Anda di halaman 1dari 21

SESSÃO “7” –

PALESTRA 5ª
Aspectos Sociais, Ecológicos,
Políticos e Econômicos dos
recursos renováveis

Joaquim Franco Junior


ALGABIO- Pesquisa em
Biotecnologia LTDA
Semi Árido Brasileiro
E m 2 0 0 5 , o M in isté rio d a In te g ra çã o
N a cio n a l d e te rm in o u um a n ova
d e lim ita çã o p a ra o S e m i- á rid o , a
p a rtir d a o b se rv a çã o d o s fa to re s
m o rfo clim á tico s , in clu in d o 102
m u n icíp io s a o s 1 . 0 3 1 já p e rte n ce n te s
à re g iã o . A m p lio u - se a ssim , e m 8 , 6 %
a á re a te rrito ria l q u e p a sso u a co n ta r
co m a to ta lid a d e de 1 .1 3 3
m u n icíp io s .

A re g iã o S e m i- Á rid a d o N o rd e ste
a b ra n g e 1 1 , 5 % d o te rritó rio n a cio n a l,
te n d o a p ro x im a d a m e n te 9 5 0 .0 0 0
km 2, co m p re e n d e n d o 5 2 ,4 % da
R e g iã o N o rd e ste q u e te m 1 . 5 0 0 . 0 0 0 .
k m 2 d e e x te n sã o .

E sta á re a v a i d e sd e o V a le d o
Problemática Ambiental
• Em 2010, no primeiro monitoramento já
realizado sobre o bioma, constatou-se
que a caatinga perde por ano e de forma
pulverizada, uma área de sua vegetação
nativa equivalente a duas vezes a cidade
de São Paulo.

 Os dois Estados com maior incidência de
desmatamento no semi-árido são Bahia e
Ceará.

• Já foram identificadas na Caatinga 17


espécies de anfíbios, 44 de répteis, 695
de aves e 120 de mamíferos, Os felinos
(onças e gatos selvagens), os herbívoros
(veado-catingueiro, Caititu), as aves
• Falta de tradição em
silvicultura, a falta de
divulgação mais eficiente
sobre o processo de
agroflorestas e a
permanência da tradição da
monocultura, figura como as
principais forças motrizes
para o agravamento do
problema, para se ter uma
idéia de acordo com o
MMA(2000) no Município do
CAPACIDADE
REGENERATIVA
• Os dados de regeneração de biomassa
mostrados por Sampaio et al. (1998)
não são suficientes para obter a
função de crescimento de biomassa
da caatinga. Segundo a estimativa
desse trabalho, o CAM das plantas
nativas na Caatinga é quase 6 vezes
menor que o crescimento anual (CA)
das exóticas do Sul do País. Mesmo
assim, a produtividade das plantas
nativas ainda é equiparável à de
florestas plantadas em zonas
temperadas como Finlândia (2.500 a
IRAUÇUBA para
implementação de nosso
Estado, tem lençol Projeto

É o Município com maior Área de desertificação no
freático salino e média anual de
chuva em torno de 539 mm/ano, de solo cristalino e
Neosolos Litólicos.
 Existe uma conscientização do poder Executivo e
Legislativo Municipal da Necessidade de reverter suas
características negativas sócio ambiental.
 A aquisição de uma área contígua de 40.000
hectares , com várias características de relevo e
diversos estágios de preservação.
 O Apoio dos Município de Irauçuba e Tejuçuoca aos
projetos das Empresas ALGABIO e ALGMAX, tendo seu
marco inicial a Criação da maior APA Particular criada
por Lei MUNICIPAL dentro do Bioma Caatinga. LEI 767
de 17/09/2010 – 20.000 hectares

Os Incentivos Fiscais do Governo Estadual e apoio
da ADECE

Uso biomassa da catinga
Cearense
Aspectos Sociais
• O semi-árido nordestino, têm área de
1.142.000 km2 e população de 26,4
milhões de habitantes, sendo 75% das
famílias residentes nas zonas rurais
pobres, sobrevivendo com uma renda
per capita inferior a meio salário
mínimo.
• Nesta região, as condições sociais são
precárias levando a uma baixa
qualificação profissional e uma elevada
taxa de mortalidade infantil
caracterizado por um alto índice de
desnutrição (UNICEF, 2005). Além disso,
possui índices pluviométricos baixos,
entre 350 e 700 mm/ano, temperaturas
médias elevadas (acima de 25ºC) e
Carta de Intenção assinada em 01 de
julho de 2010 entre ITT de Köln e
ALGABIO relativo a participação no
projeto AGROSILVIPASTORIL de Irauçuba –
CE.

OBJETIVO - Criar
um grupo de
trabalho
multidisciplinar
entre pesquisadores
do ITT , das
Empresas ALGABIO e
ALGMAX além de
Técnicos e
Secretários
municipais de
Irauçuba e
Tejuçuoca , para
desenvolver estudos
e projetos no Bioma
Uso Energéticos da
Madeira
 De acordo com o
IBAMA, em todo o
semi-árido, 40% da
matriz energética vêm
do corte da madeira.
 No contexto
nacional, as maiores
áreas de florestas
plantadas estão
localizadas nas regiões
Sul, Sudeste e Centro-
Oeste. As menores
áreas plantadas
encontram-se nas
regiões Norte e
Nordeste, fazendo com
que haja um déficit
maior de madeira
Implantação do 1º
• Iniciar
projeto
em 2011 o
georeferenciamento de árvores
nativas para criação de um
banco de sementes capaz de
garantir uma produção anual
de 600.000 mudas das mais
variadas espécies do bioma
Caatinga Consorciando com um
plano de manejo florestal
adequado com o gerenciamento
integrado da biodiversidade
existente em todo APA,
Implantação do 2º
• Aprovar
projeto
projeto de Manejo
Florestal em 15.000 hectares
para fornecimento de madeira
para Termoelétrica,
consorciando com a Apicultura
Orgânica, com inicio previsto
para 2011 ate atingir em 5
anos produção em 4.000
colméias, sendo 3.000 de Apis
e 1.000 das espécies Nativas
Jandaira, Jati, entre outras,
qualificando a mão de obra
Implantação do 3º
projeto
 Instalar uma Agrovila em quatro
para 150 famílias, priorizando os
moradores mais antigos que residem
dentro do perímetro da APA Sem. José
Afonso Sancho, substituindo todas as
casas de TAIPA com apoio de
programas do Governo Federal e
Estadual, qualificando
profissionalmente tais famílias para
atuarem em atividades de
Ecoturismo, produção de móveis
rústicos com madeira morta,
Agricultura Orgânica e Manejo
Florestal.
Implantação do 4º
projeto
• Firmar consórcio com as
prefeituras municipais do
entorno do projeto, distantes
até 75 km do raio da APA para
o recebimento e o posterior
beneficiamento das podas de
árvores produzidas pelos
municípios, transformando
raízes, troncos e galhos em
Pelets e gravetos e folhas em
adubo orgânico a ser utilizado
como fertilizante de solo nas
Implantação do 5º
projeto
• Instalar nos municípios de
Irauçuba, Tejuçuoca e Itapajé
uma UGEL – Unidade de
Geração de Energia do Lixo.

• Instalar até 2012 uma Unidade
de Produção de Pelets com
capacidade em torno de
1.000.000 de toneladas/ano em
consorcio com empresas
Vista do relevo de parte
da APA
Foto de satélite de algumas
Fazendas Integrantes do projeto
AGROSILVIPASTORIL
CONCLUSÃO
• O Bioma Caatinga somente encontrado no
Brasil é Carente de Investimentos e são
Poucos os estudos acadêmicos que buscam
compreender suas características e
potencialidades, por este motivo, a
exploração predatória têm deixado marcas
profundas de destruição tanto na fauna
quanto na flora, tornando cada vez mais
difícil o sobrevivência do homem sertanejo
neste ecossistema.
• Nosso desafio é demonstrar que com
responsabilidade social e ambiental, aliado a
pesquisas e desenvolvimento de novas
metodologias de manejo, recuperando áreas
degradadas e explorando de forma
responsável as riquezas que o bioma caatinga
têm a oferecer, conseguiremos provar a
grande capacidade que este bioma tão pouco
Nossa busca por conhecimento .
2009 – Prof. Kraus-

2009 – Prof. Busche,

COTTBUS; Prof. Ésio - 2009 – Sistema

-COTTBUS Prof. Ésio Algabio , Dr. Lutzian- Oxyfuel


,M.Sc. Marko- Gicon e Vattenfale Franco Jr -
Franco Junior - Algabio Algabio
Vattenfall

Fortaleza - CE – FIEC
2008 UK 2010– Delegação

Prof. PHD Pencheng Fu  Köln 2010– Prof. Brasileira


FENACAM – Natal
 Peletz Alemanha

-2008 -2009
Argentina- Oil Fox S/A

-2007

ANUGA-Köln

5 amostras de plantas do
-2009 Bioma Caatinga testadas em
COTTIBUS - 2009

Cambridge - UK

-2010
Biodigestão -

Gicon -2009
OBRIGADO
Algabio_franco@hotmail.com

MOBILE: 00-55-85-

96334794