Anda di halaman 1dari 16

Aços de alta liga – Aços inoxidáveis

Os aços inoxidáveis tem como principal característica, a resistência à corrosão, mesmo em ambientes de alta temperatura ou temperaturas criogênicas (Temperaturas muito baixas).

Se deve principalmente pela presença de cromo (a partir de 11%).

O cromo, em contato com o oxigênio permite a formação de uma película finíssima de óxido de cromo (Cr 2 O 3 ) sobre a superfície do aço, que é impermeável e

insolúvel em meios corrosivos usuais.

Papel do cromo nos aços: taxa de corrosão x percentual de cromo do aço

Papel do cromo nos aços: taxa de corrosão x percentual de cromo do aço

Classificação dos Aços Inoxidáveis

São

classificados

de

acordo

com

cristalina

predominante

na

liga

à

ambiente. São classificados como:

a

estrutura

temperatura

• Aços inoxidáveis Martensíticos; • Aços inoxidáveis Ferríticos; • Aços inoxidáveis Austeníticos. • Aços inoxidáveis Duplex (Austeníticos Ferríticos)

Os

aços

inoxidáveis

são

de

alta

liga,

(contendo mais de 10% de elementos de liga) mas em geral são de baixo teor de

carbono, ligados principalmente ao:

• Cromo • Níquel • Molibdênio

Aço Inoxidável Austenítico

Melhor resistência à corrosão (excetuando o DUPLEX)

São essencialmente ligas ternárias ferro-cromo-níquel com 16 a 25% Cr e 7 a 20% Ni

Classificação AISI 3XX (eventualmente 2XX)

Sua estrutura permanece austenítica (CFC, tipo ferro ) às temperaturas normais dos tratamentos térmicos.

A presença do níquel (CFC), permite que a estrutura CFC se mantenha à temperatura ambiente.

Tem elevada capacidade de deformação devido à sua estrutura CFC

Melhor resistência a corrosão do que os aços ferríticos e martensíticos (o Ni reforça o filme protetor)

Não magnéticos

Não temperáveis, somente endurecíveis dor deformação a frio (encruamento)

Ótima soldabilidade

Aço Inoxidável Austenítico

Se forem posteriormente soldados ou aquecidos lentamente, a partir de temperaturas elevadas (de 500°C a 870°C ), pode ocorrer corrosão intergranular.

Essa corrosão pode ser diminuída até certo ponto através de:

– Diminuição do teor de carbono para cerca de 0,03%

C

– Adição de elementos de liga como o nióbio titânio ou tântalo (que se combina com o carbono da liga antes que o cromo se combine).

Mecanismo da corrosão intergranular (a corrosão ocorre à temperatura ambiente) nos aços inoxidáveis austeníticos quando aquecidos entre 500°C e 870°C

Mecanismo da corrosão intergranular (a corrosão ocorre à temperatura ambiente) nos aços inoxidáveis austeníticos quando aquecidos

Corrosão intergranular em aço inoxidável soldado na proximidade do cordão de solda

Corrosão intergranular em aço inoxidável soldado na proximidade do cordão de solda

Aspecto da corrosão sob tensão em aços inoxidáveis em soluções contendo cloretos acima de 60 °C

Aspecto da corrosão sob tensão em aços inoxidáveis em soluções contendo cloretos acima de 60 °C

Pites em chapa de aço inoxidável AISI 304, por uma solução ácida de cloretos ( AISI 316 resiste mais a esse tipo de corrosão.

Pites em chapa de aço inoxidável AISI 304, por uma solução ácida de cloretos ( AISI

Aço Inoxidável Austenítico (Propriedades) (outros AISI 310 AISI 316 AISI 348)

Designação da

Composição

liga

Química

301

17Cr; 7Ni

304

19Cr; 10Ni

304L

19Cr; 10Ni; 0,03C

321

18Cr; 10Ni; Ti = 5x %Cmin.

347

18Cr; 10Ni; Cb (Nb) = 10x Cmin.

 

Resistência à

Tensão

Estado

Tração (Mpa)

Cedência

Recozido

759

276

Recozido

580

290

Recozido

559

269

Recozido

621

241

Recozido

655

276

Alongamento

(%)

Aplicações típicas

60

Liga de elevada taxa de encruamento; aplicações estruturais

55

55

45

Equipamento de processamento químico e de alimentos.

Baixo carbono para soldadura; reservatórios químicos

Estabilizado para soldadura; equipamento de processamento

45

Estabilizado para soldadura; reservatórios de transporte de produtos químicos.

Aço Inoxidável Martensítico

Essencialmente ligas binárias ferro-cromo com 12 a 17% Cr

Série AISI 4XX

 

Relação % de Cromo / % de Carbono baixa

Magnéticos e endurecíveis por têmpera

Maior resistência mecânica e duzeza

Baixa

soldabilidade

(podem

temperar

e

fissurar

na

solda). Usa-se eletrodo de inoxidável austenítico.

 

Baixa

resistência

a

corrosão

comparando

com

os

ferríticos e austeníticos Apresentam-se em três tipos:

 

– Baixo Carbono (tipo turbina) – 0,15% C; 12% Cr – Médio Carbono (tipo cutelaria) – 0,70% C; 17% Cr – Alto Carbono (resistente ao desgaste) – 1,10% C; 17% Cr

Aço Inoxidável Martensítico (Propriedades) Outros AISI 403 AISI 420 AISI 416

Designação da

Composição

Estado

Resistência à

Tensão

Alongamento

Aplicações típicas

liga

Química

Tração (Mpa)

Cedência

(%)

   

Recozido

       

Uso geral para Tratamento térmico;

410

12,5Cr; 0,15C

T & R

  • 517 276

30

orgãos de máquinas, veios de bombas, válvulas.

   

Recozido

  • 724 414

 

20

Cutelaria, rolamentos, intrumentos

440A

17Cr; 0,7C

T & R

1828

1690

5

cirúrgicos.

440C

17Cr; 1,1C

Recozido

759

276

13

Esferas, rolamentos, pistas,

   

T & R

1966

1897

2

componentes de válvulas.

Aço Inoxidável Ferrítico

São essencialmente ligas binárias ferro-cromo com 12 a

30% Cr Relação % de Cromo / % de Carbono alta

Série AISI 4XX

Sua estrutura mantém-se essencialmente ferrítica (CCC, do

tipo ferro ) após os tratamentos térmicos normais São relativamente baratos, porque não contêm níquel, mas resistência à corrosão é menor que os equivalentes austeníticos.

Boa resistência ao calor e à corrosão (altos teores de cromo).

Baixa soldabilidade (crescimento de gão durante a soldagem – fragilidade). Usa-se eletrodo de inoxidável austenítico.

Aço Inoxidável Ferrítico (Propriedades) (outros AISI 442)

Designação da

Composição

liga

Química

  • 430 17Cr; 0,012C

  • 446 25Cr; 0,20C

 

Resistência à

Estado

Tração

(Mpa)

Recozido

517

Recozido

552

Tensão

Alongamento

(%)

Cedên

cia

  • 345 25

  • 345 20

Aplicações típicas

Uso geral, em que não se requer endurecimento, capotas de automóveis, equipamento para restaurantes.

Aplicações a alta temperatura,

aquecedores, câmaras de combustão