Anda di halaman 1dari 19

Mundialização

e globalização:
manifestações e
processos

Geografia C
12.º Ano
Prof. Manuel António Leite
Pergunta:
Qual é a mais correcta definição de Globalização?
Resposta:
A Morte da Princesa Diana.

Pergunta:
Porquê?
Resposta:
Uma princesa inglesa com um namorado egípcio, tem um
acidente de carro dentro de um túnel francês, num carro
alemão com motor holandês, conduzido por um belga,
bêbado de whisky escocês, que era seguido por
paparazzis italianos, em motos japonesas. A princesa foi
tratada por um médico americano, que usou
medicamentos brasileiros.
E isto é-te apresentado por um português, usando
tecnologia americana (Bill Gates), e, provavelmente, estás
a ler isto num ecrã genérico que usa chips feitos em
Taiwan, através de um projector coreano montado por
trabalhadores de Bangladesh, numa fábrica de Singapura,
transportado em camiões conduzidos por indianos,
roubado por indonésios, descarregado por pescadores
sicilianos, reempacotado por franceses e, finalmente,
vendido por espanhóis, através de uma conexão suíça.

Isto, caros amigos, é…


GLOBALIZAÇÃO!!!
Mundialização: Globalização:

Conceito relacionado Fenómeno que traduz


com a crescente uma uniformização
integração económica, mundial em termos
caracterizando-se económicos,


principalmente pela financeiros, sociais,
instantaneidade de políticos, culturais,
transferências religiosos, jurídicos,
massivas de capitais de baseado
uma praça financeira essencialmente na
para outra, decorrentes divulgação do modelo
das melhorias nas ocidental, com uma
técnicas informáticas, economia de mercado
nas ligações por e uma organização
satélite e na rede de político-social liberal.
internet.
O conceito de globalização é um apuramento ou
uma forma mais aperfeiçoada do conceito de
mundialização.

Em qualquer dos casos, trata-se da

Criação e intensificação de um
vasto espaço de circulação de
pessoas, informações, bens,
serviços e capitais

sendo um fenómeno gerador de


uma crescente interdependência
entre países.
O conceito de
globalização
corresponde a um
estádio mais
avançado da
mundialização sendo
mais intenso nos
fluxos e estando
associado às rápidas
redes mundiais de
produção e de O mundo
“contrai-se”
informação que fazem constantemente
com que as parecendo que
distâncias-tempo se vivemos todos
numa “aldeia-
tenham encurtado. globlal”!
Causas / suportes da Globalização
• Desenvolvimento das redes de transportes;

• Revolução das telecomunicações;

• Crescente liberalização dos mercados proporcionada


pelas ETN (empresas transnacionais) – IMB, McDonald’s, Shell…

• Movimentos de integração económica (UE União Europeia

NAFTA Tratado Norte-Americano de Livre Comércio, ASEAN Associação de Nações do

Sudeste Asiático

• Organismos económicos intergovernamentais (BM Banco

Mundial, FMI Fundo Monetário Internacional, OMC Organização Mundial do Comércio, OCDE
Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico.
Dimensões do processo de
Globalização

Económica Social

Política Demográfica

Jurídica Religiosa

Cultural
Dimensão Económica

• Aparecimento de uma nova divisão internacional do trabalho (DIT);

• Sistema financeiro e investimentos à escala global (IDE);

• Processos de produção flexíveis e multilocais;

• Baixos custos dos transportes;

• Revolução das TIC;

• Desregulação das economias nacionais;

• Emergência do capitalismo transnacional;

• Pressão das agências financeiras multilaterais;

• Emergência de três grandes centros mundiais – a Tríade – que


domina(m) o sistema-mundo: EUA – UE – Japão.
Dimensão Social

• Aparecimento de uma nova classe capitalista transnacional fora do


controlo das organizações nacionais, da qual fazem parte os
administradores, gestores e accionistas das ETN e que concentram uma
grande parte do rendimento mundial.
Dimensão Cultural

• Verifica-se a difusão de uma nova cultura universal;

• Surgem diásporas, criam-se comunidades transnacionais;

que partilham sentimentos e identidades comuns;

• Pode-se assistir ao desaparecimento das especificidades

das culturas locais ou nacionais.


Dimensões Demográfica e Religiosa

• Intensificação dos fluxos migratórios;

• Aumento dos fluxos turísticos;

• Aumento do multiculturalismo e multietnicidade;

• Diversidade de dinâmicas espaciais religiosas, como a expansão de


algumas religiões (ex. islamismo) e perda de influência de outras.
Dimensão Política

• Estabelecimento de acordos políticos interestatais, uma vez que a


organização política estatal deixa de ter condições para suportar as
exigências da nova DIT e da visão “pró-mercado”
Dimensão Jurídica

Desregulamentação Enfraquecimento
dos do papel
mercados do Estado

• Implementação do sistema neoliberal


• Sistema de produção flexível
• Emergência de blocos regionais
Características da Globalização

• Difusão do modelo liberal de economia de mercado;

• Intensificação das trocas comerciais de natureza diversa à escala


mundial;

• Concorrência acrescida/competição feroz entre empresas;

• Crescente importância das ETN como actores do processo de


globalização;

• Domínio das trocas ditas transnacionais e intra-empresariais;


Características da Globalização

• Abertura das fronteiras aos grandes fluxos planetários (de bens,


pessoas, capitais, informações e serviços comerciais);

• Diminuição/”desnacionalização” do papel/peso do Estado;

• Deslocalização contínua das empresas, procurando reduzir os custos


de produção;

• Utilização crescente das novas tecnologias de informação e


comunicação;

• Consumo de massas de produtos standard;


Globalização
Aspectos positivos

• O sistema de trocas internacionais favorece especialização e a


eficiência produtiva, permitindo a cada país aperfeiçoar-se nas
produções em que possui vantagens comparativas;
• O fluxo de capitais e de pessoas e a internacionalização das empresas
facilitam a difusão internacional das inovações e o progresso científico,
alargando as possibilidades de produção;
• Os consumidores ganham ao adquirirem bens a preços mais baixos,
devido à redução dos custos de produção e ao acederem a uma maior
diversidade de bens e serviços;
Globalização
Aspectos negativos

• O aprofundamento das desigualdades sociais e económicas entre


países ricos e países pobres;
• A cooperação internacional beneficia os países estratégica ou
comercialmente interessantes, em vez de contribuir para a redução das
assimetrias de desenvolvimento;
• As trocas Norte-Sul aumentam as desigualdades entre as grandes
potências ocidentais e os países em desenvolvimento;
• As ETN e os mercados financeiros aproveitam a ausência ou a
debilidade dos sistemas de regulação supranacionais para
desenvolverem as suas estratégias ou protegerem os capitais
especulativos, garantindo a maximização das mais-valias e
concentrando a riqueza.