Anda di halaman 1dari 13

MONARQUIAS

ABSOLUTISTAS
Prof° Davi Ruschel
Interesses da BURGUESIA, CLERO E
NOBREZA = apoio

Monarca com poderes absolutos em


suas mãos, com a justificativa divina.
TEÓRICOS
 Nicolau Maquiavel “ O Príncipe ”
- renascentista italiano
- fundador da moderna ciência política
- conselhos sobre a arte de governar
com base na observação histórica
- “os fins justificam os meios”
- homem = mau por natureza
“Daqui nasce um dilema: é melhor ser
amado que temido, ou o inverso?
Respondo que seria preferível ser ambas
as coisas, mas, como é muito difícil
conciliá-las, parece-me muito mais seguro
ser temido do que amado, se só puder ser
uma delas. Há uma coisa que se pode
dizer de todos os homens: que são
ingratos, mutáveis, dissimulados, inimigos
do perigo, ávidos de ganhar (...) Acima de
tudo, convém que se abstenha de tocar
nos bens doutrem, porque os homens
esquecem mais depressa a morte do seu
pai do que a perda do seu patrimônio.”
 Thomas Hobbes “ Leviatã ”
- “pacto social” = renúncia da liberdade em nome
da segurança, visto que os homens são maus, e
viviam em estado de guerra
- necessidade da autoridade despótica

 Jean Bodin
“A mais dura tirania é melhor do que a anarquia”
- Estado = poder supremo sobre os cidadãos
- autoridade concedida por Deus
- súditos = obediência passiva

 Jaques Bossuet,
- Teoria do “direito divino dos reis”
- poder do monarca inquestionável, pois emanava
de Deus e só a ele deveria prestar contas
CASO FRANCÊS
 LUÍS XIV (1638 – 1715) “Rei-Sol” (BOURBON)

“O estado sou Eu” (L‘État c'est moi)

→ Construção do Palácio de Versalhes


→ Aliança com a Igreja Católica
→ Édito de Fontainebleau (1685) = revogou o Edito
de Nantes (1598 - liberdade religiosa)
- destruição de igrejas huguenotes e o
fechamento de escolas protestantes
- reiniciou as perseguições aos protestantes,
visando uma só religião no reino
CASO INGLÊS
HENRIQUE VIII (1491 – 1547)
(TUDOR)
→ rompimento com a Igreja Católica,
funda a Anglicana
(poder político + religioso)

ELIZABETH I (1533 – 1603 – filha)


“A Rainha Virgem”
→ torna o Anglicanismo religião oficial
do Estado
MERCANTILISMO
 Política econômica do absolutismo
 Marcado pela intervenção do estado
na economia
 Características:
- Metalismo
- Balança comercial favorável
- Protecionismo
- Relações de monopólio
ESTADOS NACIONAIS
MODERNOS
→ cobrança de impostos;
→ exército nacional;
→ justiça real com alcance nacional;
→ moeda real (nacional);
→ centralização e unificação
administrativa;
→ unificação de pesos e medidas;
→ burocracia para aplicação das leis.