Anda di halaman 1dari 19

A estrutura de um átomo é semelhante à do Sistema Solar,

consistindo em um núcleo, onde fica concentrada a massa,


como o Sol, e em partículas girando em seu redor,
denominadas elétrons, equivalentes aos planetas.

Como o Sistema Solar, o átomo possui grandes espaços


vazios, que podem ser atravessados por partículas menores
do que ele.
ESTRUTURA DO NÚCLEO

O núcleo do átomo é formado, basicamente, por partículas de carga


positiva, chamadas prótons, e de partículas de mesmo tamanho, mas
sem carga, denominadas nêutrons.
O número de prótons (ou número atômico) identifica um elemento
químico, comandando seu comportamento em relação aos outros
elementos.
elemento natural mais simples, o hidrogênio, possui apenas um próton;
o mais complexo, o urânio, tem 92 prótons, sendo o elemento químico
natural mais pesado.
ELEMENTOS QUÍMICOS NATURAIS
Radioatividade é um fenômeno nuclear que resulta da
emissão de energia por átomos, provocada em decorrência
de uma desintegração, ou instabilidade, de elementos
químicos.
Desta forma, um átomo pode se transformar em outro
átomo e, quando isso acontece, significa que ele é
radioativo.
Descoberta da radioatividade

• Em Novembro de 1895, Wilhelm Conrad Roentgen, fazendo


experiências com raios catódicos (feixe de elétrons), notou um brilho
em um cartão colocado a pouca distância do tubo.

• Roentgen concluiu que o aparecimento do brilho era devido a uma


radiação que saia da ampola.

• A esta radiação desconhecida, mas de existência comprovada,


Roentgen deu o nome de raios-X.

• Roentgen constatou também que estes estranhos raios podiam


atravessar materiais densos, em um desses resultados ele pode
visualizar os ossos da mão de sua mulher.
https://youtu.be/UavibT0fFJw
Em 1896 Henri Becquerel ao esquecer uma rocha de urânio sobre
um filme fotográfico virgem levou à descoberta de um fenômeno
interessante: o filme foi velado (marcado) por “alguma coisa” que
saía da rocha, na época denominada raios ou radiações.

Outros elementos pesados, com massas próximas à do urânio,


como o rádio e o polônio, também tinham a mesma propriedade.

O fenômeno foi denominado radioatividade e os elementos que


apresentavam essa propriedade foram chamados de elementos
radioativos.

Comprovou- se que um núcleo muito energético, por ter excesso de


partículas ou de carga, tende a estabilizar-se, emitindo algumas
partículas.
O casal Pierre e Marie Curie que se dedicaram ao seu estudo.

De Ernest Rutherford veio a base da teoria da radioatividade e junto com o seu


colega Frederick Soddy, que dá nome às leis da radioatividade.
Classificação da Radiação

Radiação não ionizante


Equipamentos como televisores, rádios e telefones celulares, entre outros, localizam-se na faixa de
frequência considerada não ionizante. O que isto significa? Significa que a energia emitida por estes
equipamentos não é suficiente para “arrancar” elétrons de átomos ou moléculas durante a sua
passagem pela matéria.

Radiação ionizante

Além da capacidade de ionização, isto é, de arrancar elétrons do material durante sua passagem
pelo mesmo, as radiações ionizantes são bastantes penetrantes quando comparadas aos demais
tipos. Os principais tipos de radiação são a g, X, α, β+, β- e nêutrons.
Outra forma de classificar radiações

Radiação corpuscular: trata-se do movimento de partículas da matéria, ou


seja, um feixe de partículas subatômicas em alta velocidade. É um tipo de
radiação muito ionizante e pouco penetrante. Exemplos: raios alfa, raios beta
etc.

Radiação eletromagnética: trata-se do transporte de energia através do


espaço por uma combinação (oscilação) de um campo elétrico com outro
magnético. Exemplos: raios X, raios gama (g), raios ultravioleta, raios
infravermelhos etc.
Outra termos usados em radiações

OS ISÓTOPOS

O número de nêutrons no núcleo pode ser variável, pois eles não têm carga elétrica.
Com isso, um mesmo elemento químico pode ter massas diferentes. Átomos de um
mesmo elemento químico com massas diferentes são denominados isótopos.
O urânio, que possui 92 prótons no núcleo, existe na natureza na forma de 3
isótopos:

U-234, com 142 nêutrons (em quantidade desprezível);


U-235, com 143 nêutrons, usado em reatores PWR, após enriquecido (0,7%);
U-238, com 146 nêutrons no núcleo (99,3%).
Radionuclídeo

Um radionuclídeo é um elemento cujo nuclídeo


(núcleo) é instável e, portanto, emite emissores
de radiação ionizante.

Resumindo:

Isótopo nem sempre é radioativo ionizante

Radionuclídeo sempre é radioativo ionizante


Espectro (escala) de energia das ondas eletromagnéticas
Relação entre frequência e comprimento de onda

O comprimento de onda (λ) tem uma relação inversa com a frequência (F)

v = λ.f

λ = v/f ou f = v/ λ
Potencia de10 ou notação cientifica

100 = 1
101 = 10
102 = 100
103 = 1.000
104 = 10.000
105 = 100.000

Outros exemplos: Exemplos:


50000 = 5 x 104
0,0005 = 5 x 10-4
159400 = 1,594 x 105
0,00265 = 2,65 x 10-3