Anda di halaman 1dari 13

IDADE CONTEMPORÂNEA

A CRISE MUNDIAL DE 1929

1- PANORAMA MUNDIAL
Ao fim da 1ª Guerra Mundial, a Europa

estava devastada economicamente,


endividada com os gastos da guerra.

Já a América, distante das zonas devastadas


viu sua economia crescer. Principalmente
EUA.
IDADE CONTEMPORÂNEA
A CRISE MUNDIAL DE 1929
1 – PANORAMA AMERICANO
 Maior potência mundial. Centro das finanças

mundiais.
 Produção em larga escala (40% da produção

industrial mundial).
 Não dependia do comércio externo
 Entretanto, protecionista

e não adepta ao livre comércio


 Agricultura mecanizada.
 Maior credor internacional.
IDADE CONTEMPORÂNEA
A CRISE MUNDIAL DE 1929

 Liberalismo interno (não intervenção do


Estado na economia).
 Alternava entre prosperidade e recessão. A

economia parecia “segura”, mas era frágil.


 Concentração de renda.
 Euforia econômica e consumismo

compulsivo
 Exploração de operários.

◦ Ausência de leis trabalhistas.


 Investimentos na bolsa de valores.
IDADE CONTEMPORÂNEA
A CRISE MUNDIAL DE 1929

2 - CAUSAS:
 SUPERPRODUÇÃO.
 Queda das exportações
(recuperação européia).
 Dificuldade Européia de
amortizar dívidas.
 Mercado interno insuficiente
(concentração de renda).
◦Excedentes.
◦Prejuízos.
◦Demissões (contenção de despesas).
◦Nova retração do mercado interno.
◦Ciclo repete-se anualmente, reduzindo lucros e ações
das empresas.
IDADE CONTEMPORÂNEA
A CRISE MUNDIAL DE 1929

 24/10/1929 – “Quinta-feira negra”


◦ Quebra da Bolsa de Valores de Nova York.
◦ Milhares de ações disponibilizadas sem
compradores.
◦ Desvalorização total das ações.
IDADE CONTEMPORÂNEA
A CRISE MUNDIAL DE 1929
3 - CONSEQÜÊNCIAS:
 Desemprego em massa (14 milhões somente

nos EUA).
 Falências generalizadas (30 mil empresas e 4 mil

bancos nos EUA).


 Crise do liberalismo econômico. Adoção de

políticas nacionalistas.
 Deflação.
 Desvalorização da moeda.
 Ressentimentos nacionais.
 Regimes totalitários.
IDADE CONTEMPORÂNEA
A CRISE MUNDIAL DE 1929
• Trabalhava-se por qualquer preço
• Acionistas arruinados
• Suicídios
• Poupanças perdidas
• Destruição de estoque
• Crimes, ódio e tensões sociais
• Sopa dos pobres (org de apoio)
• Subnutrição de crianças
IDADE CONTEMPORÂNEA
A CRISE MUNDIAL DE 1929
4 - A RECUPERAÇÃO DOS EUA:
 Eleição de ROOSEVELT - 1932.
 1933 – NEW DEAL (inspirado nas
teorias do inglês J. M. KEYNES).
◦ Intervenção do Estado na economia.
◦ Abandono do liberalismo.
◦ Distribuição de encomendas oficiais à
empresas privadas (Licitações)
F. D. ROOSEVELT
◦ Vigilância do Estado de atividades
bancárias e operações nas Bolsas

J. M. KEYNES
IDADE CONTEMPORÂNEA
A CRISE MUNDIAL DE 1929
 Subsídios agrícolas
 Destruição de excedentes agrícolas
 Diminuição de importações e
abertura comercial relativa.
 Leis trabalhistas: Salário mínimo e
jornada de 40h. Incentivo à
contratação de novos funcionários.
 Seguro desemprego e políticas
sociais (aumento do mercado
interno).
 Obras públicas (melhoria da infra-
estrutura, redução do desemprego e
geração de mercado consumidor).
IDADE CONTEMPORÂNEA
A CRISE MUNDIAL DE 1929
IDADE CONTEMPORÂNEA
A CRISE MUNDIAL DE 1929

5 – RECUPERAÇÃO MUNDIAL
 As nações tiveram planos diversos de ação para

tentar recuperar a prosperidade afetada desde à


1ª Guerra Mundial.
 Inglaterra: Estado passou a intervir
directamente na economia através do apoio às
empresas industriais e de medidas de carácter
proteccionista, incentivando a compra de
produtos Britânicos ( Buy British).
 França: Intervencionismo mais radical. Direitos

trabalhistas e estatização de empresas.


IDADE CONTEMPORÂNEA
A CRISE MUNDIAL DE 1929
 Alemanha: Militarização para
absorver desempregados.
Política nacionalista,
intervencionista e autoritária.
Subida dos nazis no poder.
 URSS: Exceção em todo o
mundo. Planos quinquenais
(controlava o que produzir, onde
e como). Planificação da
economia visando satisfazer às
necessidades do povo.