Anda di halaman 1dari 33

Políticas para Gestão do Risco

Geológico em Belo Horizonte -


MG
Sistema Municipal de Habitação
Lei Municipal nº 6.508 de 12/01/1994

Sistema Municipal De
Habitação

Conselho Municipal de Fundo Municipal De


Habitação Habitação

Órgãos Gestores da PMH

URBEL - Cia Urbanizadora de Belo SMAHAB - Secretaria Mun. Adjunta


Horizonte de Habitação

DEFICIT QUALITATIVO DEFICIT QUANTITATIVO


Assentamentos já existentes Novos assentamentos

PMI Serra Conjunto CDI Jatobá


Programa Municipal de Habitação
Conceito de Habitação

Entende-se como habitação a moradia


inserida no contexto urbano, provida de
Barragem Santa Lúcia infraestrutura, serviços e equipamentos
urbanos básicos.

(Art.1° da Resolução n° II do Conselho


Municipal de Habitação)

Vila Ponta Porã


Política Municipal de Habitação
Resolução nº II do Conselho Municipal de Habitação de 01/12/94
Diretrizes Gerais

 Promover o acesso à terra e à moradia digna para os habitantes da cidade.

 Promover processos democráticos na formulação e implementação da política


habitacional.

 Utilizar processos tecnológicos que garantam maior qualidade e menor custo da


habitação.

 Priorizar formas de atuação que propiciem a geração de emprego e renda.

 Assegurar a vinculação da política habitacional com a política urbana.


Política Municipal de Habitação
Resolução nº II do Conselho Municipal de Habitação de 01/12/94
Intervenção Estrutural em Assentamentos Precários

Pressupostos

 A favela faz parte da estrutura da cidade.

 A favela, apesar de apresentar padrões muito precários, pode se transformar num

assentamento habitacional adequado.

 A urbanização e a regularização fundiária devem ser planejadas e implementadas

de forma articulada e integrada.

Objetivos

 Investir nas favelas de forma progressiva, buscando a melhoria da qualidade de

vida, diminuindo o déficit qualitativo do município, através da ação planejada e


organizada, com a participação da comunidade.
Política Municipal de Habitação
Lei de Parcelamento, Ocupação e Uso do Solo, Lei n.º 7.166 de 26/08/96

Os Assentamentos Precários são classificados como


ZEIS 1 e ZEIS 3 que são descritas como:

ZEIS - 1 (Zona de Especial Interesse Social)

Regiões ocupadas espontaneamente de forma desordenada pela


população de baixa renda, nas quais existe interesse público em
promover programas habitacionais de urbanização e
regularização fundiária, urbanística e jurídica, visando à
promoção da melhoria da qualidade de vida de seus habitantes
e a sua integração à malha urbana.

ZEIS - 3 (Zona de Especial Interesse Social)

Regiões edificadas em que o executivo tenha


implantado conjuntos habitacionais.
Barragem Santa Lúcia
Universo de Atuação
Assentamentos Precários

Área de BH ___________________ 331 Km²


População ___________________ 2.412.937 *
Nº de Assentamentos Precários___ 208 **
População em Assent. Precários___ 471.344 Hab. **
(19,5% da pop. do Município)
Domicílios em Assent. Precários ___129.702 **
Nº de Vilas e Favelas ____________174 **
Nº de Conjuntos (antes 1993) _____ 24 **
Nº de Outros Assentamentos ______10 **
Área de Interesse Social__________16,8 Km²
(5% da Área de BH ) **
Pop. de áreas de Interesse Social ___19,5% da pop. do Município
Nº famílias em alto risco __________10.650 fam.***

* FONTE: IBGE / 2007


** FONTE: SIT / DVPL / DPL / 2007 - URBEL
*** FONTE: DIAGNÓSTICO RISCO - 2004 - URBEL
Política Municipal de Habitação

Regulariza a Programa de Ações para redução e eliminação de


propriedade da Regularização PEAR áreas de risco geológico em um
terra em ZEIS processo contínuo de assistência
Fundiária técnica e social.

Discussão pública dos recursos Auxílio mensal para


destinados a construção de novas OPH Programa Bolsa pagamento de aluguel
às famílias removidas
moradias para a população de baixa renda Moradia de áreas de risco.

Discussão pública dos recursos PMH


destinados a obras de infra-estrutura e OP
equipamentos Controle Ações de monitoramento,
Urbano licenciamento e
fiscalização em ZEIS.

Reassentamento monitorado pelo


poder público. PROAS
Melhoria dos acessos e
Programa de pequenas obras para

Vila Manutenção em ajudar a eliminar as


áreas de risco
Intervenção estrutural em favelas
Viva Vilas e Favelas geológico.
INTERVENÇÕES ESTRUTURANTES

PROGRAMA VILA VIVA


Intervenções integradas e coletivas
Programa Vila Viva
Intervenção Estrutural

Intervenção de caráter reestruturador e integrado, previsto na política municipal


de habitação, que promove transformações profundas em um assentamento
existente, com o objetivo de integrá-lo à cidade e tornar adequadas as condições de
moradia.

Princípios:

Integração de Políticas Públicas;

Intersetorialidade;

Gestão Compartilhada;

Extensão das Melhorias Propostas;

Inclusão Social e Geração de Renda;

Sustentabilidade (participação comunidade).


Programa Vila Viva
Intervenção Estrutural

Conjunto de ações que visam recuperar e integrar os assentamentos à cidade,


delimitar e consolidar espaços públicos e privados e tornar adequadas as condições de
moradia.

Estrutura do Programa:

 Fase de Planejamento
 Plano Global Específico

 Fase de Execução das Intervenções


 Projetos
 Obras
 Ações de Acompanhamento Social
 Ações de Regularização Fundiária
Programa Vila Viva
Intervenção Estrutural

Caracterização da Intervenção (3 Grandes Eixos):

 Eixo Urbanístico Ambiental


 Intervenções Viárias
 Intervenções de Saneamento
 Requalificação Ambiental
 Intervenções Habitacionais
 Consolidação Geológica-Geotécnica

 Eixo Jurídico
 Intervenções de Regularização Fundiária

 Eixo Sócio Econômico Organizativo


 Intervenções Sociais: Processo de remoção e reassentamento, comunicação e
mobilização social, acompanhamento das obras, desenvolvimento sócio-organizativo,
educação sanitária e ambiental, capacitação e geração de emprego e renda
Programa Vila Viva
Plano Global Específico – Instrumento de planejamento

Levantamento de dados

sócio-econômico e
urbanístico-ambiental jurídico organizativo

diagnóstico integrado

propostas de intervenções
mobilização
comunitária
hierarquização das intervenções

PGE - direciona os investimentos públicos e é essencial para a captação de recursos externos

Instituído pela Lei Municipal nº 8.137/2000


Programa Vila Viva
Reestruturação Urbanística e Ambiental
Intervenções Viárias

 Restauração ou implantação de articulações viárias


internas e com o entorno
 Melhoria da acessibilidade e incentivo ao transporte
coletivo

 Criação de espaços de
convivência, articulação social e
inclusão
Programa Vila Viva
Reestruturação Urbanística e Ambiental
Intervenções de Saneamento
 Esgotamento Sanitário
 implantação de redes oficiais de esgotamento sanitário
 remanejamento das redes existentes
 interceptação e tratamento do esgoto;

 Drenagem
 implantação de dispositivos de coleta de água pluvial

 Abastecimento de Água
 implantação de redes oficiais de abastecimento
de água
 remanejamento das redes existentes
 novas unidades habitacionais com rede individual

 Limpeza Urbana
 ampliação da coleta de resíduos sólidos e
incentivo à coleta seletiva.
Programa Vila Viva
Reestruturação Urbanística e Ambiental
Requalificação ambiental

 Desocupação de talvegues

 Proteção das nascentes e preservação dos


córregos em leito natural

 Recuperação das matas ciliares

 Implantação de parques
Programa Vila Viva
Reestruturação Urbanística e Ambiental
Erradicação de Áreas de Risco

 Revegetação de
taludes

 Contenção de
encostas

Barragens para contenção de cheias


Programa Vila Viva
Reestruturação Habitacional
Alternativas

Construção de Unidades Habitacionais

Compra de Nova Moradia - Proas Programa de Remoção em Função de Obras Públicas


Decreto Municipal nº 9.805 de 21/12/1998
Imóveis residenciais avaliados abaixo de R$ 20.000,00:

Reassentamento monitorado: compra de um imóvel até o valor de R$


15.000,00, com acompanhamento da URBEL (Vistoria, negociação,
acompanhamento da transação, mudança).
Auxílio financeiro: família opta pelo valor de avaliação do imóvel.

Imóveis residenciais avaliados acima de R$ 20.000,00, imóveis de uso


comercial ou serviço:
Pagamento do valor de indenização, conforme avaliação do imóvel.

Indenização

Bolsa Moradia
Auxílio mensal destinado ao pagamento
de aluguel, para aquelas famílias
removidas de áreas de risco geológico-
geotécnico ou em função de obras, até o
reassentamento definitivo.
Programa Vila Viva
Regularização Fundiária

Áreas de Propriedade Pública:

 Desafetação de áreas de uso público

 Regularização do Parcelamento e Titulação

Áreas de Propriedade Particular:

 Desapropriação das áreas necessárias à execução de obras

 Usucapião em benefício dos ocupantes

Delimitação dos espaços de uso público


Programa Vila Viva
Desenvolvimento Sócio Organizativo

Programas de geração de
Programa de emprego e renda: mão de
Comunicação obra local
Social

Programa de Capacitação e
Qualificação Profissional:
aproveitamento das demandas e
potenciais da comunidade

Programa de Remoção e
Reassentamento:
Programa de Educação
acompanhamento social nos
Sanitária e Ambiental: processos de remoção e
gestão participativa para a
reassentamento: pré e pós-
utilização e preservação dos
morar
equipamentos urbanos e das
áreas verdes
Recursos Captados PAC 2007/20080
PROGRAMA VILA VIVA
AGLOMERADO DA SERRA
Programa Vila Viva
Reestruturação viária e área de lazer e esportes

ANTES
ANTES

DEPOIS DEPOIS

BECO N. Sra APARECIDA


Programa Vila Viva
Reestruturação do Sistema Habitacional

População:11.060 famílias

Remoção:2.356 famílias
(preservação ambiental, áreas
de risco e obras)

Indenização e Aquisição de moradias: 1500


famílias

Unidades Habitacionais a serem construídas:


856 UH
Programa Vila Viva
Reestruturação Habitacional
Av. Cardoso
ANTES

DEPOIS
Programa Vila Viva
Reestruturação Habitacional
Compra de Unidades Habitacionais (PROAS)

“Quero Passar Muitos Anos Aqui”

“A expectativa é boa. A casa é bonita segura, o lugar também. Sou muito


comunicativa e tenho certeza que não terei problemas com meus novos vizinhos,” diz.

A casa nova foi encontrada no jornal Balcão. Assim que viu o anúncio ela entrou em
contato com a proprietária e depois da vistoria técnica feita pela URBEL, o negócio foi
fechado.

ANTES DEPOIS
Programa Vila Viva
Desenvolvimento sócio-organizativo

TRABALHO
SOCIAL
COM
CRIANÇAS

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO
SANITÁRIA E AMBIENTAL

PROGRAMA DE REMOÇÃO
E REASSENTAMENTO
Programa Vila Viva
Programas Sociais
Qualificação e Capacitação Profissional

Cooperativa de costureiras Produção de blocos

Cursos de combate a incêndios

Minat Terkait