Anda di halaman 1dari 112

BEM-VINDOS!



Metodologia Do Trabalho Científico

O Artigo Científico

O objetivo maior deste seminário é orientar


os alunos a produzirem o artigo científico de
acordo com as normas exigidas pela ABNT.

A produção de conhecimento científico

O conhecimento científico exige a


utilização de métodos, processos e técnicas
especiais para análise, compreensão e intervenção
na realidade (TEIXEIRA, 2005, p.84).

“Método é uma forma de ordenar o pensamento.”

O método científico agrega, portanto, lógica


e evidência factual, normatizando o processo de
busca de explicações consistentes sobre os fatos,
sua unidade, especifidade, ordem, regularidade,
causas e efeitos (Charoux, 2006, p.22).

METODOLOGIA
CIENTÍFICA

A metodologia científica deve ser entendida
como um elemento facilitador da produção de
conhecimento.

O uso adequado da metodologia permite:
• Descobrir;
• Organizar o pensamento;
• Elaborar possíveis respostas;
• Construir instrumentos objetivos de coletas de dados;
• Tabular, analisar e interpretar;
• Extrair conclusões;
• Preparar a comunicação do processo e dos resultados.
(Charoux, 2006, p.23)

TRABALHO DE
CONCLUSÃO DE
CURSO

TCC... O que eu faço?

Primeiramente, tranquilize-se!
Aqui na ISEED/FAVED será exigido
de você um artigo científico como
trabalho de conclusão de curso.
Sabendo que nosso artigo é de
revisão de literatura, o primeiro passo
a ser seguido é o levantamento de
possíveis temas.

Introdução a pesquisa

A pesquisa científica deve ser planejada,


antes de ser executada. Isso se faz através de uma
elaboração que se denomina “projeto de
pesquisa”. (Rudio, 1986, p. 53)
Alguns

supõem que elaborar projetos é
perder tempo e querem iniciar o artigo científico
imediatamente.

No entanto, persistir com este pensamento


irá lhe comprovar que seu trabalho ficará como
uma improvisação, confuso e lhe tomará muito
tempo, podendo ter que refazê-lo, num lastimoso
esbanjamento de tempo e recurso.

Vejamos os principais passos para a elaboração de
um projeto de pesquisa

Roteiro para a elaboração do projeto de pesquisa
TEMA
PROBLEMA
HIPÓTESE Desenvolva o seu
JUSTIFICATIVA projeto de pesquisa
OBJETIVO(S) para uma boa
REVISÃO DE LITERATURA elaboração do seu
METODOLOGIA artigo científico.
CRONOGRAMA
REFERÊNCIAS

ARTIGO
CIENTÍFICO

Artigo Científico de Revisão de Literatura

Segundo a NBR 6022 (2003):


Artigo Científico: Parte de uma publicação com
autoria declarada, que apresenta e discute ideias,
métodos, técnicas, processos e resultados nas diversas
áreas do conhecimento.
Artigo de Revisão: Parte de uma publicação que
resume, analisa e discute informações já publicadas.

Exigências
• Artigo de revisão de literatura;
• Tema/título e conteúdo pertinentes ao curso de
Complementação Pedagógica matriculado;
• Abordagem de, no mínimo, três autores
acadêmicos/científicos;
• Conter entre 05 e 10 páginas textuais.

Estrutura do Artigo Científico
• Capa;
• Folha de rosto;
Elementos Pré-textuais • Resumo;
• Palavras-chave.

• Introdução;
Elementos Textuais • Desenvolvimento;
• Conclusão.

• Referências;
Elementos Pós-textuais • Apêndice;
• Anexo.

A seguir, ilustraremos a aplicação das
normas dadas nesta aula e no material didático,
através de um modelo de artigo adotado pela
ISEED/FAVED.
Atenção: O artigo apresentado é apenas
uma ilustração, não sendo necessária a leitura do
conteúdo marcado.

ELEMENTOS PRÉ-
TEXTUAIS:
Capa

FORMATAÇÃO

Folha de rosto

FORMATAÇÃO


Tema / Título

Conforme Diez; Horn (2005, p. 44), é


importante que o tema evidencie a pretensão da
pesquisa, esclarecendo o assunto a ser abordado,
delimitando-o de acordo com o seu propósito.

Dicas Importantes
• Após a definição do tema, o aluno fará todo o
levantamento bibliográfico, delimitando o objetivo
central do estudo e, consequentemente, o seu título;
• Redija o título com objetividade, exprimindo
globalmente a proposta;
• O título tem a função de convidar ao conhecimento,
causar impacto, curiosidade, seduzir o leitor.

O título é uma das últimas tarefas a cumprir
quando se produz um artigo científico ou outro
texto acadêmico, pois durante a produção do
trabalho vários discernimentos surgirão
propiciando nomeações mais pertinentes.

Como pesquisar temas pertinentes ao seu curso

Pesquise em sites acadêmicos como:


www.universia.com.br/materia/materia.jsp?materia=2264
www.scielo.br
www.anped.org.br
E outros mais elencados no módulo, leia a apostila
atentamente!

ELEMENTOS PRÉ-
TEXTUAIS:
Resumo / Palavra-
chave

Resumo

De acordo com ABNT NBR 6028 (2003, p.


1) o resumo é um elemento obrigatório e deve
ressaltar o tema / questão-problema, o objetivo, a
metodologia utilizada na pesquisa, o referencial
teórico, bem como os resultados e conclusões do
trabalho.

Veja agora o resumo de um dos nossos
artigos científicos.
Perceba que explicaremos todos os
pormenores para que você seja capaz de visualizar
as partes do mesmo.

FORMATAÇÃO
Título:
Coloque o seu
• Fonte tamanho
nome completo.
12;
• Fonte tamanho
• Arial ou Times
New Roman;
• Maiúsculo;  12;
• Arial ou Times
New Roman.
• Negrito.

Palavra-chave: Bloco único.


• Fonte tamanho • Sem parágrafo;
12; • Fonte tamanho
• Arial ou Times 10;
New Roman; • Arial ou Times
• Separe as New Roman;
palavras com • Espaçamento
ponto final; entre linhas
• Negrito. simples.


Ressalte o tema /
Utilize o verbo na
questão-problema
voz ativa e na 3º
do seu artigo.
pessoa.

Apresente o
objetivo do seu
artigo.

Relate de forma
breve a
metodologia
utilizada na
pesquisa e o
referencial teórico.
Não apresente
citações.

Demonstre os
principais
resultados e
finalize com uma
breve exposição
da conclusão.

Apresente as
palavras mais
representativas do
conteúdo do seu
artigo (entre 03 e
05 palavras).

A escrita do resumo deve acontecer após
todo o trabalho finalizado.

ELEMENTOS
TEXTUAIS:

Introdução

Introdução

Parte inicial do artigo, onde devem constar


a delimitação do assunto tratado, os objetivos da
pesquisa e outros elementos necessários para
situar o tema do artigo.

De modo geral, a introdução deve ser breve e
conter:
• Apresentação do tema/questão-problema;
• Justificativa para elaboração do trabalho
(importância do estudo).
• Breve exposição da literatura a respeito do
assunto (conceitos, definições em forma de
citações);
• Definir o objetivo central do trabalho.

FORMATAÇÃO
Introdução:
 Introdução:
• Fonte tamanho
• Fonte tamanho
12;
12;
• Arial ou Times
• Arial ou Times
New Roman;
New Roman;
• Espaçamento
• Negrito.
entre linhas 1,5cm.
Observe que não
Exceto as citações
há separação dos
longas diretas:
itens por páginas.
• Fonte tamanho
Logo após as
10;
palavras-chave,
• Arial ou Times
apresente a sua
New Roman;
introdução. Assim
• Espaçamento
acontecerá
entre linhas
também nos
simples e recuo de
demais itens do
4cm.
artigo.

Percebam que
utilizamos partes Apresente o
do projeto para a Tema. Deixe claro
elaboração do para o leitor sobre
Artigo científico. o que se trata o
trabalho. Utilize o
Relembrando o verbo no presente
projeto... Tema (o do indicativo.
que é?)
Apresente
Relembrando o também a
projeto... questão-


problema. Relate
Problema (por as questões que
que?) lhe causam
interesse pela
pesquisa.

Argumente sobre
a relevância do Relembrando o
estudo. Apresente projeto...
as razões que te
levam a pesquisar Justificativa (qual
o tema, motivação a relevância?)
e importância.
Faça uma breve
exposição da 
literatura a
respeito do Relembrando o
assunto que projeto...
posteriormente
será ampliada no Revisão de
desenvolvimento literatura (qual é o
do artigo. fundamento?)

Defina o objetivo
central do
trabalho, Relembrando o
mostrando o norte projeto...
do estudo, ou seja,
o conhecimento Objetivo (para
acadêmico que?)
desejado.

Lembre-se de rever a sua introdução


depois da finalização do seu trabalho, visto que
poderá haver modificações em relação ao
projeto original.

ELEMENTOS
TEXTUAIS:
Desenvolvimento

Desenvolvimento

Nesta parte do artigo, o autor deve fazer


uma exposição e uma discussão das teorias que
foram utilizadas para entender e esclarecer o
problema, apresentando-as e relacionando-as com
a dúvida investigada.

Para a materialização do texto acadêmico é
de suma importância a construção do referencial
teórico sabendo que o mesmo é constituído por
meio da revisão de literatura.
Esta é a parte mais importante de um estudo
acadêmico, visto que propicia o desenvolvimento
do conhecimento que já foi produzido e permite o
fluir de novas ideias.
Constituindo assim matéria-prima para
elaboração do texto do artigo.

Conforme Diez; Horn (2004, p.39), a
revisão de literatura é constituída por registro
de uma releitura do que “as autoridades” já
escreveram sobre o tema.
Diante desse critério, alguns textos
credenciam - autorizam ou validam – um
trabalho, ou realizam o inverso.

Entende-se então que não são apropriados para
revisão de literatura da COMPLEMENTAÇÃO:

• Enciclopédias;
• Revistas não-especializadas, tais como: Nova escola,
Pátio... Que são excelentes publicações, mas dirigidas
especialmente para os professores que têm apenas o
ensino médio;
• Revistas ainda, tais como: Veja, Época...

Entende-se então que não são apropriados para
revisão de literatura da COMPLEMENTAÇÃO:

• Livros didáticos;
• Publicações místicas e de autoajuda, como Lair
Ribeiro, Paulo Coelho, Içami Tiba, Augusto Cury...
Dentre outros, que são destinados ao público não
acadêmico.

Não está em pauta o valor do conteúdo dos


escritos mencionados, mas sua adequação a
constituição de uma escrita para o patamar da
Complementação Pedagógica.

FORMATAÇÃO
Para alcançar os objetivos propostos,
utilizou-se como recurso metodológico, a


Desenvolvimento: pesquisa bibliográfica, realizada a partir da
análise pormenorizada de materiais já
• Fonte tamanho publicados na literatura e artigos científicos Desenvolvimento:
12; divulgados no meio eletrônico. • Fonte tamanho
O texto final foi fundamentado nas ideias
• Arial ou Times e concepção de autores como: Derkosk
12;
New Roman; (2010), Dóron (1998), Freire (1997), • Arial ou Times
• Alinhada a Férnandez (1991), Gadotti (1999), Placco New Roman;
(2002), Pilleti (1999), Rego (1996), Silva
margem esquerda. (2010), Tassoni (s.d) e Zibermam (2000). • Espaçamento
entre linhas 1,5cm.
Exceto as citações
longas diretas:
• Fonte tamanho
10;
• Arial ou Times
New Roman;
• Espaçamento
entre linhas
simples e recuo de
4cm.

Agora mostraremos o desenvolvimento do
artigo esmiuçando toda a sua escrita.
Para alcançar os objetivos propostos,
utilizou-se como recurso metodológico, a


pesquisa bibliográfica, realizada a partir da
análise pormenorizada de materiais já
publicados na literatura e artigos científicos Perceba que o
divulgados no meio eletrônico. autor do artigo
O texto final foi fundamentado nas ideias
e concepção de autores como: Derkosk
inicia o seu
(2010), Dóron (1998), Freire (1997), desenvolvimento
Férnandez (1991), Gadotti (1999), Placco expondo a
(2002), Pilleti (1999), Rego (1996), Silva
(2010), Tassoni (s.d) e Zibermam (2000). evolução do tema
abordado e logo
em seguida,
afirma esta
exposição ao
apresentar a
fundamentação
teórica do autor.
Corroborando
assim as suas
ideias com as
ideias dos autores
acadêmicos.
Novamente o
autor interliga as
suas ideias tendo
Para alcançar os objetivos propostos,
como utilizou-se como recurso metodológico, a
comprovação a

pesquisa bibliográfica, realizada a partir da
teoria acadêmica análise pormenorizada de materiais já
publicados na literatura e artigos científicos
apresentada, neste divulgados no meio eletrônico.
caso, pelo autor O texto final foi fundamentado nas ideias
e concepção de autores como: Derkosk
Fernandez. (2010), Dóron (1998), Freire (1997),
Férnandez (1991), Gadotti (1999), Placco
(2002), Pilleti (1999), Rego (1996), Silva
(2010), Tassoni (s.d) e Zibermam (2000).
Para alcançar os objetivos propostos,
utilizou-se como recurso metodológico, a


pesquisa bibliográfica, realizada a partir da
análise pormenorizada de materiais já
publicados na literatura e artigos científicos Relembrando que
divulgados no meio eletrônico. o artigo é uma
O texto final foi fundamentado nas ideias
e concepção de autores como: Derkosk
revisão de
(2010), Dóron (1998), Freire (1997), Literatura,
Férnandez (1991), Gadotti (1999), Placco verifique que, até
(2002), Pilleti (1999), Rego (1996), Silva
(2010), Tassoni (s.d) e Zibermam (2000). o momento, o
autor do artigo
analisou as
informações
publicadas sobre
o tema,
demonstrando
teoricamente o
objeto de seu
estudo e a
necessidade da
pesquisa que
realizou.
Para alcançar os objetivos propostos,
utilizou-se como recurso metodológico, a


pesquisa bibliográfica, realizada a partir da
análise pormenorizada de materiais já
publicados na literatura e artigos científicos
divulgados no meio eletrônico.
O texto final foi fundamentado nas ideias
e concepção de autores como: Derkosk
(2010), Dóron (1998), Freire (1997),
Férnandez (1991), Gadotti (1999), Placco
(2002), Pilleti (1999), Rego (1996), Silva
(2010), Tassoni (s.d) e Zibermam (2000).
Com o intuito de
continuar a
confirmação de
suas informações,
o autor do artigo
já bordou até o
momento o
mínimo de
teóricos exigidos
(três autores
acadêmicos).
Para alcançar os objetivos propostos,
utilizou-se como recurso metodológico, a


pesquisa bibliográfica, realizada a partir da
análise pormenorizada de materiais já
publicados na literatura e artigos científicos
divulgados no meio eletrônico. Em seu artigo
O texto final foi fundamentado nas ideias
e concepção de autores como: Derkosk
você deverá
(2010), Dóron (1998), Freire (1997), utilizar citações.
Férnandez (1991), Gadotti (1999), Placco Elas poderão ser
(2002), Pilleti (1999), Rego (1996), Silva
(2010), Tassoni (s.d) e Zibermam (2000). apresentadas de
diferente formas:
• Indiretas;
• Diretas Longas;
• Diretas Curtas.

Lembre-se que
essas citações são
para reforçar e
fundamentar as
ideias
apresentadas.
Para alcançar os objetivos propostos,
utilizou-se como recurso metodológico, a


pesquisa bibliográfica, realizada a partir da
análise pormenorizada de materiais já
O autor do artigo publicados na literatura e artigos científicos
apresenta aqui divulgados no meio eletrônico.
O texto final foi fundamentado nas ideias
citações indiretas e concepção de autores como: Derkosk
de diversos (2010), Dóron (1998), Freire (1997),
autores Férnandez (1991), Gadotti (1999), Placco
(2002), Pilleti (1999), Rego (1996), Silva
acadêmicos. As (2010), Tassoni (s.d) e Zibermam (2000).
citações indiretas
deverão vir no
corpo do texto
contendo o
sobrenome do
autor com o ano
entre parênteses.
Mais exemplos de
citações indiretas
você encontrará
no material
didático.
Para alcançar os objetivos propostos,
utilizou-se como recurso metodológico, a


pesquisa bibliográfica, realizada a partir da
análise pormenorizada de materiais já
publicados na literatura e artigos científicos
divulgados no meio eletrônico.
O texto final foi fundamentado nas ideias
e concepção de autores como: Derkosk
(2010), Dóron (1998), Freire (1997),
Férnandez (1991), Gadotti (1999), Placco
(2002), Pilleti (1999), Rego (1996), Silva
(2010), Tassoni (s.d) e Zibermam (2000).

Já neste parágrafo,
o autor utiliza
citação direta
curta.
Essa citação
possui menos de
três linhas e
deverá ser
apresentada entra
aspas no corpo do
texto.
O autor do artigo Na chamada,
utilizou uma Para alcançar os objetivos propostos, observe que por
citação direta utilizou-se como recurso metodológico, a
não estar entre


pesquisa bibliográfica, realizada a partir da
longa (contendo análise pormenorizada de materiais já parênteses, o
mais de três publicados na literatura e artigos científicos
autor Freire foi
linhas) de Freire. divulgados no meio eletrônico.
apresentado
O texto final foi fundamentado nas ideias
Perceba que essa e concepção de autores como: Derkosk somente com a
citação foi (2010), Dóron (1998), Freire (1997),
primeira letra em
mencionada da Férnandez (1991), Gadotti (1999), Placco
maiúsculo.
(2002), Pilleti (1999), Rego (1996), Silva
maneira exigida (2010), Tassoni (s.d) e Zibermam (2000).
pela
ABNT/FAVED
que é: Coloque no final
• Fonte tamanho da citação, entre
10; parênteses:
• Arial ou Times • Sobrenome do
New Roman; autor em
• Recuo de 4cm da maiúsculo;
margem esquerda; • Ano e página.
• Espaçamento Neste caso:
entre linhas FREIRE, 1996, p.
simples. 73)
Note que o autor
manteve uma
Para alcançar os objetivos propostos,
estruturação
utilizou-se como recurso metodológico, a lógica de todo o


pesquisa bibliográfica, realizada a partir da conteúdo em seu
análise pormenorizada de materiais já
publicados na literatura e artigos científicos
desenvolvimento,
divulgados no meio eletrônico. usando toda a
O texto final foi fundamentado nas ideias argumentação
e concepção de autores como: Derkosk
(2010), Dóron (1998), Freire (1997), necessária com os
Férnandez (1991), Gadotti (1999), Placco teóricos
(2002), Pilleti (1999), Rego (1996), Silva
(2010), Tassoni (s.d) e Zibermam (2000).
utilizados,
fechando com
coerência o seu
desenvolvimento.

ELEMENTOS
TEXTUAIS:
Conclusão

Conclusão
É um fechamento do trabalho estudado,
respondendo a questão-problema e aos objetivos
do estudo apresentados na introdução, onde não se
permite que nesta seção sejam incluídos dados
novos, que já não tenham sido apresentados
anteriormente.

FORMATAÇÃO
Para alcançar os objetivos propostos,
utilizou-se como recurso metodológico, a


pesquisa bibliográfica, realizada a partir da
análise pormenorizada de materiais já
publicados na literatura e artigos científicos
divulgados no meio eletrônico.
O texto final foi fundamentado nas ideias
e concepção de autores como: Derkosk Conclusão:
(2010), Dóron (1998), Freire (1997),
Férnandez (1991), Gadotti (1999), Placco
• Fonte tamanho
(2002), Pilleti (1999), Rego (1996), Silva 12;
(2010), Tassoni (s.d) e Zibermam (2000). • Arial ou Times
New Roman;
• Espaçamento
entre linhas 1,5cm.

O autor Para alcançar os objetivos propostos,
utilizou-se como recurso metodológico, a
relacionou as


pesquisa bibliográfica, realizada a partir da
diversas ideias análise pormenorizada de materiais já
publicados na literatura e artigos científicos
desenvolvidas ao divulgados no meio eletrônico.
longo do trabalho, O texto final foi fundamentado nas ideias
num processo de e concepção de autores como: Derkosk
(2010), Dóron (1998), Freire (1997),
síntese dos Férnandez (1991), Gadotti (1999), Placco
principais (2002), Pilleti (1999), Rego (1996), Silva
resultados e as (2010), Tassoni (s.d) e Zibermam (2000).

contribuições
trazidas pelas
pesquisa.
A conclusão é de
caráter
qualitativo,
portando, não
permite quadros,
tabelas, citações,
entre outros.

ELEMENTOS PÓS-
TEXTUAIS:
Referências

Referências
São um conjunto de elementos que permitem a
identificação, no todo ou em parte, de documentos
impressos ou registrados em diferentes tipos de materiais.
As publicações devem ter sido mencionadas no
texto do trabalho e devem obedecer as normas da ABNT.
Trata-se de uma listagem dos livros, artigos e outros
elementos de autores efetivamente utilizados e
referenciados ao longo do artigo.

Dessa maneira:

• Todos os autores que foram abordados no texto


deverão obrigatoriamente ser apresentados nas
referências;
• Autores somente consultados e não citados no texto,
não deverão ser listados nas referências.

FORMATAÇÃO
Todas as obras Referências:
Para alcançar os objetivos propostos,
apresentadas utilizou-se como recurso metodológico, a • Fonte tamanho
deverão estar: 12;

pesquisa bibliográfica, realizada a partir da
• Fonte tamanho análise pormenorizada de materiais já
• Arial ou Times
publicados na literatura e artigos científicos
12; divulgados no meio eletrônico. New Roman;
• Ordem alfabética; O texto final foi fundamentado nas ideias • Maiúsculo;
e concepção de autores como: Derkosk
• Arial ou Times (2010), Dóron (1998), Freire (1997), • Negrito;
New Roman; Férnandez (1991), Gadotti (1999), Placco • Centralizado.
• Espaçamento (2002), Pilleti (1999), Rego (1996), Silva
(2010), Tassoni (s.d) e Zibermam (2000).
entre linhas
simples, separada
entre si por espaço
duplo ;
• Alinhamento a
margem esquerda.
Os títulos das
obras deverão ser
apresentados em
itálico.

TIPOS DE
REFERÊNCIAS
Para alcançar os objetivos propostos,
utilizou-se como recurso metodológico, a


pesquisa bibliográfica, realizada a partir da
análise pormenorizada de materiais já
publicados na literatura e artigos científicos
divulgados no meio eletrônico.
O texto final foi fundamentado nas ideias Referências de
e concepção de autores como: Derkosk Livros.
(2010), Dóron (1998), Freire (1997),
Férnandez (1991), Gadotti (1999), Placco
(2002), Pilleti (1999), Rego (1996), Silva
(2010), Tassoni (s.d) e Zibermam (2000).

Referência de
Capítulo.

Demais exemplos
Referência de
de referências são
Artigo de Site
apresentados no
Científico
nosso módulo 10 e
na NBR 6024: 2003
da ABNT.

ELEMENTOS PÓS-
TEXTUAIS:
Anexos / Apêndice

Conforme a ABNT, NBR 14724 (2002, p.2), são
elementos opcionais:
• Anexos: consiste em um texto ou documento não
elaborado pelo autor, que serve de fundamentação,
comprovação e ilustração.

• Apêndice: consiste em um texto ou documento


elaborado pelo autor a fim de complementar o texto
principal.

Recursos Ilustrativos
Quando estritamente necessários, deverão ser
inseridos como anexos, devido ao número limitado de
páginas do artigo.

Critérios utilizados
para a avaliação do TCC
(Trabalho de Conclusão de
Curso) - Artigo Científico
serão:
Tema e título

Neste item será avaliado se o tema/título e
conteúdo do TCC estão pertinentes ao curso de
Complementação Pedagógica que o aluno faz.
Exemplo:
• Curso - Ensino de Língua Portuguesa;
Tema - Variação Linguística;
Título - O Ensino das Variações Linguísticas
para alunos das Séries Finais do Ensino
Fundamental.

Nível de textualidade
Neste item será avaliada a linguagem
utilizada no TCC.
O aluno deverá utilizar a Língua Portuguesa
de acordo com a Norma culta, verificar no texto a
ortografia, a concordância (nominal e verbal),
coerência, coesão, acentuação e pontuação.

Formação e Estrutura

Neste item será analisada toda a formatação e


estrutura do Artigo exigido.
Assim, o acadêmico deverá desenvolvê-lo
conforme as exigências da ABNT/ISSED/FAVED.
Faça a formatação conforme o Módulo , siga
as regras estabelecidas no mesmo.
Conteúdo

O conteúdo deverá ser desenvolvido
conforme o tema/título do TCC (pertinente ao
curso de Complementação Pedagógica), utilizando
uma linguagem técnica e formal, obedecendo
sempre os critérios estabelecidos pela
ABNT/ISEED (módulo 9) em uma sequência lógica
dos fatos apresentados.
Rigor científico
O TCC deverá

apresentar, no mínimo, três
autores acadêmicos/científicos, o aluno deverá
dialogar as suas ideias com as ideias desses autores,
dando sempre créditos aos autores.
Além de pesquisar (livros e sites acadêmicos) e
apresentar os autores acadêmicos/científicos, é
necessário que os mesmos sejam abordados no
conteúdo do trabalho em forma de citações (diretas
e/ou indiretas).

O primeiro critério a ser avaliado no
conteúdo do TCC será a autoria do mesmo,
através de um sistema de busca, o artigo passará
por uma identificação de plágio.
Se o aluno fizer uma cópia integral ou
parcial de outros autores, será reprovado na
Disciplina Metodologia do Trabalho Científico, e o
próximo TCC somente poderá ser encaminhado,
após o pagamento de uma taxa.

A ISEED/FAVED verifica seus artigos
através do software chamado Ephorus
Este software é líder do mercado no campo de
antiplágio, nele não há margem de erros, pois mostra
o trabalho do aluno na íntegra, contendo todos os
endereços da internet onde foram localizadas as
cópias, inclusive, disponibiliza um relatório
contendo todas as marcações para que o professor
possa comprovar a existência de cópias indevidas
(plágio).
Correção com urgência

O artigo científico poderá ser corrigido no
prazo de até 96 horas, para isso, o acadêmico deverá
efetuar o pagamento da taxa de correção imediata, no
valor de
R$ 70,00.
Esse prazo é contado a partir da data que o
pagamento constar em nosso sistema.
Para tal procedimento, é necessário:
Junto ao envio do artigo, solicitar o envio do
boleto. Podendo também entrar em contato com o
setor: 0800 005 5151.

A Secretaria Acadêmica salva os artigos
recebidos no Ephorus e o sistema faz a busca em toda
a rede mundial e em nosso banco de dados num
prazo de até 24 horas.

Lembre-se que o seu artigo poderá ser
encaminhado a correção quantas vezes forem
necessárias, até que esteja apto a aprovação.

30 DICAS PARA
ESCREVER BEM
Autor: Professor João Pedro da
UNICAMP

1. Deve evitar ao máx. a utiliz. de abrev., etc;
2. É desnecessário fazer-se empregar de um estilo de
escrita demasiadamente rebuscado. Tal prática
advém de esmero excessivo que raia o exibicionismo
narcisístico;
3. Anule aliterações altamente abusivas;
4. não esqueça as maiúsculas no início das frases;
5. Evite lugares-comuns como “o diabo foge da cruz”;

6. O uso de parêntesis (mesmo quando for relevante)
é desnecessário;
7. Estrangeirismos estão out; palavras de origem
portuguesa estão in;
8. Evite o emprego de gíria;
9. Não utilize palavras de baixo calão;
10. Nunca generalize: generalizar é um erro em todas
as situações;

11. Evite repetir a mesma palavra, pois essa palavra
vai ficar uma palavra repetitiva. A repetição da
palavra vai fazer com que a palavra repetida
desqualifique o texto onde a palavra se encontra
repetida;
12. Não abuse das citações. Como costuma dizer um
amigo meu: “Quem cita os outros não tem ideias
próprias”;

13. Frases incompletas podem causar;
14. Não seja redundante, não é preciso dizer a mesma
coisa de formas diferentes; isto é, basta mencionar
cada argumento uma só vez, ou por outras palavras,
não repita a mesma ideia várias vezes;
15. Seja mais ou menos específico;

16. Frases com apenas uma palavra? Jamais!;
17. A voz passiva deve ser evitada;
18. Utilize a pontuação corretamente o ponto e a
vírgula pois a frase poderá ficar sem sentido
especialmente será que ninguém mais sabe utilizar o
ponto de interrogação;

19. Quem precisa de perguntas retóricas?;
20. Conforme recomenda a A.G.O.P, nunca use siglas
desconhecidas;
21. Exagerar é cem milhões de vezes pior do que a
moderação;
22. Evite mesóclises. Repita comigo: "mesóclises:
evitá-las-ei!”;
23. Analogias na escrita são tão úteis quanto chifres
numa galinha;

24. Não abuse das exclamações! Nunca!!! O seu texto
fica horrível!!!!!;
25. Evite frases exageradamente longas, pois estas
dificultam a compreensão da ideia nelas contida e,
por conterem mais que uma ideia central, o que nem
sempre torna o seu conteúdo acessível, forçam, desta
forma, o pobre leitor a separá-la nos seus diversos
componentes de forma a torná-las compreensíveis, o
que não deveria ser, afinal de contas, parte do
processo da leitura, hábito que devemos estimular
através do uso de frases mais curtas;

26. Cuidado com a hortografia, para não estrupar a
língúa portuguêza;
27. Seja incisivo e coerente, ou não;
28. Outra barbaridade que tu deves evitar chê, é usar
muitas expressões que acabem por denunciar a
região onde tu moras! ..nada de mandar esse
trem...vixi. Entendeu bichinho?;

29. Não fique escrevendo (nem falando) no gerúndio.
Você vai estar deixando seu texto pobre e estar
causando ambiguidade, com certeza você vai estar
deixando o conteúdo esquisito, vai estar ficando com
a sensação de que as coisas ainda estão acontecendo.
E como você vai estar lendo este texto, tenho certeza
que você vai estar prestando atenção e vai estar
repassando aos seus amigos, que vão estar
entendendo e vão estar pensando em não estar
falando desta maneira irritante. (Esta é a minha
favorita... EU ODEIO GERUNDISMO!);

30. Não permita que seu
texto acabe por rimar,
porque senão ninguém irá
aguentar já que é
insuportável o mesmo
final escutar, o tempo
todo sem parar.

Agradecemos a presença
de todos!
Referências

ACKOFF, Russell L. Planejamento de pesquisa social. São Paulo : EPU, 1975. 556 p.

ALMEIDA, Maria L. Pacheco de. Como elaborar monografias. 4 ed. Belem : Cejup, 1996. 224
p.

AMARAL, Helio Soares do. Comunicação, pesquisa e documentação: método e técnica de


trabalho acadêmico e de redação jornalística. Rio de Janeiro : Graal, 1981. 138 p.

ANDRADE, Maria Margarida de. Como preparar trabalhos para cursos de Complementação Pedagógica.
2 ed.
São Paulo : Atlas, 1997. 120 p.

ANDRADE, Maria Margarida de. Introdução à metodologia do trabalho científico: elaboração


de trabalho na Graduação. 2 ed. São Paulo : Atlas, 1997. 152 p.

BEAUD, Michel; LINS, Gloria de Carvalho, Trad. Arte da tese : como preparar e redigir uma
tese de mestrado, uma monografia ou qualquer outro trabalho universitário. 2 ed. Rio de
Janeiro: Bertrand Brasil, 1997. 174 p.