Anda di halaman 1dari 16

Instalações Elétricas Residenciais

Como dimensionar um projeto

Prof.ª Juliana Reis Vianna


Julianareis.arquitetura@gmail.com
in: https://br.linkedin.com/in/juliana-reis-vianna-05647173
Whatsapp: (21) 994826394
Sumário
1. Conceitos Básicos
2. Fator de Potência
3. Planta Baixa de residência unifamiliar
4. Quantificando Pontos de iluminação
5. Definições de tipos de tomadas e base de quantificações
6. Carga de Tomadas (conceito)
7. Quantificando e especificando a carga das tomadas
8. Somatório de cargas (iluminação e tomadas)
9. Calculando potência ativa (fator de potência)
10. Tipo de fornecimento e de tensão
11. Planta Baixa de residência unifamiliar (simbologia elétrica)
12. Simbologias
13. Referências Bibliográficas
14. Normas ABNT
1. Conceitos Básicos

Termologia: U
Unidade de medida: V (Volt)
Significado: É a unidade que impulsiona os elétrons livres nos fios, dando origem a corrente
elétrica.

Termologia: I
Unidade de medida: A (Ampere)
Significado: É o movimento ordenado dos elétrons livres nos fios, essa corrente ilumina e aquece,
gerando uma intensidade.

Termologia: P
Significado: Esta intensidade de luz e calor nada mais é que potência elétrica
transformada em Potência luminosa, mecânica e térmica. A Potência Aparente pode ser
desmembrada em Potência ativa e Potência reativa. Para projetos residenciais usamos
somente a potência ativa.
Unidade de medida da potência aparente: VA (Volt-Ampére)
Unidade de medida da potência ativa: W (watt) - eletrodomésticos, chuveiros, etc.

Logo: P = U(volt) x I(ampére)


2. Fator de Potência
Sendo a potência ativa uma parcela da potência aparente, usamos para esta porcentagem o termo: fator de potência.
Para Projetos residenciais usamos os seguintes coeficientes de fator de potência:

● Iluminação: 1,0
● Tomadas de uso geral: 0,8

Exemplo:

Se em uma casa temos 440 VA de potência de iluminação (aparente), logo:


440 (VA) x 1(fator de potência) = 440 Watts

Se em uma casa temos 7300 VA de potência de tomada (aparente), logo:


7300 (VA) x 0,8 (fator de potência) = 5840 Watts

ATENÇÃO: EM CASO DE EQUIPAMENTOS QUE POSSUAM RESISTÊNCIA, TAIS COMO CHUVEIROS, FOGÃO ELÉTRICO,
TORNEIRA ELÉTRICA, ETC. O FATOR DE POTÊNCIA É IGUAL A 1.
3. Planta Baixa de residência unifamiliar
Os conceitos levantados anteriormente servirão como base para dimensionarmos a carga do projeto abaixo:
4. Quantificando Pontos de iluminação
Em cada cômodo:
1. Ao menos um ponto de luz no
teto;
2. Ponto de iluminação extra
conforme projeto (ex. Arandelas);
3. Interruptor na parede.

Conceitos:
● Área igual ou inferior a 6 m²: Um
com mínimo de 100 VA;
● Área superior a 6 m²: Mínimo de
100 VA para os primeiros 6 m²;
● Acréscimo de 60 VA para cada
aumento de 4m² inteiros

Com base na planta baixa anterior, temos:


5. Definições de tipos de tomadas e base de quantificações
Tipos de Tomadas:
1. Tomadas de Uso Geral (TUG): Destinadas a aparelhos móveis ou portáteis.
2. Tomadas de Uso Específico (TUE): Destinadas a aparelhos fixos

Quantidade mínima de tomadas por localização:

● (TUG) para dormitórios e salas


Até 6m² = mínimo uma tomada
Superior a 6m² = Uma tomada para cada 5m lineares (perímetro)
● (TUG) para Cozinha, copas, copas-cozinhas, áreas de serviço, lavanderias
Uma tomada para cada 3,5m lineares (perímetro)
● (TUG) para Subsolos, varandas, garagens, sótãos, halls de escadarias, sala de bombas
Mínimo de uma tomada
● (TUG) para Banheiros
Mínimo de uma tomada junto ao lavatório com distância mínima de 60cm do limite do boxe.
● (TUE) de acordo com o projeto arquitetônico - Exemplo: Chuveiros e torneiras elétricas (misturadores)
6. Carga de Tomadas - Conceitos
As Potências das tomadas são definidas de acordo com o cômodo ou no caso de tomadas (TUE), de
acordo com a potência nominal do aparelho.

● Tomadas de Uso Geral (TUG):


Banheiros, cozinha, copas, copas-cozinhas, áreas de serviço, lavanderias e locais análogos:
Mínimo de 600 VA por tomada, até 3 tomadas
100 VA da 4ª tomada em diante.
Demais cômodos e dependências (dormitórios, salas, hall, etc.):
Mínimo 100VA por tomada

● Tomadas de Uso Específico (TUE):


Potência: A nominal do aparelho.
Localização: No máximo a 1,5m do equipamento
7. Quantificando e especificando a carga das tomadas

Observação: O símbolo (*) significa que se optou por mais uma tomada além do mínimo previsto.
8. Somatório de cargas (iluminação e tomadas)
9. Calculando potência ativa (fator de potência)
(ILUMINAÇÃO):
Potência de iluminação aparente: 1080 VA
1080(VA) x 1 (fator de potência) = 1080 W

(TUG´S) :
Potência de tomadas aparente: 6900 VA
6900 (VA) x 0,8(fator de potência) = 5520 W
● Iluminação: 1,0
● Tomadas de uso geral: 0,8 (TUE´S) :
Potência de tomadas aparente: 12100 VA
12100 (VA) x 1(fator de potência) = 12100 W
Em caso de equipamentos que possuem resistência,
tais como chuveiros, fogão elétrico, torneira elétrica, Cálculo da potência ativa TOTAL:
P = 1080 + 5520 + 12100
etc. O fator de potência é igual a 1.
P = 18700 W
10. Tipo de fornecimento e de tensão
Potência ativa total até 12000W
Monofásica: Feito a dois fios: todos os circuitos serão fase-neutro
Tensão de 127 V

Potência ativa total acima de 12000W até 25000W


Bifásica: Feito a três fios - Duas fases e um neutro
Tensões de 127 V e 220V

Potência ativa total acima de 25000W até 75000W


Bifásica: Feito a quatro fios - Três fases e um neutro
Tensões de 127 V e 220V

Portanto, no exemplo citado, o fornecimento deverá ser bifásico,


já que o projeto em questão possui 18700 W de Potência
11. Planta Baixa de residência unifamiliar (simbologia elétrica)
12. Simbologias

Exemplo de Distribuição de pontos de iluminação e tomadas


13. Referências Bibliográficas

● Manual Pirelli de Instalações Elétricas


http://www.prysmian.com.br/export/sites/prysmianptBR/energy/pdfs/Manualinstalacao.pdf
● CAVALIN, Geraldo; CERVELIN, Severino. Instalações elétricas prediais: conforme norma NBR
5410:2004. 21. ed. rev. e atual. São Paulo: Érica, 2011. 422 p. ISBN 9788571945418 (broch.)
● FILHO, Domingos Leite Lima. Projetos de Instalações Elétricas Prediais. Editora Érica. 11ª
Edição. 2007. ISBN:978-85-7194417-6
14. Normas Técnicas (ABNT)

● NBR- 5446/80: Símbolos gráficos para execução de esquemas;


● NBR-5444/89: Símbolos gráficos para instalações elétricas prediais;
● NBR-5443/77: Sinais e símbolos para eletricidade;