Anda di halaman 1dari 2

EBDA propõe parceria estratégica com a Prodeb

A proposta objetiva georreferenciar todos os dados do SIM EBDA, nos moldes de execução do Programa Nacional de Georreferenciamento

A Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA) propôs a


Companhia de Processamento de Dados do Estado da Bahia (Prodeb)
uma parceria estratégica para o desenvolvimento do projeto do Sistema
de Informações da EBDA Geoportal. O projeto pretende georreferenciar
todos os dados do SIM EBDA, nos moldes de execução do Programa
Nacional de Georreferenciamento (PNGEO). A proposta foi feita na
última terça-feira (26/01), com a presença dos diretores de Agricultura e
de Pecuária da EBDA, Hugo Pereira e Osvaldo Alves Sant'anna, da
chefe da divisão de informática da EBDA, Regina Marinho, e do
coordenador do PNGEO, Ricardo Lustosa.

Segundo Regina Marinho, o trabalho de georreferenciamento da


rastreabilidade dos produtos apícolas da agricultura familiar, criado pela
EBDA para monitorar desde a produção do mel até sua comercialização
no Estado da Bahia, obteve destaque nacional ao ganhar dois prêmios
em congressos de apicultura. "Agora nós queremos georreferenciar
todos os nossos dados e precisamos da Prodeb para abrigar este
Banco de Dados e nos ajudar a construir o Geoportal", explica Regina
Marinho. Para Elias Sampaio, a Prodeb vai contribuir com sua
expertize, infraestrutura e disponibilização de recursos de Tecnologia Durante o encontro, Ricardo Lustosa, que também é representante da
da Informação e Comunicação para o objeto da EBDA. Confederação Brasileira de Apicultura fez uma apresentação sobre o
Programa Nacional de Georreferenciamento (PNGEO), destacando a
Rastreabilidade fragilidade na atual hospedagem dos dados coletados. "Temos dados
como fotos, vídeos e textos, hospedados no Youtube, Google, de acesso
De acordo com o IBGE, 14% dos agricultores familiares do Brasil estão livre. Precisamos da Prodeb para o gerenciamento dessas informações",
na Bahia. A EBDA tem, hoje, 280 mil agricultores cadastrados, e a meta acrescentou. O diretor de Agricultura da EBDA, Hugo Pereira, aproveitou
do governo para o final de 2010 é aumentar esse número para 320 mil. a oportunidade para também pedir apoio a outro projeto, que pretende
"Também a questão das novas tecnologias na rastreabilidade da transformar os centros de treinamento da EBDA em Centros de Inclusão
produção agrícola tem a ver com o nosso negócio. Para efetivar este Digital Agrícola. "Nós precisamos que o agricultor tenha acesso à
ambiente, necessita-se de um sistema eletrônico, informatizado, e em informação. Informação é poder. Estar na Internet, estar no mundo
tempo real, que disponibilize as informações não só para o consumidor, digital, é ter poder".
como também para os órgão de regulação, fiscalização", pontuou o
presidente da Prodeb.
Novo Portal SEIA
A Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do
Estado da Bahia (SEMA) apresentou, na última segunda-
feira(18), no auditório do Instituto de Gestão das Águas e
Clima (Ingá), o novo Sistema Estadual de Informações
Ambientais, o Portal Seia, que estará disponível a partir de
março deste ano. O Portal, que relaciona informações
sobre o meio ambiente, inaugura uma série de novos
serviços on-line a exemplo de licenciamento ambiental,
outorga e controle florestal. "A partir do novo Seia o cidadão
fará tudo on line, o que antes teria que passar por vários
órgãos estauais. Isto significa agilidade e integração",
explicou o secretário de Meio Ambiente do Estado da
Bahia, Juliano Matos, ao agradecer a Companhia de
Processameto de Dados do Estado da Bahia (Prodeb) pela
solução encontrada para a integração dos diversos
instrumentos on-line para a gestão ambiental.

Para a coordenadora geral do Seia, Tâmara Teles, o maior


desafio do novo Sistema Estadual de Informações
Ambientais foi operacionalizar a integração, on line, dos
diversos processos técnicos e diferentes plataformas
tecnológicas. "É como o pessoal da Prodeb nos dizia.
Promover a orquestração entre os fluxos internos, sistemas
e aplicativos para construir um canal de comunicação
unificado, ágil e integrado para a gestão ambiental pelo
Governo da Bahia", declarou, ao elogiar a solução
tecnológica encontrada pela Prodeb. Para Tâmara, a
Prodeb póssibilitou conectar os órgãos do Meio Ambiente
com as necessidades do cidadão para ajudar de maneira
prática nas questões de regularização ambiental.