Anda di halaman 1dari 24

TRANSFORMAÇÃO E

UTILIZAÇÃO DE ENERGIA

PELOS SERES VIVOS

2010/2011
Moléculas Orgânicas +
CO2 + H2O
O2

Trabalho mecânico

Biossíntese

Calor

Transporte Ativo

ATP Movimentos Celulares

BIOLOGIA E GEOLOGIA – 10º ANO


METABOLISMO CELULAR
Conjunto de reações químicas essenciais à vida realizadas pelas
células de todos os seres vivos.

CATABOLISMO ANABOLISMO
Reações metabólicas em que os Reações metabólicas em que ocorre
compostos orgânicos são degradados em formação de moléculas mais complexas
moléculas mais simples, ocorrendo a partir de moléculas mais simples,
libertação de Energia. ocorrendo consumo de Energia

AB  A + B + Energia A + B + Energia  AB
BIOLOGIA E GEOLOGIA – 10º ANO
ATP – ARMAZENAMENTO DE
E
— A energia libertada pelas diversas reações catabólicas não
pode ser utilizada diretamente pela célula.
— Essa energia é, portanto, acumulada em compostos
intermédios – ATP.
— O ATP é considerado o transportador universal de E, a nível
celular.
P E

ADP ATP

E
BIOLOGIA E GEOLOGIA – 10º ANO P
TRANSFERÊNCIA DE ENERGIA
— Existem diversas vias catabólicas capazes de transferir a
energia contida nos compostos orgânicos para moléculas de
ATP.
— Nessas vias intervêm compostos que transportam protões e
electrões, desde o substrato até um aceptor final.

NAD+ + 2 e- + 2 H+ NADH +
H+

BIOLOGIA E GEOLOGIA – 10º ANO


VIAS CATABÓLICAS
Respiração
Respiração Aeróbia Fermentação
Anaeróbia

cujo aceptor final de e- cujo aceptor final de e- cujo aceptor final de e-

Outras moléculas Moléculas


Oxigénio inorgânicas orgânicas
(NO3-; SO42-; CO2) (Ácido pirúvico)

Na ausência de oxigénio, alguns seres podem usar a


fermentação como via energética alternativa – Anaeróbios
Facultativos
BIOLOGIA E GEOLOGIA – 10º ANO
FERMENTAÇÃO

Realizada pelas leveduras, é um processo que está na


base da produção e/ou transformação de produtos
alimentares.
É um processo simples e, em termos evolutivos,
primitivo de obtenção de energia.
BIOLOGIA E GEOLOGIA – 10º ANO
GLICÓLISE
• Conjunto de reações que degradam a
glicose até ácido pirúvico ou piruvato

REDUÇÃO DO PIRUVATO
• Conjunto de reações que conduzem á
formação de produtos da fermentação
BIOLOGIA E GEOLOGIA – 10º ANO
GLICÓLISE

Fase de Ativação
ATP Glicose

ADP
Glicose-fosfato
ATP

ADP
Frutose-difosfato

Fase de Rendimento
Aldeído fosfoglicérico Aldeído fosfoglicérico
NAD+ NAD+
NADH + NADH + H+
H+ 2 ADP
2 ADP
2ATP
2ATP
Ácido pirúvico Ácido pirúvico

BIOLOGIA E GEOLOGIA – 10º ANO


REDUÇÃO DO PIRUVATO
Faz-se em condições de anaerobiose, pela acção do NADH,
formado durante a glicólise.
Os produtos finais da fermentação diferem em função das
reacções que ocorrem a partir do ácido pirúvico.

Glicose
GLICÓLISE 2 Piruvato

Álcool Ácido Ácido Ácido


REDUÇÃO DO PIRUVATO
Etílico lático Acético Butírico

FERMENTAÇÃ FERMENTAÇÃ FERMENTAÇÃ FERMENTAÇÃ


TIPO DE FERMENTAÇÃO O ALCOÓLICA O LÁTICA O ACÉTICA O BUTÍRICA

BIOLOGIA E GEOLOGIA – 10º ANO


2 NAD+ 2 NAD+

GLICOSE • Glicólise PIRUVATO ACETALDEÍDO ÁLCOOL ETÍLICO

2 NADH 2 NADH
2 CO2
2 ATP

2 NAD+ 2 NAD+

GLICOSE • Glicólise PIRUVATO ÁCIDO LÁCTICO

2 ATP 2 NADH
RESPIRAÇÃO AERÓBIA

Nas células eucarióticas, as


mitocôndrias realizam a
oxidação completa do ácido
pirúvico obtido na glicólise,
originando compostos muito
simples.
Este processo só ocorre na
presença de oxigénio.

BIOLOGIA E GEOLOGIA – 10º ANO


RESPIRAÇÃO AERÓBIA

BIOLOGIA E GEOLOGIA – 10º ANO


RESPIRAÇÃO AERÓBIA

CADEIA DE e-
FORMAÇÃO DE
GLICÓLISE CICLO DE KREBS FOSFORILAÇÃO
ACETIL-COA
OXIDATIVA

BIOLOGIA E GEOLOGIA – 10º ANO


1 - GLICÓLISE
GLICOSE
NAD+
2NADH +
H+
4 ADP

2 4ATP

PIRUVATO

Etapa comum à fermentação.


Ocorre no hialoplasma e conduz à formação de 2 ATP, 2 NADH
+ H+ e 2 Ácidos pirúvicos.
BIOLOGIA E GEOLOGIA – 10º ANO
2 – FORMAÇÃO DE ACETIL-COENZIMA
A
CO2

Piruvato Formação de Acetil-CoA Acetil-CoA

NADH

Na presença de O2, o ácido pirúvico entra na mitocôndria, onde


é descarboxilado e oxidado.

BIOLOGIA E GEOLOGIA – 10º ANO


3 – CICLO DE KREBS

BIOLOGIA E GEOLOGIA – 10º ANO


Conjunto de reações metabólicas que conduz à oxidação completa da
glicose, ocorrendo na matriz da mitocôndria.
É catalisado por um conjunto de enzimas:
• Descarboxilases – catalisadores das descarboxilações
• Desidrogenases – catalisadores das reações redox que conduzem à
formação de NADH
BIOLOGIA E GEOLOGIA – 10º ANO
BIOLOGIA E GEOLOGIA – 10º ANO
4 – CADEIA TRANSPORTADORA DE E- E
FOSFORILAÇÃO OXIDATIVA
As moléculas de NADH e FADH2
transportam e- que vão percorrer uma
série de proteínas, até serem captados
por um aceptor final – Oxigénio
Estas proteínas aceptoras constituem a
Cadeia Transportadora ou Cadeia
Respiratória, ordenadas na membrana
interna das mitocôndrias.

BIOLOGIA E GEOLOGIA – 10º ANO


Os e- transportados pelo NADH e FADH2 são cedidos aos aceptores,
iniciando um fluxo. Cada transportador tem maior afinidade para os e- do
que o transportador anterior, garantindo um fluxo unidirecional até ao
aceptor final – o Oxigénio .

½ O2 + 2 e- + 2 H+ H2O
BIOLOGIA E GEOLOGIA – 10º ANO
FOSFORILAÇÃO OXIDATIVA

Os e- passam de transportador em transportador, libertando-se energia.


Essa energia é usada para fosforilar o ADP , formando ATP.

BIOLOGIA E GEOLOGIA – 10º ANO


RESUMO

A partir de uma molécula de


glicose, na presença de
oxigénio, é possível obter 38
moléculas de ATP (40% da
energia contida numa
molécula de glicose).

BIOLOGIA E GEOLOGIA – 10º ANO


FERMENTAÇÃO VS RESPIRAÇÃO AERÓBIA

BIOLOGIA E GEOLOGIA – 10º ANO