Anda di halaman 1dari 24

Trabalho – Ensaio de Materiais Curso...: Inspetor de Qualidade - SENAI Turma..: SI01 Prof.: Marcos Soldi Alunos.

: William / Cleber / Eric

OK! Vamos a AULA !!!

Animação Galera !!!

O que significa ENSAIO ?


Ensaio significa: Um procedimento para avaliação crítica, um meio de determinar a presença, a qualidade, ou a verdade de algo; submeter a um teste para exibir uma determinada característica.
Como você se sentiria se a chave que acabou de mandar fazer quebrasse ao dar a primeira volta na fechadura? Ou se a jarra de vidro refratário que a propaganda diz que pode ir do fogão ao freezer trincasse ao ser enchida com água fervente? Ou ainda, se o seu guarda-chuva virasse ao contrário em meio a um temporal?

Propriedades dos Materiais


Todos os campos da tecnologia, especialmente aqueles referentes à construção de máquinas e estruturas, estão intimamente ligados aos materiais e às suas propriedades. Tomando como base as mudanças que ocorrem nos materiais, essas propriedades podem ser classificadas em dois grupos:
 Físicas Propriedades físicas em geral: dimensões, forma, densidade, porosidade, calor especifico, condutibilidade elétrica, etc.; Propriedades Mecânicas: resistência mecânica (estática e dinâmica), elasticidade, plasticidade, fragilidade, etc..

 Químicas Componentes químicos, acidez, resistência a corrosão, etc.

Se colocamos água fervente num copo descartável de plástico, o plástico amolece e muda sua forma. Mesmo mole, o plástico continua com sua composição química inalterada. A propriedade de sofrer deformação sem sofrer mudança na composição química é uma propriedade física.

Por outro lado, se deixarmos uma barra de aço-carbono (ferro + carbono) exposta ao tempo, observaremos a formação de ferrugem (óxido de ferro: ferro+ oxigênio). O aço-carbono, em contato com o ar, sofre corrosão, com mudança na sua composição química. A resistência à corrosão é uma propriedade química.
Entre as propriedades físicas, destacam-se as propriedades mecânicas, que se referem à forma como os materiais reagem aos esforços externos, apresentando deformação ou ruptura. Quando você solta o pedal da embreagem do carro, ele volta à posição de origem graças à elasticidade da mola ligada ao sistema acionador do pedal.

CONTINUANDO...

AGORA TÁ FACIL!!!

Protótipo é a versão preliminar de um produto, produzida em pequena quantidade, e utilizada durante a fase de testes.
Corpo de prova é uma amostra do material que se deseja testar, com dimensões e forma especificadas em normas técnicas

Os ensaios de matérias têm as seguintes finalidade:


 Permitir o obtenção de informações rotineiras da quilidade de um determinado produto – ensaio de controle.
 Desenvolver novas e melhores informações sobre materiasi conhecidos, ou então desenvolver novos materiais;  Obter medições precisa das propriedades e constantes físicas.

Se você parar para observar crianças brincando de cabo-de-guerra, ou uma dona de casa torcendo um pano de chão, ou ainda um ginasta fazendo acrobacias numa cama elástica, verá alguns exemplos de esforços a que os materiais estão sujeitos durante o uso.

Veja a seguir a representação esquemática de alguns tipos de esforços que afetam os materiais.

Exemplos de propriedade Mecânica A elasticidade é um exemplo de propriedade mecânica. Pode ser definida como a capacidade que um material tem de retornar à sua forma e dimensões originais quando cessa o esforço que o deformava.

Exemplos de propriedade Mecânica

A estampagem de uma chapa de aço para fabricação de um capô de automóvel, por exemplo, só é possível em materiais que apresentem plasticidade suficiente. Plasticidade é a capacidade que um material tem de apresentar deformação permanente apreciável, sem se romper.

Exemplos de propriedade Mecânica


Uma viga de uma ponte rolante deve suportar esforços de flexão sem se romper. Para tanto, é necessário que ela apresente resistência mecânica suficiente. Resistência mecânica é a capacidade que um material tem de suportar esforços externos (tração, compressão, flexão etc.) sem se romper.

Para determinar qualquer uma dessas propriedades é necessário realizar um ensaio específico.

CONTINUANDO...

HUMMMMM... INTERESSANTE!

Os ensaios podem ser classificados em:


 Ensaios simples na oficina;  Ensaios destrutivos;  Ensaios não-destrutivos.

 Ensaios simples na oficina


Por meio desses tipos de ensaios não se obtém valores precisos, apenas conhecimento de propriedades especificas dos matérias. Dentre eles estão:  Ensaio Visual;  Ensaio com Lima;  Ensaio por Som;  Ensaio por Dobramento;  Ensaio por Centelhas.

 Ensaios destrutivos - são aqueles que deixam algum sinal na peça ou corpo de prova submetido ao ensaio, mesmo que estes não fiquem inutilizados. Os ensaios destrutivos abordados nas próximas aulas deste módulo são: tração, compressão, cisalhamento, dobramento, flexão, embutimento, torção, dureza, fluência, fadiga e impacto.  Ensaios não-destrutivos - são aqueles que após sua realização não deixam nenhuma marca ou sinal e, por consequência, nunca inutilizam a peça ou corpo de prova. Por essa razão, podem ser usados para detectar falhas em produtos acabados e semi-acabados. Os ensaios não destrutivos tratados nas aulas deste módulo são: visual, líquido penetrante, partículas magnéticas, ultra-som e radiografia industrial.

 Ensaio Visual
É utilizado para controlar a qualidade da superfície (por exemplo, acabamento laminado do aço laminado) bem como para distinguir os metais em função de suas cores (aõ. Latão, cobre, tec.). E também utilizado para verificar defeitos de porosidade, fissuras e trincas.

Latão

Cobre

Aço

 Ensaio com Lima


É utilizado para verificar a dureza por meio do corte do cavaco. Quanto mais fácil é retirar o cavaco, mais mole o material. Se a ferramenta desliza e não corta, podemos dizer que o material é duro.

 Ensaio por Som


Para verificar trincas em peças fundidas, rebolos, tec. Podemos também distinguir o aço (som alto) do ferro fundido (som baixo), etc.

 Ensaio por Dobramento


Verifica o numero de dobramentos que o material suporta antes de quebrar. Esse método permite testar a resistência, a tenacidade e capacidade de deformação do material.

 Ensaio por Centelhas


É utilizado para fazer a classificação do teor de carbono de um aço, em função da forma das centelhas que o material emite ao ser atritado num esmeril.

Quanto maior a bifurcação nas centelhas, maior quantidade de carbono.

AGORA A MELHOR PARTE...

TA GOSTANDO ???

Normalização do Ensaios
Normalização: ”É a classe de norma técnica que constitui um conjunto metódico e preciso de preceitos destinados a estabelecer regras para execução de cálculos, projetos, fabricação, obras, serviços ou instalações.” Evidentemente, os ensaios não traduzem valores absolutos e imutáveis. Os ensaios podem ser realizados na própria peça ou em um corpo de prova, entretanto os valores obtidos vão refletir sempre uma situação particular. Por esse motivo, adota-se um fator de segurança para garantir que as peças suportem os esforços reais a que estão submetidas.

Devemos, ainda, normalizar o ensaio, ou seja, especificar o método empregado, dimensões e método de fabricação o corpo de prova.

Normalização do Ensaios
A normalização dos ensaios e dos materiais leva ainumeras vantagens, dentre as quais destacamos:  Reduz o desentendimento entre produtor e consumidor;  Torna a qualidade de produção mais uniforme;  Reduz os tipos similares de peças e materiais;

 Diminui o custo unitário de produção;


 Orienta o projetista na escola do material existente;  Permite a comparação de resultados obtidos em diferentes laboratórios, pela adoção do mesmo método.

Normalização do Ensaios
Normalização no Brasil Órgãos: Sinmetro – Conmetro – Inmetro ABNT: Associação Brasileira de Normas Técnicas, faz parte do Conmetro como representante de entidade nacional de caráter privado ligado ao sistema de normalização. Normalização internacional ISO – Organização Internacional para Normalização; IEC – Comissão Internacional Eletrotécnica

Laboratório de Ensaios
Laboratório completo para avaliação de materiais, Ensaios Mecânicos, Ultra Som, Macrografia e Micrografia, Espectrômetro, Liquido Penetrante e Partículas Magnética.

FIM

Entendeu tudo?