Anda di halaman 1dari 14

Glória

Terrestrial Glória
Telestial
1-Um rapaz acredita que por Deus amar todos os Seus filhos,
Ele nos abençoará a despeito do que fizermos. Ele acredita
também que, embora possamos ser punidos por nossos
pecados, no final todos serão salvos no reino de Deus.

2-Uma moça acredita que se ela cumprir perfeitamente cada


mandamento, será salva no reino de Deus.

3-Um homem afirma que por ter nascido novamente, ele será
salvo no reino de Deus a despeito de qualquer coisa que fizer
nesta vida.
As religiões divergem nos ensinamentos sobre a vida
após a morte, tanto hoje em dia quanto em 1832,
quando a revelação registrada em Doutrina e
Convênios 76 foi dada. Por exemplo, a maioria das
religiões cristãs ensina que todas as pessoas irão para
o céu ou para o inferno. Outras religiões, como os
universalistas, ensinam que Jesus Cristo irá punir
temporariamente os pecadores, mas no final, todos
serão redimidos.
Glória celestial: D&C 76:50–70,
92–96;
Glória terrestrial: D&C 76:71–80,
87, 91, 97;
Glória telestial:D&C 76:81–86, 88–
90, 98–112.
O bispo Joseph L.
Wirthlin, do bispado
presidente, testificou:
“Todos somos candidatos
ao reino celestial”
(Conference Report, abril
de 1952, p. 118).
“Ser valente no testemunho de Jesus significa crer em
Cristo e em Seu evangelho, com convicção inabalável.
(…)
Mas isso não é tudo. É mais do que crer e conhecer.
Precisamos ser praticantes da palavra e não somente
ouvintes. Significa mais do que dizer palavras: não é
simplesmente confessar com os lábios que o Salvador é
o Filho de Deus. É, sim, a obediência, submissão e
retidão pessoal. (…)
Ser valente no testemunho de Jesus é (…) ‘[perseverar]
até o fim’ (2 Néfi 31:20.) É viver nossa religião, praticar
o que pregamos, guardar os mandamentos. (…)
Ser valente no testemunho de Jesus é estar do lado do
Senhor em todas as questões. (…) É pensar o que
Ele pensa, acreditar no que Ele acredita, dizer o que
Ele diria e fazer o que Ele faria se estivesse na
mesma situação. É ter a mente de Cristo e ser um com
Ele, como Ele é um com o Pai” (Bruce R.
Somos selados pelo Santo Espírito da Promessa
quando o Espírito Santo confirma as ordenanças
que recebemos ou presta testemunho ao Pai
Celestial de que as ordenanças foram realizadas
adequadamente e que temos sido fiéis aos nossos
convênios.
“Irmãos e irmãs, façamos o melhor possível e procuremos
aperfeiçoar-nos a cada dia. Quando nossas imperfeições
aparecerem, podemos continuar tentando corrigi-las.
Podemos perdoar mais as falhas em nós mesmos e nas
pessoas que amamos. Podemos ser consolados e
pacientes. O Senhor ensinou: ‘Não podeis suportar a
presença de Deus agora (…); portanto, continuai
pacientemente até que sejais aperfeiçoados’ (D&C 67:13).
Não devemos ficar desanimados se nossos sinceros
esforços em alcançar a perfeição nos pareçam hoje
árduos e intermináveis. A perfeição é incompleta nesta
vida. A plena perfeição só será alcançada depois da
ressurreição, e somente por intermédio do Senhor. Está
reservada a todos os que O amam e guardam Seus
mandamentos. Inclui tronos, reinos, principados, poderes e
domínios (ver D&C 132:19). É o objetivo pelo qual devemos
perseverar até o fim. É a perfeição eterna que Deus
reservou para cada um de nós” (“Perfeição incompleta”, A
“Minha oração é que (…) tornemos
nossa conduta condizente com os nobres
propósitos exigidos daqueles que estão a
serviço do Mestre. Em todas as coisas,
devemos lembrar que ser ‘valentes no
testemunho de Jesus’ é o grande teste
divisório entre o reino celestial e o
terrestrial (D&C 76:79). Queremos estar
no lado celestial dessa linha divisória”
(“Escolher com sabedoria”, A Liahona,
novembro de 2014, p. 49).
“[Doutrina e Convênios] explica claramente que o
reino mais baixo ao qual o homem é designado é
tão glorioso a ponto de estar além do
entendimento do homem. Uma doutrina
fundamental do mormonismo é a de que o mais
ímpio pecador, no julgamento final, receberá uma
glória que está além do entendimento humano,
que é tão grande que não conseguimos
descrevê-la adequadamente. Aqueles que se
saírem bem receberão um lugar ainda mais
glorioso. (…)
O evangelho é um evangelho de imenso amor.
O amor é a base de tudo. O menor dos filhos
[de Deus] é amado de modo tão carinhoso a
ponto de sua recompensa estar além do
entendimento do homem mortal” (The Message
Greg Olsen - 2003
ACHADOS E PERDIDOS Simbologia da Pintura: O jovem está vestido com roupas
escuras representando aquelas nuvens escuras que às
vezes pesam em nossas almas e parecem cobrir a luz
que ainda brilha dentro de nós. A mochila e o saco de
dormir nos lembram das cargas mundanas que todos
carregamos ao redor ... medo, desânimo, dor, solidão,
tristeza, raiva, desesperança e assim por diante. O
caminho sinuoso ao fundo simboliza as reviravoltas da
jornada da vida, algumas das quais nos estendem ao
nosso limite. Tal foi o caso de Dan, o jovem que usei
como modelo nesta pintura. Dan era um amigo da nossa
família cujo caminho o levou a um lugar onde ele
escolheu deixar esta vida e as nuvens que devem tê-lo
rodeado. A jornada de Dan tornou essa pintura ainda mais
comovente para mim, à medida que a vida imita a
arte. Onde quer que estejamos em nossa jornada, o
Senhor está próximo. Ele não se forçará a nós, mas
simplesmente espera que a gente peça sua ajuda. Ao
contrário da maioria de nós, que tem dificuldade em
enxergar além da visão externa daquela pessoa no
banco, Cristo vê a alma conhecendo o coração e continua
sendo o último Salvador e amigo.
João 14:2-
3
2 Na casa de meu
Pai há muitas
moradas; se
não fosse
assim, eu vo-lo
teria dito; vou
preparar-vos
lugar.
3 E se eu for, e vos
preparar
lugar, virei outra
vez, e vos levarei
para mim mesmo,
para que onde eu
estiver estejais