Anda di halaman 1dari 23

PROFA.

DOUTORANDA CLEIDIMAR RODRIGUES IVA- 2014

A LITERATURA NO ENSINO FUNDAMENTAL


A LITERATURA NO ENSINO FUNDAMENTAL

 ENSINO FUNDAMENTAL I (DO 1° AO 5º ANO)


 O início do Ensino Fundamental é essencial
para os alunos desenvolverem autonomia e
continuarem seu percurso para se tornar
leitores. Nesta etapa, o melhor é estimular a
troca de livros e de opiniões sobre o que se lê
A LITERATURA NO ENSINO FUNDAMENTAL

 Quando ler
 O ideal é que a rotina diária inclua momentos
de leitura em aula e que os alunos sejam
incentivados a levar exemplares para ler em
casa - por hobby mesmo, sem que isso vire
uma tarefa obrigatória.
A LITERATURA NO ENSINO FUNDAMENTAL
 Onde ler
"Não há leitor que só goste de ler num único lugar.
Ele lê na cama, no sofá, no chão, na mesa do
café... Por que na escola isso seria diferente?",
indaga o professor de Literatura João Luís
Ceccantini, da Unesp.
 Variar os ambientes de leitura deixa o ato de ler
menos previsível. Aproveite o pátio, a grama, a
sombra de uma árvore, a sala de leitura...
A LITERATURA NO ENSINO FUNDAMENTAL

 O que ler
 Na hora de escolher os livros, fique atento ao
conteúdo, evite obras moralistas ou
politicamente incorretas e valorize a qualidade
da edição (ilustrações, linguagem etc.).
 É importante trabalhar com textos de gêneros
variados e a lista deve incluir obras clássicas e
contemporâneas.
A LITERATURA NO ENSINO FUNDAMENTAL
 Os erros mais comuns
 - Transformar a leitura numa atividade entediante.
Quando a literatura faz parte de uma tarefa burocrática
e obrigatória, muitas crianças se afastam dela.
- Avaliar a leitura por meio de provas e resumos. Evite os
questionários. Ampliar os debates sobre os textos ajuda
a aumentar o envolvimento da turma.
- Ignorar os gostos de cada um. É nessa fase da
escolarização que começam a se consolidar as
preferências pessoais. E isso tem de ser respeitado e
aproveitado.
A LITERATURA NO ENSINO FUNDAMENTAL

 A Bolsa Amarela,
Lygia Bojunga, 140 págs., Ed. Casa Lygia
Bojunga.
 Reinações de Narizinho
(Volumes 1 e 2),
Monteiro Lobato, 156 e 132 págs., Ed. Globo.
 Marcelo, Marmelo, Martelo e Outras Histórias,
Ruth Rocha, 64 págs., Ed. Salamandra.
A LITERATURA NO ENSINO FUNDAMENTAL

 Ou Isto ou Aquilo,
Cecília Meireles, 72 págs., Ed. Nova Fronteira
 Pinóquio,
Carlo Collodi, 192 págs., Ed. Companhia das
Letrinhas.
 Seleção de contos publicados em NOVA ESCOLA e
obras inéditas de Tatiana Belinky, Pedro Bandeira
e Ricardo Azevedo, entre outros
(6,90 reais, nas bancas).
A LITERATURA NO ENSINO FUNDAMENTAL

 MAS O QUE É A LITERATURA?


 De acordo com o senso comum, a literatura é
uma escrita ficcional. "Um dos compromissos
do literário é com a imaginação e a criação,
não tendo, necessariamente, relação com a
realidade", detalha Ceccantini.
A LITERATURA NO ENSINO FUNDAMENTAL
 Pensemos então em outra abordagem: literário é o texto
que emprega a linguagem de forma peculiar e única.
Quanto a isso, não há dúvida. Se alguém diz: "Para ser
grande, sê inteiro", é fácil reconhecer que se está na
presença de uma linguagem literária. Isso graças à
maneira como a frase foi construída pelo escritor
português Fernando Pessoa (1888-1935), ao ritmo e à
escolha das palavras, que fogem do comum.
 Trata-se de um tipo de linguagem que chama a atenção
sobre si mesma, diferentemente do que ocorre quando
se escuta algo rotineiro ("Como chego à avenida Brasil
?", por exemplo).
A LITERATURA NO ENSINO FUNDAMENTAL
 O que orienta essa visão é a ideia de que em literatura forma é
conteúdo. "As orações e o enredo são construídos de modo a
transmitir uma emoção estética em quem lê", diz Bazzoni. Os
significados e as interpretações são individuais. Cada um, por meio
de suas experiências pessoais, pode fazer uma leitura diferente de
uma mesma obra.
 Segundo essa linha de pensamento, a especificidade do gênero,
aquilo que o distingue, é o fato de ele deformar a linguagem comum
de várias maneiras, condensando, intensificando, reduzindo,
ampliando ou invertendo seus significados.
 O problema de definir literatura apenas em relação à linguagem é
que esse recurso de manipular a língua não é exclusivamente
literário. Basta lembrar que, diariamente, anúncios e comerciais
publicitários lançam mão dele - e ninguém se confunde achando que
a publicidade é literatura.
A LITERATURA NO ENSINO FUNDAMENTAL
 Outra forma de enxergar a questão é conceitualizar
literatura como textos bem escritos e com valor estético. É
literário, então, o que é clássico? Os julgamentos de valor
parecem ter muita relação com o que se considera
literatura.
 O problema é que o valor conferido por uma sociedade a
uma obra varia ao longo dos anos. O poeta francês Arthur
Rimbaud (1854-1891), por exemplo, é considerado um dos
maiores escritores da humanidade, mas, na época em que
suas obras foram lançadas, eram consideradas vulgares.
 Foi só em meados do século 20 que, redescoberto, passou a
habitar o panteão das grandes figuras literárias.
A LITERATURA NO ENSINO FUNDAMENTAL
 Numa derradeira tentativa, é possível também
tentar usar a função da literatura para defini-la.
No ensaio Direito à Literatura, o crítico literário
Antonio Candido afirma que "a literatura
desenvolve em nós a quota de humanidade
que nos torna mais compreensivos, abertos
para a natureza, a sociedade, o semelhante".
 Ou seja, de acordo com ele, o texto literário tem
a função de humanizar.
A LITERATURA NO ENSINO FUNDAMENTAL
 ENSINO FUNDAMENTAL II
 Chegou a hora de (além de ler para ampliar o repertório
de obras e autores) começar a estudar a literatura.
 Nos anos finais do Ensino Fundamental, o ideal é que a
turma analise os recursos linguísticos, os detalhes das
histórias e as diferentes características dos textos
literários sem se esquecer do hábito de ler (aquilo que
os especialistas chamam de práticas sociais de leitura).
 É importante apresentar textos mais complexos aos
alunos e lançar mão de conhecimentos teóricos para
entendê-los melhor.
A LITERATURA NO ENSINO FUNDAMENTAL
 Por que ler e ensinar Literatura
 Para ir além do simples hábito de ler.
 Quando lemos um livro de poesias, elas nos emocionam e nos fazem
refletir, buscar interpretações possíveis e tirar conclusões.
 E se alguém contar que essa obra foi escrita durante uma guerra,
por exemplo, quando todos os escritores eram perseguidos? Ou
chamar a nossa atenção para a estrutura do poema e nos fizer
pensar por que o autor usa cada palavra, cada figura de linguagem?
Com certeza, nossa visão sobre a obra vai mudar e vamos entender
melhor aquele conjunto de versos.
 É isso que acontece quando você alia o ensino da Literatura às
práticas de leitura. Os alunos aproveitam a teoria para ampliar o
olhar sobre os livros.
A LITERATURA NO ENSINO FUNDAMENTAL
 Quem lê
 Nessa etapa da escolarização, o jovem precisa se
acostumar à leitura autônoma. Mas algumas atividades
coletivas podem ser mantidas (um bom exemplo é a leitura,
pelo professor, de um texto de difícil compreensão, com o
objetivo de ajudar na interpretação).
 Seu papel passa a ser o de orientador, que apresenta
novidades e levanta questões para o desenvolvimento do
senso crítico, sempre valorizando a opinião de todos.
 As atividades individuais de leitura são essenciais para criar
uma relação pessoal com os livros, que se mantém pelo
resto da vida.
A LITERATURA NO ENSINO FUNDAMENTAL
 Como ler
 "Um segredo para formar leitores é misturar os momentos de leitura
íntima, silenciosa e pessoal com outros de troca sobre como cada
aluno se relaciona com o que leu", escreveu recentemente num
artigo a argentina Nora Solari, especialista em Didática da Língua e
da Literatura.
 Levar os jovens a falar sobre textos literários com os colegas é uma
boa maneira de manter e ampliar seus hábitos leitores. Ao fazer com
que os estudantes se aproximem de um livro que querem ler, você os
coloca diante de um desafio.
 A turma terá de discutir e confrontar ideias para construir
significados em relação à obra, terá de procurar as respostas
escondidas nas entrelinhas (e esse prazer de entender melhor os
livros é um dos grandes baratos da Literatura).
A LITERATURA NO ENSINO FUNDAMENTAL

 Quando ler
 A leitura continua sendo uma atividade
permanente do 6º ao 9º ano.
 Cabe a você organizar o planejamento para
incluir tanto as obras obrigatórias, estudadas
nas aulas de teoria literária, como os textos
escolhidos livremente pelos alunos.
A LITERATURA NO ENSINO FUNDAMENTAL

 Onde ler
 A exemplo do que já foi dito em relação aos
anos iniciais do Ensino Fundamental, não há
espaços específicos para ler. O aluno que tem
o hábito da leitura busca os próprios cantos.
A LITERATURA NO ENSINO FUNDAMENTAL
 O que ler
 Na hora de ajudar a turma a escolher os livros, é importante
conhecer o repertório e os interesses dos estudantes (coisas
que cada um curte fazer nos fins de semana, assuntos que
lhes interessam).
 Com base nisso, fica mais fácil sugerir leituras que farão
sucesso. Segundo Rildo Cosson, autor de Letramento
Literário: Teoria e Prática, indicar uma obra que dialogue
com um jogo de videogame é um meio poderoso de atrair a
garotada para a história.
 Além disso, a consolidação dos hábitos de leitura permite
explorar textos mais difíceis e desafiadores, bem como
conhecer novos autores e estilos
A LITERATURA NO ENSINO FUNDAMENTAL
 Os erros mais comuns
 - Analisar só os aspectos gramaticais.Deixar de lado as
interpretações de um livro está muito longe de ser uma boa
forma de desenvolver comportamentos leitores na turma.
- Separar forma e conteúdo. Colocar em discussão apenas
os temas tratados no livro e deixar de lado a forma é um
problema recorrente nas aulas de Língua Portuguesa.
 A interpretação completa de uma obra depende não só do
que é dito, mas de como é dito. Até porque todo mundo sabe
que um poema é diferente de uma crônica ou conto.
A LITERATURA NO ENSINO FUNDAMENTAL
 20 Mil Léguas Submarinas,
Julio Verne, 444 págs., Ed. Leopardo.
 A Droga da Obediência,
Pedro Bandeira, 192 págs., Ed. Moderna.
 Alice no País das Maravilhas, Lewis Carroll, 168 págs.,
Ed. Cosac Naify.
 Bisa Bia, Bisa Bel,
Ana Maria Machado, 80 págs., Ed. Salamandra.
 O Diário de Anne Frank,
Anne Frank e Mirjam Perssler, 350 págs., Ed. Record.
 Histórias Extraordinárias,
Edgar Allan Poe, 272 págs., Ed. Companhia das Letras.
A LITERATURA NO ENSINO FUNDAMENTAL
 BIBLIOGRAFIA RECOMENDADA PARA FORMAÇÃO DOCENTE
 Andar entre Livros, Teresa Colomer, 208 págs., Global Editora, tel.
(11) 3277-7999, 35 reais
Caminhos para a Formação do Leitor, Renata Junqueira de Souza
(org.), 120 págs., Ed. DCL, tel. (11) 3932-5222, 27,50 reais
Leituras Literárias: Discursos Transitivos, Zélia Versiani (org.), 208
págs., Ed. Autêntica, tel. 0800-283-1322, 43,90 reais
Ler e Escrever na Escola - O Real, o Possível e o Necessário, Delia
Lerner, 128 págs., Ed. Artmed, tel. 0800-703-3444, 36 reais
Letramento Literário: Teoria e Prática, Rildo Cosson, Ed. Contexto, tel.
(11) 3832-5838, 144 págs., 25 reais
A Paixão pelos Livros, vários autores, 152 págs., Ed. Casa da Palavra,
tel. (21) 2222-3167, 35 reais