Anda di halaman 1dari 39

ESCOPO ADM FINANCEIRA

Administração Financeira de Curto Prazo


Tema 01
REVISÃO DE CONCEITOS
Conceitos Importantes
ADMINISTRAÇÃO:

É o ato de administrar ou
gerenciar negócios, pessoas ou
recursos, com o objetivo de
alcançar metas definidas.
Conceito

“ A ADMINISTRAÇÃO NADA MAIS É QUE


UMA SEQUENCIA DE MEDIDAS,
PONDERAÇÃO E BOM SENSO!”
Henry Fayol
FUNÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO

Trazer os melhores resultados


organizacionais, colocando em prática
um gerenciamento com base em
resultados e maximizando a possibilidade
de crescimento, eficácia e ganho.
IMPORTANTE

O PAPEL DO ADMINISTRADOR É
FUNDAMENTAL PARA O DESEMPENHO DAS
ORGANIZAÇÕES!
PAPEL DO ADMINISTRADOR
Os administradores devem exercer PELO MENOS
4 funções básicas de gestão:

PLANEJAR ORGANIZAR DIRIGIR CONTROLAR


PODC
REFLEXÃO

“Não se gerencia o que não se mede não se mede o


que não se define, não se define o que não se
entende, não há sucesso no que não se gerencia”

• (William Edwards Demingo)


PDOC - PLANEJAR

Serviço de preparação de um
trabalho, uma tarefa ou ação, onde
se estabelece objetivos e meios
para alcança-los
PORQUE PLANEJAR
TEORIA DA ESCASSEZ:

• ESTE É UM PROBLEMA FUNDAMENTAL DA ECONOMIA:

“ AS NECESSIDADES SÃO ILIMITADOS MAS OS RECURSOS SÃO


ESCASSOS”
PORQUE PLANEJAR
 O Empresário quer ser bem remunerado pelo seu
investimento
 Como os recursos são escassos, é necessário planejar a
entrada e saídas desses recursos para que passa gerar
maiores lucros
Exigência e Direitos dos Consumidores
Flutuações da Economia
Necessidade de controle de Custo
Porque Planejar
Para que haja um
bom retorno para os
empreendedores é
necessário produzir e
acompanhar
ferramentas que
facilitem esse
controle
PORQUE PLANEJAR

FINALIDADE
 DIMUNUIR CUSTOS E PRAZOS
 SATISFAZER PLENEAMENTE AOS DESEJOS DOS CLIENTES
AUMENTAR RETORNO FINANCEIRO DOS INVESTIMENTOS
Planejamento
 É a tarefa básica da administração
Detecta riscos antecipadamente
Serve como norte para o desenvolvimento da empresa
Exercita os planejamentos: Estratégico, Tático e Operacional
Ajuda na tomada de decisão
Dar mais segurança para prosseguir
Dá uma visão geral do projeto
Imprescindível para o controle financeiro e de prazo
NÍVEIS DE PLANEJAMENTO

ESTRATÉGICO

TÁTICO

OPERACIONAL
2) PDOC - ORGANIZAR
• A organização é definida como a construção estrutural de uma empresa
por meio de dois pontos de vista. São eles:
• Recursos: podem ser humanos (quadro de colaboradores) e/ou materiais
(matérias-primas), que são necessários para executar os planos
estabelecidos pela organização;
• Operações: é criação das atividades e tarefas a serem executadas conforme
a definição de autoridade e responsabilidade de cada um dentro da
empresa.
• A organização é considerada o instrumento de operacionalização do
planejamento, que possibilita a transformação dos planos em objetivos
concretos. Essa é a forma como a empresa coordena todos os seus
recursos, sejam eles financeiros, humanos ou materiais.
3) PODC - DIRIGIR
• Por meio de sua influência, o administrador faz com que seus
colaboradores atendam ao que foi planejado. Trata-se de um
processo interpessoal, que visa ativar pessoas por meio de
instruções, motivação, comunicação, liderança e coordenação dos
trabalhos. A direção é uma das funções administrativas mais
importantes, pois lida essencialmente e exclusivamente com pessoas.
4) PODC- CONTROLAR
• Esta é a verificação e avaliação do plano que já foi executado, para
que possa haver correções futuras. A função do controle é verificar se
os objetivos foram alçados ou não. A essência do controle
administrativo é a ação corretiva e ações preventivas.

Não há Sucesso em um
planejamento sem controle
FUNÇÕES/PRINCÍPIOS DA ADMINISTRAÇÃO
EXÉRCÍCIO DE PLANEJAMENTO
AFIRMATIVA 1:
O planejamento estratégico é o processo de elaborar a estratégia. Trata-se de um
conjunto de grandes decisões tomadas pelo grupo diretivo.
Os planos táticos se dão normalmente no nível gerencial e geralmente consistem
em operacionalizar as grandes decisões estratégicas.
Já os planos operacionais representam a materialização das decisões
estratégicas e táticas.
Assim, comprar uma nova empresa, definir uma nova linha de produtos ou a nova
estrutura organizacional, e decidir se vai comprar de um fornecedor ou de outro, bem
como a política de preços da empresa, são consideradas decisões que compreendem
o planejamento estratégico e os planos tático e operacional, respectivamente.
AFIRMATIVA 2

Tais decisões caracterizam-se por ter influência no longo prazo e por


impactar a organização como um todo; por
impactar no médio prazo e sua extensão reduzir-
se a um conjunto de áreas ou setores da organização; e por ter
impacto, em teoria, no curto prazo e sua extensão afetar área ou setor
específico, respectivamente.

A respeito dessas duas afirmativas, é correto afirmar que:


RESPOSTA

D) as duas afirmativas estão corretas e a segunda justifica a primeira


Questões
a) somente a primeira afirmativa está correta.
b) somente a segunda afirmativa está correta.
c) as duas afirmativas estão incorretas.
d) as duas afirmativas estão corretas e a segunda justifica a primeira.
e) as duas afirmativas estão corretas, mas a segunda não justifica
a primeira.
Tomada de Decisão
Conceito:
È um processo cognitivo (percepção) que resulta na seleção de uma
opção em várias alternativas.
Tipos de Tomadas de Decisão
 Decisão baseada no Instinto: São percepções que surge
naturalmente, que não avalia as consequências ( Ex Barulho e corrida
para proteção)
 Decisão baseada na crença consciente: O gestor consegue tomar
uma decisão mais racional analisando a situação, consegue usar a
experiencia passada como avaliadora da situação
Tomada de Decisão
 Decisão baseada em cresça do subconsciente: é o que acompanha o
gestor desde a infância, o que ele acredita ser verdadeiro, esse tipo de
decisão deve ser analisada com cuidado para não agir de acordo com
sentimentos e emoções que não são apropriadas para a situação.
Decisão Baseada em Valores: está ligada aos valores do gestor, se
seus valores são positivos os propósitos serão positivos. Caso contrário
será totalmente parcial, beneficiará apenas o próprio gestor.
Decisão por Intuição: Quando o gestor se guia pelos seus
conhecimentos gerais. Quando se tem uma intuição mais aguçada se
consegue tomar decisões mais aguçadas.
Finanças

 É a arte e a ciência de se administrar fundos , através da aplicação


de princípios econômicos, contábeis e conceito do valor do dinheiro
no tempo para as tomadas de decisões em negócios.

CIÊNCIA:
ARTE: OPORTUNIDADE
EXISTEM FATOS
DE SER CRIATIVO
COMPROVADOS
Administração Financeira
É um campo de estudo teórico e prático que tem como objetivo
essencial, assegurar um melhor e mais eficiente processo empresarial
de capitação ( financiamento) e alocação (investimentos) de recursos
de capital.
DILEMA ECONOMICO
AS NECESSIDADES SÃO
ILIMITADAS MAS OS
RECURSOS SÃO ESCASSOS
Segundo Braga “ Cada empresa pode ser visualizada como um sistema
que multiplica os recursos financeiros nela investidos, produzindo um
retorno compatível com o risco assumido”

 O administrador Financeiro Lucro (CP)


 O Proprietário quer Gerar Riqueza (LP)
( valorização de suas ações a longo prazo- Mais Investimentos)
Administração Financeira
Fundamentos da administração Financeira
 Todos indivíduos e organizações obtém receita, levantam fundos,
gastam, investem. Para essa movimentação é preciso:
1) Processo Pessoas
2) Mercado Empresas
3) Instituições Governo
4) Instrumentos Envolvidos
Administração Financeira

A administração financeira, esta


concentrada em manutenção e
criação de valor econômico ou
riqueza.
Tópicos de Finanças
Os tópicos de finanças estão agrupados em 4 áreas principais:

FINANÇAS
EMPRESARIAIS

FINANÇAS PESSOAIS

MERCADO
FINANCEIRO
FINANÇAS
 Finanças Empresarial: Estuda os processos e as tomadas de decisões
nas organizações

Finanças Pessoais: Estuda os investimentos e financiamentos de


pessoas físicas

Mercado Financeiro: estuda os comportamentos dos mercados, seus


títulos e valores mobiliários negociados e as instituições financeiras
que atuam nesse segmento
Conceito

Valores Mobiliários: Todo título ou


contrato de investimento coletivo
que dá direito de participação,
parceria ou remuneração Ex Ações.
INTERMEDIAÇÃO FINANCEIRA
 Intermediação financeira é uma atividade que consiste na captação
de recursos por instituições financeiras, junto às unidades
econômicas superavitárias, e o seu subsequente repasse para
unidades econômicas deficitárias. É a atividade típica dos bancos,
corretora de valores imobiliários, financeiras etc.

Cada intermediário cobra uma taxa pelo sobre as operações em que


está envolvido.
Mercado Financeiro
É todo o universo que envolve as operações de compra e venda de
ativos financeiros, tais como valores mobiliários, mercadorias e
câmbio. É todo o ambiente que envolve as operações de
investimentos financeiros.
Os investidores são os que possuem recursos sobrando, eles
investem seus recursos a título de multiplica-los com juros e
dividendos
Os tomadores são os que precisam de recursos para cobrir seus
gastos
Os intermediários são as instituições que facilitam esse encontro
entre investidores e tomadores.
Fiscalizadores e Normatizadores do Mercado
Financeiro

Todos os sistemas de Intermediação financeira é Fiscalizados e


Normatizados por:
a) Conselho Monetário Nacional
b) Banco Central do Brasil
d) Comissão de Valores Mobiliários
e) Instituições Especiais
Fiscalizadores e Normatizadores do MF
 Conselho Monetário Nacional: (CMN) é um conselho, criado pela Lei nº
4.595, de 31 de dezembro de 1964 como poder deliberativo máximo do
sistema financeiro do Brasil, sendo responsável por expedir normas e
diretrizes gerais para seu bom funcionamento.
Banco Central do Brasil: É responsável por executar as normas e diretrizes
expedidas pela Conselho Monetário Nacional (CMN). O Banco Central tem
entre suas principais tarefas:
a) zelar pela quantidade de moeda disponível na economia;
b) manter as reservas internacionais em níveis adequados;
c) emitir papel moeda;
d) receber os famosos depósitos compulsórios dos bancos;
e) autorizar o funcionamento de todas as instituições financeiras, entre
outros.
Fiscalizadores e Normatizadores do MF
 Comissão de Valores Mobiliários: É responsável por regulamentar,
desenvolver, controlar e fiscalizar o mercado de capitais no Brasil. A
CVM é essencialmente um órgão fiscalizador, mas também executa a
função de fomento à aplicação de valores mobiliários
(ações, debêntures, entre outros).
Instituições Financeiras: São consideradas entidades operadoras do
Sistema Financeiro Nacional. Em geral são os bancos comerciais,
bancos de investimentos, a Caixa Econômica Federal e as cooperativas
de crédito. Também incluem-se nas instituições financeiras as bolsas
de valores, sendo que no Brasil temos apenas uma bolsa: a
BM&FBovespa