Anda di halaman 1dari 14

PSICOLOGIA do trabalho

Prof. Dannilo J. E. Halabe


UNIDADE III - Processo Motivacional e
liderança de equipes
Unidade 3 – Processo Motivacional,
comunicação e liderança de equipes
Objetos de conhecimento trabalhados nesta unidade:
Motivação e atitudes para o comportamento humano
nas organizações;
Comunicação, Relações Humanas, Liderança;
Elementos do funcionamento de Grupos e Equipes e
Conflitos;
Entender a relação entre Liderança e Poder no âmbito
do trabalho; Clima organizacional, criatividade e
inovação.
Texto base: Comportamento Organizacional
(CHIAVENATO, 200
Motivação em Psicologia
Hedonismo Psicológico - a ação humana é sempre
orientada no sentido de maximizar o prazer e minimizar a
dor.
Sigmund Freud – Teoria determinista sobre os motivos
do comportamento humano;
Behaviorismo – Os primeiros behavioristas sustentaram
enfaticamente quê a Psicologia deveria preocupar -se
apenas com o comportamento observável descartando
conceitos referentes a supostos processos internos.
Pirâmide das Necessidades (Maslow)
LIDERANÇA
Teoria global de liderança terá de encontrar um meio de
lidar com as três
facetas do fenômeno de liderança:
a) Líder e seus atributos;
b) O seguidor;
c) A situação do grupo
LIDERANÇA
Definição de liderança
Liderança é definida como influência interpessoal numa
situação, por intermédio do processo de comunicação,
para que seja atingida uma meta, ou metas especificadas.
a) líder (influenciador);
b) seguidor (influenciado) e situação;
c) processo: influência interpessoal por intermédio da
comunicação. (A liderança é um processo, uma função).
LIDERANÇA

Finalidade

Metas organizacionais

Metas de grupo

Metas pessoais do seguidor

Metas pessoais do líder


LIDERANÇA

Dinâmica da liderança

A capacidade percepcional do líder determina a sua


flexibilidade de comportamento

Sensitividade: precisão em perceber a realidade

a) seguidores;

b) grupos;

c) organizações;

d) outros indivíduos.
LIDERANÇA

DISTRIBUIÇÃO DA LIDERANÇA

Estrutura autocrática

Estrutura paternalista

Estrutura permissiva (Laissez-faire)

Liderança participativa ou democrática


LIDERANÇA
Os psicólogos Kurt Lewin, Lippin e White, da Universidade
de Iowa, fizeram estudos sobre a liderança. Organizaram
grupos de trabalho experimentais.
a) Um deles era dominado por um líder autocrático que
determinava a política administrativa;
b) Decidia o que devia ser feito e como deveria ser feito;
c) Determinava as tarefas individuais e decidia quais as
pessoas que deveriam fazer parte de determinado grupo;
d) Era reservado quanto a elogios, criticas, comentários.

Resultado do Grupo com líder autoritário: Tendia a ser


mais agressivo e briguento
LIDERANÇA
O segundo era chefiado por líder democrático que:
a) Submetia a política administrativa à opinião do grupo;
b) Encorajava os membros do grupo a participarem das
decisões;
c) Permitia aos indivíduos escolherem seus companheiros
de trabalho;
d) Era objetivo em seus comentários, elogios ou criticas.

Grupo com líder democrático: Os indivíduos convivem


amigavelmente.
LIDERANÇA
O terceiro grupo era chefiado por um líder permissivo.
Este líder passou ater a seguinte atuação:
Permitia que os componentes do grupo agissem por
conta própria;
Deixava que resolvessem como pudessem os problemas
que surgiam;
Não fazia comentários sobre a atuação dos indivíduos do
grupo.

Grupos com líder permissivo: O trabalho progredia


desordenadamente e pouco.
LIDERANÇA

Liderança Situacional:

A sabedoria da liderança está em saber quando usar


tal e qual método. Seu problema é, aprender a variar
de técnica de acordo com as diferentes condições e
pessoas com as quais se defronta em seu trabalho.