Anda di halaman 1dari 9

8º ENCONTRO

A DINÂMICA DAS INTER-RELAÇÕES


O conscientizar-se do outro é construir a empatia e suspensão de
julgamentos necessários para entendê-lo através de sua personalidade.
O CAMINHO DA ASSERTIVIDADE NAS
RELAÇÕES

 Olhar intencionalmente e ver o que é que nos proibimos


olhar. Se permitir entrar em contato com as suas reais
necessidade, por mais prazerosas ou dolorosas que sejam.
 Experimentar diferentes tipos de olhar. Olhar uma
situação com serenidade, sinceridade, liberdade e
inocência.
 Expor-se aos olhares dos outros enquanto nos olham.
Manter o contato visual para ter uma relação de empatia
e confiança.
 Não elogie da boca para fora. Quando a pessoa elogia “da
boca para fora”, o interlocutor percebe, mesmo de maneira
inconsciente. Elogios devem ser genuínos.
 Concentre-se não apenas nas palavras, mas também no
tom ou no timbre das palavras.
O CAMINHO DA ASSERTIVIDADE NAS
RELAÇÕES
 Não partir de pontos de vistas preestabelecidos. Quando
impomos nosso ponto de vista impedimos de escutar o
ponto de vista do outro de uma forma aberta.
 Não escutar ou recordar apenas as críticas, mas também
os elogios. Em muitos momentos selecionamos apenas
uma parte da conversa com o outro, ao invés de estar
atento ao todo.
 Não ouça somente os detalhes. Ao ouvir um discurso ou
fala, compreender todo o contexto. Se necessário, repita
seu entendimento para certificar-se que compreendeu
corretamente.
 Espere para ouvir e escutar tudo o que a outra pessoa tem
a dizer, sem interrompê-la antes de acabar.
O CAMINHO DA ASSERTIVIDADE NAS
RELAÇÕES

Fábula