos: a) F = { (x,y) R2/ x= 2y} b) G = {(a,b,c) R3/ b + c = 1} c) M = {(x1, x2,x3) R3/ x1 = x22} 3. Sejam M(2,2) = ; , , , e S = ; , . Verifique se S um 0 0 subespao vetorial de M(2,2). 4. Verifique se o conjunto-soluo de um sistema linear homogneo a trs variveis um subespao vetorial de M(3,1). Considerando o sistema homogneo: 3 + 4 2 = 0 2 + = 0 + 3 = 0

Interseo de dois Subespaos Vetoriais Sejam S1 e S2 dois subespaos vetoriais de V. A interseo S de S1 e S2, que se representa por S = S1 S2, o conjunto de todos os vetores v V tais que v S1 e v S2. Teorema A interseo S de dois subespaos vetoriais S1 e S2 de V um subespao vetorial de V. De fato: I) Se u, v S1, ento u + v S1 Se u, v S2, ento u + v S2. Logo: u + v S = S1 S2 Para qualquer R: Se v S1, ento v S1; Se v S2, ento v S2. Logo: v S = S1 S2

II)

Exemplo:

2. Seja o espao vetorial R3 = {(a,b,c); a,b ,c R} e os subespaos S 1 = { (a, b, c). a, b,c, R} e S2 = {(0,0,c} , c R}. A interseo S1 S2 o subespao vetorial S = {(0,0,0)} = {0}

Soma de dois subespaos vetoriais


Sejam S1 e S2 dois subespaos vetoriais de V. A soma S de S1 e S2, que se representa por S = S1 +S2, o conjunto de todos os vetores u + v de V tais que u S1 e v S2. Teorema A soma S de dois subespaos vetoriais S1 e S2 de V um subespao vetorial de V. De fato: I) Se u1, u2 S1, ento u1 + u2 S1. Se v1, v2 S2, ento v1 + v2 S2. Por outro lado: u1 + v1 S u2 +v2 S logo: (u1 + v1) +(u2 + v2) = (u1 + u2) + (v1 + v2) S1 + S2 = S

II)

Para qualquer R; Se u1 S1, ento u1 S1. Se v1 S2, ento v1 S2. Por outro lado: u1 + v1 S logo: (u1 + v1) = u1 + v1 S1 + S2 = S

Exemplo: Sejam os subespaos vetoriais S1 = {(a,b,0); a,b R} e S2 = {(0,0,c); c R} do espao vetorial R3 = {(a,b,c); a,b,c R}. A soma S1 + S2 o subespao vetorial S = {(a,b,c); a,b,c R}, que no caso, o prprio R3.

Soma Direta de dois Subespaos Vetoriais

Isto , se o nico vetor comum a ambos os subespaos S1 e S2 for o vetor nulo.

Os smbolos so utilizados para indicar que a adio e a multiplicao por escalar no so as usuais.

Exerccios:

2. Se um sistema linear no for homogneo, o que acontece com seu conjunto soluo? Considere o exemplo: 2 + 4 + = 1 A = + + 2 = 1 + 3 = 0 Provar que a soma de dois vetores soluo nem sempre um vetor- soluo, e assim o conjunto soluo no um subespao vetorial.