Anda di halaman 1dari 14

SOCIEDADE BRASILEIRA

• Patriarcal
• Machista Homem branco
• Racista
Mulher branca

Homem negro

Mulher negra
SOCIEDADE BRASILEIRA COLONIAL
Senhores brancos

Sinhás brancas

Índios

Escravos
TEORIAS RACIAIS OU RACISMO CIENTÍFICO
(FIM DO SÉC. XIX)
EUGENIA INFERIORIZAÇÃO DO AFRO-DESCENDENTE BRANQUEAMENTO DO BRASIL

Democracia racial (Gilberto Freyre) Justificativa para esconder o racismo na sociedade brasileira
(Séc. xx)
MULHER NEGRA NA TELEVISÃO
Novelas: papéis subalternos e estereotipados
Comerciais: seguem um padrão de beleza eurocêntrico, ou é altamente sexualizada

Imagem da mulher negra objetificada (principalmente no carnaval)


MULHER NEGRA NA TELEVISÃO
Mulher negra na televisão:
Cris Vianna: Juliane Matos, moradora da favela, mãe de cinco filhos,
trabalha em um brechó. A personagem é apresentada como sendo
evangélica mas é altamente sexualizada, pois seu figurino é composto
por roupas com grandes decotes. Também parece ter um baixo nível
cultural.
Taís Araújo: foi a primeira atriz negra a ter papel de destaque em uma
novela brasileira, em Xica da Silva (1996). Porém seu personagem era
altamente sexualizado.
Cacau Potásio: atriz de novelas da rede Globo que encenou várias
personagens empregadas domesticas.
VIOLÊNCIA E RACISMO CONTRA A MULHER
• As mulheres negras aparecem como maioria das vítimas em diversos indicadores de
violações de direitos humanos.
• 59,4% dos registros de violência doméstica no serviço referem-se a mulheres negras (2013).
• 56,8% das vítimas dos estupros registrados no Estado (RJ) em 2014 eram negras. E 62,2% dos
homicídios de mulheres vitimaram pretas (19,3%) e pardas (42,9%).
• Entre as mulheres assassinadas, mais de 60% são Afrodescendentes.
• O Ministério da Justiça aponta ainda que esse segmento populacional são maioria entre as
vítimas de tráfico de pessoas. E, de acordo com o Ministério do Trabalho, são também a maioria
entre as vítimas de assédio moral e sexual no trabalho.
• 68,8% das mulheres mortas por agressão.
• Duas vezes mais chances de serem assassinadas que as brancas.
A CULTURA RACISTA NÃO DECLARADA NO
BRASIL
A reflexão sobre a imagem das mulheres também é uma parte importante do
enfrentamento a estereótipos discriminatórios que autorizam violências. No caso
específico das mulheres negras, no Brasil, esses estereótipos são agravados pela carga
histórica escravagista de objetificação e subalternidade que reforçam mitos racistas
como o da mulher negra hipersexualizada sempre disponível.
CASOS DE RACISMOS EM REDES SOCIAIS
RESISTÊNCIA E EMPODERAMENTO
ATIVIDADE: PRODUÇÃO DE CARTAZES QUE
VALORIZEM A MULHER NEGRA
REFERÊNCIAS:
ARAÚJO, Joel Zito Almeida de. Televisão e racismo: Ou como a telenovela compreendeu que a estética sueca é de fato o melhor
modelo para o Brasil. In A Negação do Brasil: o negro na telenovela brasileira. São Paulo: SENAC, 2000. Pag. 23-40.

Dossiê Violência contra a Mulher: Violência e Racismo. http://www.agenciapatriciagalvao.org.br/dossie/violencias/violencia-


e-racismo/. Acessado em: 26/07/2016.