Anda di halaman 1dari 36

Qualidades Físicas

Curso Profissional
Professor: de Técnico de Apoio
Carlos Vasconcelos à Gestão
Diogo CorreiaDesportiva | Estudo
nº9 | Edmilson de Movimento
Cassova | 11ºMagalhães
nº11 |Mário GD | Ano Letivo
nº22 |2018/2019 | Módulo
Rubén Marriós nº257
Índice

 FORÇA
 VELOCIDADE
 RESISTÊNCIA
 FLEXIBILIDADE
Qualidades Físicas
Qualidades físicas ou capacidades físicas são
consideradas todos os atributos físicos que podem ser
treinados em um organismo humano. Sendo elas a força,
a flexibilidade, a resistência e a velocidade.
Força

Força é um conceito da física newtoniana, utilizada


desde a antiguidade clássica, que explica a pressão
exercida sobre tal objeto ou ainda, as alterações da
quantidade de movimento de um determinado corpo.
Força
A força (F) é um vetor (indicado por uma seta acima da letra), ou
seja, possui módulo (intensidade da força exercida), direção (reta ao
longo da qual ela atua) e sentido (o lado da reta no qual a força foi
exercida).
Portanto, quando várias forças atuam sobre determinado corpo, elas
se somam vetorialmente, para assim, dar lugar a uma força
resultante.
Força

O estudo da força é apresentado na segunda Lei de Newton denominada


“Princípio Fundamental da Dinâmica” ou “Força”, no qual a força
resultante, ou seja, a soma vetorial de todas as forças aplicadas sobre o
corpo, é diretamente proporcional ao produto da aceleração de um corpo
pela sua massa, apresentada pela seguinte expressão:

F=m.a
F=m.a

F: força
m: massa do corpo
a: aceleração adquirida
Classificações da Força
Há duas classificações para a grandeza vetorial “força”:

• Forças de contato: aquelas que agem sobre os corpos somente na


medida que quem aplica a força está necessariamente em contato com
os corpos, por exemplo, a força normal, de atrito, dentre outras.

• Forças de campo: aquelas que agem sobre os corpos sendo que o


corpo que exerce a força não se encontra em contato os outros, por
exemplo, a força peso, força magnética, dentre outras.
Tipos de Força
Força peso (P): força que existe sobre todos os corpos, sendo exercida
sobre eles por meio do campo gravitacional da terra.

Força elástica (Fel): força exercida sobre uma mola, que a deforma, ou
seja, ela se estica ou se comprime.

Força centrípeta (Fcp): força que um corpo com


determinada aceleração, exerce num movimento circular.

Força magnética (Fm): força de atração e repulsão exercida


pelos ímãs ou objetos magnéticos.
Tipos de Força
Força gravitacional (F): força de atração mútua entre os corpos físicos
do universo.

Força de atrito (Fat): força exercida entre duas superfícies que estão
em contato; quanto maior às rugosidades apresentadas por elas,
maior será a força de atrito.

Força normal (N): Também chamada de “força de apoio”, esse tipo de


força é exercida por um corpo sob uma superfície.
Vídeo - Força

https://youtu.be/hzGpm_HINV0
Velocidade
A velocidade, sendo a qualidade física particular do músculo e das
coordenadas neuromusculares, é a capacidade motora que permite a
máxima rapidez de execução de um movimento ou de uma série de
movimentos.
Conceito de velocidade
Em 1999, Weineck afirmou que “a velocidade motora resulta, da
capacidade psicológica, cognitiva, coordenativa e do
condicionamento, as quais são sujeitas às influências genéticas do
aprendiz, do desenvolvimento sensorial e neurológico,

bem como de tendões, músculos e capacidade de

mobilização energética”.
Tipos de velocidade
Velocidade de Reação

Este tipo de velocidade diz respeito a todas as formas de movimento,


já que é a capacidade de reagir a um estímulo no menor tempo
possível.
Velocidade de Deslocamento
É uma capacidade locomotora das extremidades inferiores, ou seja, é
a capacidade máxima de um indivíduo se deslocar de um ponto para
outro.
Velocidade dos Membros ou de Execução
A velocidade dos membros é a capacidade de mover os braços ou as
pernas o mais depressa possível.
Velocidade Acíclica
A velocidade acíclica manifesta-se no desporto na forma de
lançamento, de arremesso, de salto, de chuto ou de batida, contendo,
por isso, movimentos motores únicos.
Velocidade Cíclica
A velocidade cíclica consiste numa sequência de acções motoras,
ritmicamente repetida, independentemente do facto de se tratar de
movimentos das extremidades superiores ou inferiores, assim como
do tronco.
Velocidade de Acção
A velocidade de acção diz respeito à orientação da aplicação da
velocidade em determinados desportos ou em grupos de desportos,
abstraindo-se do aspecto puramente motor, salientando fortemente
os factores espaciais e temporais que dirigem as exigências
subjectivas da acção.
Velocidade de Contração
A velocidade de contração depende do grau de coordenação
neuromuscular e da condição fisiológica da musculatura, tendo a ver
com vários aspetos, tais como o tipo e a dimensão das alavancas
muscularmente acionadas, a velocidade de reação

motora ao estímulo nervoso.


Vídeo - Velocidade

https://youtu.be/y0fDqOYbL40
Resistência
A resistência, é uma capacidade de resistir ao cansaço .

Também é a capacidade de poder executar, durante o maior tempo


possível, um esforço estático ou dinâmico, sem diminuir a qualidade do
exercício.
Tipos de Resistência
Aeróbica (Dinâmica e Estática)

Anaeróbica (Dinâmica)

Muscular (Aeróbica, Anaeróbica e Localizada)


Aeróbica
• A resistência "pura", como capacidade de suportar esforços de
enorme duração, evitando a acumulação do ácido láctico,
recorrendo à utilização do oxigénio e dos nutrientes para manter
a atividade indefinidamente.
Aeróbica Estática
Sempre que o exercício estático é feito com o emprego de grande
grupo de músculos e uma carga inferior a 15/20% da força máxima
numa duração da carga grande.
Anaeróbica Dinâmica
• anaeróbica é a capacidade de execução de determinada atividade
com alta intensidade em curto espaço de tempo.

• Como o próprio nome diz, essa capacidade física visa dar uma
resistência maior à fadiga.
Resistência Muscular Localizada
• A Resistência Muscular localizada tem como objetivo desenvolver
no indivíduo uma melhor aptidão cardiovascular, seja para
executar as tarefas cotidianas, seja para melhor a resistência nos
desportes.
Flexibilidade
A flexibilidade é a capacidade de realizar movimentos em certas
articulações com apropriada amplitude de movimento. Em situações
práticas há a distinção entre:

 Flexibilidade estática;

 Flexibilidade ativa.
Flexibilidade Estática

Flexibilidade estática é o caso do espacato em Ginástica Artística, ou


seja, uma pessoa realiza uma abertura total das pernas apenas com o
apoio do solo.
Flexibilidade Ativa
Flexibilidade ativa é onde há influências de forças externas.
Flexibilidade
A flexibilidade é considerada por muitos autores como uma
capacidade física mista, ou seja, capacidade física coordenativa, na
qual exige grande participação do sistema nervoso central e
capacidade física condicional, que se refere à capacidade de ser
treinável.
Flexibilidade
A flexibilidade também é considerada uma capacidade física do ser
humano que condiciona a obtenção de grande amplitude articular,
durante a execução dos movimentos.

Exemplo: Quando uma dona de casa necessita pegar algo embaixo do


sofá ela necessita utilizar toda a sua flexibilidade, alongando os
músculos das costas e da parte posterior das pernas.
Classificação das flexibilidades
Podemos classificar a flexibilidade quanto à sua abrangência e articulações
envolvidas.

Quanto à sua abrangência temos:

 Flexibilidade geral: observada em todos os movimentos de uma


pessoa englobando as suas articulações (juntas);

 Flexibilidade específica: refere-se a um ou alguns movimentos


realizados em determinadas articulações (juntas).
Classificação das flexibilidades
Quanto às articulações envolvidas:

 Flexibilidade simples: ação articular em uma única articulação;

 Flexibilidade composta: quando o movimento envolve mais de


uma articulação.
Vídeo - Flexibilidade

Pessoas com bastante flexibilidade.

https://youtu.be/Ytb_eBtsdyg