Anda di halaman 1dari 1

A crise dos Msseis de Cuba 1962

Ocorreu emOutubro de 1962. Considerado o momento de maior tenso durante o perodo da Guerra Fria Conhecido pelos Russos como a crise Caribenha Esta crise comeou como resposta instalo de missis nucleares na Turquia em 1961, como tal os russos decidiram instalar tambm msseis nucleares em Cuba. Os EUA publicaram fotos que mostravam um vo secreto sobre a ilha onde era ainda possvel vislumbrar os esconderijos que tinham sido instalados para os msseis nucleares. Instalou-se uma enorme tenso entre as duas super-potncias (EUA e Russia), que poderia dar origem a uma grande guerra nuclear. John Fitzgerald Kennedy (poltico de grande sucesso, chegou mesmo a alcanar a presidncia dos EUA) e a sua equipa do governo consideraram aquilo como um acto de guerra contra os EUA. Nikita Kruschev (secretrio geral do partido comunista da Unio Sovitica) defendeu-se afirmando que os msseis albergados em cuba eram apenas defensivos e que tinham l sio colocados para evitar uma nova tentativa de invaso da ilha. Os EUA ficaram ainda mais indignados e o prprio presidente Kennedy acautelou Kruschev que os EUA no teriam qualquer tipo de hesitao em usar armas nucleares contra os Russos, encostando-os parede e ameaando-os , ou estes retiravam todos os msseis que se encontravam em cuba ou a guerra seria um cenrio inevitvel. Passaram-se assim treze dias, treze dias de suspense, medo, angustia, incerteza, at krustchev concordar em retirar os msseis de cuba, mas claro s depois de se certificar que conseguia secretamente uma futura retirada dos msseis estadunidenses ( grupo de pessoas das mais diversas etnias vinculadas aos EUA), da Turquia. Em 1963 os EUA, a Unio Sovitica e a Gr- Bretanha assinaram um acordo que probia testes nucleares na atmosfera, em alto-mar e no espao.