Anda di halaman 1dari 49

curso livre

de cinema

estéticas
sonoras

luiz henrique gehlen


aula || – som: elemento narrativo
roteiro de cinema Partitura
Roteiro: guia de ações,
lugares, diálogos que
descreve o universo do
personagem. Da suporte
criativo ao
desenvolvimento prático da
história

O roteiro é uma
Composição: Todos os
componentes do roteiro
auxiliam a contar a
história
Roteiro: guia de ações,
lugares, diálogos que
descreve o universo do
personagem. Da suporte
criativo ao
desenvolvimento prático da
história

O roteiro é uma
Composição: Todos os
componentes do roteiro
auxiliam a contar a
história
Roteiro: guia de ações,
lugares, diálogos que
descreve o universo do
personagem. Da suporte
criativo ao
desenvolvimento prático da
história

O roteiro é uma
Composição: Todos os
componentes do roteiro
auxiliam a contar a
história
Estruturar a ideia que
está por trás do que vai
ser filmado

Efeito Kuleshov
Estruturar a ideia que
está por trás do que vai
ser filmado

Conhecer os personagens

Público alvo

Efeito Kuleshov
O que é a trilha sonora?
O que é a trilha sonora?

Normalmente confundida com a música

/soundtrack
O que é a trilha sonora?

Normalmente confundida com a música

/soundtrack

Trilha sonora se refere a todo o espectro audível do filme


Componentes da trilha sonora
Componentes da trilha sonora

diálogos

ambientes

efeitos

música

Silêncio
Diálogos:

A palavra falada sincrônica. Componentes da trilha sonora


Normalmente são gravados nas
locações, selecionados de
acordo com critérios de
qualidade e inteligibilidade

Um dos principais meios de


enunciação narrativa

Função de transmitir
informações, ideias sobre a
trama, a intenção dramática
dos personagens
Diálogos:

A palavra falada. Componentes da trilha sonora


Normalmente são gravados nas
locações, selecionados de
acordo com critérios de
qualidade e inteligibilidade

Um dos principais meios de Problema:


Vococentrismo
enunciação narrativa
histórico (Chion)

Função de transmitir Escuta humana


informações, ideias sobre a privilegia a voz

trama, a intenção dramática Novela


dos personagens
Ambientes:
Componentes da trilha sonora
Definem a cena de acordo com o
espaço em que ela se
desenvolve. Conferindo certa
profundidade e verossimilhança
à imagem. Às vezes apenas um
ambiente gravado já contém os
elementos necessários para
determinada sequência do filme,
porém, normalmente são
compostos pela adição de vários
ambientes distintos.
Ambientes:
Componentes da trilha sonora
Definem a cena de acordo com o
espaço em que ela se
• Realismo
desenvolve. conferindo certa
• Atribui dimensão aos lugares
profundidade e verossimilhança
• Criam a unidade em uma
à imagem. Às vezes apenas um
sequência de planos
ambiente gravado já contém os
• Suavizam ou marcam as
elementos necessários para
transições
determinada sequência do filme,
• atmosferas e envolvimento
porém, normalmente são
• Expande o limite do quadro
compostos pela adição de vários
ambientes distintos. Ex: garota / praça urbana / chuva
Efeitos:
Componentes da trilha sonora
Efeitos:
Componentes da trilha sonora
Está relacionada a uma causa –
fonte sonora

Refere-se aos sons que não são


propriamente linguísticos ou
musicais, mas que acentuam ou
ainda tratam de atribuir
determinada textura e
corporalidade aos movimentos
dos objetos e personagens.
Efeitos:
Componentes da trilha sonora

• Atrelado a tudo o que move


na tela
• Guia o olhar pela imagem
• Peso – Volume – Proximidade
• Podem contar algo sobre os
personagens ou a cena
Clichê – efeito Mickey Mouse é a
articulação simbólica de elementos

Ex: sapatos que resulta num alto grau de


redundância.
Música:
Componentes da trilha sonora
Música:
Componentes da trilha sonora
Indução dramática para climas
específicos – suspense, drama,
romance, ação.

Influência sobre o ritmo de


encadeamento das imagens e da
ação fílmica.

Assim como o diálogo, quando


muito utilizada pode empobrecer
a narrativa.
Silêncio:
Componentes da trilha sonora
Silêncio:
Componentes da trilha sonora
Entendido como ausência de som

No audiovisual – é a minimização
dos recursos sonoros

Ausência de diálogos

Insere pausas dramáticas


para momentos posteriores
mais intensos
Silêncio:
Componentes da trilha sonora
A impressão de silêncio em uma cena
de filme não vem simplesmente da
ausência de ruídos. Ela só pode ser
produzida como resultado de contexto
e preparação. O exemplo mais simples
consistiria em preceder o silêncio de
uma cena repleta de barulho.
Portanto, o silêncio nunca consiste
de um vazio neutro. Ele é o negativo
do som que ouvimos antes; é o produto
de um contraste (CHION, 1994)
Componentes da trilha sonora

diálogos

ambientes

efeitos

música

Silêncio
Segundo Chion (2008) os
sons desempenham
diferentes funções quando no aspecto espacial,
associados à imagem: permitem a apreensão
de um espaço
no aspecto temporal, globalizado em torno
unificam o fluxo de da cena por meio da
imagens que se sobrepõe composição dos
na tela, formam uma ambientes globais
espécie de tapeçaria ao que lhe atribuirão
longo da cena sobre a características
qual as imagens irão particulares
desfilar, criando, assim, (paisagem campestre,
a sensação de ruídos de tráfego
continuidade entre um urbano, ondas do
plano e outro mar).
A relação dos sons com a
diegèse e com o quadro
A relação dos sons com a
diegèse e com o quadro

Diegèse palavra grega significa narrativa

Nos estudos de cinema: “a instância representada do


filme, ou seja, o conjunto da denotação fílmica. A
própria narrativa, mas também o tempo e o espaço
ficcionais implicados na e por meio da narrativa, e com
isso as personagens, a paisagem, os acontecimentos e
outros elementos narrativos, porquanto sejam considerados
em seu estado denotado” (AUMONT; MARIE, 2003, pag. 78)
A relação dos sons com a
diegèse e com o quadro

Som diegético – são os


sons que o personagem
pode ouvir. Existem em
seu universo
A relação dos sons com a
diegèse e com o quadro

Som diegético – são os Não diegético ou over –


sons que o personagem som que o personagem não ouve.
pode ouvir. Eles existem Alojados fora do espaço/tempo
em seu universo do filme, ex: música e
narração
A relação dos sons com a
diegèse e com o quadro
Som diegético

Som IN ou sincrônico Som OFF, acusmático ou


– Estabelece relação com fora de quadro – fonte
o interior do quadro. Som não visível, mas em algum
que pode ser visualiado. lugar além do quadro e
Associado a uma fonte relacionado a ele
sonora visível
A relação dos sons com a
diegèse e com o quadro
A relação dos sons com a
diegèse e com o quadro

Não diegético ou over

Não diegético ou over –


som alojado fora do
espaço tempo do filme,
ex: música e narração
A relação dos sons com a
diegèse e com o quadro

Som Meta Diegético


A relação dos sons com a
diegèse e com o quadro

Som Meta Diegético

Som Meta Diegético - sons que vem


do imaginário, algo que não é real
para o ambiente do personagem.
Perspectiva interior - Modo como
ele ouve o mundo.
Normalmente distorcidos ou com
efeitos não reais.
A relação dos sons com a
diegèse e com o quadro
Exemplos
• O som orienta a atenção dos
espectadores. • Dizer algo por eles.

Pode personalizar os • Passar a ideia central da
ambientes história.

• O som dos objetos podem • Completar a presença do


falar sobre nossos corpo, da ação.
personagens
• criação do suspense.
• Podem completar o estado de
animo deles • INFERÊNCIA - Muitas vez,
não mostrar é mais eficaz
• Nos passam informações do que mostrar.
sobre direção, pelo,
intensidade, proximidade ou
afastamento, profundidade
Etapas de produção
1. Definição de equipe
2. Reuniões prévias
Leitura do roteiro
Decupagem
Ordem do dia

Porção diária do
roteiro de filmagem

Minat Terkait