Anda di halaman 1dari 20

Corregedoria Regional Eleitoral

de São Paulo

MULTAS ELEITORAIS
Multas Eleitorais

Será aplicada multa:


a) Ao brasileiro nato que não se alistar até os 19 anos e ao
naturalizado que não se alistar até um ano da naturalização;

b) Ao eleitor que deixar de votar e não se justificar até 60 dias


após a eleição;

c) Ao eleitor que se encontrar no exterior na data do pleito e não


justificar até 30 dias de seu retorno ao Brasil;

d) Ao mesário que não comparecer na eleição, sem justificativa;

e) À pessoa com decisão judicial transitada em julgado, por


infração a dispositivo do Código Eleitoral ou à Lei 9.504/97, em
que haja previsão de aplicação de multa de natureza
administrativa.
Multas Eleitorais - Base de Cálculo
(Art. 85, Res. TSE n.º 21.538/03)

Base de Cálculo = 33,02 UFIR

Último valor UFIR = R$ 1,0641

R$ 35,14
TABELA-BASE PARA CÁLCULO DAS MULTAS ELEITORAIS
Lei nº 4.737, de 15/07/65 – Resolução TSE nº 21.538/03

Art. 7º Deixar de votar e não se justificar no prazo R$ 1,05 a R$ 3,51


de 60 (sessenta) dias.
Art. 8º Não alistamento de:
-brasileiro nato que não requerer o
alistamento até o 151º dia anterior à data
em que completar 19 anos; R$ 1,05 a R$ 3,51
-brasileiro naturalizado que não requerer o
alistamento até 1 ano após adquirida a
nacionalidade.
Art. 9º Servidor responsável pela inobservância R$ 35,14 a R$ 105,41
dos arts. 7º e 8º.
Art. 11 Recolhimento de multa em zona eleitoral R$ 3,51
diversa da inscrição.
Art. 61 Recolhimento de multa no pedido de R$ 3,51
transferência da inscrição.
Art. 124 Mesário faltoso – 30 dias para se justificar. R$ 17,57 a R$ 35,14
Art. 124, Mesário faltoso:
§§ 3º e 4º - quando a mesa receptora deixar de
funcionar em virtude de sua ausência; R$ 35,14 a R$ 70,28
- abandono dos trabalhos no decurso da
votação sem justa causa.
Multas Eleitorais
Código Eleitoral, artigo 367, § 2º:
A multa poderá ser aumentada até 10 (dez) vezes, se o Juiz
considerar que, em virtude da situação econômica do infrator, é
ineficaz, embora aplicada no máximo.

Código Eleitoral, artigo 367, § 3º:


O alistando ou eleitor que comprovar seu estado de pobreza,
perante qualquer Juízo Eleitoral, ficará isento do pagamento da
multa.

Exceção: Não poderá haver dispensa de recolhimento de multa


aplicada em decorrência de violação a dispositivos da Lei nº
9.504/97.
Multas Eleitorais arbitradas em
procedimento próprio

* Antes de prolatar a sentença, o MPE deve manifestar-se *

1) Sentença impositiva

2) Intimação da sentença

3) Prazo para recurso: 3 dias

4) Decurso de prazo sem recurso TRÂNSITO EM 


ou após julgamento de recurso JULGADO DA 
SENTENÇA 
interposto IMPOSITIVA DE 
MULTA 
Multas Eleitorais - Transitada em
julgado a sentença
Comandar o FASE 264:

Multa eleitoral em razão de violação de dispositivos


do Código Eleitoral e Lei nº 9.504/97, exceto às de
natureza criminal ou decorrentes de ausência às
urnas ou aos trabalhos eleitorais.

* Data de ocorrência: trânsito em julgado da decisão

* Motivo/forma: 1 - Código Eleitoral


2 - Lei nº 9.504/97
Multas Eleitorais - Transitada em
julgado a sentença
Intimação para pagamento em 30 dias

Expedição de mandado com a GRU anexa

RESOLUÇÃO TRE/SP n.º 170/2005
Art. 1°. Transitada em julgado a decisão impositiva de
multa prevista no Código Eleitoral e leis conexas, o
devedor e os responsáveis solidários serão intimados a
satisfazer o pagamento no prazo de 30 (trinta) dias.

Parágrafo único. O comprovante de pagamento deverá


ser apresentado em Cartório, no prazo de até 24 horas,
após o vencimento do prazo anterior.
Juízo da _____ Zona Eleitoral de ___________________________
Endereço:..........................................................................................................................................

ORIGEM: Processo nº _______ - Representação


REPRESENTANTE: (Nome do representante)
REPRESENTADO: (Nome do devedor)

M A N D A D O DE I N T I M A Ç Ã O

O Excelentíssimo Doutor ______________________, Juiz Eleitoral da _____ Zona Eleitoral de


_______(nome da Zona Eleitoral)______, Estado de São Paulo, na forma da lei, etc...,

M A N D A, a qualquer Oficial de Justiça de sua jurisdição que, em cumprimento deste,


expedido nos autos do Processo nº ________ - Representação, em que figura como
representante (nome do representante) e como representado (nome do devedor), dirija-se à
Rua..................................., ou onde possa ser encontrado nesta Comarca, e aí

I N T I M E o devedor, Sr. (nome do devedor), para que, no prazo de 30 (trinta) dias, efetue o
pagamento da multa imposta por sentença transitada em julgado, no valor de ______(valor por
extenso), sob pena de, não satisfeito o débito, ser considerada dívida líquida e certa, para fins
de cobrança, mediante execução fiscal, tudo conforme determinação expedida nos autos do
processo em epígrafe, cujas cópias seguem anexas.

C U M P R A - S E, na forma e sob as penas da lei. Dado e passado nesta cidade e Comarca de


___________, aos (dia do mês) do mês de (mês) de (ano). Eu,_____________, (cargo), digitei.
Eu,_____________, Chefe de Cartório Eleitoral, subscrevi.

Juiz Eleitoral
Multas Eleitorais

Extrair a partir do sistema ELO a Guia de


Recolhimento da União - GRU

• Simples: pagamento exclusivo


Há 2 tipos no Banco do Brasil
de guias
• Cobrança: pagamento em qualquer
instituição bancária, inclusive Casas
Lotéricas
Multas Eleitorais

O DEVEDOR QUITA  O  DÉBITO

1º) O devedor apresenta a 2ª Via da Guia de Recolhimento da


União – GRU devidamente quitada até 24 horas após o prazo de
30 dias da efetivação da intimação para pagamento.

2º) Juntar aos autos a 2ª via da Guia de Recolhimento da União-


GRU, certificando que a multa devida foi integralmente quitada.

3º) O Juiz Eleitoral determina o arquivamento e o comando do


FASE 078.
Multas Eleitorais
O DEVEDOR REQUER PARCELAMENTO DO 
DÉBITO

1º) Se requerido pelo devedor e concedido pelo Juiz Eleitoral o


parcelamento do débito, o cartório eleitoral deverá emitir todas as
GRUs quantas forem as parcelas concedidas;
2º) O devedor deverá apresentar cada GRU devidamente paga no
prazo de 30 dias do vencimento, mês a mês, sob pena de inscrição da
multa em dívida ativa;
3º) Juntar aos autos a 2ª via da GRU, mês a mês, certificando que a
multa devida foi parcialmente quitada, até que seja paga a última
parcela;
4º) O Juiz Eleitoral, após o pagamento de todas as parcelas,
determina o arquivamento.
Multas Eleitorais
O DEVEDOR NÃO QUITA O DÉBITO

Se o pagamento não for efetuado no prazo de 30 dias

da intimação para pagamento da multa imposta por

sentença transitada em julgado,

o chefe de cartório eleitoral certificará nos autos

e o Juiz Eleitoral determinará a inscrição da dívida

no Livro de Inscrição de Multas Eleitorais


PROCEDIMENTO PARA
INSCRIÇÃO EM DÍVIDA ATIVA

Prazo para inscrição da dívida:

O Juiz Eleitoral tem o prazo de 5 dias após o


decurso do prazo para o pagamento da multa
para fazer a inscrição da dívida.
PROCEDIMENTO PARA
INSCRIÇÃO EM DÍVIDA ATIVA

Para multas superiores a R$ 1.000,00:


1 - Certificar nos autos o decurso do prazo de 30 dias sem a
quitação do débito
2 - O Juiz Eleitoral determina a inscrição em dívida ativa
3 - Registrar no Livro de Inscrição de Multas Eleitorais o Termo
de Inscrição de Débito de Multa Eleitoral;
4 - Expedir Certidão de Inscrição de Débito de Multa Eleitoral
em 2 vias;
5 - Juntar uma via da Certidão de Inscrição de Débito de Multa
Eleitoral nos autos;
PROCEDIMENTO PARA
INSCRIÇÃO EM DÍVIDA ATIVA
Continuação:
Para multas superiores a R$ 1.000,00:

6 - Encaminhar a outra via da Certidão à Secretaria Judiciária


por meio de ofício assinado pelo Juiz Eleitoral, acompanhada de
CÓPIAS AUTENTICADAS pelo cartório de:
- Manifestação do MPE exarada anteriormente à sentença;
- Sentença;
- Certidão da publicação da sentença;
- Acórdão, com voto (se houver a interposição de recurso);
- Certidão da publicação do acórdão (quando houver);
- Certidão de trânsito em julgado.
PROCEDIMENTO PARA
INSCRIÇÃO EM DÍVIDA ATIVA

Continuação:
Para multas superiores a R$ 1.000,00:
7 - Anotar no Livro de Registro de Multa Eleitoral a data da
remessa à Secretaria Judiciária;
8 - O Juiz Eleitoral deverá determinar que os autos aguardem
em arquivo até a comunicação da liquidação do débito;
9 - Arquivar os autos;
10 - No recebimento da comunicação da liquidação do débito,
fazer anotação no Livro de Inscrição de Multas Eleitorais,
desarquivar os autos para certificar o ocorrido e proceder a
novo arquivamento.
PROCEDIMENTO PARA
INSCRIÇÃO EM DÍVIDA ATIVA
Para multas superiores a R$ 1.000,00:

A Secretaria Judiciária, ao receber as certidões, após


registrar em livro próprio, as encaminhará à
Procuradoria da Fazenda Nacional ou às
Procuradorias Seccionais no Estado de São Paulo, para
que a dívida seja cobrada mediante ação de execução
fiscal.

ATENÇÃO: Após o encaminhamento da certidão à SJ,


o devedor só poderá quitar o débito na PFN, seja à
vista ou de forma parcelada.
PROCEDIMENTO PARA
INSCRIÇÃO EM DÍVIDA ATIVA
Para multas iguais ou inferiores a R$ 1.000,00:

- Nos termos do Ofício-Circular TRE/SP n.º 11.490/2004, continua


suspenso o envio a este Regional das Certidões de Débito de
Multas Eleitorais com valores iguais ou inferiores a R$ 1.000,00
reais (um mil reais).
- Deve ser formalizada a inscrição de débito de multa eleitoral
(Registrar no Livro de Inscrição de Multas Eleitorais o Termo de Inscrição de
Débito de Multa Eleitoral).

- O Juiz deve determinar que os autos aguardem em Cartório a


decisão do C. Tribunal Superior Eleitoral sobre o procedimento a
ser adotado em relação às multas de valor inferior ou igual a R$
1.000,00 (um mil reais).
MULTAS ELEITORAIS

PRESCRIÇÃO:

A multa eleitoral constitui dívida ativa não


tributária, sujeita à prescrição prevista no
Código Civil, de 10 anos.