Anda di halaman 1dari 14

TEMA:

HOTELARIA HOSPITALAR

DELIMITAÇÃO:
AS CONTRIBUIÇÕES DA HUMANIZAÇÃO PARA O PACIENTE
DE UMA HOTELARIA HOSPITALAR

PÓS-GRADUANDO:
VALDEMAR BENTES DE BRITO
OBJETIVOS:

GERAL:
Conhecer as contribuições que a Hotelaria Hospitalar proporciona ao
paciente que fica internado em um Hospital Público em Presidente
Figueiredo/AM.
ESPECÍFICOS:
•Conhecer a humanização na Hotelaria Hospitalar, pois o ser humano
vai além de uma doença, precisa de dignidade humana.
•Verificar as contribuições que a Hotelaria Hospitalar favorece ao
paciente que fica internado no Hospital Público na Cidade de Presidente
Figueiredo/AM, por meio de um tratamento humanizado.
•Identificar as dificuldades enfrentadas atualmente no Hospital Público
na Cidade de Presidente Figueiredo/AM, pelos pacientes de saúde quanto
à humanização em seus atendimentos.
JUSTIFICATIVA:
JUSTIFICATIVA:

 Este estudo é relevante para contribuição de melhorias do atendimento


com qualidade aos pacientes que precisam ficar internados por um
período de tempo nos hospitais, sejam eles longos ou curtos.

 Através da Gestão eficiente trará além da humanização, o conforto


físico e emocional de seus pacientes e ainda assim aos acompanhantes
de seus familiares ou entes queridos, os quais também serão
alcançados.

 Para a Ciência, trará informações atualizadas sobre o tema, pouco


discutidas e colocadas em prática pelos Gestores Hospitalares.
MATERIAL E MÉTODOS:
 A metodologia aplicada foi um estudo de caso, que segundo Gil
(2009) consiste no estudo profundo e exaustivo de um ou poucos
objetos, de maneira que permita seu amplo e detalhado conhecimento.

 Junto a uma pesquisa bibliográfica, em livros, artigos periódicos


publicados na internet que tratam sobre a temática.

 O universo será constituído de 60 pacientes internados, a partir de 18


anos e as amostras ficarão definidas em 20% dos 60 pacientes
totalizando 12 pacientes.
 Foi feito um questionário, para os pacientes internados responderem
sobre a humanização na Hotelaria Hospitalar, se esta atendeu suas
expectativas o quanto ficaram internados no ambiente hospitalar.
RESULTADOS E DISCUSSÃO DA PESQUISA:
Figura 1. Pacientes por sexo

Fonte: BENTES (2018)

Sendo os fatores que as levam até lá são os partos cesarianos, as mesmas


precisam ficar três dias internadas. Visto que, o parto Cesário não é
benéfico nem para a mãe e nem para o bebê (SHEARER, 1993.
RESULTADOS E DISCUSSÃO DA PESQUISA:
Figura 2. Idade dos pacientes

Fonte: BENTES (2018)

Com esses fatores temos as doenças relacionadas com a idade como a


pressão alta ou Hipertensão Arterial ela é definida com níveis iguais ou
superiores a 140/90 mmHg (OLIVEIRA, 2011).
RESULTADOS E DISCUSSÃO DA PESQUISA:
Figura 3. Aspecto de humanização

Fonte: BENTES (2018)

Em relação à humanização exercida dos profissionais da saúde verificou-


se que os pacientes ainda são tratados com descaso e sem humanização,
são tratados ainda com indelicadeza e poucos dos profissionais tratam
com empatia os pacientes que precisam ficar internados.
RESULTADOS E DISCUSSÃO DA PESQUISA:
Figura 4. Conceito sobre Hotelaria Hospitalar

Fonte: BENTES (2018)

Mas para exercer a Hotelaria Hospitalar deve o Gestor Hospitalar


formar sistemas que garantam e mantenham confiabilidade de cada
serviço prestado (BOEGER, 2005; DIAS, PIMENTA, 2005)
RESULTADOS E DISCUSSÃO DA PESQUISA:
Figura 5. Aspectos que interferem na saúde do paciente

Fonte: BENTES (2018)

De acordo com as respostas dos pacientes entrevistados 50% atribuíram


a melhora em seu quadro de saúde ao fato de estarem em um ambiente
que transmite segurança e 20% atribuíram sua melhora ao aumento da
sua autoestima.
RESULTADOS E DISCUSSÃO DA PESQUISA:
Figura 6. Dificuldades e não dificuldades de profissionais em exercer a humanização

Fonte: BENTES (2018)

Durante o período de internação dos pacientes, relatou-se que houve


dificuldade dos profissionais da saúde em exercer a humanização, 60%
dos pacientes responderam que a superlotação no hospital ocasionam
dificuldades, falta de amor e paciência em suas profissões e 40%
relataram que nenhum profissional da saúde teve dificuldade em exercer
a humanização.
CONSIDERAÇÕES FINAIS:

 Os pacientes que participaram da pesquisa a maioria não soube


responder o conceito de Hotelaria Hospitalar, este termo vem sendo
estudado profundamente pelos Gestores Hospitalares, é um tema
ainda não e seu uso nas instituições hospitalares públicas é recente
 Quanto à minoria dos pacientes que receberam um melhor tratamento,
relatam a melhora da autoestima, segurança, e se sentiram acolhidos
tanto fisicamente quanto psicologicamente e com isso, melhorou a
saúde deles e assim, obtiveram alta mais rápida
 A Hotelaria Hospitalar está em funcionamento em Hospitais
privados. Espera-se que no futuro próximo nossos governantes
invistam nos hospitais públicos, visto que os pacientes precisam de
atendimento humanizado, pois o hospital de Presidente Figueiredo no
Amazonas é o único para atender seus habitantes
REFERÊNCIAS

BOERGER, Marcelo Assad. Gestão em hotelaria hospitalar. 2. ed. São Paulo: Atlas,
2005.

DIAS, Reinaldo; PIMENTA, Maria Alzira. A gestão em hotelaria e o cliente.


Hotelnews. São Paulo, n. 325, p. 53, mar/abr, 2005.

GIL, Antonio Carlos. Como Elaborar Projetos de Pesquisa. - Ed.-São Paulo: Atlas,
2009.

OLIVEIRA, A. Tratamento não medicamentoso da hipertensão arterial. Revista


Bioquímica da Hipertensão. São Paulo – SP, 2011.

SHEARER, Alen. Cesarean section: Medical benefits and costs. Social Science and
Medicine, 1993.
OBRIGADO PELA ATENÇÃO!