Anda di halaman 1dari 19

APRESENTAÇÃO

Prezado(a) cursista,

Queremos convidá-lo(a) para uma fascinante aventura: refletir sobre


algumas características da época em que vivemos, tomar consciência do papel
da tecnologia na vida cotidiana, compreender a construção do conhecimento
na sociedade da informação, descobrir como participar mais efetivamente
desse processo e como inseri-lo em sua ação profissional de educador,
contribuindo para a qualidade da educação e a inclusão social de crianças,
jovens e adultos brasileiros. Convidamos você a participar do curso
Tecnologias na Educação: ensinando e aprendendo com as TIC (100h).

Nos próximos meses, você vai interagir com seus colegas e com a
equipe do curso e viver a estimulante experiência da construção coletiva de
conhecimento, ou seja, ao mesmo tempo em que abordamos diversos temas
relacionados à integração de tecnologias nos processos de ensino e
aprendizagem, vamos nos organizar como uma comunidade de prática e de
aprendizagem.

Durante os momentos presenciais do curso, você trabalhará em dupla


com um(a) colega com quem vai compartilhar o computador. É muito
importante que ambos tenham a oportunidade de operá-lo, portanto devem
revezar-se nas posições de operador e coadjuvante.

Nas atividades presenciais, o formador de sua turma vai propiciar


inúmeras atividades de troca de experiências entre você e seus colegas,
incluindo comunicações, apresentações e debates. Aproveite ao máximo esses
momentos para aprender e ensinar. Não temos dúvida disso: sua experiência
como educador e docente é preciosa e você certamente tem tanto a contribuir
quanto a receber num processo em que sua prática na sala de aula estará
sempre em pauta.
Ao longo do curso, nos momentos a distância, você contará com
diversos canais de comunicação, como o Fórum Dúvidas Pedagógicas, no qual
poderá dialogar com seus colegas e seu formador, a fim de obter
esclarecimentos sobre as atividades propostas ou comunicar algum fato que
influencie sua participação no curso.

Desejamos que tenha sucesso nesta aventura de compreender o que


significa ser professor na chamada sociedade do conhecimento.

Bom Curso para você!


CURSO TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO: ENSINANDO E APRENDENDO
COM AS TIC (100H)

Antes de iniciar nossos estudos, seria bom que você tivesse uma boa
compreensão do que é Educação a Distância – EAD.

A aceitação dos cursos a distância começou na segunda metade do


século XX, mais precisamente a partir dos anos 1970, com o surgimento das
primeiras universidades a distância européias, cujo objetivo primordial foi a
requalificação de milhões de trabalhadores, para fazer face às mudanças
tecnológicas introduzidas no setor produtivo.

Aqui no Brasil, no período da ditadura militar foi introduzida a experiência


de EAD. Mas foi sobretudo com a criação da SEED, pelo MEC, em 2005, que
diferentes instituições começaram a oferecer cursos a distância de diferentes
tipos, em diferentes níveis (graduação, extensão, especialização).

A Educação a Distância pode se processar de diferentes maneiras,


lançando mão de diferentes tecnologias. Por exemplo:

_ inteiramente a distância, com a utilização da Internet, teleconferências,


vídeos, material impresso etc. Pode-se utilizar um dos meios apresentados ou
vários deles;

_ semi-presencialmente, utilizando materiais impressos especialmente


preparados para os cursistas, com a intercalação de alguns encontros
presenciais sob a orientação de um tutor;

- semi-presencialmente, fazendo uso de materiais impressos, TV e


vídeos, encontros presenciais sob a orientação de um tutor (formador);

- semi-presencialmente, utilizando diferentes mídias digitais como


computador, CD Rom ou DVD e a Internet, materiais impressos e encontros
presenciais sob a supervisão de um formador – este é o nosso caso.

A expansão da Internet propiciou a disseminação de cursos a distância


pelo mundo, contando-se hoje dezenas de milhares deles. Seus resultados têm
sido muito positivos, o que faz com que o mundo empresarial venha investindo
neles maciçamente.
Por que optar por um curso a distância?

Há muitas vantagens em se optar por um curso a distância,


especialmente em se tratando de um país continental como o nosso, quando
se deseja atingir alguns milhares de profissionais da educação, como é o nosso
caso. Vejamos:

- o curso a distância exime o cursista de sua presença física constante


na sala de aula, num encontro presencial diário com o professor. É claro que o
encontro freqüente com o professor é muito proveitoso, mas essa ausência é
compensada com um cuidadoso planejamento das sessões presenciais,
visando à interação aluno/tecnologia, aluno/aluno, aluno/formador. Essas
sessões transcorrem sob a orientação de um formador previamente formado
para torná-las grandes momentos de ensino e aprendizagem, onde todos
ensinam e todos aprendem;

- ao cursista é dada grande flexibilidade, permitindo-lhe escolher com,


quanto e quando estudar, exceto quando é convocado a comparecer às
sessões presenciais (mesmo essas podem ser negociadas e suas atividades,
quando necessário, realizadas pelo cursista isoladamente);

- a elaboração do material didático específico para o curso e para aquela


clientela é um grande trunfo pedagógico da modalidade. Procura aliar
permanentemente teoria e prática, esta se tornando ponto de partida e objeto
de reflexão à luz dos estudos realizados;

- simbiose de conteúdo e tecnologia: a integração tecnologia/currículo


permite que o conteúdo seja assimilado ao mesmo tempo em que o cursista se
apropria da tecnologia em pauta;

- um sistema de apoio ao cursista é montado para suprir a ausência


diária do professor. Neste curso, como já foi dito, o cursista pode contar com
diversos canais de comunicação, como o Fórum Dúvidas Pedagógicas, que lhe
facilitará a comunicação entre cursista/cursista e cursista/formador, com o
propósito de serem sanadas quaisquer dificuldades.

Como você vê, fazer um curso a distância é uma experiência nova e


desafiadora que não significa abandono do cursista. A “presencialidade” se
garantirá por meio de muitos encontros, virtuais (em rede) ou presenciais,
planejados de modo a garantir o seu sucesso!

A proposta do curso

Parece-nos importante que você tenha uma visão de conjunto da


proposta do curso. Comecemos pelo contexto em que foi criado.

A Secretaria de Educação a Distância – SEED/MEC, em 2007, no


âmbito do Plano de Desenvolvimento da Educação – PDE, elaborou a revisão
do Programa Nacional de Informática na Educação – Proinfo.

Em sua nova versão, o Programa instituído pelo Decreto nº 6.300, de 12


de dezembro de 2007, intitula-se Programa Nacional de Tecnologia
Educacional – Proinfo e postula a integração e articulação de três
componentes:

• a instalação de ambientes tecnológicos nas escolas (laboratórios


de informática com computadores, impressoras e outros
equipamentos, e acesso à Internet – banda larga);

• a formação continuada dos professores e outros agentes


educacionais para o uso pedagógico das Tecnologias de
Informação Comunicação (TIC);

• a disponibilização de conteúdos e recursos educacionais


multimídia e digitais, soluções e sistemas de informação
disponibilizados pela SEED/MEC nos próprios computadores, por
meio do Portal do Professor, da TV/DVD escola etc.

Nesse contexto, surge o Programa Nacional de Formação Continuada


em Tecnologia Educacional – Proinfo Integrado que congrega um conjunto
de processos formativos, dentre eles o Curso de Introdução à Educação Digital
(40h), o Curso Tecnologias na Educação: ensinando e aprendendo com as TIC
(100h) e Complementação Local (projetos educacionais (40h).

Participantes
Os participantes do Curso Tecnologias na Educação: ensinando e
aprendendo com as TIC (100h) são professores e gestores escolares
(diretores, vice-diretores e coordenadores pedagógicos) dos sistemas públicos
de ensino que tiveram suas escolas contempladas com laboratórios de
Informática com Linux Educacional.

O curso de Introdução à Educação Digital (40h) não é pré-requisito


obrigatório para esta formação, mas as respectivas atividades curriculares
pressupõem conhecimentos iniciais de informática.

Objetivos
Na perspectiva dos objetivos gerais e específicos do Proinfo Integrado, o
Curso Tecnologias na Educação: ensinando e aprendendo com as TIC (100h)
visa a oferecer subsídios teórico-metodológico-práticos para que os
professores e gestores escolares possam:

• compreender o potencial pedagógico de recursos das TIC no


ensino e na aprendizagem em suas escolas;

• planejar estratégias de ensino e aprendizagem integrando


recursos tecnológicos disponíveis e criando situações de
aprendizagem que levem os alunos à construção de
conhecimento, à criatividade, ao trabalho colaborativo e resultem
efetivamente no desenvolvimento dos conhecimentos e
habilidades esperados em cada série;

• utilizar as TIC na prática pedagógica, promovendo situações de


ensino que focalizem a aprendizagem dos alunos.

Metas
Espera-se que, no período de 2008 a 2010, sejam formados,
aproximadamente, 240 mil profissionais da educação.

Proposta Curricular
Diretrizes curriculares
A concepção de formação do Proinfo Integrado tem como base as
noções de subjetividade, isto é, o protagonismo do aluno e do professor na
ação pedagógica, e de Epistemologia da Prática, ou seja, o conjunto de
saberes utilizados pelos profissionais da educação em seu espaço de trabalho
cotidiano, para o desempenho de todas as suas tarefas. Assim, o Curso
Tecnologias na Educação: ensinando e aprendendo com as TIC (100h)
desenvolve-se com base na articulação entre a prática pedagógica com o uso
de tecnologias, a realidade da escola, a reflexão sobre a prática e as
contribuições das tecnologias para o desenvolvimento do currículo nas distintas
áreas de conhecimento.

No curso, a prática é valorizada como momento de construção de


conhecimento por meio de reflexão, análise, problematização e investigação. A
perspectiva interdisciplinar é vista como uma construção do profissional-
aprendiz na busca de respostas para os desafios que se apresentam em sua
prática, sendo necessário prever tempos e espaços curriculares adequados
para o trabalho interdisciplinar.

Em função disso, os processos formativos voltados para o uso das TIC


devem assentar-se em situações contextualizadas e reais. As experiências
prévias dos profissionais devem ser consideradas e valorizadas, num quadro
de inclusão e de multiculturalidade, e as novas aprendizagens devem ser
objeto de integração contínua, construindo-se o conhecimento como uma
espiral aberta que, em cada etapa do curso, retoma e (re)significa o conjunto
das experiências do sujeito a respeito da temática desenvolvida.

Assim, a aprendizagem é vista como um processo interativo, ao mesmo


tempo individualizador e socializador, que se realiza com a mediação de outros
sujeitos, especialmente o professor e o gestor escolar, de modo que a
formação deve enfatizar a interação e o trabalho coletivo. Na perspectiva da
simetria invertida que marca a formação dos professores e gestores escolares,
o currículo propõe situações de trabalho que eles possam replicar em sala de
aula e no cotidiano escolar, obviamente com os ajustes necessários.

Isso implica que o profissional da educação se torne capaz de criar e


recriar a prática, de experimentar, propor e tomar distância crítica para reflexão
e avaliação de seu desempenho. A avaliação é, pois, concebida como
integrante do processo de ensino e aprendizagem, compreendendo um
percurso de acompanhamento formativo e um momento de balanço, que
conclui cada unidade e, simultaneamente, dá início à seguinte.
Finalmente, cumpre notar que a escola é o locus por excelência da
formação continuada do profissional da educação, pois, na medida em que
trabalha e estuda ao mesmo tempo, ele tem mais oportunidades de receber
orientação e acompanhamento da prática e, sobretudo, tem um material mais
rico para completar o ciclo da ação - reflexão - ação aperfeiçoada. Assim, o
currículo do Curso Tecnologias na Educação: ensinando e aprendendo com as
TIC (100h) propõe que teoria e prática se integrem desde o início: o profissional
da educação traz sua experiência para o curso e, simultaneamente leva os
conhecimentos para sua prática.

Perfil esperado do profissional ao término do curso

O profissional formado no Curso Tecnologias na Educação: ensinando e


aprendendo com as TIC (100h) deverá ser capaz de perceber o papel das
tecnologias de informação e comunicação nos setores da cultura
contemporânea e de situar sua importância para a educação.

Como condição necessária para isso ele deve conhecer diferentes


mídias com que se pode trabalhar com o uso da tecnologia digital, identificar
novas linguagens trazidas por essas mídias e compreender o respectivo
potencial para o ensino e a aprendizagem, situando-as no contexto da escola
em que atua.

Deve ser capaz de planejar situações de ensino focadas na


aprendizagem dos alunos, usando diferentes tecnologias que os levem à
construção de conhecimento, à criatividade, ao trabalho colaborativo e resultem
efetivamente no desenvolvimento dos conhecimentos e habilidades esperados
em cada série.

Finalmente, mas não menos importante, o profissional formado no Curso


de Tecnologias na Educação: ensinando e aprendendo com as TIC deve
perceber-se como sujeito ético e comprometido com a qualidade da escola e
com a educação dos cidadãos brasileiros.
Desenho do currículo
Tempos
O Curso terá duração de quatro meses e uma semana, e serão
desenvolvidas quatro unidades de estudo e prática, cada uma com carga
horária de 24h. Após a quarta unidade, haverá um encontro presencial final de
quatro horas. Dessa forma, a carga horária total do curso é de 100h.

Atividades Mês 1 Mês 2 Mês 3 Mês 4 Mês 5


e carga Total
horária Unidade 1 Unidade 2 Unidade 3 Unidade 4 Conclusão

Encontros 4h + 4h + 1h 3h + 4h + 1h 3h + 4h + 1h 3h + 4h
32h
Presenciais (9h) (8h) (8h) (7h)
Estudo a 16h 16h 16h 16h
64h
distância
Avaliação
4 4h
Presencial
Total
25h 24h 24h 23h 4 100h
Mensal

Encontros presenciais
Os encontros presenciais terão lugar nas próprias escolas em que atuam
os cursistas e serão coordenados pelo formador de cada turma. Se a turma for
composta de mais de uma escola, todas deverão ser contempladas como
espaços dos encontros presenciais.

No primeiro encontro da Unidade 1, durante uma hora, deverão ser


apresentados e discutidos os objetivos e a estratégia do curso. Nos demais
primeiros encontros de unidade, esse tempo é ocupado pela discussão e
análise coletiva do que foi produzido pelo professores/cursistas nas semanas
anteriores, fazendo-se uma síntese da unidade que se encerra. Nas outras três
horas, haverá atividades introdutórias à unidade que se inicia e um momento
de sensibilização para os próximos estudos. Na Unidade 4, naturalmente não
haverá hora de síntese, como nas demais, pois o último encontro destina-se a
sistematização e avaliação de todo o curso. Assim, a síntese específica dessa
unidade poderá ser feita no fim do segundo encontro presencial.

Na programação dos trabalhos presenciais haverá oficinas, trabalhos em


grupo apresentação/discussão do memorial/ diário de bordo de cada cursista e
atividades de avaliação formativa.
Estudos a distância
O curso está organizado por temas, um para cada unidade. Em cada
uma, serão dedicadas quatro semanas para estudos a distância (em casa ou
na escola, com colegas). Para dar apoio a este trabalho a ser realizado a
distância, serão oferecidas atividades e textos apresentados pelo menos em
meios impresso e digital. O cursista deverá realizar as leituras e atividades
auto-dirigidas indicadas nos guias.

Avaliação Presencial
No último encontro presencial, serão avaliados o curso como um todo,
os materiais de aprendizagem, a atuação do formador, o crescimento e o
aproveitamento dos alunos e as condições materiais de realização dos
trabalhos. Esse balanço final deve refletir o processo de avaliação formativa
desenvolvido ao longo do curso.

Matriz Curricular do Curso de Tecnologias na Educação: ensinando e


aprendendo com as TIC

Integrar com o Registrar


Unidades Temas
trabalho Refletir
pedagógico

1 Tecnologia na
sociedade, na vida e na
escola

Projeto desenvolvido Memorial ou


2 Internet, hipertexto e com os alunos do diário de
hipermídia cursista bordo

3 Prática pedagógica e
mídias digitais

4 Currículo, projetos e
tecnologia

Materiais de Ensino e Aprendizagem


O curso será disponibilizado no ambiente colaborativo de aprendizagem
e-Proinfo, mas considerando que alguns professores cursistas podem não
dispor de Internet, o curso também dispõe de outras mídias digitais (CD-ROM
e/ou DVD) e material impresso.

Este Manual é um suporte impresso que visa oferecer informações


básicas orientadoras ao Cursista e auxiliá-lo na condução de seus trabalhos.

As unidades de ensino compreenderão atividades de caráter:

• experiencial, que permitam ao cursista conhecer/explorar as TIC,


como aprendiz;

• organizativo, que criem para o cursista a oportunidade de se


apropriar das TIC como recursos de ensino e aprendizagem,
sistematizando os conhecimentos e planejando e desenvolvendo
situações de aprendizagem;

• operativo, que orientem o cursista a utilizar as TIC como recursos


de registro e de comunicação em apoio tanto à sua produção
intelectual como ao lazer;

• integrador, que auxiliem o cursista na inserção das TIC na prática


pedagógica e o estimulem a elaborar registros de experiências e a
refletir a respeito delas.

Organização das turmas


As turmas terão 20 professores cursistas, incluindo um membro da
equipe gestora de cada escola. Cada turma terá um formador responsável pelo
desenvolvimento do curso.

Avaliação e Certificação
A certificação ficará sob a responsabilidade da Coordenação Estadual
do Programa, representada pela Secretaria Estadual de Educação e pela
Undime Estadual. Constituem critérios para a obtenção do certificado: 75% de
freqüência/participação nas atividades e nota mínima 8.

O que significa estudar a distância

É bem provável que este seja o primeiro curso a distância de que você
participa. Se o for, esta é uma experiência totalmente nova em sua vida, não é
mesmo? Ainda que alguns colegas seus já tenham vivido a experiência
anteriormente, seria bom que todos adquirissem algumas informações sobre o
tema.

Pesquisas no campo da psicologia da aprendizagem têm trazido


algumas contribuições importantes. Elas nos mostram que se aprende quando:

• você propõe objetivos para o que está estudando, fazendo com


que o curso realizado tenha significado para sua vida e para sua
formação profissional;

• você se apropria realmente do que está estudando, estabelecendo


relações entre as informações adquiridas e o que já estudou ou fez
anteriormente;

• você se dá conta de que precisa aprender, porque não sabe tudo;


entende que a vida moderna exige de todo profissional um
aperfeiçoamento constante;

• você se vê motivado para o que se propôs, isto é, dedica-se ao


estudo por gosto, e não por obrigação;

• você é capaz de criar uma rotina. Escolha o melhor horário para


estudar e respeite-o. Algumas pessoas aprendem melhor quando
estudam pela manhã (morning persons), outras à noite (night
persons), quando outros já foram dormir e a casa se encontra em
silêncio... (Mas tudo vai depender dos seus horários de trabalho,
da rotina de sua casa, da sua capacidade de encontrar tempo para
o estudo e para as outras tarefas, sem prejudicar o seu tempo de
sono etc.). Evite estudar após as refeições: é nesse horário que
“bate” aquele sono incontrolável, dado que as suas energias
estarão desviadas para processar a sua digestão...;

• você é capaz de criar um método próprio de estudo, lembrando-se


de que:

** é importante planejar os seus horários e o tempo de duração de


seus estudos. Não deixe para depois o que pode fazer agora;
** é bom ter claros os objetivos da sua leitura: é uma leitura para
lazer? Para ter uma idéia do conteúdo de que trata o texto? (em
fase de seleção de material); para conhecer o pensamento de um
autor? Para obter um conhecimento específico? Para fazer uma
resenha ou crítica do texto? Para cumprimento de uma tarefa?

** é aconselhável fazer primeiro uma leitura rápida do texto, sem


se deter nos detalhes. Isso lhe dará uma visão global do texto e
você poderá, a seguir, fazer uma leitura mais cuidadosa,
sublinhando as idéias principais de acordo com os seus objetivos!
Esta será uma leitura mais analítica;

** trechos complexos exigem mais de uma leitura. Se você não


conseguir identificar o significado de uma palavra pelo contexto,
procure-a no dicionário;

** a leitura silenciosa permite melhor compreensão do que está


sendo lido. Entretanto, procure resguardar-se da distração
provocada por outros estímulos: concentre-se na tarefa em curso;

** programe um tempo diário que lhe permita criar o hábito regular


de estudo. Se você dispõe de pouco tempo durante a semana,
compense o tempo de estudo nos fins de semana;

** períodos curtos são aconselháveis: não programe mais do que


duas horas seguidas. Depois disso, a concentração decai...

Gostaríamos de destacar que à semelhança de outras


experiências exitosas de EAD, em nosso curso estamos trabalhando com um
novo paradigma de aprendizagem em que aprender “consistirá em saber
interagir com as fontes de conhecimento existentes [...], com outros detentores/
processadores do Conhecimento (outros professores, outros alunos, outros
membros da sociedade)”. (Machado, Antônio. 1995:466 apud Bento D. da
Silva.)

A seguir, disponibilizamos material auxiliar para registro de sua


turma e de suas atividades nos quatro meses de duração do curso.
SUA TURMA: FORMADOR E COLEGAS

Turma:
Formador responsável:
Telefone:
E-mail:
Nome: Nome:
Telefone: Telefone:
E-mail: E-mail:
Nome: Nome:
Telefone: Telefone:
E-mail: E-mail:
Nome: Nome:
Telefone: Telefone:
E-mail: E-mail:
Nome: Nome:
Telefone: Telefone:
E-mail: E-mail:
Nome: Nome:
Telefone: Telefone:
E-mail: E-mail:
Nome: Nome:
Telefone: Telefone:
E-mail: E-mail:
Nome: Nome:
Telefone: Telefone:
E-mail: E-mail:
Nome: Nome:
Telefone: Telefone:
E-mail: E-mail:
Nome: Nome:
Telefone: Telefone:
E-mail: E-mail:
Nome: Nome:
Telefone: Telefone:
E-mail: E-mail:
MÊS 1 – UNIDADE 1

4h 4h 1h

Previsto Previsto Previsto

Encontros

Presenciais Realizado Realizado Realizado

4h 4h 4h 4h

Previsto Previsto Previsto Previsto

Estudo

Distância Realizado Realizado Realizado Realizado


MÊS 2 – UNIDADE 2

3h 4h 1h

Previsto Previsto Previsto

Encontros

Presenciais Realizado Realizado Realizado

4h 4h 4h 4h

Previsto Previsto Previsto Previsto

Estudo

Distância Realizado Realizado Realizado Realizado


MÊS 3 – UNIDADE 3

3h 4h 1h

Previsto Previsto Previsto

Encontros

Presenciais Realizado Realizado Realizado

4h 4h 4h 4h

Previsto Previsto Previsto Previsto

Estudo

Distância Realizado Realizado Realizado Realizado


MÊS 4 – UNIDADE 4

3h 4h

Previsto Previsto

Encontros

Presenciais Realizado Realizado

4h 4h 4h 4h

Previsto Previsto Previsto Previsto

Estudo

Distância Realizado Realizado Realizado Realizado


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

LITWIN, Edith. Educação a Distância. Porto Alegre: ArtMed, 2001.

MAZAGÃO, Vera. Agenda do Estudante. Org. M.U.C. Salgado e V. Mazagão


– Programa Nacional de Inclusão de Jovens. Brasília, 2007.

MEC/ FNDE/SEED. FORMAÇÃO PELA ESCOLA. Caderno do Cursista.


Programa Nacional de Formação Continuada a Distância nas Ações do FNDE.
Brasília, 2008.

MORGAN, Clifford T. & DEESE, James. Como estudar. Rio de Janeiro:


Freitas Bastos, 1972. 5.ed.

SALGADO, Maria Umbelina C. Características de um bom material impresso


para a educação a distância. In: ALMEIDA, M.E.B. de e MORAN, José Manuel.
Integração das Tecnologias na Educação. Salto para o Futuro. MEC/SEED.
Brasília, 2005.

SILVA, Bento Duarte da. A Tecnologia é uma estratégia.


http://www.nonio.uminho.pt//challenges/actchal/079-Bento