Anda di halaman 1dari 5

AVALIAÇÃO FÍSICA

Composição Corporal
É aproporção de gordura em relação ao peso magro e frequentemente é expressa em porcentagem de gordura
corporal . As porcentagens de gordura corporal de um corpo saudável são inferiores a 15% para homens e 23% para as
mulheres. ( David Nieman, Exercício e saúde, 1999)

Fundamentos da Composição Corporal


A obesidade é um grave problema de saúde que reduz a expectativa de vida, pois aumenta o risco individual de se
desenvolver doença arterial coronariana, hipertensão, diabetes tipo II, doença pulmonar obstrutiva, ósteo-artrite e
certos tipos de câncer.
O aumento de riscos a saúde associados a obesidade é relacionado não apenas com a quantidade de gordura total de
corporal, mas também, com a qual a gordura está distribuída, especialmente na região abdominal (gordura visceral).
Muito pouca gordura corporal, por outro lado, também representa um risco à saúde, porque o corpo necessita de
uma certa quantidade de gordura para a manutenção das funções fisiológicas normais (lipídeos essenciais e não
essenciais)- Fonte: Vivian Heyward e Lisa Stoarczyck - Avaliação da composição corporal aplicada - 2000

Lipídios
Lipídios essenciais: fosfolipídeos (são necessários para a formação da membrana celular)
Lipídios não essenciais: triglicérides (encontrados no tecido adiposo), fornecem isolamento térmico e armazenam
energia metabólica (ácidos graxos livres)

Outras funções dos lipídios:


1) Transporte e armazenamento de vitaminas lipossolúveis (A,D,E e K);
2) Funcionamento Nervoso
3) No ciclo menstrual e no ciclo reprodutor, bem como no crescimento e maturação na puberdade.
- Fonte: Vivian Heyward e Lisa Stoarczyck - Avaliação da composição corporal aplicada - 2000

Gordura específica Sexual na Mulher:


As mulheres têm um requerimento adicional mínimo de gordura (gordura específica sexual) que é armazenada na
maior parte da área, ao redor dos seios e ao redor do quadril. Esta gordura aumenta o peso corporal da mulher em 5-
9% e está envolvida na produção de estrogênio, assegurando o equilíbrio hormonal e a função menstrual. (fonte: Anita
Ben - Guia completo de treinaemento de força)

Nível de gordura abaixo do essencial nas mulheres promove:


1. Desequilíbrios hormonais (redução da produção de estrogênio)
2. Irregularidades na menstruação (Oligomenorréia)
3. Disfunção Menstrual, Cessação dos Ciclos (amenorréia)
4. Infertilidade

Gordura específica Sexual no Homem:


No homem, quando a gordura corporal cai para abaixo de 5%, há uma queda na produção de testosterona e a
quantidade de espermatozóides diminui, na libido e atividade sexual.
(fonte: Anita Ben - Guia completo de treinaemento de força)

Gordura Corporal Genética


Os pesquisadores acreditam que nosso nível de gordura é determinado pelo próprio corpo, no ponto onde ele se sente
melhor. Isto é geneticamente determinado e não pode ser alterado facilmente. Além disso, os cientistas descobriram
uma sequência genética (o chamado gene da obesidade) que controla os níveis de gordura por meio do apetite e do
metabolismo. Aqueles gene-defeituosos têm um controle de apetite mau-ajustado e são propensos a comer demais e a
engordar. (fonte: Anita Ben - Guia completo de treinaemento de força)
Os genes dos apetite são controlados no cérebro por um tipo de termostato (adipostato);
Se seu nível de gordura corporal aumenta acima da faixa genética, as células de gordura produzem mais leptina. Isto
sinaliza o cérebro que os níveis de gordura, estão muito altos, de modo que o adipostato responde aumentando o
metabolismo e reduzindo o apetite.
Se seu nível de gordura corporal cai abaixo da faixa genética, a produção de leptina é reduzida, seu metabolismo se
torna mais lento. (fonte: Anita Ben - Guia completo de treinaemento de força)

Aspéctos Técnicos e Científicos: Métodos para avaliação da Composição Corporal


Diretos: dissecação de tecidos e estudos em animais.
Indiretos: Densitometria (esagem hidrostática, pletismografia), Hidrometria, Espectometria, Tomografia
computadorizada, Ultra Som, Absortometria de dupla energia (dexa), etc...
Duplamente Indiretos: Antropometria e Bioimpedância

Método Direto de dissecação de tecidos:


Modelo bioquímico: água, proteína, mineral e gordura.
Densidade da MCM:1.100
Densidade da Gordura: 0.900
Percentual dos Componentes da MCM: Água (73%), Mineral (6,8%), Proteína (19,4%)

Cálculo da Densidade Corporal


Densidade Corporal (gr/ml)= peso corporal/ ( peso corporal - peso submerso/ densidade da H²O) - volume residual
+100 ml
Conversão da Densidade para Gordura Corporal:
1) Rathburn e Pace (1945) foram os primeiros autores a desenvolver equações para estimativa da gordura a partir da
densidade corporal;
2) Brozek (1953) e Siri (1961) desenvolveram equações semelhantes considerando que a densidade da gordura=0,9007
g/ml e MCM= 1,10 g/ml

Técnica da Espessura do Tecido Subcutâneo


1) 2 depósitos: gordura essencial + gordura subcutânea
2) Gordura Corporal Total: gordura essencial + gordura subcutânea

A Medida Subcutânea foi sugerida por antropólogos no final da II Guerra Mundial (desenvolveram o compasso
especial do tipo pinça)

Locais de Medida: a literatura especializada menciona a existência de até 93 possíveis locais anatômicos onde a DC
pode ser destacada. A dificuldade quanto à diferenciação do tecido muscular e precauções quanto a exata localização,
reduz este número.

Medida de Dobra Cutânea


1. Realizada sempre do lado direito;
2.Série de 3 medidas considerando a média;
3. Tecido subcutâneo diferenciado do tecido muscular através do polegar e do indicador, com as pontas do compasso
localizadas à um cm do ponto de reparo;
4. Aguardar de 1-3 seg para a leitura ser realizada.

Material utilizado:
Compassos do tipo Harpenden (fabricação inglesa);
Compassos tipo Lange
Compassos tipo Cescorf (fabricação nacional)
Estudante, clínico e científico
Equações de Regressão para estimativa da DC a partir de dobras cutâneas:
(Sloan e col 1962 - feminino): 50 mulheres universitárias, idade média de 20 anos .
Dc=1,0764 - 0,00081 (SI) - 0,00088 (TR)
(Sloan 1967- masculino): 50 homens universitárias, idade média entre 18-26 anos .
Dc=1,1043 - 0,001327 (CX) - 0,001310 (SE)

Faulkner, 1968 - Masculino e Feminino: G% = [ (TR +SI + SB + AB) x 0,153 + 5, 783]


Guedes, 1985 - 206 estudantes da UFSM (110 H e 96 M , 17 - 27 anos)
HOMENS: Densidade c = 1,17136 - 0,06706 log (TR + SI+AB)
MULHERES: Densidade c= 1,16650- 0,07063 log (CX + SI+ SE)

Para chegar ao percentual de gordura através da Densidade Corporal utilizar:


G%=[(4.95/DENSIDADE C.) - 4.50] X 100 (fórmula de Siri, 1962)

Equações Generalizadas

Antropometria
Parece ser o melhor método para ser utilizado em nosso meio (menor custo dos aparelhos, rapidez, não invazividade,
facilidade para interpretação dos resultados, bem como a boa correlação entre Densidade e DC)

Distribuição da Gordura Corporal


Métodos para avaliação:
*Tomografia computadorizada
*Ressonância maguinética Nuclear
*Espessura da DC do tronco e extremidades
*PCCQ
*Índice de Conicidade

Fracionamento da Composição Corporal


4 componentes:
Gordura Corporal
Massa Óssea
Massa Muscular
Resíduos

Sistema de 4 componentes - Equações - (De Rose e col.,1984)


Peso em Gordura = Peso Total x (% gordura /100)
Peso Ósseo = 3,2 (h² x R x F x 400) (elevado a 0,712)
Peso Residual (masc)=PT x (24,1/100)
Peso Residual (masc)=PT x (20,9/100)
Peso Muscular = PT - (PGordura + TOTAL + PResidual)

Fracionamento da Composição corporal = 2 componentes = Massa Gorda e Massa Corporal Magra

Avaliação Corporal - CÁLCULOS


Peso Total = PG + PO + PM + PR
MCM=PO + PM + PR
Peso Total = PG + MCM
%Gordura = S4 dobras x 0,0153 + 5,783

Peso Excedente: [(% Gordura encontrado - % Gordura estimado) x (peso total)] / 100
Carência Muscular: [(% Massa Magra estimado - % MCM encontrado) x (peso total)]/100
Cálculo de MCM (massa corporal magra)=
peso em gordura = peso total x (%gordura)/100
MCM=Ptotal - Pgordura

Peso Ideal (Katch e McArdle) Masculino e Feminino:


MCM/[ 1,00 - (%gordura ideal/100)
Dobras cutâneas S4= Tricipital, subescapular, supra-ilíaca, abdominal

Padrões percentuais de Gordura Corporal para homens e mulheres


(dados de Lohman (1992), p (80)
A - risco de doenças e desordens associadas à desnutrição.
B - risco de doenças associadas a obesidade

HOMENS MULHERES
Risco A < OU = 5% < OU = 8%
Abaixo da média 6 - 14% 9 - 22%
Média 16 - 24% 24 - 31%
Acima da média 25 - 32 21 - 29
Risco B > OU = 25% > OU = 32%

Parâmetros de Percentual de Gordura Feminino Estético


Baixo = 8-11%
Ideal = 12-17%
Saudável = 18-23%
Gordo = 24 - 29%
Obeso = acima de 30%

Parâmetros de Percentual de Gordura Masculino Estético


Baixo = 5-7%
Ideal = 8-13%
Saudável = 14-19%
Gordo = 20 - 25%
Obeso = acima de 25%

Parâmetros de Percentual de Massa Magra Feminino


Baixo = 77%
Ideal = 83-88%
Saudável = 77-82%

Parâmetros de Percentual de Massa Magra Masculino


Baixo = < 81%
Ideal = 87-92%
Saudável = 81-86%

Ìndices Antropométricos de Distribuição de Gordura Corporal


IMC , PCQ, % DE GORDURA
A maneira pela qual a gordura está distribuída pelo corpo é mais importante que a gordura corporal total na
determinação do risco individual de doenças. (Ashwell, McCall, Cole & Dixon 1985)

IMC = Peso/estatura²
Classificação do sobrepeso e obesidade segundo IMC:

Homens e Mulheres
< 18,5 BAIXO PESO
18,5 - 24,9 NORMAL
25,0 - 29,9 SOBREPESO
30,0 - 34,9 OBESIDADE NÍVEL 1
35 - 39,9 OBESIDADE NIVEL 2
> OU = 40 OBESIDADE MÓRBIDA

PCQ= Circunferência do Abdômen/ Circunferência do Quadril


< 0,82 Mulheres e < 0,94 Homens (Bray & gray, 1988 e Heyward & Stolarczyk,1986)
< 0,80 Mulheres e < 0,95 Homens ( Bray,1992)

Normas para proporção entre as circunferências de cintura e quadril para homens e mulheres

IDADE BAIXO MODERADO ALTO MUITO ALTO


20-29 <0,83 0,83 - 0,88 0,89 - 0,94 > 0,94
30-39 <0,84 0,84 - 0,91 0,92 - 0,96 > 0,96
HOMENS 40-49 <0,88 0,88 - 0,95 0,96 - 1,00 > 1,00
50-59 <0,90 0,90 - 0,96 0,97 - 1,02 > 1,02
60-69 <0,91 0,91 - 0,98 0,99 - 1,03 > 1,03

IDADE BAIXO MODERADO ALTO MUITO ALTO


20-29 <0,71 0,71 - 0,77 0,78- 0,82 > 0,82
30-39 <0,72 0,72 - 0,78 0,79 - 0,84 > 0,84
MULHERES 40-49 <0,73 0,73 - 0,79 0,80 - 0,87 > 0,87
50-59 <0,74 0,74 - 0,81 0,82 - 0,88 > 0,88
60-69 <0,76 0,76 - 0,83 0,84- 0,90 > 0,90

(Adaptado de Bray and Gray, 1988b,p. 432)