Anda di halaman 1dari 77

PULVERIZADORES

PULVERIZADORES:

Pulverizador agrícola é um equipamento que realiza uma


pulverização de produtos fitosanitários em alvos, sobre e ou
sob plantas, animais e produtos agrícolas. Podem ser:

Autopropelidos;
Tracionados (arraste e montados);
Costais;
Aéreos;
Pulverizadores Autoprelidos:
Pulverizadores Tracionados Montados:
Pulverizadores Tracionados de Arraste:
Pulverizadores Costais:
Pulverizadores Aéreos:
ASPECTOS DE SEGURANÇA E SAÚDE DO OPERADOR

•RECEITUARIO

•ARMAZENAMENTO

•MANUSEIO

•DESCARTE
O PROCESSO DE PULVERIZAÇÃO

PULVERIZAÇÃO: Processo de produção de gotas.

PERDAS POR
DERIVA E
EVAPORAÇÃO

APLICAÇÃO: Colocação do produto (que está dentro da gota)


em uma determinada superfície.
FUNÇÕES DE UM BICO DE PULVERIZAÇÃO:
(em função da quantidade de energia utilizada):

VAZÃO (quantidade)
BICO DE ESPECTRO DE GOTAS (qualidade)
PULVERIZAÇÃO DISTRIBUIÇÃO

P
Padrões de Pulverização

Jato Plano Jato Plano Extendido

Jato Plano de Grande Jato Plano Uniforme


Angulação de Ar induzido

Jato Cônico Vazado Jato Cônico Cheio


Diâmetro Médio Volumétrico:
Classificação de gotas:
Padrão de gotas:
Densidades de Gotas:
Limites Ambientais para Pulverização:

Umidade Relativa > 55%


Temperatura do Ar (bulbo seco)< 30 oC
Velocidade do Vento< 10 Km/h
PULVERIZAÇÃO DE PRECISÃO:

Produção de gotas com as características


adequadas às condições do produto, do alvo e
do meio ambiente.

Isso depende da ponta de pulverização (tipo e


tamanho do orifício) e da pressão de trabalho.
CLASSIFICAÇÃO DAS PULVERIZAÇÕES SUGERIDAS PELO B.C.P.C.:

- MUITO FINA
- FINA
- MÉDIA
- GROSSA
- MUITO GROSSA
- EXTREMAMENTE GROSSA
PONTA DE PULVERIZAÇÃO DE JATO PLANO DE USO AMPLIADO - XR TEEJET

NÚMERO Pressão em bar


DA 1,0 1,5 2,0 2,5 3,0 3,5 4,0
PONTA Vazão em Litros por Minuto (L/min)
XR11001 0.23 0.28 0.32 0.36 0.39 0.43 0.46
XR110015 0.34 0.42 0.48 0.54 0.59 0.64 0.68
XR11002 0.46 0.56 0.64 0.72 0.79 0.85 0.91
XR11003 0.68 0.84 0.97 1.08 1.18 1.28 1.37
XR11004 0.91 1.12 1.29 1.44 1.58 1.71 1.82
XR11005 1.14 1.39 1.61 1.80 1.97 2.13 2.28
XR11006 1.37 1.67 1.93 2.16 2.37 2.56 2.74
XR11008 1.82 2.23 2.58 2.88 3.16 3.41 3.65

MUITO FINA FINA MÉDIA GROSSA MUITO GROSSA


PONTA DE PULVERIZAÇÃO DE JATO PLANO DE GRANDE ÂNGULO - TURBO TEEJET
NÚMERO Pressão em bar
DA 1,0 1,5 2,0 2,5 3,0 3,5 4,0
PONTA Vazão em Litros por Minuto (L/min)
TT11001 0.23 0.28 0.32 0.36 0.39 0.43 0.46
TT110015 0.34 0.42 0.48 0.54 0.59 0.64 0.68
TT11002 0.46 0.56 0.64 0.72 0.79 0.85 0.91
TT11003 0.68 0.84 0.97 1.08 1.18 1.28 1.37
TT11004 0.91 1.12 1.29 1.44 1.58 1.71 1.82
TT11005 1.14 1.39 1.61 1.80 1.97 2.13 2.28

MUITO FINA FINA MÉDIA GROSSA MUITO GROSSA


VARIAÇÃO DO FLUXO NOS BICOS DE ENERGIA HIDRÁULICA :

P2
Q2 = Q1 x
P1

TAMANHO DE GOTA(µm)
Ponta Turbo TeeJet TT11001VP
0.8 400
VAZÃO (L/min)

0.7
0.6 350
0.5
0.4 300
0.3
0.2 250
0.1
200
0 1 2 3 4 5 6 7 8

PRESSÃO (bar)
RECOMENDAÇÃO TÉCNICA (ASAE, 1997):
“A pressão de operação pode ser também mudada para ajustar a taxa de
aplicação se a diferença da taxa de aplicação é menor de 10%. Entretanto, o
bico deve ser operado dentro da faixa de pressão recomendada pelo
fabricante. Uma faixa maior de variação pode afetar excessivamente o
tamanho de gota e a distribuição”.

Para uma aplicação de 150 litros por hectare


(velocidade padrão de 8 km/h) :

Velocidade (km/h) 4 5 6 7 8 9 10 11 12
Vazão por bico (l/min) 0,50 0,63 0,75 0,88 1,00 1,13 1,25 1,38 1,50
Pressão (bar) 0,6 0,9 1,2 1,7 2,2 2,8 3,4 4,2 5,0
XR11003 (µ m) DV0,5 313 280 261 165 233
DV0,1 149 139 132 124 117
DG11003 (µ m) DV0,5 378 345 320
DV0,1 126 165 151
TJ60-11003 DV0,5 202 193 185
(µm) DV0,1 118 110 105
TT11003 (µm) DV0,5 528 463 418 382 360 341 332
DV0,1 274 236 212 194 180 166 156
4>P>50 bar
75>Q>300 l/min
2>P>6 bar
160>Q>500 l/min
6>P>12 bar
35>Q>113 l/min
30>P>...bar
19>Q>23 l/min
Coeficientes de Variação em função da Vida útil
Seleção de Bicos de pulverização:

Considerando um exemplo prático:


Será realizada uma aplicação de herbicida para dessecagem
da cobertura vegetal de uma área, para ser feito o plantio de
milho, no sistema de plantio direto. O herbicida utilizado
será de contato, marca Gramoxone (Paraquat), sua dose é de
2.5 l/há, tendo um volume de calda médio para aplicação em
torno de 200 l/ha. O trator utilizado será um Massey
Fergunson MF235, seu consumo de diesel na operação de
pulverização é de aproximadamente 13 l/h. O pulverizador
utilizado é um Jacto AM14 o volume de água do tanque de
defensivos é de 200 l. A barra de pulverização tem 20 bicos,
com espaçamento de 0,5m entre bicos. A pressão de trabalho
da bomba será calibrada em 1.5 bar. A velocidade de
operação para pulverização será em torno de 8 Km/h. Nas
operações de dessecagem o tamanho da gota deve ser médio.
Com o auxílios dos catálogos fornecidos, determine qual o
bico ideal para esta aplicação.
Seleção de Bicos de pulverização:

Parâmetros de seleção:
Tipo de produto a ser aplicado;
Tipo de gota;
Taxa de aplicação;
Velocidade de Operação;
Espaçamento entre bicos;
Pressão de operação;
Seleção de Bicos de pulverização:

Para o exemplo dado:


Tipo de produto a ser aplicado= Dessecante (contato)
Tipo de gota= média
Taxa de aplicação=200 l/ha
Velocidade de Operação=8 Km/h
Espaçamento entre bicos=0,5 m
Pressão de operação=1,5 bar
Seleção de Bicos de pulverização:

Tabelas de seleção:
Tipo de produto: Tamanho de gotas:
Seleção de Bicos de pulverização:
Tabela de seleção:
Seleção de Bicos de pulverização:

Bico selecionado XR11005


• PONTEIRA DE PULVERIZAÇÃO
ELETROSTÁTICA
Entrada de líquido
Entradas de ar

Zona de Eletrodo
atomização

Spray
Carregado
• PONTEIRA DE PULVERIZAÇÃO
ELETROSTÁTICA

- BENEFÍCIOS;
SISTEMAS DE PULVERIZAÇÃO PARA APLICAÇÃO DE
TAXA VARIÁVEL
(Descrição dos sistemas em desenvolvimento para a aplicação
de taxa variável de defensivos agrícolas).

- Injeção Direta

- Bico Bifluido

- Controlador Eletrônico de Fluxo


- INJEÇÃO DIRETA:

Em um sistema de injeção direta, o produto químico a ser aplicado é


misturado com o diluente durante a operação de pulverização. O diluente
é mantido a um fluxo constante, variando-se a quantidade de produto
químico injetado, caso seja necessária a variação da sua dosagem.
EFEITO DE TUBULAÇÃO E EFEITO DE DIFUSÃO
SISTEMA DE INJEÇÃO DIRETAMENTE NO BICO DE PULVERIZAÇÃO
- BICO BIFLUIDO:
Esse bico usa ar e líquido sob pressão para formar a pulverização.
Ambos os fluidos são injetados em uma câmara dentro do corpo do bico
através de orifícios de restrição e o fluxo de ar/líquido é então emitido
através de uma ponta de pulverização do tipo impacto para criar um jato
de forma plana. A vazão e o tamanho de gota da pulverização é função da
pressão dos dois fluidos.

Bico AirJet®